O UFC Para o Cristianismo - Jesus Cristo X MMA - Reflexões Bíblicas e Esclarecedoras das Artes Maciais Mistas na Blogosfera


Há pouco tempo tivemos um dos eventos de lutas mais esperado no Brasil. O UFC Rio da MMA (Artes Maciais Mistas) onde 14 brasileiros lutaram de forma violenta em defesa ou busca de títulos, entre eles os principais Anderson “The Spider” Silva, Rodrigo “Minotauro” Nogueira, Maurício “Shogun” Rua, Edson Barboza, Paulo “Caveira” Thiago e Luiz “Banha” Cane travaram grandes batalhas sem piedades.

Concernente a este evento, é notório que o UFC (Ultimate Fighting Championship) é um dos esportes que mais cresce em todo o mundo e os jovens são os principais ávidos nesta modalidade. Muitas pessoas, cristãos ou não, ficam em dúvidas se eles devem ou não apoiar e desfrutar desses esportes violentos..., ao decorrer do texto você saberá a minha opinião.

As fúrias descarregadas pelos lutadores no octógono mostram a natureza bárbara que cada um revela. As influências transmitidas para aqueles que assistem só pioram a cultura universal que já está saturado com tanta violência. Pode até ser popular, mas não é unanimidade.

Eu vou admitir, até cheguei assistir uma luta para matar a curiosidade, mas não me considero fã. Sei que algumas pessoas acreditam que os cristãos devem ver essas coisas, mas eu me pergunto e se elas soubessem que existem lutadores cristãos, como por exemplo, o Vitor Belfort, que além de ser cristão e lutador do UFC, o que elas fariam? Podem até haver argumentos legítimos para ambos os lados, mas estou confiante de que a Bíblia diz aos cristãos que o UFC não é algo que venha honrar o nome de Deus e nem você a salvação.

Alguns se perguntam se seria admissível para um cristão participar de esportes que envolvem uma quantidade extrema de violência ou que diretrizes que a Bíblia dá?

Bem, a bíblia diz que Jacó lutou com o anjo do Senhor (Gn.32:24-25). Em uma analogia ao atletismo, O apostolo Paulo usa textos que provavelmente esteja relacionado ao “boxe” (1Co.9:24-27). 

Então, em nenhum lugar a bíblia condena explicitamente esportes que envolvem violência, certo! Mas será que isso significa que desfrutar ou participar de esportes extremamente violentos pode ser biblicamente permitido por Deus? Não necessariamente. Assim como a bíblia não relata explicitamente que condena esportes violentos, também não encontramos versículos que os toleram.

Enquanto muitos colocariam o boxe em um nível diferente do MMA e UFC, o conceito geral dos esportes é a mesma. Na luta contra os extremos, o objetivo específico da competição é prejudicar fisicamente, machucar a outra pessoa a tal ponto que ele desmaie, fique inconsciente ou ferido na medida em que não possa mais continuar. Não há nada na Bíblia que diga que um lutador ferindo intencionalmente um adversário em uma competição atlética seria para glorificar a Deus.

O Jornal New York Times trouxe um artigo no mês de fevereiro sobre os cristãos que estão envolvidos no MMA, onde dizia: “Vários pastores estão implantando artes marciais mistas nas igrejas para atrair homens, entre 18 e 34 anos de idades que estão ausentes das igrejas”. Os pastores chegam ao ponto de usar passagens bíblicas que chamam atenção dos cristãos para se defender. Como por exemplo, Eclesiastes 4:12 e Lucas 22:36.

Eu fico a me perguntar, será que este é o tipo de violência que Deus condenou, respondendo com um dilúvio na Terra (Gn. 6:10-14), Eu não sei como alguém que foi salvo por Cristo e a sua obra consumada na cruz insiste em dizer que é um destinatário para representar a ira de Deus. Um olhar sobre Salmos 11:5 é um aviso muito claro sobre a visão de Deus sobre aqueles que amam a violência. No Salmos 74:20 nós também somos informados de que os lugares escuros são as moradas dos violentos.

Uma voadora, chave braço, golpes baixos, colocar o adversário para baixo e desferir socos de dentro da guarda do oponente, estrangulamentos, etc... Não são as armas à disposição do povo cristão. Nosso inimigo não é uma pessoa dentro de um octógono. O apóstolo Paulo diz à Igreja de Éfeso que o Ultimate Fighting Championship acontece fora do octógono...

“…Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.” Efésios 6.12

O UFC para o povo cristão está no reino espiritual. Nossas armas são as Palavras de Deus, oração, comunhão, o poder do Espírito Santo e a autoridade do nome de Jesus. Vivemos em um octógono permanente - a batalha contra o mal continua a cada dia. O resultado não gera dúvidas (mesmo que às vezes pensamos em desistir por causa de todo o peso dos nossos adversários). Semelhante aos caras do MMA, nós precisamos treinar para a batalha contra o inimigo e fazer uso dos recursos que está à nossa disposição para que nos venhamos resistir de todo mal superando assim o diabo.

Se nos não damos conta que estamos numa luta, é bem provável que vamos levar uma surra. A chave para o sucesso é reconhecer que existe um adversário, esteja ciente de suas estratégias e faça pleno uso do poder superior que nos foi dado.

“Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.” 1 João 4:4

UFC e MMA oferecem exatamente o tipo de violência condenado no Salmos 11:5 e Ezequiel 07:23 denuncia-o. Por isso, esta é uma daquelas questões que os cristãos não podem concordar, e como sempre, as Escrituras devem informar as nossas consciências como devemos agir.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

6 Milhões de Confessos:

  1. Hubner Brás,

    Sou fanático por esportes violentos. Seria fã do UFC se houvesse a sublimação do último ato, a morte. Sem ela não justifica a violência imposta. Bater por bater ou apanhar por apanhar não tem graça e a morte de nenhum oponente faria falta à sociedade. Proibiram a briga de galos que tinha mais nobreza que esta luta entre irracionais. A morte entre estas lutas deveria ser liberada. Ao vencedor, as duas orelhas da besta morta. Não acha? He, he, he..

    Sou triatleta, dominó, damas e porrinha.

    ResponderExcluir
  2. Mirandinha,

    Sabia que você iria dar o ar das graças por aqui. KKkkk

    Só porque sei que gostas de textos polêmicos. Fiquei surpreso com o seu gosto de luta e morte. Isso mostra o quanto o instinto selvagem está escondido dentro de ti. ASUHUSausuhs

    Sempre sarcástico, volte sempre amigão!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá,Hubner!Acho que s lutas existem desde que o mundo é mundo e isso era o circo para os pobres para aliviar a tensão deles. Então acho que independente da questão religiosa há quem goste e quem não goste...
    Eu sinceramente ahco uma selvageria sem tamanho,mas cada um com seu cada um...
    beijosss

    ResponderExcluir
  4. Acho que o MMA não era pra ser tido como esporte até porque sempre achei que esporte estivesse associado a saúde do corpo e saúde e nunca a violência, até porque sempre vi como esporte o: "salto com vara, basquete, Volei, natação, corrida, Futebol, Ginástica artística, Ginástica olímpica e por aí vai". Nunca alguém esmurrando a face e a cabeça do outro até arrancar sangue, e fazendo com que um bando de gente vibre gritando como em briga de galo, eu acho um horror, mas esta e´a minha opinião, ainda vou escrever o que penso sobre o assunto. Muito bom seu artigo Hubner. Paz querido!

    ResponderExcluir
  5. Olá Flor,

    Concordo contigo, cada um com o seu gosto. Eu respeito os gostos do outro mas não posso deixar de dar minha opinião sobre o caso!!!

    PS: Amo quando você comenta.

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Rô,

    O MMA é uma replica dos tempos em que os spartacus lutavam nos ginásios daquela época sem pudor.

    A única diferença é que não pode bater até matar!!!

    PS: Estarei esperando a sua postagem sobre o mesmo assunto.

    Bjss

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.