A Segunda Milha

"E se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas" (Jesus Cristo)

          Ao Serem proferidas as palavras acima, parte da essência prática de todo o cristianismo, Jesus Cristo e o povo judeu a quem foram dirigidas, estavam sob o poder de Roma. País conquistado, nem por um instante se esqueciam seus habitantes de que estavam sob servidão. Severa e incessantemente os soldados romanos nos exigiam obediência e submissão.

         Uma das leis mais humilhantes era a que obrigava o cidadão judeu a levar a carga de um romano, na distância de uma milha. Podia o judeu estar a caminho de importante missão de seu próprio interesse, mas se um romano o via, podia dele exigir: "Leva esta carga para mim!" e o judeu tinha que obedecê-lo de acordo com o regulamento, carregando o fardo por toda uma milha!

          Bem podemos imaginar as murmurações e o praquejar que acompanhavam essa marcha forçada. Não é difícil imaginar quão vivos na memória de cada israelita estavam o número de passos de uma milha, e quão odiosamente paravam ao final do cumprimento de seu dever, com a expressão "nenhum passo mais".
          No calor do ressentimento, eis que surge um estranho com uma estranha doutrina: "E se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas".

          "Não pare na primeira milha! Vá à segunda também!". Que aparente contra-senso, porém, que profundidade de raciocínio encerrava está lição.
          A Segunda Milha elimina o enfado de viver, pois a primeira milha é compulsória, enquanto a segunda é voluntária. Muita gente passa pela vida fazendo apenas aquilo que é obrigado a fazer. Esses acham a vida dura, e estão constantemente cansados. Alguns poucos tem a capacidade de romper essa "barreira da fadiga", para tomar folego, e esses inevitavelmente chegam à conclusão de ser a vida uma bela aventura. Na primeira milha o homem está sempre a exigir seus direitos; na segunda milha o carregador do fardo aproveita oportunidades, oferece algo, encontra a sua razão de ser.

          Willian James, o grande pensador, disse que a maioria do povo opera dentro dos limites da "primeira fadiga". Jamais realiza grande coisa. Mas, explica ele, para alem dessa primeira manifestação de fadiga, existe poder quase inexaurível. Diz ele: "As pessoas que fazem grandes coisas são as que avançam para além dessa primeira fadiga", também grande parte de nossa felicidade está na segunda milha indicada por Jesus.

E termino essa missiva tomando as palavras do meu amigo Wando (Carinhosamente chamado de  Chiquinho) ele dizia: "Sempre em frente!", nunca desista dos objetivos que está a porta, você tem capacidade de andar mais uma milha. Acredite!!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

12 Milhões de Confessos:

  1. Amigo HUBNER,

    Seu texto nos impulsa a caminhar e não desistir facilmente.....ele nos mostra que se o fardo (problemas e/ou dificuldades) nos enfraquece a ponto de nos fazer desistir, mesmo assim, temos mais uma milha (outro passo... outro caminho)a persistir...

    E nesta segunda milha de caminhada, podemos encontrar o refrigério do nosso cansaço...e então ali, com a certeza de que JESUS segurou em nossas mãos para superarmos o cansaço, podemos encontrar a tão desejada paz que necessita os nossos corações!!!

    Parabéns garoto!!!

    P.S.
    Nossa que coincidência, também estou lendo Derrubando Golias...rs....muito bom este livro não é mesmo?!!

    Beijos..Muita paz!!!!

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo

    Recordo-me dos contrários que há em nossas vidas. Quando encontramos em nosso caminhos pessoas difíceis, logo queremos distanciamos delas. Quando na verdade somos chamados à desenvolvemos o pouco da psicologica que há em nós, pensando e se fosse Jesus, como ele agiria? "E se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas" (Jesus Cristo)
    Particularmente vejo que a frase acima nos convoca a superamos as barreiras do desânimo, e esgotamento físico. Creio que é isso que Jesus quer nos passar!

    Seu blog está digno de aplausos sinceros!
    Fico felissíssima por acompanha seu crescimento como escritor!

    Abraços fraternais

    ResponderExcluir
  3. gostei da sua visita ao meu blog, e tbm gostei de vir aqui. Seu blog é uma benção. Esse último post então nem se fala.
    Desejo uma ótima semana pra você.
    Na paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  4. Sempre tive este versículo em minha cabeça !

    Muito bem explicado e extraido.

    Visite também: http://jovens-evangelistas.blogspot.com/

    Fique na Paz.

    ResponderExcluir
  5. Paulinha,

    Fiquei feliz em saber que você está lendo o mesmo livro... Estou na parte do colete sacerdotal...
    Quando terminar de ler vou postar aqui.
    Obrigado pelos comentarios, como sempre vem acrescentar a clareza do texto.

    Abçs fraternais

    ResponderExcluir
  6. Querida Edjane,

    Lendo os seus comentarios pude me deparar com uma cena comum que acontece nos afruentes do Rio Potegi.

    Percebo que quando o rio pega o seu rumo em direção ao mar. Nada, absolutamente nada pode atrapalhar o seu destino.

    Se for barreiras ele passa por cima. Se for o homem, ele reage com as enchentes. Se for a seca, eles infriltam de baixo das areas até encontrar o seu destino.

    Você é como um Rio em direção ao Mar.

    Bjss e a Paz!!!

    ResponderExcluir
  7. Caro Heitor,

    Obrigado pelos comentarios, seja bem vindo amigo.

    Abçss fraternos e a Paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Gabriel,

    Já estou te seguindo também...

    Abçss e a Paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  9. Olá,tudo bem? Vi seu comentário em meu blog,gostei muito,gostei da indicação do livro e vou procurar ler.Estou seguindo seu blog,ele é muito interessante! Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  10. Olá Aline,

    Obrigado pela visita e o comentario, sempre visitarei o seu blog, enquanto ao livro, é otimo, você não se arrependerá de ler.

    Paz de Deus

    ResponderExcluir
  11. Hubner, A Paz!
    Parabens por este texto. Essa inspiração para escrevê-lo, com certeza, veio diretamente de Deus. Essa nova forma de considerar, de olhar, de interpretar, nos trás prazer na alma, porque entendemos que Jesus não estava querendo que o fardo fosse mais pesado; muito pelo contrário. Quando caminhamos uma primeira milha com alguém, nos apegamos fraternalmente e a partir de então a segunda milha passa a ser mais prazeirosa.
    Deus abençoe!
    Abraços.
    Sonia

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito do post. Esta é uma lição que todo aquele que milita no exército de Deus precisa aprender, sabendo que somos super-homens apenas quanto ao alvo: "PARA O ALTO E AVANTE!"
    Fique na paz! :o)

    BLOG: www.tribunadorio.blogspot.com
    TWITTER: www.twitter.com/tribunadorio
    UBE: http://ning.it/czmyCa

    ResponderExcluir

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.