Vagabundo Confesso - Capítulo 3: Onde Estiver – Participação Especial do Novo Clipe do Nx Zero.

No capítulo anterior de Vagabundo Confesso: Eric continua no hospital divinamente assustado. No café matinal Eric e servido pela Susana Werner uma antiga conhecida do orfanato. Papo vai e papo vem, e foram pegos por um apagão no hospital. Gilmar o eletricista ao religar a luz vai no quarto de Eric saber se ele está bem... E ai que Eric percebe a ausência da sua amiga Susana e pra completar descobre a mensagem descrita na parede de batom vermelho.
 Vagabundo Confesso
Capítulo 3: Onde Estiver
Autor: O Varão
Escritura e revisão gramatical: Hubner Braz
Colaborador: O Divino

Amanheceu, acordei com as faxineiras apagando a mensagem horripilante da parede. Aquele era mais um dia para apagar da memória.

Faltavam alguns minutos para servir o meu café. Aproveitei esses minutos e tomei banho, dei uma arrumada no cabelo, vesti um roupão novo e escovei os dentes, tudo isso, porque tinha esperança de ver minha amiga Susana servir o café pra mim...

Ao acabarem os minutos, a porta do quarto foi aberta e pra minha tristeza, não era a Susana que veio me servir, e sim outra enfermeira. Perguntei da Susana para Enfermeira e ela disse que aquele dia era a folga da Carla.

Logo em seguida, o Dr. Fritz entra na sala e diz que estou de alta. Com tamanha alegria abraço o Doutor agradecendo, e ele aproveitando do momento deslizou as suas mãos na minha costa e apalpou minha bunda.

“Que isso Doutor!” Eu lhe disse. Mais ele simplesmente deu uma risada indiscreta e saiu. “Será que este Doutor é gay, era isso que a Susana queria me revelar?”, pensei...
Fui à recepção, peguei meus pertences, agradeci o atendimento e sai. Olhava os meus braços com aspecto assustador, porque via as veias roxas de tanto exame que fui submetido. Dei graças a Deus por não ser submetido a estes exames novamente.

Na rua, me senti confuso, parei um pouco para organizar a minha mente. Ouvi uma melodia que mexeu comigo. E como um flash a música lembrou-me da Carla. Perguntei para a pessoa do lado quem estava cantando, afinal fazia três meses que estava no hospital. A pessoa disse que a Banda chama-se Nx Zero e o nome da música é “Onde Estiver” Veja, escute e emocione-se:... 

 Ao termino da música pensei: “O que eu devo fazer primeiro?” e decidi enumerá-los no guardanapo que retirei da portas-guardanapo no bar do Frangó na Freguesia do ó:
   Procurarei à mãe da Carla para tentar saber alguma coisa sobre ela.
   Voltarei ao hospital somente para saber se realmente a Susana está de folga.
   Tirarei a dúvida se o Dr. Fritz é gay.

Cheguei à casa da Maria Eunice Scheid a mãe da Carla, pra minha surpresa ela estava me esperando na sacada. Abracei-a com olhar de desespero e disse:

- Foi minha culpa Dona Nice... Ela sumiu por minha causa. (Lagrimas correram no meu rosto).

Ela me olhou com olhar protetor de mãe e disse:

- Filho, não chore. Ela saiu daqui para ganhar experiência, sempre falei a ela que quando criamos um filho, nós o criamos para o mundo. E antes de ela se despedisse de mim, pediu para te entregar este bilhete.

Peguei o bilhete que ela deixou e Li:

“Eric, meu vagabundo confesso.

Você não entende mesmo. Mas o meu coração é apenas um simples vaso, desamparado nesse mar de solidão. Ele anseia pelos ventos do seu amor para me guiar de volta à costa, de volta ao seu coração.

E é uma pena, ver o quanto nosso amor foi intenso e logo, como no mundo artístico, ele derrepente acabou... Agora ganhei asas, voarei, irei a lugares jamais vistos, conquistarei o que você não conquistou, ou talvez conquistasse e não soube agarrar, defender, com unhas e dentes.

O problema é que você não sai da minha mente. Quando eu penso em você, palavras não podem descrever, e eu simplesmente oro. Confesso a Deus o meu desejo de um dia, estar ao seu lado e dizer que eu te amo.

Oro, querendo respirar o seu perfume e mantê-lo no meu corpo todo o dia. Oro, querendo provar seu amor por mim ao beijar seus lábios doces. Oro, querendo transformar nós dois em raios que cortam o céu que se entrelaçam entre as nuvens tornando-se um. Dois em um só coração. Dois em uma só alma. Que nunca se separam, que nunca se perderam.

Despeço-me com minha última frase e digo: “Eu te amo, nem sei como, nem quando, nem onde. Simplesmente te amo, sendo direta, sem problemas nem orgulhos. E por não conhecer outra maneira de esquecer-te Eu te Amo”.

Terminei de ler, e não conseguia controlar as minhas lagrimas, a Dona Nice teve que pegar uma toalha para que eu viesse enxugar meu rosto molhado.

- Obrigado Dona Nice, mais é estranho, no dia da virada do ano ela sumiu, e aconteceu cada coisa comigo que demoraria muito pra contar. Tenho recebido cartas, bilhetes e mensagens assustadores que relatam sobre o paradeiro da sua filha.

- Meu filho, ela se despediu no dia 1 de janeiro, prometendo que um dia iria voltar. Por isso que estou tranquila. Seria bom você ficar também.

Confesso que fiquei preocupado com a atitude da Dona Nice. Já que eu estava na sala, olhei para o chão a procura de uma pista e encontrei um cartão de médico com inicias J.C. do hospital Albert Einstein.  Achei estranho e guardei no bolso, talvez minha amiga Susana saiba de alguma coisa.

Antes de despedir da Dona Nice, decidi escrever um pequeno bilhete a Carla, esperanço de um dia ela voltar e inspirado com a música “Onde Estiver” comecei escrever sem parar... e foi assim:

“Todas as manhãs eu acordo e vejo o sol brilhando no meu rosto. Isso me lembra como você me animava. Você é minha luz, meu consolo. Eu queria que você estivesse aqui ao meu lado tomando um gole do café com nossos copos favoritos, para apenas esperar à hora do pequeno almoço, a comida que eu iria preparar. E, então, depois de pronto... Nós ficaríamos rindo com o perigo de ganhar peso extra de tanto que comemos. Mas, ai, eu diria, está tudo bem. “Porque você é eternamente linda aos meus olhos!”.

Mas, ao chegar à noite eu vou para a cama e sinto um vazio, porque você é tudo que eu sempre precisei. Através da janela eu olho para o céu, as estrelas e a lua sorrindo para mim, me dizendo para não se preocupar. E as vezes, vejo seu nome escrito no céu à noite, tendo certeza que ele me guiará a você quando a escuridão toma conta.

Assim, é que penso em você, penso até cair no sono. Penso em não poder ajudá-la agora porque não sei onde tu estás. Quando eu sonho com você, os meus lábios murmuram o teu nome no meu sono, sempre quis lhe dizer isso...

Você é diferente, você é gentil. Nem por um segundo eu consigo tirar você da minha mente. Sempre que confessávamos, o meu coração virava. Sempre que eu ouvia sua voz, me tranqüilizava. Suas palavras tão tocantes, que pareciam ter asas voando para mim... 

Toda vez que você dizia que me amava, meu coração saltava de prazer. Quando via você em meus sonhos, as trevas se tornavam em luz. Seus olhos são tão lindos e honestos. Um toque de suas mãos, o sabor dos seus lábios é o que eu desejava a todo tempo.

Às vezes sinto sua mão passeando nas milhas infinitas do meu corpo. Eu sinto seu amor me acariciando, eu sinto o seu olhar apaixonante..., e apesar de eu não ter te encontrado ainda, eu antecipo a sensação de ser sentido por ti. Eu sei que um dia vou te encontrar e não haverá nada que qualquer um possa fazer para manter-me afastado de você. Você é um presente enviado do céu. E eu te amo tanto.

Caso ainda tenha dúvidas, eu te amo incondicionalmente. Meu coração está inchando de desespero, tristeza e emoção. E eu daria qualquer coisa para estar com você, e te abraçar em meu caloroso braço amoroso. Eu adorava as noites com você. Saber que você está lá acalma o meu coração. Com a sua falta, sinto-me tão sozinho, vazio de tal maneira que não consigo descrever.

As palavras me escapam para mostrar o quanto eu estou morrendo de vontade de te ver. Eu estou constantemente pensando, você vai esperar por mim até o dia vira noite, até o sol se por no oeste? Você vai esperar até que eu encontre-a?

Mesmo que estejamos à milhas de distância meu amor por você faz parecer próximo. Eu oro constantemente, na esperança de estar com você. E sei que um dia os nossos lábios se encontrarão. Um dia as nossas mãos vão se tocar. Um dia nossos corpos se abraçarão. E um dia nossos corações se unirão...

Eu não sei qual é a outra forma de expressar os meus sentimentos por você. Espero que você possa entender como me sinto. Só de pensar que você me ajudou a despertar para vida. Meu amor por você cresce a cada dia.

Então, quando chegar. Abrace-me tão próximo o quanto puder, pois agora será para sempre, eu serei seu homem. Eu vou me manter dizendo-lhe aquelas palavras reconfortante, e eu vou dar todo o amor do mundo para você, mesmo que eu ande milhões de milhas de distância...”

Terminei de escrever, despedi da Dona Nice e peguei meu rumo para saber o paradeiro da Susana.

Entrei no hospital Albert Einstein, todos estavam de olhos esbugalhados.  Motivo... Não sei qual era... Não demorou muito para eu ir em direção a recepção. Caminhei com passos firmes e tremulas mãos de tanto que suava de ansiedade.

No meio da trajetória à recepção, multidões passavam do meu lado, foi quando alguém esbarrou no meu ombro com tamanha força que cai no chão e desmaiei...

Porque Eric desmaiou? Qual o paradeiro da Susana? Quem esbarrou em Eric? Quem era J.C. dono do cartão? Onde está Carla? Não perca o próximo capitulo do Vagabundo Confesso em 7 de Abril.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

4 Milhões de Confessos:

  1. Uffa!!!

    Consegui publicar o 3 capítulo do Vagabundo Confesso. E foi no prazo estipulado.

    O clipe coloquei para realçar a blognovela, alem do mais, a música está perfeita. A letra também. É uma verdadeira inspiração.

    Sei que alguns poderá falar, "mais não é do mundão", eu irei dizer, o amor não escolhe raça, lingua, cultura ou nação para manifestar, ele se manifesta sem permissão e não escolhe como, onde ou quando o amor incondicional irá aparecer.

    Ótima semana pra ti. Abraços e bjs...

    Hubner Braz

    ResponderExcluir
  2. Olá,Hubner!Tudo bem?Te agradeço pela visita e pelo comentário.Prazer em conhecê-lo.Grande abraço!
    Tonha.

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.