Eu quero que ela seja uma exceção – Confissões de Paulo de Tarso à "Estudande"

Após anos de decepção, eu finalmente decidi desistir da espécie feminina. Não quero namorar. Estou bem sem namorada e sem amor. Domina-me a arte de causalidade, à distância, e sentimentos lançados de dentro para fora sem nenhum esforço. Porque sempre era assim, não podia surgir algo emocional para que minha vida tornasse uma bagunça, para que o meu coração fosse quebrado. Eu não queria mais, ou eu não poderia me envolver com outra pessoa. Além do mais eu era possuído por uma compulsão alimentar provocada pelo sofrimento, e neste período, sempre caiam ciclos de lágrimas do meu coração partido. Por isso que eu decidi, que nunca mais irei me permitir cair nessa posição vulnerável de sentir alguma coisa por alguém, nunca mais.

E então, eu começo a ir à faculdade do Mestre Gamaliel. Ai, ela surgi se movimentando por todo o salão. A biblioteca foi o local do primeiro contato, das risadas inábeis, das conversas entre os corredores. Nós comentávamos sobre a insatisfação no meio dos vínculos entre pessoas de sexo oposto, as nossas opiniões acerca desta questão eram estranhamente semelhantes.

Derrepente, ela me joga o livro “O Banquete”. Que susto! Foi muito surreal, folheei, e encontrei a espiritualidade do amor (posteriormente escrito em 1Cor13). É incrível, a procura fica fácil quando estou ao lado dela. Eu sabia que as coisas estavam sendo levadas pelos devaneios do tempo, e eu não estava completamente à vontade de ir com ela. Ela viu minha hesitação, mas isso não impedia de aproximar-se de mim. E então veio a noite, e eu beijei-a. Era fim de semana do Dia da Colheita e estávamos dançando com os amigos. Nesse instante, todas as minhas crenças cínicas sobre o amor, ou sobre a impossibilidade de casais viverem felizes e sentirem realizados, desapareceram completamente.

Eu nunca me senti tão feliz antes, ou animado de estar com alguém. Foi tão fácil para nós, tão confortável. Até que, seu ex-namorado aparecer exclamando: “Eu quero voltar a ficar junto com você, eu sinto muito a sua falta”. Eles estavam juntos há dois anos, então eu sei que ele fez parte durante um grande período da vida dela. Fazia apenas um mês que eles tinham acabado, e ele também ia à mesma escola...

Portanto, um relacionamento entre eles, não seria muito difícil de se manter... Ela diz pra mim que isso não significa mais nada para ela, é..., só que ele sabe como mexer com a cabeça dela. Mas, se ele ainda é capaz de mexer com a cabeça, isso significa que ele ainda tem pelo menos uma parte do coração dela... certo? E isso que me deixa preocupado. Eu sei que faz apenas algumas semanas desde que nós começamos a sair, mas com a forma como as coisas está indo agora, eu gostaria de ver aquelas poucas semanas virarem meses. Confesso insanamente que eu nunca estive tão apaixonado por alguém, e estou disposto a se envolver de corpo e alma neste relacionamento, também assumo todo o risco de um possível machucado surgir no final de tudo isso.

A última coisa que eu quero é que ela seja a confirmação contra a minha opinião formada, pensamento meu de afirmar que as meninas são feitas apenas para decepcionar... Eu quero que ela seja a exceção, a minha exceção.

Confissões do Apostolo Paulo (Uma História de Ficção)

Referencia: 1 Coríntios 13.1-3 ”Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

6 Milhões de Confessos:

  1. Eu pensava em Paulo e não conseguia imaginar algo parecido, tipo, nunca deixei minha mente ir além, ter a percepção que eles, os homens da Biblia, eram homens como todos, sujeitos as mesmas paixões...

    Bela confissão!

    Bjs

    Mila

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Não sei se é assim que vc queria... mas qualquer coisa vc me avisa.... Beijos Bom FDS

    ResponderExcluir
  4. Minha confissão para o selinho.

    Por toda Noite. Noite chuvosa de inverno
    O tempo está frio...Ao falarem são ternos. A cada taça de vinho...Na beira da lareira
    Ardem de tanta paixão...Dois corpos incandescentes em processo de erupção...Esses dois vão se amar,se possuirão por inteiro. Em branco nada vai passar. Felizes em pleno devaneio...
    Nessa linda noite de amor.Propícia para se apaixonar.Dois corpos nus e encaixados
    Ficarão até o dia clarear. Ufa...

    ResponderExcluir
  5. Olá, Hubner.
    Passo para agradecer sua visita em meu blog e por o estar seguindo. Tenho vindo muitas vezes aqui também para ler um pouco de suas confissões que não sei se insanas, mas bastante inusitadas.
    Um abraço e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pelos comentários, amo a presença de todos. E como tenho seguido um cronograma de a cada três vem uma postagem polêmica, a minha próxima postagem será sobre uma menina que descobriu que era homofobica!!!

    Vai dar o que falar!!!

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.