somos perfeitos? Todos temos imperfeições!

Antes de começar o texto em si, vamos iniciar com o "poema" abaixo:

Se você ver alguém errar, não acuse ele não
Você também erra, mas, Jesus sempre te estende a mão
Não olhe para os erros dos outros, todos nós somos imperfeitos
Não há "pecadinho", nem "pecadão", Jesus é o único que não tem defeitos.


Poderia fazer um texto enorme, mas, as quatro linhas do "poema" acima traduzem bem a mensagem deste texto que você está lendo.


É que talvez, muitas vezes vemos alguém errar, pecar, pisar na bola e, infelizmente, nós começamos a apontar os erros da pessoa, e nos acharmos melhores, pelo fato de não errarmos os mesmos erros que ela, daí, nos afastamos, ignoramos a pessoa e aí tanto faz, tanto fez, ela errou que colha os frutos do que plantou. NÃO!! NÃO É ASSIM!



Nós não temos o direito de julgar, de acusar ninguém! Sabe por quê?! Porque nenhum de nós humanos, somos perfeitos! Todos temos imperfeições, defeitos, falhas e pecamos; E mesmo se fôssemos "perfeitos", ainda assim não teríamos o direito de acusar, afinal, Deus (que é perfeitamente perfeito) nunca acusa ninguém! Quem acusa é o inimigo, trazendo à memória seus erros e dizendo que você não merece perdão. Deus JULGA, Ele não acusa! É diferente. E Ele julga de forma justa.



Mas, nós humanos, o que fazer então?! Pois bem: Vamos nos espelhar em Jesus. Em João 8:1-11, no caso da mulher adúltera, Jesus sabia que ela tinha errado, mas, mesmo assim Ele não a condenou, nem a acusou (ao contrário dos fariseus que a apontavam, mas, ficaram calados e saíram porque Jesus lhes mostrou que eles também erram); Pelo contrário: O Senhor estendeu a mão, se dispôs a ajudá-la, porém, Ele não "passou a mão na cabeça" dela, Ele disse: " - Vá e não peques mais."



Ou seja: Ao ver alguém errar, não temos o direito de apontar, mas, sim de ajudar a pessoa, ensinando ela a se consertar, mas, não consentir com o erro, fazendo como Jesus fez. O amor é maior que todos os pecados! {Leia: Provérbios 10:12}



Outro detalhe também é que podemos até achar que o pecado de uma pessoa é maior do que o nosso, mas, não é! Não há "pecadinho", nem "pecadão". Se você acha que alguém é assassino, e você pelo "simples" fato de contar uma "mentirinha" de vez em quando, e achar que o assassino é pior que você, tu estás totalmente enganado(a)! Primeiro porque não há "mentirinha"! Se é mentira, é mentira, e, é pecado, é feio! Segundo porque um assassinato não é "mais pesado" que uma mentira; Ambos são pecados! Só para confirmar que não há diferença de peso entre pecados, leia Lucas 13:1-3, principalmente o verso 3:


"Não, vos digo; antes, se vos não arrependerdes, todos de igual modo perecereis."{Lucas 13:3}


Finalizando, medite na passagem bíblica abaixo, de 2 Tessalonicenses 3:14-15:


"Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão."


Deus te abençoe em nome do Senhor Jesus! \o/
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.