Se Você Carrega Várias Vidas, Precisa Ler Este Post.


E aí, povo santo! Feliz 2015! Depois de nosso pequeno break resolvemos trabalhar! hahahaha O título do post é uma pergunta um tanto quanto convidativa a uma partida de Super Mario Bros. Mas não é bem disso que estamos falando. O que devemos refletir é se temos sinceridade no coração.
A vida que levamos na igreja, em frente aos pastores e irmãos, pode ser muito diferente daquela que apresentamos na nossa família, por exemplo. Não é difícil também que as atitudes que tomamos no dia-a-dia sejam o extremo oposto do que fazemos nos fins de semana durante o horário de culto.
No fim das contas, o crente passa mais tempo administrando as vidas que possui (ou os personagens que interpreta) do que assumindo um compromisso verdadeiro com a vontade do Senhor. Trocando em miúdos, um malabarismo sem fim. E isso nos leva a uma importante reflexão nesse início de ano.
Se carregamos várias vidas, é hora de largar o fardo e abraçar de vez o caráter de Jesus em nossa mente. Quando você pensa que está enganando os outros com uma das interpretações, lembre-se de que nada passa escondido aos olhos do Senhor.
“-Certo. Agora eu percebi que tenho mantido várias vidas no decorrer desses anos. O que eu faço?” Muito simples. Leve suas atitudes em confronto com a Palavra de Deus. Aquilo que a Bíblia reprova certamente necessita ser abandonado por você. E abandonar não significa enjoar por um tempo e depois voltar a praticar. É jogar fora mesmo!
Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave. Efésios 5.1-2
Dói? Claro que sim. Quando estamos acostumados com algo que nos traz benefício ou prazer é difícil abrir mão. Mas tenha plena convicção de que Deus preparou algo para suprir cada carência sua, independente da natureza dela. E qualquer coisa vinda do Senhor é infinitesimalmente (ufa! Que palavra comprida!) melhor do que é fruto do pecado.
Somos chamados para o culto racional (Romanos 12.1) e isso ocorre na medida que formos crescendo em intimidade com Deus. Quando damos dedicação exclusiva à vontade divina, não conseguimos ficar maquinando bobagens em nosso coração.
O desafio está lançado para nós. Vamos nos esforçar para ter uma única vida diante de nosso Senhor.
Semana de vitórias a todos. Deus abençoe. Abração!
Por: Diego Cesar
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.