Jesus, segundo o evangelho de Dimas o bandido

-->
Por: Marcio Alves

Algumas horas antes um calafrio subindo pela sua espinha, os olhos marejados de lágrimas contemplavam a face dilacerada e desfigurada daquele que era o seu grande e admirável salvador e Rei. Mas as fatalidades do destino juntamente com as injustiças da não compreensão e aceitação do poder público daquele que era o grande referencial e herói dos fracos e oprimidos pelo império romano, o levava a estar ali, trancafiado em uma fétida e horrível masmorra ao lado dos outros condenados.

Um profundo e solene silêncio, ninguém ousava dizer-lhe nada, mas aos poucos o dia foi clareando, e finalmente chegaram os guardas, pegaram e levaram todos eles para serem crucificados, mas a dor que comprimia e esmagava o seu peito, não era por ele, mas antes sim, por aquele que decididamente estava obstinadamente entregue pela causa humana dos marginalizados, a tal ponto de estar disposto a morrer para pagar o preço pelo sublime ideal do reino que ele mesmo viveu anunciando e almejando, mas que até aquele dado momento não tinha ainda sido concretizado.

No caminho foi logo cercado por uma tão grande multidão, onde todos unanimemente gritavam e zombavam do seu rei que era o alvo das mais duras criticas e piores zombarias. Ele e o seu outro companheiro que eram ladrões e assassinos mereciam tais tratamentos, mas aquele homem frágil e meigo, não, pois mesmo naquelas circunstâncias da contingência violenta da vida, não esboçava ódio ou rancor, mas amor e uma esperança delirante de que o seu Deus, a quem ele chamava carinhosamente de pai, viesse em sua direção, interferisse botando um ponto final, consumando o tal desejado e esperado reino que ele começara.

Estendidos na cruz, estando ele a sua direita, pois colocaram o seu rei no meio, entre os dois malfeitores, sendo ele mesmo um deles, pois em sua trágica vida de crueldade e assassinato, não sentiu o que é o amor e bondade humana, mas antes conheceu apenas o lado cruel da existência humana, sendo muito mais uma fatalidade, que apenas escolheu ser quem é, por ser o que foi transformado e levado a ser no meio de sua historia que o modelou em um homem perverso e sanguinário.

Mas naquele momento, ele ouviu aquele que dizia de si mesmo ser o filho do homem, chorando e orando a favor de todos os seus opressores, pedindo ao pai que perdoasse, pois eles não sabiam o que estavam fazendo.

Fez um momento de profundo silêncio, onde dava para ver nos olhos do salvador, que ele demonstrava uma angustiante e amargosa dúvida, se o seu reino era real ou mero sonho utópico. Percebeu-o cabisbaixo falando consigo mesmo que Deus o desamparara. Então o ladrão que passou a noite ao seu lado, observando e chorando ao contempla a mais pura inocência daquele justo homem, rompe o silêncio e com toda segurança e confiança do mundo diz: “Senhor, lembra-te de mim quando entrares no seu reino”.

Aquelas palavras foram tão fortes e divinas, que pareciam um balsamo derramado lavando o seu dolorido e abatido coração, fazendo com que ele levantasse a cabeça outrora triste e desiludida, para dar lugar a uma sensação de dever cumprido, entendendo que ele seria morto sim, mas que sempre permaneceria a sua imagem poderosa e forte de rei dos fracos e oprimidos. Morreu naquele dia com um largo e estampado sorriso no rosto, dando um brado de vitória conquistado na derrota, dizendo: Está consumado o meu reino entre e para os marginalizados deste mundo para todo o sempre!

Fonte: http://outroevangelho.blogspot.com/2010/07/jesus-segundo-o-evangelho-de-dimas-o.html
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 Milhões de Confessos:

  1. Olá gente,

    Esta postagem foi escrita pelo meu amigo evangelico pentecostal Marcio Alves.

    Este crente tem surpreendido a muitos.

    Abraços

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.