Impressões digitais – Confissões no Dia dos Namorados

Todas as mulheres que passaram em minha vida deixaram impressões digitais no meu coração.

Mical me ensinou a perder o todo orgulho e a quebrar todo preconceito.

Abigail me disse que abandonaria todas as coisas para fugir comigo, e se algum dia eu se esquecer dela ela faria questão de lembrar-me que ela ainda me ama...

Bianca mostrou-me a linha tênue entre as melhores amigas e amantes.

Jaqueline me ensinou o poder do amor e a existência do vazio de um coração partido, Já Kethiny me ensinou a se arriscar quando existe algo que vale a pena.

Daniele me ensinou o significado de uma mão acariciada, enquanto Bruna me ensinou sobre a língua solta e respirações quentes.

Daiane provou-me que nunca se deve julgar um livro pela capa rasgada.

Luana me ensinou a habilidade de ter raciocínio rápido no flertar, e Camila me ensinou sobre o amor à primeira vista.

Thais me fez rir ao mesmo tempo fazendo-me sentir como se eu fosse o único garoto no mundo.

E por último, Michelle me disse para nunca deixar um coração partido. E se por acaso terminar, em primeiro lugar, roube uma lembrança;

O difícil de tudo é que não passo um dia em que eu não penso sobre as impressões que elas deixaram em minha vida.

Att,
Salomão (Filho de Davi – Rei de Israel) - Uma História de Ficção -

1°Reis 11.1a “E o rei Salomão amou muitas mulheres...”
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

8 Milhões de Confessos:

  1. Gostei bastante do Blog.
    Muito interessante !

    É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

    Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
    http://bolgdoano.blogspot.com/

    Muito Obrigada, desde já !

    ResponderExcluir
  2. Achei simplesmente demais o seu blog.
    Desejo que vc leve por td sua vida esta abilidade que DEUS te deu de usar as palavras.

    ResponderExcluir
  3. Hubner,
    Que texto mais lindo para homenagear o dia de hoje!
    Que sejamos assim...sempre amando,pois é amando que nos tornamos mais semelhantes de Cristo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Iracy por presentear-me com tua presença em meu blog.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Hellen,

    Você sempre será bem vinda por essas bandas.
    Amo seus comentários.
    Volte sempre!

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Texto delicado e delicioso de ler.
    =)

    Gratíssima pela sua delicada visita.
    Fico feliz que eu tenha tocado sua alma.

    Volte e permaneça o quanto quiser.

    ResponderExcluir
  7. Salve Hubner!Depois te explico por que voltei,(por email), um truquesinho...
    Quanto a essa postagem, (sempre tem a que mais me surpreende rsss), "as mulheres de minha vida", bem,... um "vagabundo confesso"pode dizer essas coisas: apaixonar-se muitas vezes e guardar cada paixão no coração.Mas não posso chamar de amor, pois o amor é o cultivo da paixão diariamente e de preferência por uma única pessoa, pois o amor "eros"não combina com múltiplos, somente o amor ágape!
    Vi uma matéria esses dias de um homem que possuia mais de 3 esposas, não lembro o país, acho que Canadá, e ele disse que cada uma delas representava as vezes que se apaixonou perdidamente. Elas afirmaram que eram felizes dividindo o homem/esposo e a casa, mas num determinado momento da entrevista choraram e disseram que havia ciumes, e ele mostra-se agressivo em vários momentos da entrevista,inclusive batendo portas.Tem um "velho deitado" que diz: o verdadeiro homem não é aquele que conquista várias mulheres por dia,mas aquele que conquista a mesma mulher vários anos!Bejio grande querido irmão e amigo!!

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.