A Vez da Réplica: Está Tudo Acabado Entre Nós? - Confissões do Vagabundo Confesso para Carla

É incrível, mesmo longe. Você sempre me fascinou, é como se todas as pessoas te amasse loucamente, e nada, nada poderia fazer para se aproximar de ti, para reverter à milimétrica distância entre nós dois. Dói muito...

Quando eu sinto que alguém vai me deixar, eu tenho uma tendência de primeiro romper, antes de eu começar a ouvir as queixas. Mas não aconteceu, não consegui romper contigo e agora você não está lá e sim aqui. Inteira no meu coração. Nem mais, nem menos. Participando da minha história e pra ser sincero não queria que fosse mais uma história de amor desperdiçada.

Eu realmente estou sem chão. É como se estivesse em Niterói e não pudesse alcançar o outro lado onde à beleza de Copacabana me espera, porque a ponte do rio Niterói foi totalmente demolida. Fico sem reação, me sinto pulando de um avião sem usar pára-quedas, sabendo que algo pior me aguarda lá embaixo. É muito conflitante e ao mesmo tempo confuso pra mim.

Quando penso que poderá acabar, que eu nunca irei vê-la, assim, sozinha, só pra mim... A minha alma cai eternamente no buraco sem fim. Mas sei, bem ou mal, sim, eu irei encontrá-la..., vamos nos encontrar e talvez você esteja com o novo namorado, e talvez aja como se nunca tivéssemos estado juntos, então devagarzinho pensará cada vez menos em mim até esquecermos um ao outro completamente. Ou quase...

Pode ser o melhor caminho para você trilhar neste momento. Romper e esquecer-se de mim, nem que seja parcialmente. E bem provável que conheças um cara; onde você poderá dizer foda-se quem estiver ao redor, dando suma atenção a ele. Sei que não é da sua índole dizer tais palavras...

E então, esqueceras o tal do “O único”. Então, após alguns meses de vazio total começaras de novo a procurar outro amor verdadeiro, desesperadamente olhar em toda parte e, após dias de solidão encontrar um novo amor e jurar que é o “Único”, até ele ir também..., ou talvez não..., porque este novo “Único” não sairá do seu pé. Sim, ele ficara grudado em ti, pois ele descobrirá o que demorou pra eu descobrir...

Descobrir aquela sedução do teu olhar que me descontrolava... deixava-me paralisado e a ferver por dentro... e se continuasse a olhar assim pra mim, sempre achava que não iria resistir... ao teu corpo, ao teu cheiro, ao teu toque, ao teu sabor... e se és assim perfeita por fora... tinha o desejo de saber como és por dentro... Uma jóia rara perdida ao norte do Brasil, recheada de prazeres e loucuras insanas de amor. E essas coisas demorou pra me descobrir.

Eu concluo que há momento na vida onde você não pode recuperar mais o que perdeu. E mesmo se esta pessoa ocupar sessenta por cento do seu tempo na sua mente, e nunca ficar ausente. Você percebe que ainda não pode viver sem ela. E mesmo que você acorde todos os dias babado em meio aos travesseiros, você nunca esquecerá o desejo de ser babado pelos lábios dela, que pra mim seria melhor do que qualquer outro beijo de outra pessoa... E pensar que cheguei tão perto de sentir o gosto dessa saliva...

Bjs minha amada Carla Sheid

Att. Vagabundo Confesso
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 Milhões de Confessos:

  1. Mais uma carta de amor entre Eric "O Vagabundo Confesso" e Carla "A misteriosa".

    Está saga não vai terminar agora, porque terá a trépica da Carla... e outras mais que o Vagabundo confesso enviará.

    Ótima semana a você... BJs e Abrçs

    ResponderExcluir
  2. Só perdemos o que realmente nunca foi nosso.
    Caio F. disse isso

    Retribuindo a visita
    Adorei as Confissões insanas.

    Beijos
    Se cuida!

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.