Liberdade Metafísica

Todos nós, já ouvimos falar de livre arbítrio, que quer dizer livres escolha, livre opção ou liberdade metafísica. Em todas as situações da vida, temos sempre duas ou mais possíbilidades para escolher. E a cada momento, a vida exige-nos uma decisão.

Temos sempre que optar entre uma ou outra atitude. Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos a optar entre uma e outra atitude. O profeta diz: "Nem por força e nem por violência"

Ao ouvirmos o despertador podemos escolher entre abrir a boca para lamentar ou não. Se for um dia de folga nos contentaremos por mais um dia de vida, de oportunidades??? Ou não…

Ao encontrarmos o familiar que acaba de se levantar, podemos escolher entre resmungar qualquer coisa, ficarmos calados, ou desejar um bom dia.

Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou procurar o isolamento, ou ainda, contaminar o ambiente com mau humor. (Aquela notícia de ontem à noite no telejornal…)

Conta um médico que trata pacientes com cancro, que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações similares.

Diz que, duas das suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que extrair um seio por causa da doença.

Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, e que a outra, optou por lamentar o seio perdido, embora tivesse também netos com que brincar.

Quando alguém nos ofende, podemos escolher entre replicar, calarmo-nos ou oferecer o tratamento oposto.

É preciso fazer ressaltar que todas as acções terão uma reacção correspondente como consequência. E essa reacção é da nossa total responsabilidade.

Isso deve ser ensinado aos filhos desde bem cedo. Caso a criança escolha agrdir um colega e leve uns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua acção e, por conseguinte, da sua inteira responsabilidade.

Tudo na vida está sujeito à lei de causa e efeito; para uma acção positiva, um efeito positivo; para uma acção infeliz, o resultado correspondente. E Jesus disse: "Se alguém quiser bater na sua face, ofereça o outro lado"

Se chegarmos ao serviço bem humorados, alegres, radiantes, e encontrarmos um colega de mau humor, podemos decidir entre sintonizar-nos na sua corrente de onda ou fazer com que se sintonize na nossa.

Há ainda uma outra possibilidade de escolha; ficarmos na nossa. Todavia, da nossa escolha dependerá o resto do dia. E os resultados pertencem-nos.

A semeadura é livre, mas a colheita obrigatória. Pois bem. A senhora ministra e o governo semearam e colheram.
Os professores semeiam e colhem durante todo o ano, toda a vida, sendo os seus alunos o fruto do seu labor. Os seus êxitos são a sua alegria, as flores que embelezam as suas vidas, porque se limitaram a semear plantas boas, não silvas, cardos ou cactos.

Não há outra saída. O que importa é saber que a opção é de cada um, que mesmo as sementeiras que demoram bastante tempo a germinar, um dia darão frutos. São aqueles actos praticados no anonimato, em surdina, que aparentemente ficam impunes.

Um dia, eles aparecerão a reclamar a colheita. Também os actos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos. E a cruz foi silênciosa, e quem são os cupados de uma tão escolha?  


Postado por Hubner Braz
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

19 Milhões de Confessos:

  1. Amigos(as) confraternantes, antes do jardim do edem, já existia a livre escolha, sendo assim, a hora seguinte será o reflexo da hora atual. O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje.

    É assim que vamos construindo nossa felicidade ou a nossa desdita, de acordo com nossa liberrdade metafísica, que é o nosso livre-arbítrio.

    ResponderExcluir
  2. Não tenho o que contestar. Concordo e ponto.

    Um beijo no coração!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Hubner!

    Pois que dizer..., assino em baixo!

    Um beijo e uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  4. Bom, não sei se antes do "Eden" havia livre-arbítrio, mas para muitos pensadores, o livre-arbítrio é uma ilusão.

    Só teríamos de fato livre-arbítrio se vivéssemos num mundo onde só existisse uma só pessoa. Onde há relação um e outro, o livre-arbítrio de um está condicionado pelo livre-arbítrio do outro.

    Pois onde há dois, a individualidade livre de cada um choca-se com a individualidade livre do outro, muitas vezes, anulando por completo a livre vontade de ambos.

    Eu tenho uma vontade livre danada de pular o muro do meu vizinho e roubar-lhes as laranjas do seu laranjal. Mas se eu fizer isto, posso até ser preso por invasão de domicílio, mesmo não querendo fazer mal algum a ele. Logo, minha vontade está impedida de ser satisfeita pela liberdade do outro de ter um pé de laranja para si.

    Tudo se resolveria se todos quisessem a mesma coisa, a todo momento. Mais aí não seríamos indivíduos...

    Então, somos de fato seres livres, mas que pelas injunções sociais, não podem e nem devem exercer sua liberdade sem levar em conta a vontade do outro.

    ResponderExcluir
  5. Esta liberdade que vc fala Edu não existe , pois ninguém é livre na verdade ou somos? quando esbarramos na liberdade do próximo ja deixamos de te-la srrs posso escolher e decidir ,mas tudo dentro de limites, então não há liberdade. paz!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite!

    Nesse momento faço a escolha de deixa aqui um pouco do que habita em mim, a respeito dessa tal liberdade que falas em teu texto.
    Todos os dias temos uma oportunidade de damos o nosso melhor, seja através das palavras, ou de um olhar terno, e até mesmo de um toque sútil no outro. Não é difícil viver essa escolha, basta recordar de tantas pessoas que estão hospitalizadas, que estão diagnosticadas com câncer maligno que uma doença que a cada dia aumenta a taxa de mortalidade. Então, as escolhas passam a serem fácil fazer-las. Com isso estou dizendo o quanto a vida é preciosa pra ser disperdiçada, com o mal humor, ou dando importância a coisas futeis. Liberdade é ser livre das misérias humanas, é saber contemplar o belo nas coisas simples, no prenúncio do céu que se faz aqui, quando sabemos olhar para as belezas que Deus criou por amor a nós.

    Somos livres quando permitimos o agir do amor em nós. Falo do amor maior, pois quem ama não aprisiona jamais, assim é o amor de Deus por mim, por você, por nós, filhos e filhas do céu.

    A liberdade vem de dentro de nós.

    Deus nos deu livre arbítrio, por uma única razão AMOR. O amor nos faz livre, Jesus nos ensinou isso na cruz.

    Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  7. Váleria Gomes,

    Mais uma vez presente, thanks.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  8. Alma Inquieta,

    É a segunda vez que vejo você participando dos meus posts, estarei lá no seu blog em breve.

    Bjkas

    ResponderExcluir
  9. Edu, Você está "quase" totalmente errado com seu comentario, ainda bem que tem a Rô para esclarecer a você de tudo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Rô, você está quase certa.

    O problema da liberdade é as querras que elas provogam. Se não fosse isso tudo seria belo. Mas observando a Beleza todos se confraternizam, porque nós gostamos de admirar a beleza da terra.

    Imagine se a palavra "livre escolha" se chama-se "tudo que é belo"...

    ResponderExcluir
  11. Edjane,

    Obrigado por contribuir mais uma vez com este blog, você está no top dos comentaristas. Parabéns.

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Hub, nem você nem a Rô entenderam o que eu disse

    ResponderExcluir
  13. Eu te entendi sim, desculpa não soube me expressar Edu, na verdade não existe liberdade, ninguém é livre, pois há limite pra tudo! pois sempre nos esbarramos com o limite do outro!
    paz

    ResponderExcluir
  14. Edson Moura,

    Obrigado por vim aqui, só foi infeliz na colocação. Hehehehe.

    Abraços

    ResponderExcluir
  15. Rô,

    Os indios poderia responder este questionamento de ser Livre.

    Eles foram livres, mas tomaram a sua liberdade.

    ResponderExcluir
  16. O Importante é viver a liberdade conciênte!!!

    ResponderExcluir
  17. A Liberdade é feita por ações que denuncia o próprio individuo que desfruta dela.

    ResponderExcluir
  18. Quando a liberdade de depender do outro discordo, com alguns comentários aqui postados.
    Por isso existe VIOLÊNCIA e CONSEQUENCIA.
    Cabe a nós transgredir ou não segundo a nossa vontade.

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.