Submissão da mulher a luz da Bíblia.


Em nossos dias, onde as mulheres tem tido cada vez mais espaço na sociedade e, os movimentos feministas só fazem crescer; então a palavra "SUBMISSÃO" faz muita gente ficar nervoso, com o sangue fervendo.

Diante disto quero tratar neste breve artigo, este assunto tão necessário. A passagem base que quero usar é 1 Timóteo 2:9-15.


Alguns acusam Paulo de ser machista: "um velho rabugento" que se opunha as mulheres; um "recalcado". No entanto, os que creem na inspiração e autoridade da Bíblia como sendo a infalível Palavra de Deus, sabem que os ensinamentos contido nesta e em outras passagens, não vem do Apostolo Paulo, mas de Deus. Ou seja, na verdade, não é dos ensinamentos de Paulo que eles não gostam ( nem de Pedro- 1 Pe 3:1-7) mas de Deus, que revelou sua Palavra (2 Tm 3:16,17).

O termo traduzido em 1 Tm 2:11 por SUBMISSÃO, é traduzido também em outras versões como SUJEIÇÃO, que é a mesma palavra usada em Ef 5:21. E significa literalmente "estar em uma posição abaixo dentre uma hierarquia". Por exemplo: Quem já serviu á pátria, por meio de forças militares, sabe que existem hierarquias. O coronel tem mais autoridade que o soldado, óbvio. Mas isto não significa que o coronel seja mais digno do que o soldado. De maneira nenhuma! Ele apenas tem mais autoridade por causa da sua posição.


Tudo porém, seja feito com ordem e decência" (1 Cor 14:40): este é o principio regulador de Deus em sua criação. Do mesmo modo, se não fosse a hierarquia, haveria confusão nas forças militares, empresas e etc; quanto aos níveis de autoridade. A sociedade seria caótica, se não houvesse submissão das partes de alguns. Os filhos devem se sujeitar aos pais, pois DEUS deu autoridade aos pais para os educar e quando necessário, disciplinar. Os empregados devem estar sujeitos aos seus patrões (Ef 6:6-8, a referencia imediata é a servos domésticos, mas a se aplica aos empregados). Nós temos que estar sujeitos as autoridades governamentais, mesmo que elas não sejam cristãs (Rm 13; 1 Ped 2:13-20). Perceba que SUBMISSÃO, nada tem a ver com SUBJUGAÇÃO; e em nada é humilhante.

Submissão é reconhecer a ordem de Deus no lar e na igreja em geral. E então seguir esta ordem com amor.

A esposa cristã que se submete de bom grado ao seu esposo, pode desenvolver o que há de melhor - E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele.

Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos. 1 Co 7:13,14


(E o marido deve amar a esposa, e ser usado para a edificação e não destruição -Ef 5:18-33).

A submissão, é um fator primordial para o crescimento espiritual e para o ministério; o marido deve se sujeitar a Cristo; os cristãos uns aos outros (Ef 5:21), e a esposa ao marido.

Portanto, a SUBMISSÃO não é vergonhosa, mas sim honrosa, pois cumpre a boa, perfeita, e agradável vontade de Deus.
[Pb. Hubner Braz]
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.