A Importância da leitura para a vida Cristã.

“A primeira regra para ter sucesso na vida é conhecer o conteúdo dos livros que tem em casa.” (Hubner Braz)

CS Lewis disse certa vez: "Lemos para saber que não estamos sozinhos." O que isto significa para mim é que, através de livros, mais do que em qualquer outro meio, posso conversar com as mentes de outras pessoas – posso saber como elas pensam sobre aquilo em que acreditam e que valor tem para elas. E o mais importante, é que eu posso descobrir mais sobre mim mesmo. Há algo envolvente nos livros sobre identificação, afirmação e percepção das contingentes verdades de pensamentos compartilhados por diversos autores onde envolvemos uns com os outros no mesmo pensamento, nas mesmas lutas e sentimos os mesmos desejos.

A leitura é uma importante disciplina cristã. Além disso, o crescimento como um discípulo de Cristo está intimamente ligada à leitura da Bíblia, bem como dignosos livros cristãos que estão espalhados pelo mundo. É por isso que a Igreja Cristã tem defendido a causa da alfabetização. É por isso que os reformadores lutaram pela tradução das Escrituras em línguas vernáculas. É por isso que as editoras estão investindo, e as livrarias distribuindo no mundo.

A leitura também fornece uma janela para o mundo. Rob Lewis Stevenson escreveu: "Não há nenhuma fragata como um livro", Isso significa que os livros podem levá-lo para tempos e lugares que você nunca poderia ir à vida real. Eu posso ler “Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria” e viajar nas capitais brasileiras conhecendo as diversas igrejas que o próprio autor Ciro S. Zibordi descreve. Posso ler “Cristianismo em Crise” e estar nas igrejas dos Estados Unidos ou estar no Colizeu de Roma lendo as “Catacumbas de Roma” e até mesmo se envolver  nas geadas do Canada em “A Cabana” entrando na leitura de uma tal maneira ao ponto de sentir as dores e alegrias que os personagens passam, sem limitar as datas destes livros que são tão distintas entre eles.

Do ponto de vista educativo, os que têm o habito de ler livros com freqüência tem uma pequena porcentagem sobre outras pessoas e obtém uma perspectiva mais ampla da vida - os apaixonados por livros. Por quê? Como os leitores têm a língua superior e habilidades de pensamento. Eles também sabem sobre outras vidas, aquelas que são fora da sua estreita vivência. Eles podem ler um trecho qualquer e perceber grandes detalhes mantendo um sentido de perspectiva maior que os outros, porque eles têm lido o suficiente para expandir as suas mentes para além dos parâmetros de suas próprias vidas.

A perda do conhecimento e respeito pelo livro representa grave perigo para a igreja cristã. A transmissão da verdade cristã está intimamente ligada a pergaminhos, códices e livros ao longo da história da Igreja - uma herança herdada dos judeus, que muitas vezes protegiam os pergaminhos sagrados com suas vidas.

Os meios eletrônicos têm seus lugares e uso, e eu sou grato pelo acesso à informação muito digno e importante através de meios digitais. No entanto, o crã eletrônico não é o local de encontro para longas leituras. O veículo mais correto para uma leitura profunda vem através do livro, e o cristão deve ser um leitor assíduo.

Agora eu me pergunto; Será que os nossos cristãos lêem livros? Será que eles sabem o prazer da leitura solitária de uma página que tem uma mudança de vida? Será que já se perderam em uma história, emoldurado por sua própria imaginação em vez de imagens digitais? Será que já marcou até uma página, com urgência envolvida em um debate com o autor? Será que eles podem até pensar em um livro que mudou a forma como eles vêem o mundo. . .  Ou a fé cristã? Se não, por quê?


Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.