Em busca de aperfeiçoa-se...


     Diz-nos um provérbio americano que "Ninguém pode erguer-se pelo cordão das próprias botas".

     O homem normal, porém embora não consiga nunca atingí-la tem em si uma natural tendência à perfeição. Persegue constante o ideal que se propôs, luta tenazmente contra os conflitos que parecem ameaçá-lo, impõe-se até sacrificios, na luta pelo próprio ideal.

     Ao prosseguirem porém neste aperfeiçoamento pessoal os homens segue diferentes caminhos.
     Apresenta-se o sacerdote e diz: "Oferece sacrifícios e holocaustos e serás recebido por Deus".
     Opina o filósofo: "A ignorância é que te separa de Deus. Adquire pois a sabedoria".
     O asceta afirma: "A matéria é a sede de todo o mal. Tortura e mortifica o teu corpo e Deus te receberá".
     Apresenta-se o legalista e diz: "Observa a lei de hoje em diante e terás aceitação."
     O hindú recomenda: "Sendo o desejo a raíz de todo o pecado, renuncia ao desejo e serás absolvido por Deus".
     Pondera o eclesiástico: "Fora da igreja não há salvação. Entra pois na igreja e esta te levará a Deus"
     Assim os homens se encarniçam em lapidar-se.

     Examinam-se, passam o tempo a lutar contra os defeitos e não conseguem nunca um resultado positivo a não ser vez por outra, cultivar em estufa umas virtudezinhas de pequeno calibre. Tomam caminho errado. Certos educadores animam-nos nesse caminho sem perceber que quanto mais lhes apontam esse defeito a combater aquela qualidade a adquirir, tanto mais os voltam para si próprios e os condenam à estagnação.

      E a estagnação é contrária ao aperfeiçoamento - a estagnação é a ante-sala da morte. Aperfeiçoamento é vida, e a vida num sublime mistério de contradições consiste antes em dar do que receber, em servir mais do que ser servido, em amar profundamente ao outro, nosso irmão.

     E neste sublime mistério de contradições, quando vou ao encontro daquele cuja solidão parecia radical, quando enxugo as lágrimas daquele que sangra por uma ferida no coração, quando lanço pontes de boa vontade sobre os vales cavados entre os homens pelo nosso próprio egoismo, é então, quando caminho ao encontro do "outro", que me encontro a mim mesmo nas condições excelsas para aperfeiçoar-me, pois, segundo a milenar sabedoria chinesa, "um pouco de perfume fica sempre nas mãos que espalham rosas".

     Gibran disse: "As tartarugas conhece melhor o caminho do que os coelhos"
     Jesus disse: "O Diabo veio para matar, roubar e destruir. Eu vim para que tenham vida, e vida em abundância".(João 10.10) "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai a não ser por mim."

Hubner Braz
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

7 Milhões de Confessos:

  1. O caminho da Vida, é o caminho do Evangelho. Não adianta fugir, o quê Jesus ensinou foi a Vida, o caminho estreito. O oposto dos ensinamentos dEle é morte.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns por mais este texto abençoado.
    Creio que todos nós precisamos nos precaver da estagnação.
    Penso que a estagnação é uma atitude que representa que estamos dando limites para o agir de Deus.
    Precisamos viver, e viver de tal forma que estejamos sempre atentos para ouvir Suas orientações.
    Deus abençoe sua vida.

    ResponderExcluir
  3. Seu blog está uma bênção e já estou te seguindo! Passe no meu, ok? Paz!

    BLOG: www.tribunadorio.blogspot.com
    TWITTER: www.twitter.com/tribunadorio
    UBE: http://ning.it/czmyCa

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Gabriel pelos ricos comentarios, faz enrriquecer o post.

    E também quero agradecer por me seguir.

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Sonia,

    Você completa os comentarios, sempre lendo os meus post's e relatando as suas idéias neles.

    Sou grato por você fazer parte dessa familia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Amigo Carlos Queiros,

    É um prazer te-lo entre os confraternos...
    Amo o seu Blog, sabe disso.

    Abraços grande cientista.

    ResponderExcluir
  7. Esse tema é bem interessante. Penso há treinamento melhor para se aperfeiçoa-se, se não o convivio com aqueles os quais queremos distante! É um convite, não? Ah, e a conscientização que temos misérias que precisam ser tocadas por Cristo? Para sermos assim, pessoas melhores, dignas de reverenciar o cristianismo.

    Deus lhe abençoe

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.