Diálogando com Deus - a resposta em silêncio.

       

         Hoje quero sair da rotina, textos e mais textos jogo nas esquinas.
         Quero dialogar como nunca fiz. Com o Pai sou o seu eterno aprendiz.

         Deus amou, e não ficou em palavras seu amor... Deus amou e deu. Quão natural é suceder-se ao amor a doação.

         Deus amou e deu, nada reteve, deu o que tinha de melhor, maior e mais nobre, deu-se a Si mesmo na pessoa de seu Filho, filho único, e deu-o por mim.

          Deu-o para que na cruz sofresse. Deu-o para que por mim morresse. Para que eu, em Seu lugar, vivesse. Abro o coração em forma de agradecimento e inicio a minha prosa.

          Obrigado, Senhor, muito obrigado. Obrigado pelo muito que me deste. Obrigado por tudo quanto vi, escutei, recebi.

          Obrigado pela roupa que me veste, pela justiça que se fez, pelo vento que afagou. Obrigado pelo remédio que me ajudou, pela palavra amiga, que me consolou.

          Obrigado pela comida que me sustentou, pela água que há pouco matou-me a sede. Obrigado pelo teto que me abriga, pela porta que me recebe, pelas flores que me encantam.

          Obrigado pela noite e seu repouso, pelo dia e seu trabalho. Obrigado pela mulher a quem amo, pelos filhos que me querem, pelos amigos que confiam.

          Obrigado porque me escutas, me levas a sério, me respondes. Mas acima de tudo, obrigado pelo Dom de Teu Filho Jesus...

         No fim o grande jardim da minha casa sorriu pra mim, como que concordasse com as minhas palavras.

          Deus amou de tal maneira, que deu!
          De que forma tenho amado eu?

         Hubner Braz
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

13 Milhões de Confessos:

  1. HUB, junto-me a você na declaração: "Obrigado, Pai". "Obrigado Pai/Mãe".

    mas não vou ousar discordar da teologia desse seu texto tão poético.

    Ele para mim, também é o amor.

    ResponderExcluir
  2. Querido amigo HUBNER,

    Muito belíssimo este seu ensaio em agradecimento ao Pai...não há coisa mais bela, que a gratidão, pelo pão de cada dia, pela casa que moramos, pela saúde que usufruímos....

    Quantos não possuem nem metade das coisas que possímos, e mesmo assim ainda se lembram de todos os dias agradecerem por suas vidas......

    E é assim que vivemos, sempre agradecendo pelo que temos ...pelo que não temos.....e tendo sempre em mente, que a importância maior está no simples fato de estarmos aqui!!

    Parabéns!!
    Muita Paz...

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Eduardo e Paulinha pelo apoio.

    Vocês me motivam à cada dia.

    O Amor sobre tudo.... "e permanece estas três: a fé, a esperança e o amor, entre as quais, o maior é o Amor." (Ap. Paulo de Tarcis)

    Abraços fraternais.

    ResponderExcluir
  4. Hubner

    Eu não vou deixar passar esta possibilidade de confrontação não, assim como o Duzinho fez, eu não vou perdoar. rsrsrsrs

    Deixei quieto a discussão lá na sala da confraria, mas não vou deixar esta aqui não.
    Mesmo sendo poesia, e muito bela por sinal, não vou deixar meu coração se sensibilizado a tal ponto que não venha debater com você. (ainda que tenha gostado muito do seu belo poema, parabéns.)

    Por hora, como estou muito, mas muito mesmo ocupado em ter que comentar em outras salas do pensamento, vou me ater aos dois pontos principais de sua postagem, a saber:

    1- Crucificação de cristo como prova do amor de deus:
    Se deus ama, como pode entregar o seu próprio filho para ser brutalmente e injustamente assassinado??
    Para aplacar a sua própria ira com sangue de um inocente??
    Que amor mais malvado é este??? como posso acreditar no amor de deus, se ele não poupou seu próprio filho, coadunando com a morte dele, sendo cúmplice, pois foi ele quem entregou o seu filho para morrer, não seria então um deus perverso???

    2- Sua gratidão pelas bençãos de deus:
    Se realmente foi deus quem deu tudo isto que você diz ter recebido em sua postagem, o que dizer então das bilhões de crianças que morrem de fome, sem ter o que comer???
    É que você é especial para deus??
    Você foi escolhido por deus, e os outros bilhões de seres humanos, que não tem comida para comer, roupa para vestir, abrigo para dormir, numa miséria desgraçada, como é que ficam???
    Seria menos amadas??? Não seria injustiça de deus, dar tantos para uns, nada para outros???

    Aguardo suas respostas.........

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Amigo,

    Sua reverencia ao Senhor foi digna de apreço. Agradecer à Deus pelo que tens, por quem tu és, por quem podes ainda ser é fabuloso.

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Hubner como você correu do debate, demorando para responder, eu coloquei estas minhas iniciais indagações em minha mais nova postagem, que tal continuarmos lá o que nem começamos aqui??? rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Não corri amigo Marcio, a minha ausencia exemplifico com uma viagem que fiz neste FDS, cheguei agora. Então vamos explicar.
    Tópico 1: Deus deu seu unico Filho, sabendo de tudo... Ele sabia que ressucitaria ao terceiro dia. Todos nos sabemos que foi necessario fazer, por dois motivos, o povo era incredulo, precisava ver. e o segundo para que o veu do templo se rasgasse.
    O segundo tópico exemplifico. na vontade de Deus permissiva, e no pecado de Adão.

    Abraços amigão e até a proxima.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Edjane!!!

    Seus comentarios são de grande avalia!!!

    Bjsss

    ResponderExcluir
  9. O seu grande problema Hubner é que você não pensa para responder, e nem precisa, pois é somente decorar a explicação comoda e pretensamente segura da teologia clássica, ao invés de ter o árduo trabalho de pensar e refletir e chegar em suas próprias conclusões.

    Na questão do sacrifício vicário de cristo, eu postei um texto abordando esta temática lá no meu blog, então eu não vou discutir aqui, mas será o maior prazer recebe-lho lá.

    Mas no segundo ponto, é muito frágil sua resposta, pois se dizermos que os acontecimentos do mal, foi da vontade permissiva de deus, estamos dizendo – embora não queiramos admitir – que foi no final das contas a vontade de deus sim, pois se ele tem poder para impedir uma tragedia e não o faz, segue-se que ele somete permitiu porque justamente concorda com este mal.

    Mas ai é que esta a grande implicação: Se ele permitiu porque ele quis o mal, então segue que ele não é bondoso.

    Agora em relação a sua outra explicação para o problema do mal no universo ser por causa da mordidinha de Adão na “maça” é infantil a tal ponto que me recuso a contrariar, pois que justiça há em deus, se isto for de fato verdade, pois como culpar todos os seres humanos por causa de um homem só??
    Ainda mais que ninguém pediu para nascer, como pode ser culpado por algo que ainda nem fez??

    Hubner antes de você vir dar estas respostas simplórias e enlatadas, pense pelo menos nas implicações de meu comentário.

    Abraços e estou te esperando lá em minha sala para começarmos o debate sobre o sacrifício vicário de cristo.

    ResponderExcluir
  10. Márcio seu filosofico as avessas, rsrsrs.

    Estarei no seu blog comentando sobre o seu comentario.

    Me aguarde!!!

    ResponderExcluir
  11. Querido amigo Hubner,

    Vim aqui para te agradecer por visitar minha página e também por estar me seguindo. Obrigado!

    Que Deus enriqueça seu coração em Cristo,

    João

    ResponderExcluir
  12. É muito bom ser grato por tudo o que o Senhor nos tem feito.

    Gostaria de agradecer-lhe por sua presença em meu blog. Seja bem vindo em nome de Jesus!

    http://twitter.com/aescrituraviva

    ResponderExcluir
  13. Olá João,

    Estamos juntos para a evangelização mundial.

    a Paz pra ti...

    Genilda é ótimo receber uma visita ilustre com a sua, estou muito feliz.

    Abçs

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.