Valor


          Dizia Clemenceau a um grupo de ouvintes. "Quando morrer quero ser enterrado de pé, para que conserve minha cabeça acima do coração e o meu coração acima do ventre"

          E não fazia Clemenceau mais que propor para si o estabelecimento de uma hierarquia de valores. A cabeça, a inteligência, o saber. O coração, a virtude, o sentimento... O ventre, o alimento, as necessidades materiais...

          Não pretendemos julgar a hierarquia estabelecida acima, porém todo o mal do mundo pode ser resumido na distorsão e deformação de serviço bem aproveitadas.

          Não vale o homem pelo que possui, mais pelo que é. Não vale o homem pelo que conhece, mas pelo grau de serviço que presta aos outros e à comunidade, com os conhecimentos de que dispõe. Não vale o homem pela qualidade de força que detém em suas mãos, mas pelo seu uso no avanço do bem e da verdade.

          "Os homens", dizia Michel Quoist, "desejam estar quase sempre no tempo e no espaço onde não estão", no entanto, "para que o homem tenha êxito, a humanidade tenha êxito, cada homem deve estar o mais perfeitamente possível presente em seu lugar".

          Não é o posto que ocupamos que importa, mas antes a perfeição e intensidade de nossa presença, e é assim que apreciamos o valor de um homem.

Jesus disse: "Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não podem arrombar e roubá-las. Pois onde estiverem as suas riquezas, aí estará o coração de vocês." (Lc:12.33-34)

O escritor aos Hebreus vai muito além e diz: "Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura."(Hb: 13.14)

Até a proxima...

Hubner Braz
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

9 Milhões de Confessos:

  1. Um texto muito interessante, Hubner. Uma ótima analogia presente em "cabeça acima do coração e o coração acima do ventre".

    Vivemos uma crise de valores. Não sou moralista - Graças a Deus -, mas vivemos numa sociedade muito mais baseada no "parecer" do que no "ser". E isto gera distorções graves no convívio entre as pessoas e em relação aos objetivos que cada umas delas persegue.

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. Em pressupostos filosóficos, o homem é sujeito ao tempo. Deus é atemporal.
    Mas saindo deste pressuposto, nos deparamos com a mensagem de Cristo, 'Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá;'(João 11:25).
    Gostei muito de seu post. Paz!

    BLOG: www.tribunadorio.blogspot.com
    TWITTER: www.twitter.com/tribunadorio
    UBE: http://ning.it/czmyCa

    ResponderExcluir
  3. E ai Hubner, beleza??

    Acredito que o maior parâmetro para se medir um homem é o que ele é, e não o que as ideologias utópicas querem que sejamos.

    Creio que Deus nos ama assim como somos, o que nos resta a fazer é ser quem somos, nos tornando quem seremos, para ser o que fomos.

    Abraços mano

    Obs: O que aconteceu com você que sumiu da minha sala??
    Estou esperando sua participação não somente no blog da confraria, mas também em nossas salas do pensamento.

    ResponderExcluir
  4. Srs, é com muito prazer que recebo essas reflexões filosóficas.

    Mestre Isaias o seu comentario veio complementar o texto. Muito bom mesmo.

    Cientista Carlos partindo do pressuposto, vemos que para Deus não Existe Tempo. E isso leva-nos a outra sala do pensamento.

    Sábiente Marcio, Gostei do "Ser o que somos, nos tornando quem seremos, para ser o que fomos." Muito singelo da sua parte.
    Já comentei no seu Blog e nos dos Confraternos.

    Excelêntissimo Lucas Tito, sinto-me honrado com a sua visita.

    Abrçs fraternais a todos.

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Não é o posto que ocupamos que importa, mas antes a perfeição e intensidade de nossa presença, e é assim que apreciamos o valor de um homem.

    É, o valor acaba sendo a união de pequenas coisas, as quais se intensificam se tornando valiosas.

    Bom tema esse!

    Meus cumprimentos

    ResponderExcluir
  6. Edjane,

    A nossa parceria no Blog, Poesia e Eu é otimo. Pena que não é muito conhecido.

    Vamos ficar naquela frase de Gibran. "A Raiz é uma flor que despresa a fama"

    Que comentario o seu... "digno do premio nobel de valores pessoas"

    Bjs minha poeta.

    ResponderExcluir
  7. São valores que devemos conciderar sim

    ResponderExcluir
  8. Obrigado afromendis...

    Seu comentario é de grande relevância.

    Abraços

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.