LIÇÃO Nº 3 – DONS DE REVELAÇÃO – 13 DE DEZEMBRO DE 2014 – EBD – CPAD

INTRODUÇÃO
O teólogo pentecostal Stanley Horton afirma que “a maioria dos estudiosos classifica os dons de 1 Coríntios 12.8-10 em três categorias: revelação, podere expressão, [tendo] três dons em cada categoria". Na lição desta semana estudaremos a respeito dos dons da “primeira categoria”: os de revelação. Estes são concedidos aos servos de Deus para o aconselhamento e orientação da Igreja do Senhor.

HINOS SUGERIDOS: 155; 387; 441.

TEXTO ÁUREO

"Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação (I Co 14,26).

VERDADE PRATICA

Os dons de revelação divina são indispensáveis à igreja da atualidade, pois vivemos em um tempo marcado pelo engano.

LEITURA DIÁRIA

Segunda       - 1 Rs 4-29-31         Sabedoria concedida por Deus
Terça             - 2 Rs 6.8-12           Deus revela o oculto
Quarta           - 1 Co 12-8              Sabedoria e ciência
Quinta           - Mt 2.12                   Proteção por divina revelação
Sexta             - Ef 1.17                   Espírito de sabedoria e revelação
Sábado         - Ap 1.1                    A revelação de Jesus Cristo

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

1 Coríntios 12.8,10; Atos 6.8-10; Daniel 2.19-22
1 Coríntios 12
8 - Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
10 - e a outro, a operação de maravilhas; e a outro, a profecia; e a outro, o dom de discernir os espíritos; e a outro, a variedade de línguas; e a outro, a interpretação das línguas.
Atos 6
8 - E Estêvão, cheio de fé e de poder; fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
9 - E levantaram-se alguns que eram da sinagoga chamada dos Libertos, e dos cireneus, e dos alexandrinos, e dos que eram da Cilicia e da Ásia, e disputavam com Estêvão.
10 - E não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que falava.
Daniel 2
19 - Então foi revelado o segredo a Daniel numa visão de noite; e Daniel louvou o Deus do céu.
20 - Falou Daniel e disse: Seja bendito o nome de Deus para todo o sempre, porque dele é a sabedoria e a força;
21 - ele muda os tempos e as horas; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e ciência aos inteligentes.
pq 22 - Ele revela o profundo e o escondido e conhece o que está em trevas; e com ele mora a luz.

INTERAÇÃO

Prezado professor; nesta lição estudaremos a respeito dos dons de revelação. Estes dons são concedidos à Igreja a fim de que ela seja edificada. Estamos vivendo “tempos trabalhosos", necessitamos da sabedoria que vem do alto, do poder de Deus. Durante o preparo da lição, ore, peça que o Senhor conceda aos seus alunos os dons de revelação. Siga o exemplo de Paulo, pois sua oração em favor dos crentes de Éfeso era: “Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação" (Ef 1.17). Deus deseja nos outorgar os dons de revelação, a fim de que sejamos edificados e jamais venhamos a cair nas astutas ciladas do Maligno.

OBJETIVOS

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Analisar o dom da palavra da sabedoria.
Compreender o dom da palavra da ciência.
Saber a respeito do dom de discernimento dos espíritos.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Professor, reproduza no quadro o esquema da página ao lado. Utilize-o para introduzir a lição, pois a partir desta lição estudaremos, detalhadamente os dons, então é importante que os alunos conheçam a classificação geral dos nove dons descritos no capitulo 1 2 de 1 Coríntios. Ao explicar o quadro, ressalte a semelhança que existe entre os respectivos dons. Conclua explicando que todos os dons, independentemente da sua classificação, são importantes e necessários para a edificação do Corpo de Cristo.

PALAVRA-CHAVE


Revelação: Ato pelo qual Deus revela aos homens os seus mistérios, sua vontade.

1º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor EBD FORA DA CAIXA ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


2º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O AD Londrina ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.



3º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Fábio Segantin ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.




4º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Caramuru do Belemzinho ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


5º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor da CPAD ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


Em breve

6º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: AD LINHARES ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


7º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Natalino das Neves ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


Em breve

8º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor Luiz H. Silva ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.



9º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor LUCAS NETO ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.

Em breve

10º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor LOCOMOTIVA EBD ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


11º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor ADRIANO LIMA ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.


12º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor ROBERTO DE CARVALHO ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.

Em breve

13º Vídeo Pré-Aula - Dicas da CPAD para que o professor possa dar uma boa aula: O pastor JD CENTENÁRIO ajuda você na preparação da sua aula de Escola Dominical.

ESBOÇO Nº 3
LIÇÃO Nº 3 –  DONS DE REVELAÇÃO
                                                           Os dons de revelação têm o propósito de manifestar a onisciência de Deus no meio da Igreja.
INTRODUÇÃO
- Na continuidade do estudo dos dons espirituais, estudaremos os chamados dons de revelação, ou seja, a palavra da sabedoria, a palavra da ciência e o discernimento de espíritos.
Os dons de revelação têm o propósito de manifestar a onisciência de Deus no meio da Igreja.
I – A CLASSIFICAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS
- Depois de termos visto, na lição anterior, o propósito dos dons espirituais, passaremos a estudá-los um a um, consoante a lista apresentada pelo apóstolo Paulo em I Co.12:8-11.
- É importante observarmos que, ao longo do Novo Testamento, encontramos três listas de dons, todos em cartas do apóstolo Paulo, listas estas que foram feitas sob inspiração do Espírito Santo mas com propósitos e contextos diferentes.
- Destarte, não podemos considerar que tais listas sejam absolutamente distintas e que cada uma delas traz dons de natureza diversa, como se se tratassem de relações totalmente estanques, que não admitem nenhuma comunicação entre si.
- Não podemos nos esquecer que o apóstolo Paulo escrevia suas cartas visando situações concretas enfrentadas pelas igrejas destinatárias e que seu objetivo primordial era cristalizar e consolidar a doutrina cristã numa igreja nascente, objetivo este, aliás, quer também o do Espírito Santo, que levou o apóstolo a escrever estas cartas para que seus ensinos pudessem superar o limite da própria geração apostólica.
Paulo traz uma lista dos dons espirituais ao tratar deste assunto com a igreja em Corinto. Comefeito, ao iniciar o capítulo 12 da primeira carta canônica àquela igreja, o apóstolo inicia dizendo que não queria que os coríntios fossem ignorantes a respeito dos dons espirituais e, a partir do versículo 8, fala de nove dons, a saber: palavra da sabedoria, palavra da ciência, fé, dons de curar, operação de maravilhas, profecia, dom de discernir os espíritos, variedade de línguas e interpretação das línguas.
- Diante do fato de que Paulo fala destes dons como sendo dons espirituais (em grego, “carismas”), tem-se entendido que os dons espirituais são nove, ou seja, são nove as manifestações do Espírito Santo que, de forma especial e particular, promove a edificação, exortação e consolação da Igreja.
Estes dons espirituais são manifestações do Espírito Santo, ou seja, como já vimos em lições anteriores, são “poderes extraordinários”, “poderes especiais” que o Espírito Santo reparte a alguns crentes, a fim de promover a edificação, exortação e consolação da Igreja, poderes estes que somente são conferidos a quem for previamente batizado com o Espírito Santo, já que não vemos, nas Escrituras, ninguém que tenha sido usado, na dispensação da graça, com tais dons que não tenha sido previamente revestido de poder.
- Tomando-se a relação de I Co.12:8-11, podemos dividir os dons espirituais em três categorias, a saber:

CONCLUSÃO

A Igreja de Jesus necessita dos dons de revelação para discernir entre o certo e o errado, entre o legítimo e o falso. Os falaciosos ensinos e as manifestações malignas podem ser desmascarados pelo dom do discernimento dos espíritos. Que Deus conceda à sua igreja dons de revelação para não cairmos nas astutas ciladas do Maligno.

CLASSIFICAÇÃO GERAL DOS DONS - 1 Co 12
DONS DE REVELAÇÃO  DONS DE PODER             DONS DE ELOCUÇÃO
Palavra da sabedoria                     Fé                              Profecia
Palavra do conhecimento             Curar                         Variedade de línguas
Discernimento de espíritos    Operação de milagres   Interpretação de línguas
Extraído de Nos Domínios do Espírito, CPAD p. 131.

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO I

Subsídio Teológico
“Uma Palavra de Sabedoria
Trata-se de uma palavra (uma proclamação, uma declaração) de sabedoria dada para satisfazer a necessidade de alguma ocasião [...]. Não depende da capacidade humana nem da sabedoria natural, pois é uma revelação do conselho divino. Mediante esse dom, a percepção sobrenatural, tanto da necessidade como da Palavra de Deus, traz a aplicação prática daquela Palavra [...] ao problema do momento.
Porque é uma palavra de sabedoria, fica claro que é concedida apenas o suficiente para aquela necessidade. Este dom não nos enaltece para um novo nível de sabedoria, nem nos torna impossibilitados de cometer enganos. [...]. Às vezes, este dom transmite uma palavra de sabedoria para orientar a Igreja, assim como em Atos 6*2- 4; 15.13-21. É possível, também, que cumpra a promessa dada por Jesus, que daria ‘boca de sabedoria a quem não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem’ (Lc 21.15). A prova de que Jesus falava em um dom sobrenatural (a palavra de sabedoria) é comprovada, quando proibiu a premeditação do que diriam nas sinagogas ou diante dos tribunais (Lc 21.13,14). Isso certamente foi cumprido pelos apóstolos e por Estêvão (At 8.4-14,19-21, 6,9,10)” (HORTON, Stanley M. A Doutrina do Espírito Santo no Antigo e Novo Testamento. 12.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p.294).

AUXILIO BIBLIOGRÁFICO II

Subsídio Teológico ‘Discernimento de espíritos
A expressão inteira, no grego, apresenta-se no plural. Este fato indica uma variedade de maneiras na manifestação desse dom. Por ser mencionado imediatamente após a profecia, muitos estudiosos o entendem como um dom paralelo responsável por ‘julgar’ as profecias (1 Co 14.29). Envolve uma percepção capaz de distinguir espíritos, cuja preocupação é proteger-nos dos ataques de Satanás e dos espíritos malignos (cf. 1 Jo 4.1). O discernimento nos permite pregar a Palavra de Deus e todos os demais dons para liberar o campo à proclamação plena do Evangelho" (HORTON, Stanley M. Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal. l. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1996, p.475).

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

SOUZA, Estevam Ângelo de. Nos Domínios do Espírito. 2. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1987.
HORTON, Stanley M. A Doutrina do Espírito Santo no Antigo e Novo Testamento. 12. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
SAIBA MAIS

EXERCÍCIOS

1, De acordo com a lição, defina sabedoria.
R: Discernimento inspirado nas coisas sobrenaturais e humanas.
2. Cite dois exemplos de sabedoria vinda de Deus no Antigo Testamento.
R: José e Salomão.
3. O que é o dom da palavra da ciência?
R: Este dom se relaciona ao ensino das verdades da Palavra de Deus, fruto do resultado da iluminação do Espírito acerca das revelações dos mistérios de Deus.
4. Qual é a função do dom da 1 palavra da ciência?
R: Preservar a vida da igreja, livrando-a de qualquer engano ou artimanha do Maligno.
5. Segundo a lição, defina o dom de discernimento dos espíritos.
R: É uma capacidade sobrenatural dada por Deus ao crente para discernir a origem e a natureza das manifestações espirituais.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.