LIÇÃO Nº 9 – UM LUGAR DE ADORAÇÃO NO DESERTO – 02 DE MARÇO DE 2014 - EBD - CPAD


INTRODUÇÃO
Deus queria habitar no meio de Israel. Por isso, ordenou a Moisés que, juntamente com o todo o povo, construísse um lugar separado para adoração. Trata-se do “Tabernáculo do Senhor”, um santuário móvel que acompanhou os hebreus durante sua longa peregrinação pelo deserto. Na lição de hoje, estudaremos como ocorreu a construção desse lugar santo de adoração ao Senhor.

HINOS SUGERIDOS 51, 124, 157.

TEXTO AUREO

E me farão um santuário, e habitarei no meio deles (Êx 25.8).

VERDADE PRÁTICA

Deus deseja habitar entre nós, para que Ele seja o nosso Deus e para que nós sejamos o seu povo.

LEITURA DIARIA

Segunda       - Êx 29.45,46           Deus habita no meio do seu povo
Terça             - Êx 2 5-10-16         A arca de madeira de cetim
Quarta           - Êx 25.1 7-22          O propiciatório de ouro puro
Quinta            - Êx 25.23-30           A mesa de madeira de cetim
Sexta             - Êx 26.1-14             As cortinas do tabernáculo
Sábado         - Êx 26.31-33           O véu do tabernáculo

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Êxodo 25.1-9
1 - Então, faiou o SENHOR a Moisés, dizendo:
2 - Faia aos filhos de Israel que me tragam uma oferta alçada; de todo homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada.
3 - E esta é a oferta alçada que tomareis deles: ouro, e prata, e cobre,
4 - e pano azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelos de cabras,
5 - e peles de carneiros tintas de vermelho, e peles de texugos, e madeira de cetim,
6 - e azeite para a luz, e especiarias para o óleo da unção} e especiarias para o incenso,
7 - e pedras sardónicas, e pedras de engaste para o éfode e para o peitoral.
8 - E me farão um santuário, e habitarei no meio deles.
9 - Conforme tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo e para modelo de todos os seus móveis, assim mesmo o fareis.

INTERAÇÃO

O povo judeu viveu mais de quatrocentos anos no Egito. Este reino era fundamentalmente idólatra. Como era de se esperar em qualquer nação do mundo antigo, o Egito tinha templo, sacerdotes e todo um sistema religioso que funcionava vigorosamente. Mas a nação de Israel ainda não possuía uma religião sedimentada. Portanto, a influência egípcia na cultura dos judeus era inevitável — vide os exemplos dos deuses egípcios como fonte de apostasia para os judeus (Ez 20.5-9; 23.3,8,19-21,27), o Bezerro de Ouro construído no Monte Sinai e a posterior adoração do bezerro de Jeroboão I. Por isso, assim como o fez no Decálogo, Deus revelou diretamente a Moisés um modelo para a construção do Tabernáculo. Ele deixou claro que a sua habitação devia ser única, sem a mistura com o paganismo do Egito.

OBJETIVOS

Após a aula, o aluno deverá estar apto a:
Conhecer as instruções para a construção do Tabernáculo.
Elencar os utensílios presentes no pátio do Tabernáculo.
Compreender que o Tabernáculo representava o lugar de habitação de Deus em pleno deserto.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Prezado professor, para ministrar a presente lição sugerimos que você leve para a classe uma gravura do Tabernáculo ou reproduza cópias para os alunos conforme a sua possibilidade. Você poderá encontrá-la na Bíblia de Estudo Pentecostal, editada pela CPAD, pág. 158, ou no mapa O Tabernáculo também editado pela CPAD. O auxílio do mapa do Tabernáculo muito o ajudará para uma apresentação do conteúdo da aula desta semana.

1º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O AD Londrina ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.



2º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Caramuru ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.



3º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Fábio Segantin ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


4º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor da CPAD ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


5º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O TV Escola Dominical ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


6º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor da CNPTVHD ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


7º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Natalino das Neves ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


8º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Luiz H. Silva ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.



9º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor LOCOMOTIVA EBD ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


10º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor LUCAS NETO ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


11º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor ENEIAS ALCANTARA ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


12º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O vídeo AUXILIAR ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


13º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor EBD FORA DA CAIXA ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.



ESBOÇO Nº 9
LIÇÃO Nº 9 – UM LUGAR DE ADORAÇÃO NO DESERTO             
                     O tabernáculo era o lugar da habitação de Deus no meio de Israel.
INTRODUÇÃO
- Prosseguindo o estudo do livro de Êxodo, estudaremos hoje a respeito do tabernáculo, cujo modelo é mostrado a Moisés entre os capítulos 25 a 31, descrição que é repetida quando da construção do tabernáculo entre os capítulos 35 e 40.
- A construção do tabernáculo tinha o objetivo de criar um lugar para habitação de Deus no meio de Israel.
I – DEUS DÁ A MOISÉS O MODELO DO TABERNÁCULO
- Após uma breve interrupção na sequência do livro de Êxodo para analisarmos a liderança de Moisés e seus auxiliares, retomamos o andamento do livro, com um dos pontos mais enfáticos deste livro, que é o da estrutura do tabernáculo, cujo modelo o Senhor deu a Moisés no monte Sinai, para onde o líder foi depois da promulgação solene da lei (Ex.24:16-18).
- Já vimos que, no monte Sinai, o Senhor deu ao povo a lei, uma forma de relacionamento inferior ao que Deus estabelecera com os patriarcas, tendo em vista a incredulidade do povo de Israel e a própria negativa de Israel em se aproximar do Senhor, aterrorizado que ficou com a manifestação teofânica ocorrida no monte (Ex.20:18-21).
- Diante desta situação, a lei foi dada por intermédio dos anjos a um medianeiro, ou seja, a Moisés (At.7:53; Gl.3:19), revelando-se, desta maneira, um distanciamento entre Deus e o povo, já que se tornou necessário que houvesse um novo concerto, onde a lei seria inscrita nos corações das pessoas (Jr.31:31-34).
- Diante deste distanciamento, tornou-se absolutamente indispensável que não só o Senhor fizesse a lei conhecida do povo de Israel, deixando-a registrada para que fosse observada pelas gerações seguintes, e daí termos a necessidade de a lei ser inscrita não só nas tábuas de pedra mas, também, num livro, que foi redigido por Moisés (a Torá, ou seja, a instrução do povo, que consiste nos cinco primeiros livros da Bíblia Sagrada).
- Mas este distanciamento, também, impunha que Deus, de algum modo, Se fizesse presente no meio do povo, que tivesse uma habitação, um local onde o povo pudesse sempre se lembrar que Deus estava no Seu meio, que, apesar do distanciamento promovido por Israel, Deus não os havia abandonado, estava ali, pronto a manter uma comunicação com o povo.

CONCLUSÃO

Os israelitas, mediante o Tabernáculo, podiam aprender corretamente como achegar-se a Deus, adorá-lo, servi-lo e viver para Ele em santidade. Assim deve fazer a igreja, conforme Hebreus 10.21-23. O Senhor é Santo e sem santidade nosso louvor e adoração não poderão agradá-lo.

VOCABULÁRIO

Sedimentada: Processo de formação e acumulação de camadas sólidas.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

GOWER, Ralph. Novo Manual dos Usos & Costumes dos Tempos Bíblicos. 2. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012,
MERRJL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: O reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 6. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.

AUXÍLIO BIBLIOGRAFICO I

Subsídio Teológico
“Análise Teológica (do Tabernáculo)
Os materiais necessários para o Tabernáculo e as vestes sacerdotais deviam ser doados de bom grado pelo povo. A ninguém foi imposto uma dívida ou parte nos custos, mas a doação era voluntária (25.1-7, com destaque para o v.2). A resposta ao apelo de Moisés foi sensacional. Ao contrário de muitos ministros que várias vezes imploram e bajulam por dinheiro, Moisés teve de impedir que o povo continuasse doando. Foi, sem dúvida, uma grande demonstração de generosidade por parte do povo (36.2-7)!
A descrição do mobiliário do Tabernáculo começa pelas peças do centro e prossegue para as mais externas, mas não de forma sistemática. Já nos trechos que descrevem a efetiva construção, a ordem de execução difere da ordem das instruções.
[...] O próprio texto de Êxodo devia nos servir de alerta contra uma excessiva interpretação alegórica do Tabernáculo. Enxergar um significado oculto em cada mobiliário, tecido, corrediças e cores, em vez de exegético, não passa de especulação” (HAMILTON, Vítor P. Manual do Pentateuco: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. I. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, pp.249,50).

EXERCÍCIOS

1. Qual era o objetivo de Deus com a construção do Tabernáculo?
R: O objetivo divino era aumentar e fortalecer os laços de comunhão com o seu povo Israel.
2. O Tabernáculo foi construído com quais recursos?
R: Com os recursos que receberam pela providência divina ao saírem do Egito.
3. Faça um pequeno resumo a respeito do pátio do Tabernáculo.
R: O pátio tinha o formato retangular, e indicava que, na adoração a Deus, deve haver separação, santidade.
4. No Apocalipse o que o castiçal; simboliza?
R: A Igreja.
5. Faça um pequeno resumo a respeito do Santo dos Santos.
R: O Santo dos Santos era um local restrito, onde somente o sumo sacerdote poderia entrar uma única vez ao ano. A arca da aliança era a única peça deste compartimento sagrado.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.