"Pensei Que Você Era Perfeito" (Carla) "Eu Também Pensei Que Eras Perfeita" (Vagabundo Confesso)


Vagabundo Confesso:
Era uma noite de quarta-feira a primeira vez que nos beijamos. A discoteca estava cheia de pessoas e músicas tocando no ar, foi quando pude provar o álcool entre nossas bocas. Calor fluiu através de mim com os seus lábios macios pressionados sobre o meu. Quando saí do clube, o seu beijo ainda permanecia em meus lábios, e eu sentia o cheiro do seu perfume doce em todo o meu rosto. Eu nunca esperava encontrar você novamente, mas encontramos outras vezes.
Carla:
Dois meses depois você me pediu para ser sua namorada. Nenhuma palavra poderia descrever o quão feliz eu estava em lhe dizer sim. Eu esperava há semanas para que você pudesse finalmente ser meu.
Vagabundo Confesso:
Antes de fazer a pedida de namoro, lembrei-me da primeira vez que você disse que me amava. Nós estávamos em um festival. O sol já tinha ido embora e o frio da noite levou-nos para baixo de uma barraca. A tenda estava cheio de pessoas em transe pela música tocada nos alto-falantes, o som era tão alto que eu podia sentir cada batida vibrante através de seu corpo.
Carla:
Lembro-me... Da sua alegria; dos seus dedos entrelaçados nos meus; da sua mão deslizando perfeitamente nas minhas costas como se fosse puxar-me para mais perto de ti a fim de roubar um beijo meu. Eu podia sentir o cheiro do seu suor misturado com o seu Malbec. “Eu te amo”, você gritou envolvido no ritmo contagiante da música. E eu claro, felicíssima.
Vagabundo Confesso:
A cada dia que passava meu amor por você ficava muito forte. Foi tão depressa, e tão simples. Nós fazíamos tudo junto. Nossas vidas tinham uma harmonia perfeita ao deliciarmos das nossas fantasias, era tudo perfeito.
Carla:
Os domingos seriam os meus dias favoritos, gostávamos de acordar tarde, ficar na cama, ver filmes todos os dias, e em seguida, você me pegava de jeito me levando para..., jantar fora. Era impossível deixar de fazer absolutamente nada, os domingos eram meus favoritos, porque terminávamos o dia praticando coisas insanas. Você foi a primeira pessoa que eu senti que me conhecia melhor do que eu mesma sabia de mim.
...Cinco meses depois.
Vagabundo Confesso:
Lembrei-me da noite, que você recebeu o telefonema de uma doida dizendo que estava grávida de mim. Ela disse a ti que estava com o teste de gravidez nas mãos e iria até aí mostrar a você.
Lágrimas rolaram de meus olhos e eu desabei no chão. Fui à sua casa porque eu tinha de te ver e contar que tudo aquilo era mentira. Quando cheguei à sua casa, bati o carro no poste, e assim você me perguntou o que estava errado. Eu caí em lágrimas novamente e disse:
- É mentira!
Você lidou com isso tão bem. Eu poderia dizer que você não estava com medo ou não queria continuar com este amor. Foi quando eu decidi que eu não poderia manter o nosso relacionamento com desconfiança, vi por apenas um segundo, um lampejo de tristeza em seus olhos. E foi o que me matou. Eu teria adorado ser pai, mais queria ser pai dos nossos filhos e não de outra, só que nesta idade, eu simplesmente não estava pronto, e nem você. Você estava lá o tempo todo, você era tão forte...
Carla:
Eu estava admirando da minha janela a noite escura, foi quando assustadoramente recebi o telefonema. No começo eu não podia acreditar, eu me recusei a acreditar. Não havia nenhuma possibilidade de ser verdadeiro. Não havia nenhuma possibilidade de isso esta acontecendo na minha vida, isso iria quebrar meu coração por inteiro. Eu nem conseguia respirar.
Pensei que você fosse perfeito. Mas eu estava enganada. E sussurrei ao ar: “Ele foi dormir com outra garota.”.
“Gravidez” tem 8 letras. E bastou 8 letras para me fazer ruir em pedaços. Meus dedos não paravam de tremer quando eu disquei o seu número esperando a sua voz encantadora me cumprimentar com um “Oi Amor”. Eu perguntei, e você negou. Você disse que era tudo mentira. Eu disse que acreditava em você. Mas eu não acredito.
Naquela noite deitei na cama olhando para o nada, numa escuridão completa. Eu ouvia a minha mente tipicamente dizendo todos os xingos possíveis, buts e porquês. Por um instante eu precisava de você mais do que nunca, mas eu me ressentia a ideia de ser você o vilão da história.
Tinha que falar com ela. A outra menina. A garota que admirou seus negros olhos que eu adoro e beijou os teus lábios que eu sempre ansiava por beijar eternamente, pensei que era só meu.
Ela me contou tudo. Ela me disse como vocês conheceram numa roda de amigos. Ela me disse como era o seu dia com ela, e como ambos nadavam na praia e depois faziam amor.
A cada palavra que ela falava, eu sentia a minha alma ardente em pedaços. Para além de mim queria enrolar meus dedos nos cabelos castanhos dela e rasgar com a própria força, assim como ela estava fazendo comigo com suas palavras que rasgam meu coração, mas outra parte apenas queria fugir desse pesadelo.
Lembrei-me que eu estava tremendo tanto que eu podia sentir meus joelhos sobre a fivela enquanto eu me dirigia à porta. Você cumprimentou-me com o seu habitual sorriso encantador. Enquanto eu estava ali olhando para o seu reluzente olhos negros, as lágrimas começaram a se formar.
Meu coração desabou e deixei escapar a conversa que tive com essa garota. E você ainda negava. Você me disse que ela estava mentindo. Você estava tão convincente. Eu tinha que acreditar em você.
Vagabundo Confesso:
Sentia que era o último dia que eu iria te ver. Então te abracei tão forte que pude sentir o cheiro de sabão em sua pele. Você me beijou e me disse que me amava. Eu podia ver o medo e o amor naqueles belos olhos redondos. Você tinha que acreditar em mim.
Decidi aproveitar cada segundo daquela épica noite ao seu lado. E aproveitei...
Acordei com meu rosto sobre seus belos seios. Senti o calor de sua respiração fluindo pelo meu rosto. Eu podia ouvir a lenta batida rítmica do seu coração. Por um momento, parecia tão perfeito, tão autentico e intenso...
Só que eu estava decidido, iria sumir da sua vida, mesmo você dizendo que acreditava em mim, mas sentia que você terminaria tudo entre nós... A desconfiança foi a grande inimiga de nossa relação.
Carla:
À noite, melhor de todas que passei. Os toques, o beijo, o suor, as penetrações tão surreais que parecia um sonho. Fazia-me delirar em todos os aspectos...
Naquela manhã foi à última vez que te vi. Depois que você me beijou e saiu para o trabalho, fiz a cama, arrumei minhas coisas e dei outro rumo ao meu destino.
Até hoje eu ainda não sei em quem acreditar. Na verdade, nem sei se tomei a decisão certa. Há uma parte de mim que ainda espera te encontrar para viver os momentos insanos, matando as minhas vontades intimas e logo após deixar você sumir novamente, e outra parte que diz que você voltará para nunca mais me deixar.
Eu ainda te amo tanto!!!
Confissões entre:
Carla...
             e o
                     ...Vagabundo confesso

Uma História de Ficção nos moldes da atualidade!

Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 Milhões de Confessos:

  1. Olá...

    Semana de feriado aqui na minha cidade acabando e dando notícia para vocês...

    E a noticia é que semana que vem postarei o 8 capítulo da Blog Novela.

    Atéééé

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.