A Vez da Resposta: Você... O Único - Confissões de Carla ao Vagabundo Confesso

Meu Dom Ruan Vagabundo,

Meu único amor...

O único para quem já me entreguei de corpo e alma.

O único que conseguiu despertar um sentimento dentro de mim

Que nem eu mesma sabia que existia.

Um sentimento que nem eu mesma sei explicar,

E que, não consigo controlar.

O único que realmente conseguiu mexer de verdade comigo.

Que realmente foi capaz de controlar meus pensamentos e abalar meu coração.

O único até hoje que foi capaz de desviar toda a minha atenção e os meus melhores pensamentos somente para ele.

O que posso dizer de sua carta é:

Fiquei feliz e triste ao mesmo tempo!
Feliz porque o amor é isso, ele não chega com hora marcada apenas, chega.
Isso independe de religião, cor, raça, idade, situação financeira, etc.

Infeliz por você dizer que está preso a está situação e simplesmente não reconhecer o óbvio mais, entendo seu paradoxo, e o que posso dizer sobre ele é, toda razão prevalece até que encontremos uma razão maior... E você, já encontrou a sua, acontece que, o pior cego, é aquele que, não quer ver. Então, não se sinta preso, por favor!
Em mim, você descansa, por isso falei que sou completa.

Quanto ao final da carta:
O que, acontece comigo e você, é bem simples meu amor; às vezes assumimos responsabilidades em nossa vida que, tinham o tamanho do nosso bom senso, que talvez não fosse assim tão grande.

Com o passar do tempo é que vamos perceber que, viramos escravos de atitudes tomadas no dia de ontem que, talvez nos afaste do amor verdadeiro para sempre!
Somente, eu, você e Deus sabem o que, se passa em nossos corações nesse instante.

Mais, quero que saiba querido!
Que te amo!
E vou ama-lo para sempre!

Sendo assim, caso não no vejamos mais, deixarei escrito a você, uma única frase:
"Meu corpo aqui descansa, e minha alma, aflita, em Deus te espera."

Beijos meu querido Eric, meu único vagabundo confesso.

Att. Carla Sheid

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. (1°Cor. 13.4-7)
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

4 Milhões de Confessos:

  1. Nossa, parece a minha Carta!! Tô vivendo um momento assim...

    Obrigada,
    Hubner, tô seguindo o blog, tbm colocarei a lista de meus blogs favoridos...

    ResponderExcluir
  2. CARACA ,MANO,SE ISSO NÃO É AMOR QUE É ENTÃO? ERIC,QUALQUER COISA PASSA ESSA GATA PRA CÁ QUE TÁ PRA MIM FALOU. MUITO BOM MESMO E BEM MELHOR QUE A NOVELA ESSA TROCA DE MENSAGEM ENTRE OS DOIS.PARABENS ME CHAPA!
    ALUIZIO JUNIOR (aluizio_esc_capitao@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  3. Adorei o seu blog... À começar pelo nome, haha. Já estou te seguindo! Beijos ;*
    http://joycenoelly.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.