MATE O SEU PECADO (Devocional)


"Portanto, irmãos, somos devedores, não à carne para vivermos segundo a carne; porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis." Romanos 8:12-13
O apóstolo Paulo nos dá um sábio conselho neste texto: Mate seu pecado! É um conceito que nós não ouvimos falar muito em nossos dias. Mas ele costumava ser uma abordagem ampla para a santificação. Os puritanos chamavam de "a mortificação do pecado". Os puritanos sabiam que estamos envolvidos em um combate mortal com um inimigo que se esconde dentro de nós: o pecado. Ou você mata o pecado todos os dias, ou ele vai matar você. Mortificação é reconhecer o mal como mal e repudiá-lo veementemente. É crucificar a carne com suas paixões e desejos (Gl 5:24).
Paulo aqui explica e aplica o que ele escreveu em Romanos 8:6: "Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz." A morte aqui neste texto não é morte física que todos nós temos que enfrentar, mas a morte espiritual, a separação eterna de Deus. Em outras palavras, Paulo está dizendo:
Mate o seu pecado, ou ele vai matar você!
Ele está dizendo aqui o que disse em Gálatas 6:8: "Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna." Há apenas duas maneiras de viver: viver segundo a carne termina em morte eterna, viver segundo o Espírito termina em vida eterna. Portanto, este é um assunto sério que merece a nossa consideração. Para compreendermos estes versículos, devemos analisar três pontos:
1- Para matar o seu pecado, lembre-se que sua obrigação não é com a carne, mas com o Senhor (8:12)
Romanos 8:12: " Portanto, irmãos, somos devedores, não à carne para vivermos segundo a carne; "- Paulo diz que não somos devedores à carne, mas ao Senhor. Ele nos comprou com o seu sangue, de modo que agora pertencemos a Ele (3:24,25; 8:9). O Espírito de Deus agora habita em nós. Segue-se, "Portanto, somos devedores..." A carne é a nossa velha natureza ou o velho homem que nascemos em virtude do nosso ser "em Adão"( 5:12-21). Viver segundo a carne, significa viver sob o domínio da carne, de acordo com os seus desejos que se opõem a Deus, e não são sujeitos a Sua Palavra (8:7). Aqueles que vivem habitualmente segundo a carne (ou, "na carne") não são verdadeiramente nascidos de novo. Não temos nenhuma dúvida com a carne, não precisamos fazer sua vontade; somos devedores ao Espírito Santo.
No entanto, embora o crente tenha sido crucificado com Cristo, a carne ainda não foi erradicada. Temos a carne que habita em nós, e que tenta ganhar o domínio sobre nós.
Alguns ensinam com base em Romanos 6:6, que a velha natureza ou a carne foi erradicada porque fomos crucificados com Cristo. Em minha opinião, isto é minimizar o monstro que habita nos corações até dos santos mais piedosos. Nunca é benéfico minimizar um grande perigo! Se um inimigo está ameaçando, mate-o; se você ignorá-lo, ele vai ter sucesso! Se você viver sob o domínio desse inimigo, você vai morrer. Mas Paulo nos diz que nós não temos nenhuma obrigação para com a carne. Mas, por implicação, nós devemos tudo a Deus! Ele nos amou quando ainda éramos pecadores (5:8). Ele enviou o seu próprio filho para suportar a penalidade terrível do nosso pecado, de modo que agora não temos mais condenação (8:1). Nós agora pertencemos a Ele e nós devemos tudo a sua graça, não a qualquer coisa que fazemos. Então, para matar o seu pecado, lembre-se que sua dívida é com o Senhor. Dívida de gratidão, de amor.
2- Para matar o seu pecado, entenda a consequência terrível se você não matá-lo: ele vai matar você (8:13a)
Romanos 8:13: "porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer.." Ou como diz outra tradução: "você vai morrer". O grego literal diz: "você está prestes a morrer". A expressão equivalente ao tempo futuro, implica que ainda há tempo para se arrepender e evitar esta terrível consequência. Paulo está dizendo duas coisas:
A) A vida de pecado sem controle leva à morte eterna
Morte é uma palavra muito forte, em contraste com a vida prometida aos que definem suas mentes nas coisas do Espírito, e que pelo Espírito mortificam as obras do corpo (8:6,13). Note que Paulo não diz: "Se você não matar os seus pecados, você perderá algumas recompensas no céu". Ele diz: "Ou você mata o seu pecado ou o seu pecado vai matar você; não apenas com uma morte física, mas com com a morte eterna"!
Nestes avisos, Paulo está seguindo o que Jesus disse em Mateus 5:29-30:
"Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que vá todo o teu corpo para o inferno."
Jesus não está dizendo que devemos arrancar o olho ou a mão literalmente. Isso não resolveria, não cortaria o mal pela raiz. Ele está dizendo que se não tivermos uma ação radical contra o pecado, vamos passar a eternidade no inferno!
Talvez você esteja se perguntando: "Se os cristãos são salvos pela graça, não por obras, e estão eternamente seguros, como pode Jesus e Paulo dizer que se nós não matarmos o nosso pecado, vamos acabar no inferno?"
O Novo Testamento tem avisos frequentes para aqueles que professam conhecer a Cristo, mas não mostram nenhum evidência disso. Talvez o aviso mais assustador seja o de Mateus 7:21-23:
" Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres?Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade."
Aqueles que realmente conhecem a Cristo, vivem em uma vida de obediência à Ele, que significa que eles matam o seu pecado. Crentes falsos podem fazer milagres, mas não matam os seus pecados. Estar unido a Cristo (justificação) implica em santificação. Fomos salvos para as boas obras. Se você não odeia o seu pecado, você não está unido a Cristo. Paulo está nos dizendo que se você viver como um não-cristão, dominado por sua natureza pecaminosa ao invés de viver de acordo com o Espírito Santo, você perecerá como um não-cristão, porque você é um não-cristão. A vida de pecado leva à morte eterna.
B) O pecado não é neutro, ele não é bom
O pecado sempre destrói vidas, tanto para o tempo quanto para a eternidade. Ele sempre mostra a promessa de felicidade e realização, mas no fim leva à morte eterna. Satanás tenta minimizar a gravidade do nosso pecado, nos convencendo que é normal, que podemos tolerá-lo. As pessoas dizem: "Esta minha mulher é chata e ignorante. Agora encontrei uma mulher maravilhosa no meu trabalho que me trata bem, não mereço ser feliz?" E assim é "justificado" o adultério e o divórcio.
O pecado é algo sério, Deus odeia o pecado porque Ele é Santo, Santo, Santo! Nós não podemos minimizar ou ignorar o pecado que ainda habita em nós. O pecado interno é como um leão novinho, que brinca com você por um momento.. No entanto, ele é um inimigo mortal e perigoso. Mate o seu pecado, ou ele vai te matar. Mas, como é que podemos fazer isso?
3- Para matar o seu pecado, coloque-o à morte pelo Espírito de Deus, e vivereis (8:13b)
Romanos 8:13: "mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis"- Veja bem, este é um processo diário que não vai acabar até que Jesus volte e você esteja com Ele. Enquanto estivermos neste estado aguardando a redenção, o pecado estará presente em nossas vidas. Mas o que Paulo quer dizer quando diz: "mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis" ? Vamos entendê-lo frase por frase. Em primeiro lugar, "pelo Espírito" significa contar com o Espírito Santo, confiar e depender do seu Poder. O Espírito Santo não é uma ferramenta que usamos, mas uma pessoa em quem confiamos. Há um mistério que nós somos responsáveis pela mortificação do nosso pecado, em uma obediência ativa, entretanto, ainda é o Espírito Santo que nos dá o poder de confiar e obedecer.
Paulo coloca isso junto em Filipenses 2:12-13: "De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha ausência, efetuai a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade." (Veja também Romanos 15:18; 1 Cor 15:10). Não somos passivos, mas não também não obedecemos pela nossa força de vontade. Um dos frutos do Espírito é auto-controle. Quando contamos com o Espírito Santo, Ele nos controla, e nos dá o poder de nos controlar; que inclui matar o nosso pecado.
Matar o pecado é tomar uma ação radical contra ele. Paulo explicou como isso funciona no capítulo 6, onde ele disse que quando cremos em Cristo, fomos batizados na sua morte (6:2,3). Nós morremos com Cristo quando ele morreu para o pecado. Essa é a nossa nova posição, mas temos de agir de acordo com ela. Assim, Paulo exorta: Romanos 6: 11 "Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus." Em outras palavras, seja o que você é. Temos que matar as obras do corpo, isto é, matar os pensamentos pecaminosos antes que eles virem obras manifestas pelo corpo.
Conclusão
Este assunto é tão prático, deixe-me dar alguns passos para matar o pecado. Apenas algumas indicações.
1- Discipline-se
Paulo diz: 1 Timóteo 4:7 " Exercita-te a ti mesmo na piedade." Ou seja, se você faz planos: "meu objetivo é tornar-se um homem ou mulher de Deus, quero glorificar a Deus com a minha vida". À luz desse propósito, não faça planos para pecar. Estude a si mesmo e elabore um plano para cortar qualquer oportunidade para o pecado. Se você está sendo tentado a embriaguez, fuja de lugares e de pessoas onde você pode cair. Se você está sendo tentado com a pornografia, se policie. Corra da tentação. Não brinque com fogo. Disciplina implica ir contra os seus sentimentos e impulsos. Temos que nos disciplinar na santidade.
2- Clame a Deus pelo livramento e fuja da tentação
Confie em Deus, mas tome medidas! Deus diz: " Salmos 50:15 "invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás." Mas o Espírito também inspirou Paulo a dizer: "Fugi da imoralidade" (1 cor 6:18) e "Foge também das paixões da mocidade" (2 Timóteo 2:22). Ore e fuja!
3- Pense nas coisas que são do Espírito, e não nas coisas da carne (Rm 8:5; Colossenses 3:1-4)
4- Gaste tempo na Palavra de Deus
Medite e memorize a Palavra de Deus, porque você nunca vai ter uma Bíblia perto de você quando a tentação bater.
5- Olhe para a cruz de Cristo
A razão para matar o pecado é que o Filho de Deus te amou e se entregou por você (Gal 2:29). A razão para matar o pecado, é o constrangimento causado pela cruz de Cristo. Você se rende diante de tanto amor demonstrado por Deus. Como você pode amar pecar, se Cristo morreu pelos seus pecados? Odeio o pecado porque eu amo a cruz de Cristo.
6- Seja dependente do Espírito Santo
Gálatas 5: 16 "Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne." Se você cair, levante-se e continue caminhando. Deus está com você. O Espírito Santo te dará força para vencer o pecado. A habitação do Espírito Santo lhe dará poder para matar o seu pecado quando você anda na dependência dele.
Que o bondoso Deus nos ajude nesta luta contra o pecado. Temos que combater até o sangue. Ele irá completar a boa obra que começou em nós.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.