A Ciência do Beijo - Confissões Insanas

Você já teve a experiência de sentir no toque dos lábios faíscas? Você já sentiu como se estivesse derretendo ou que tenha sido atingido por uma onda de paixão? Isso é beijar, não simplismente beijar, mas BEIJAR... 

Todos nós sabemos como funciona quando beijamos..., ou será que nós realmente sabemos? Alguma vez você já se perguntou por que beijar é tão gostoso? Eu fiz a mesma pergunta no inicio da minha puberdade, por isso decidi explorar a ciência do beijo, tanto física quanto quimicamente e postar uma pitada deste conhecimento.

A Filematologia é a ciência do beijo.  Ela explora a fisiologia por trás dos sentimentos quentes, amáveis, mornos e distorcidos que acompanham um beijo. E em um mundo globalizado, um simples beijo raramente é tão simples, por isso é necessário ter uma ciência, mais nem a ciência é capaz de desvendar o mistério por traz de um beijo.

Seus lábios e língua são duas das áreas mais sensíveis do seu corpo. Ambos são constituídos por uma grande quantidade de ligações nervosas, tornando-se uma zona erógena. Quando você beija, esses nervos são estimulados, causando sentimentos de paixão e euforia.

Cientificamente falando, o beijo libera neurotransmissor (mensagens químicas do cérebro). 

Estes neurotransmissores fazem ligação aos receptores que provocam prazer, que por vez está em seu cérebro e cria os sentimentos de euforia, paixão e alegria. Esses mesmos tipos de neurotransmissores são liberados quando você se envolve em atividades físicas como a maratona ou pára-quedismo. Ele funciona da mesma maneira com beijos apaixonados, razão pela qual seu coração bate mais rápido e sua respiração se torna profunda e irregular.

Nem todos os beijos evocam essas reações químicas. Beijos da sua avó, um ator beijando uma atriz na tela, ou beijar um amigo no âmbito de um cumprimentar a primeira vista, provavelmente não vai provocar vibrações em seu coração. Embora esses beijos possam ser prazerosos para você, faltará à química, faíscas que vem com o sentimento da entrega, amor, paixão ou luxúria.

Embora essa química científica em seu cérebro defina o que você sente quando beija, é recomendável que você apenas relaxe e desfrute as sensações e os sentimentos da paixão. Na próxima vez que você tentar bloquear os lábios para o seu parceiro, não bloqueie, deixe-se levar...

Ai fica a dica do Blog Confissões Insanas. Na próxima postagem relacionada ao beijo falarei dos tipos de beijo... Aguardem.

"Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho." Cantares de Salomão: 1.1
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

10 Milhões de Confessos:

  1. ótima dica! hehehe
    Obrigada pela visita! Retribuindo e seguindo!

    Até mais!

    Morena
    http://todamocinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. QUE TEMA MAIS TUDO NA VIDA HEIM?!
    Tão bommmmmmmm...
    Ai, ai, ai!!!rs
    Amei o blog!!!
    Bjokss
    Pri

    www.epocaboutique.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Muito legal!!
    Fabiola.
    http://blogencontrandoideias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. hahaha TUDO EM NOSSA VIDA!! Otima dica eiim..

    Querida estou precisando de seu AJUDA, estou participando de um concurso e preciso que você comente aqui

    http://www.sapatos.net/blog-da-vitoria/

    To concorrendo a um sapato lindo, em 1 min você comenta e ME AJUDA DE MAIS.. OBRIGADA

    ResponderExcluir
  5. Oi Hubner,
    Filematologia!!! Não sabia que existia uma ciência do beijo! Vivendo e aprendendo. Adorei o post.
    Bjkas e uma noite maravilhosa para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Perai... Chama-me de "Querida" vamos parar com isso... Pare de me chamar assim...

    So deixarei me chamarem de querido ou my darling.

    Kisses for you

    ResponderExcluir
  7. Obrigada lindão por me seguir,seguindo tbm..
    Beziquinhos doces..
    http://drikabello.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oii!! Obrigada pelo comentário lá no blog, gostei muito =)!!

    E adorei o post, bem informativo e curioso!!!
    Beijinhos!!

    http://mmansur.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Agora lembrei da época em que éramos VB (minhas amigas e eu). Cada uma tinha uma idéia do que acontecia no beijo, foram tantas as pesquisas e “treinamentos”... kkkkkkk

    Independente de quaisquer teorias e técnicas apresentadas, nada como a prática; demoramos a andar, falar etc, mas beijar parece fazer parte do instinto humano.

    ResponderExcluir
  10. Agora lembrei da época em que éramos VB (minhas amigas e eu). Cada uma tinha uma idéia do que acontecia no beijo, foram tantas as pesquisas e “treinamentos”... kkkkkkk

    Independente de quaisquer teorias e técnicas apresentadas, nada como a prática; demoramos a andar, falar etc, mas beijar parece fazer parte do instinto humano.

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.