CARÊNCIA

Milhões estão carentes, Senhor! Carentes de pão, carentes de saúde, carentes de escola, carentes de vitaminas, carentes de perdão, de paz, de habitação.

Pior carência porém é aquela que sofre o coração, refletindo-se em tédio e cansaço. Impondo a ruína ao mais forte, trazendo tristeza, trazendo miséria, trazendo a doença e trazendo a morte.

Ali vejo o menino triste que apanhou porque a confraria não o compreendeu. Ali ouço soluços dos papéis, a quem as penas multicolorídas esqueceram de beijar.

Aqui está o moço feio, solitário e sem amigos. Aqui jáz o homem abandonado, que da janela, se atirou.  Todos eles, Senhor, sofreram de carência de amor. Todos eles, Senhor, tinham direito à parcela do coração de alguém, alguém que deveria amar e falhou.

Ajuda-me a perdoar, Senhor! Ajuda-me a desviar meu olhar da minha solidão, para a carência e a dor de meu irmão.

E ao encontrar-me assim com ele. Que possa ser um encontro a três, na qual, Tu será sempre o primeiro. E contigo, ele "Edson" e eu gozaremos doce comunhão.

Autoria do texto: Hubner Braz
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.