LOUVOR HOJE - UM BREVE COMENTÁRIO - PR. MARCELO CINTRA

“Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifícios de louvor,que é o fruto de lábio que confessam o seu nome” Hb 13.15

Este início de milênio tem sido marcado pela espiritualidade, notadamente o mundo espiritual tem ganhado espaço muito grande na vida dos homens, que se tem voltado para o sobrenatural por caminhos errados e lamentavelmente encontram o que buscam! Nunca houve uma exposição tão grande, a mídia jamais foi utilizada com tamanha eficácia pelo diabo. Em cada programa, um representante da dimensão espiritual prega as suas crenças e costumes, multidões são arrebanhadas.

Os servos do Senhor não têm agido com a mesma rapidez, é preciso que haja compromisso verdadeiro, vida santa e cheia do Espírito Santo, para que sejam instrumentos da Verdade entre o povo, assim, muitos serão resgatados das garras afiadas do maligno. É tempo de amar verdadeiramente o Senhor Deus acima de todas as coisas, um amor que transcenda o próprio entendimento; o amor que leve o homem a viver nesta terra com um objetivo apenas, servir a Deus acima de todas as coisas, que o seu bem-estar pessoal venha em segundo plano, que suas vontades estejam sujeitas ao Eterno. Quando a igreja do Senhor tomar consciência que não está no mundo para ser uma instituição religiosa ou social, mas, a casa de Deus e permitir que o Santo Espírito a dirija, retirando das mãos dos homens o governo, com certeza o mover do Divino tomará esta nação de uma forma extraordinária. Tudo será diferente.

Hoje, contemplo entristecido o rumo tomado pelo povo que se intitula “povo de Deus”. É o mundo que alargou suas fronteiras; invadido terreno antes santo, despertando nos corações o desejo de aplicar à vida a aparência do mundo, assumindo uma semelhança incrível.

Quero abordar especificamente a área do louvor. Sabe-se que os louvores puros, ungidos, sobem como aroma suave, agradável e move o coração do Pai Eterno. 

Em nossos dias há uma oferta muito grande na área musical; um número incrível de bandas, cantores, compositores, gravadoras, vendedores e fãs! É o mercado denominado de “gospel” que cresce rapidamente, enriquecendo a muitos e despertando em diversas vidas o desejo de tornar-se famoso, reconhecido no meio.

Os empresários têm investido com avidez nesta fatia de mercado; rentabilidade garantida e consumidores dispostos a adquirirem as quinquilharias disponibilizadas o fazem atrativos. Indiscutivelmente, o maior filão do mundo “gospel” é a Música! Os empresários conscientes deste momento importante têm investido grandes importâncias para fazer e divulgar o artista. Hoje as gravadoras evangélicas agem semelhantes às gravadoras seculares. Escolhem as músicas amparadas em tendências e com objetivos único, envolver as pessoas e vender o maior número possível de CD (Preços iguais aos dos artistas “do mundo”) Não quero desmerecê-los, porém, acho muito estranho o termo “artista” usado para designar tais cantores. A expressão Show define as apresentações destes em igrejas ou praças. Aparentemente, perdeu-se a simplicidade, a humildade. Os artistas gospel que estão no auge da fama, geralmente agem como superstar, cobram um cachê milionário e exigências dignas de uma estrela de grandeza maior; com direito a fã clube, autógrafos e outras vaidades humanas.

Os shows, verdadeiramente honram o termo; com fumaça, luzes, gritos e ingressos!

Se compararmos à luz da Bíblia, vamos descobrir que estes que se colocam como os Levitas da atualidade, não possuem nada em comum com aqueles levantados por Deus. Hinos de louvores, jamais devem ser instrumento de diversão ou passatempo! Cânticos de Louvores é para: Exaltar, Enaltecer e Glorificar ao Senhor.

Na outra ponta, está o mercado “gospel” ávidos por consumir: cds, shows e os muitos “penduricalhos” (camisas, pôsteres, revistas, fitas, etc) que compõe o kit louvor. É lamentável, mas, nota-se que uma parte muito grande destas pessoas não estão verdadeiramente prestando um louvor ao Senhor, dificilmente sabem e honram o que cantam. É visível a “tietagem” aos “artistas”. Os atos praticados pelos admiradores não deixam nada a desejar, são iguais aos fãs dos grandes ídolos mundiais. Particularmente, acho isto uma vergonha e uma desonra ao Todo poderoso; faz-me lembrar os momentos que Paulo e Barnabé viveram em Listra (At 14.8-18) Meditem!

No entanto quando entoamos tais músicas ou a ouvimos com o coração aberto e sensível, certamente o Mestre se alegra e recebe nossa Adoração. A música reproduzida por si só não glorifica a nada; mas, quando procede de lábios puros e de um coração lavado, perfeitamente sobe diante do trono do Pai.

Pr. Marcelo Cintra

POstado aqui no Pecador Confesso.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.