Lição 7 - Eliseu e o Milagre da Multiplicação do Azeite - 16 de Novembro de 2014 - EBD Editora Betel

Texto Áureo

“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus” Fp 4:19

Verdade Aplicada

Os grandes milagres vividos pelos servos de Deus em todos os tempos sempre se originaram da simplicidade das coisas ou das pessoas que deles se acercavam.

Objetivos da Lição

Apresentar o contraste da visão de Eliseu e da viúva, e a importância de um profeta;
Mostrar as atitudes de fé e os passos que produziram esse grande milagre;
Alertar sobre os tipos de vasos e o valor de um vaso moldado pelo oleiro.


Glossário:
Iminente: Prestes a acontecer
Embargado: Impedido;

Prenúncio: Anúncio de coisa futura.

Leituras complementares:
Segunda 2 Rs 4.1-6; Terça At 20.35; Quarta 2 Co 5.7; Quinta Ef 4.11-16; Sexta Fp 4.13-19; Sábado Hb 11.1-6.

Textos de Referência: II Rs 4.1-3

1 E uma mulher das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR; e veio o credor a levar-me os meus dois filhos para serem servos.
 E Eliseu lhe disse: Que te hei de eu fazer? Declara-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.

 Então, disse ele: Vai, pede para ti vasos emprestados a todos os teus vizinhos, vasos vazios, não poucos.

Introdução

A Bíblia relata que uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, pois seu marido havia falecido, e deixado uma dívida que ela não tinha condições de pagar, e por isso, os credores vieram a sua casa para levar seus filhos como escravos (II Rs 4:1).


1. Clamando por um milagre

Como se não bastasse perder o marido, essa mulher ainda teve que suportar a pressão dos credores, que desejavam a todo custo levar seus filhos cativos como pagamento das dívidas deixadas pelo falecido. A escravidão naquele tempo era tão séria que era iminente a destruição de sua família.


1.1 Eliseu é chamado pela viúva


É muito edificante quando existe alguém habilitado por Deus para a realização de milagres. Eliseu é convocado exatamente por isso, porque era um representante legal de Deus naquela região.

Ela lhe conta seu drama, e ele lhe faz a seguinte pergunta: “Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem em casa, senão uma botija de azeite” (2Rs 4.2). Observemos que ela diz que não tinha nada. E nada é nada! E conclui: “senão uma botija de azeite”. Então ela tinha alguma coisa! Porém, diante de sua dívida e da pressão sofrida, ela jamais poderia imaginar que aquilo que via como nada se tornaria a fonte de seu milagre. Ela sabia que a quantidade de azeite que possuía não pagava sua dívida.

1.2 A visão do profeta diante da viúva

“Que hei de te fazer? E ela disse: “Tua serva não tem nada em casa...” (2Rs 4.2). Quando a visão do nosso entendimento é aberta por uma verdade espiritual, aquilo que antes reputávamos como nada, pode se tornar a coisa mais valiosa que temos na vida. O profeta sabia que em sua casa havia o produto do milagre, então a despertou dizendo: “Dize-me que é o que tens em casa”. Para a mulher aquela botija de azeite não representava muita coisa, para o profeta era a fonte do milagre. Ela via apenas o azeite. Mas o profeta, viu além, viu o futuro. Enquanto ela viu uma pequena botija, ele estava vendo dezenas de vasilhas cheias a partir daquele azeite, ou seja, em situações de aperto a receita do sucesso é apresentar o pouco que temos Aquele que tudo pode!

1.3 A necessidade do profético em nossos dias

Nós somos uma igreja carente de profetas (não nos referimos ao dom de profecia, que muitos estão manipulando e usando insensatamente). Os profetas veem o futuro, eles têm sensibilidade para penetrar no mundo espiritual e mostrar a realidade do amanhã. Assim é o ministério profético (Ef 4.16). No episódio aqui relatado devemos destacar duas coisas importantes: a visão da mulher e a visão do profeta. “Ela vê a botija de azeite como nada, ele vê como a fonte de tudo o que ela precisa”. Os profetas existem para nos ensinar a usar a ferramenta que temos para seguir adiante. Uma palavra profética pode mudar a nossa vida (Mt8.8; Lc 7.7). Se olharmos para nossas limitações e não cremos na palavra profética nada se moverá. Nosso maior problema com milagres é visualizar o que temos nas mãos.

2. Os passos para um grande milagre

Eliseu pede que aquela mulher corra até seus vizinhos, e lhes peça muitas vasilhas emprestadas para que o azeite daquela pequena botija venha enchê-las. Ela deveria confiar na palavra do profeta e agir por intermédio da fé no que ele disse. A fé também exige uma atitude, uma ação (Hb 11:1-6).

2.1 Pedindo vasilhas emprestadas

A vida cristã pode apresentar muitos contrastes. No caso dessa viúva, ela começa pedindo emprestado algo a alguém, e pedir nunca é fácil (At 20.35). Pelo empréstimo conseguido, observa-se que tinha relacionamento e boa convivência com seus vizinhos. Pois, sendo de má índole e sem relacionamentos seu milagre seria embargado. O profeta não fala a quantidade de vasos que ela deveria pedir, esse ato revela a qualidade e o nível daquilo que ela acreditava. Se ela pedisse mil, todos seriam cheios, se pedisse dez, aconteceria o mesmo. O que nos revela esse tipo de ação? Que podemos tanto limitar o milagre quanto ampliá-lo. Nossa fé pode determinar o tamanho do milagre que desejamos ver acontecer em nossas vidas (Jo 4.50-53; 2 Co 5.7).

2.2 Milagres extraídos daquilo que não é aparente

Uma atitude de fé sempre estará alicerçada na espiritualidade e na sensibilidade (Gl 5.16; Tg 2.18). Essa mulher estava desesperada, com medo de perder seus filhos, por isso, não pôde ver que o pouco azeite daquela botija era a fonte para sanar suas dívidas. Em muitos casos somos levados pela religiosidade e aparência das coisas, raramente não somos ludibriados pelas belas embalagens que nos rodeiam. A palavra certa aqui seria discernimento, e nesse tempo de coisas tão maquiadas, seria importante que a igreja se aplicasse em buscar o precioso dom de discernir os espíritos (1 Co 12.10; 1 Jo 2.20). O milagre partiu de onde ela menos imaginava, e aconteceu quando ela tirou de onde aparentemente não havia nada, um sinal de que não podemos esperar ter para depois entregar. É do nada que deus tira o tudo que precisamos.

2.3 Milagres de portas fechadas

“Então entra, fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia” (2 Rs 4.4). Uma grande verdade ressalta dessas palavras: “Existem milagres que só acontecem quando a porta está fechada”. Quando a porta está fechada geralmente pensamos em guerrear e lutar com Deus para que se abra. Uma porta fechada pode ser o prenúncio de um grande milagre que está para acontecer. Deus também trabalha no silêncio. Pedro foi salvo milagrosamente enquanto as portas da prisão estavam fechadas (At 12.710) José estava com as portas fechadas, quando ele se tornou governador (GN 40.3; 41.14).

3. Botijas que enchem vasos

Na casa de Deus existem vários tipos de vasos, e cada um tem uma função específica. Existem vasos pequenos, médios, e grandes; vasos de ouro, de prata, de pau, e de barro; vasos para a honra, e vasos para a desonra (II Tm 2:20). Porém, o destaque desse milagre não foi um vaso, e sim uma botija.

3.1 O valor de uma botija

Como seres humanos temos muita dificuldade em valorizar coisas pequenas. Mas esse milagre nos ensina a preciosidade de observar essas coisas (1Co 1.27, Is 53.2-3). O que a mulher tinha em casa? Uma botija. O que o profeta mandou ela pedir aos vizinhos? Vasos. Na lógica e na visão humana é o vaso que enche a botija. Porém aqui as posições estão inversas. É costume primeiro pensar que o pequeno sempre receberá do grande. Todavia, nesse milagre, é o pequeno quem dá a vida, é o pequeno quem é a fonte, é o pequeno que visto como nada é quem sobressai. Ela disse: não tenho nada, e foi exatamente do que via como nada que os vasos foram cheios.

3.2 Vasos de ouro e de prata

Esses tipos de vasos não existem em qualquer casa, eles além de valiosos, se destacam numa grande mansão. Muitos adorariam ser de ouro e de prata como esses vasos, mas nasceram apenas para ser de pau e de barro, materiais fáceis de tomar uma forma diferente, enquanto os valiosos são mais rígidos. Quando os vasos de ouro e prata aparecem é porque os de pau e de barro já trabalharam por eles. Porque não se prepara uma boa comida em vasos de ouro e de prata! O segredo não é o material com   que o vaso é feito, mas a função que desempenha: honra ou desonra (2 Tm 2.20). Uma pequena botija pode ser a salvação de muitos vasos vazios, observamos que não é o tamanho, o material ou a forma, mas o que possui dentro de si que faz a diferença (Mt 25.4).

3.3 Vasos de barro

O vaso de barro possui algumas características interessantes. Ele é frágil, quebra com muita facilidade, o que possibilita o oleiro a refazê-lo sempre que desejar, dando a forma que melhor lhe convém (Jr 18.4). A beleza do vaso de barro está no seu interior. Ele não tem parecer nem formosura mas porta dentro de si um inestimável tesouro (1Co 4.7). Ou seja, ele porta consigo a grandeza de alguém, todo seu valor pertence ao dono do tesouro que nele está. Vivemos um tempo difícil, onde belos vasos apresentam grosseiras rachaduras de pecado, e o óleo se esvai. E na escassez de vasos para embelezar a mansão, o Senhor está recrutando botijas, e multiplicando o azeite que elas dividem com outros vasos.

Conclusão

O primeiro estágio dessa mulher era de calamidade total, mas seu final foi milagroso, próspero e sobrenatural. O importante não é como começamos, mas como iremos terminar diante de Deus. Ainda há tempo para mudanças, façamos como fez essa mulher, convidemos ao Senhor para vir a nossa casa e contemos a Ele o que se passa conosco.


Questionário.
1-    A quem foi dirigido o clamor da mulher viúva?
2-    Qual a pergunta feito pelo profeta a mulher?
3-    Qual foi a fonte do milagre daquela mulher?
4-    Qual o segredo de ser um vaso escolhido por Deus?
5-    Onde reside a beleza do vaso?

Fontes:
Bíblia Sagrada – Concordância, Dicionário e Harpa - Editora Betel.

Revista: Milagres do Antigo Testamento – Editora Betel - 4º Trimestre 2014

Fontes:

Bíblia Sagrada ARC/ARA/ACF/TB/BV/RV/NTLH

Milagres do Antigo Testamento (revista EBD professor) – Editora Betel – 4º Trimestre 2014 – Lição 07

Subsídio: As 7 lições que aprendemos da multiplicação do Azeite.
Nesta oportunidade nós vamos meditar na Palavra de Deus em 2 Reis: 4.1 - 7

“Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: "Traga-me mais uma". Mas ele respondeu: "Já acabaram". Então o azeite parou de correr.” (2 Reis 4.6)

Você já passou pela situação de ter que fazer algo sem entender, mas o fez por uma questão de obediência?

Caso positivo, você vai entender muito bem o que aconteceu nesta situação, caso negativo, é hora de exercitar esta Palavra em tua vida.

Hoje é a noite de encher a tua vasilha até em cima!

Este texto trata do Episódio em que Eliseu multiplica o azeite da viúva.

A situação das viúvas era difícil. E aquela se encontrava em situação de muita penúria e miséria (para pagar as dívidas teria que entregar os filhos como escravos).

A mulher, ao ver Eliseu, fez relato da situação (o profeta perguntou o que ainda restava - ela disse que lhe sobrara ainda uma botija de azeite).

Eliseu pede que vá e junte todas as vasilhas que conseguisse, inclusive, aquelas que os vizinhos pudessem emprestar. Depois entrasse em casa e fosse derramando o azeite e enchendo as vasilhas (o azeite só parou quando já não havia mais vasilhas).

Na Bíblia, o azeite, o óleo, são símbolos do Espírito Santo, de unção. Era um sinal real e palpável da presença de Deus na pessoa ou num ambiente.

Temos uma analogia: o azeite da viúva que Eliseu multiplicou é como o derramar do Espírito Santo na vida da igreja e na vida dos crentes.

Se Depender só de Deus, o Azeite Nunca Vai Parar de Escorrer!

Uma ordem de Deus para o crente é: "enchei-vos do Espírito” será que você está cheio completamente? cheio até em cima ou até na metade? ou se dará o caso de sua situação ser parecida à da viúva com apenas um pouco de azeite?

Deus não deseja uma situação de lamúria para tua vida, porque Ele tem muito azeite para derramar sobre você e tua casa, enquanto você precisar Ele estará pronto para Derramar.

Quando o servo tem a unção, possui três características:

• A coragem para fazer o diabo ficar no seu devido lugar: Debaixo dos nossos pés.

• O amor por aquele que não merece: Que é a graça.

• A visão para ver o impossível: Que é a fé!

Se há pouco poder de Deus em sua vida, quero que preste atenção às lições do texto extraordinário da Palavra de Deus!

Se você deseja receber o azeite de Deus em sua vida!

• Nunca se Isole, Busque Ajuda de Pessoas de Fé: v. 1a.

“Certo dia, a mulher de um dos discípulos dos profetas foi falar a Eliseu: 2 Reis 4.1a

Vá atrás de gente de Deus para sua vida!

• Nunca Se Entregue Diante do Problema: v. 1b.

"Teu servo, meu marido, morreu, e tu sabes que ele temia o SENHOR. Mas agora veio um credor que está querendo levar meus dois filhos como escravos". (2Reis 4.1b)

A situação era tão grave, que o caminho mais rápido e fácil para resolver o problema era entregar os filhos como escravos para pagar as dívidas.

• Permaneça em Posição de Humildade: v. 2

“Eliseu perguntou-lhe: "Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa?" E ela respondeu: "Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite". 2 Reis 4.2

O servo era o marido, ela apenas a viúva!

• Obedeça Sempre, Com Grande Fé: vs. 3-4

“Então disse Eliseu: "Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos. Mas peça muitas. Depois entre em casa com seus filhos e feche a porta. Derrame daquele azeite em cada vasilha e vá separando as que você for enchendo". (2 Rs 4.3-4)

Gosto da recomendação de Elizeu... “MAS PEÇA MUITAS” Tenha expectativa.

Faça Sua Parte e Prepare-se Para Receber a Unção de Multiplicação: v. 5

“Depois disso ela foi embora, fechou-se em casa com seus filhos e começou a encher as vasilhas que eles lhe traziam.” 2 Reis 4.5

Ela obedeceu direitinho, pegou os filhos, trancou-se em casa, foi encher aquele monte de vasilhas, potes dela e da vizinhança, ela foi fazer seu dever de casa.

Foi diretamente fazer sua parte no milagre, tomar parte na bênção de Deus, não somente para receber, mas para fazer acontecer!

Vá para sua casa, vá para a intimidade de sua família, vá fazer o que Deus mandou, faça sua parte com fé e dedicação... E prepare-se para ser surpreendido por Deus!

Você notou uma grande lição aqui:

A UNÇÃO DE DEUS É PARA TODOS OS VASOS!

Quantos vasos existissem naquela casa, quantos vasos estivessem ali disponíveis, seriam cheios pelo azeite que se multiplicava ilimitadamente.

Sabemos também pelas Escrituras, conforme está em Joel 2.28, que Deus derramaria o seu Espírito sobre todos. Promessa da qual Pedro se recorda no dia de Pentecostes.

Assim, podemos ter a certeza de que o Espírito Santo é para todo crente. Para cada vaso, para cada servo de Deus.

Pode parecer loucura para os homens não importa, mas para Deus é obediência, isto na linguagem de Deus é Fé Incondicional, e Ele ama isto!

• Queira Mais de Deus Até o Fim: v. 6

“Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: "Traga-me mais uma". Mas ele respondeu: "Já acabaram". Então o azeite parou de correr. ( 2 Rs 4.6)

Deus só parou de fazer a parte Dele, quando já havia acabado a parte dos homens.
Aprendemos também, que o azeite seria multiplicado milagrosamente.

Isto é: Pelo poder de Deus.

Hoje as pessoas querem receber a unção pela Internet, vídeo... mas a unção transmite-se por contato direto com Deus e com os homens de Deus.

• Cumpra Seus Compromissos e Desfrute das Bênçãos Abundantes de Deus: v.7

“Ela foi e contou tudo ao homem de Deus, que lhe disse: "Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. “E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar”. 2 Reis 4.7

Primeiro pague suas dívidas, cumpra seus compromissos (Porque este foi o motivo primário do milagre).

Desfrute com sua família com o restante da bênção.
Lembre-se: A situação anterior era...

- Os filhos iriam se tornar escravos, distantes da sua mãe!

- Agora aquela pobre viúva, tinha não somente os dois filhos perto, mas também tinha o sustento para desfrutar com eles.

Igreja prepare-se! Famílias preparem-se! Irmãos preparem-se! Juventude prepare-se! Crianças preparem-se! O azeite vai jorrar, preparem suas vasilhas! Deus quer encher, mas vamos nos preparar primeiro!

Veja agora as 7 lições que aprendemos da multiplicação do azeite:

1. O azeite é derramado sem limites. 

Não há no texto nenhuma limitação a litros de azeite (não havia limitação, não há uma quantia, uma porção estabelecida).

Lembra Jesus em Jo 3.34: “porque ele dá o Espírito sem limitações.”
Deus quer inundar a sua vida, a nossa igreja com a sua unção!

Mas para isto você precisa deixar!

Alguns crentes funcionam como autênticos soldados do Corpo de Bombeiros. A menor chama do Espírito, que vêem acesa na igreja, apressam-se logo a apagá-la.

A Bíblia diz para não extinguir o fogo do Espírito!

2. O azeite é derramado à medida da disponibilidade dos vasos.

Se a mulher tivesse vasos, que já estivessem com qualquer outra coisa, não seria possível enchê-los com azeite.

Da mesma maneira, enquanto nós não nos esvaziarmos não será possível Deus nos encher com o óleo do Seu Espírito. Para que Deus me encha é preciso que eu esteja vazio de algumas coisas...

Vazio de mim mesmo... Vaidade... Todo pecado!

O Pecado é a Rachadura Por Onde A Unção Vaza!

Há também o problema das distrações, brincadeiras e conversas paralelas durante o culto – isto são verdadeiros "ladrões de unção".

3. O azeite só pára de correr quando todos os vasos estão cheios

Da mesma maneira, o propósito de Deus, hoje, é de só parar de derramar do seu Espírito quando todos os vasos estiverem cheios.
At 3.21 fala que está chegando o tempo:

“Até que chegue o tempo em que Deus restaurará todas as coisas.” Atos 3.21

4. O azeite seria derramado sobrenaturalmente.

Era algo incompreensível à mente humana. Nem hoje, nem amanhã, nem nunca, pela ciência, o homem poderá explicar como é que se multiplica azeite, pães, peixes, vinho, é coisa de DEUS. Mistério!

Quando Jesus se encontrou com Nicodemos, ele disse que a ação do Espírito Santo é um mistério.

É somente pela fé que nós podemos aceitar a ação livre e soberana do Espírito Santo, nos enchendo a ponto de transbordar.

Não há no texto nenhuma limitação a litros de azeite (não havia limitação, não há uma quantia, uma porção estabelecida).

Lembra Jesus em Jo 3.34: “Deus não dá o seu Espírito por medida”, com limitação.

Deus quer inundar a Igreja Central de unção!

Você deve deixar! Alguns crentes funcionam como autênticos soldados do Corpo de Bombeiros. A mais pequena chama do Espírito que vêem acesa na igreja, apressam-se logo à apagá-la. A Bíblia diz para não extinguir o fogo do Espírito!

5. O azeite seria multiplicado milagrosamente.

Isto é: pelo poder de Deus.

Esta lição também é preciosa: pensamos que a técnica, a estratégia, o método, o momento, o local, podem produzir unção, derramamento do Espírito...

Mas, isso é um milagre de Deus que o homem não pode manipular nem tampouco dominar. O pastor Cesar Castellanos, disse em conferência que "Hoje as pessoas querem receber a unção pela Internet, vídeo... mas a unção transmite-se por contato direto com Deus e com homens de Deus".

6. O azeite seria derramado sobrenaturalmente.

Era algo incompreensível à mente humana. Nem hoje, nem amanhã, nem nunca, pela ciência, o homem poderá explicar como é que se multiplica azeite, pães, peixes...

Quando Jesus se encontrou com Nicodemos, ele disse que ação do Espírito Santo é um mistério. É somente pela fé que nós podemos aceitar a ação livre e soberana do Espírito Santo, nos enchendo a ponto de transbordar.

7. azeite era para todos os vasos.

Quantos vasos existissem naquela casa, quantos vasos estivessem ali disponíveis, seriam cheios pelo azeite que se multiplicava ilimitadamente.

Sabemos também pelas Escrituras, conforme está em Joel 2.28, que Deus derramaria o seu Espírito sobre todos. Promessa da qual Pedro se recorda no dia de Pentecostes.

Assim, podemos ter a certeza de que o Espírito Santo é para todo crente. Para cada vaso, para cada servo de Deus.

Um outro aspecto que nós destacamos é que o azeite era para o vaso todo.
Quando a mulher fosse enchendo os vasos, ela deveria enchê-los completamente (não poderia, nem deveria perder aquela oportunidade que estava ao seu alcance de encher o vaso completamente).

Podemos também dizer com base na Palavra de Deus que o Seu propósito é de nos encher completamente do Seu Espírito Santo. Deus não quer nos dar um pouco, nem uma parte. Ele quer nos dar a plenitude do seu Espírito.

Notemos ainda, que o azeite seria derramado à medida da disponibilidade dos vasos.

Se a mulher tivesse vasos, que já estivessem com qualquer outra coisa, não seria possível enchê-los com o azeite.

Da mesma maneira, enquanto nós não nos esvaziarmos não será possível Deus nos encher com o óleo do Seu Espírito. Para que Deus me encha é preciso que eu esteja vazio de algumas coisas...

Vazio de mim mesmo... Vaidade... Todo pecado (o pecado é a rachadura por onde a unção vaza)!

Há também o problema das distrações, brincadeiras e conversas paralelas durante o culto – isto são verdadeiros "ladrões de unção".

Finalmente, o azeite só parou quando todos os vasos estavam cheios.

Da mesma maneira, o propósito de Deus, hoje, é de só parar de derramar do seu Espírito quando todos os vasos estiverem cheios.
Atos 3.21 fala que este é um tempo “em que Deus restaurará todas as coisas”.

Muitas vezes nós ficamos a pensar que Deus resolveu privilegiar alguns dando a eles um enchimento, um transbordar do seu Espírito. Mas Deus quer fazer isso a cada um dos vasos que fazem a sua igreja.

Muitas vezes nós ficamos a pensar que Deus resolveu privilegiar alguns dando a eles um enchimento, um transbordar do seu Espírito. Mas Deus quer fazer isso a cada um dos vasos que fazem a sua igreja.

O mundo hoje requer uma igreja que trabalhe no poder do Espírito Santo.

Às vezes, vejo a Igreja como a pessoa, que prefere empurrar o carro a colocar combustível nele.

O Espírito Santo é o poder que move a Igreja a fim de realizar o seu ministério, sem Ele nos desgastamos desnecessariamente.

Então, quer ser uma pessoa cheia do Espírito Santo?
- O Espírito Santo está sendo derramado sem limites...

- O Espírito Santo é derramado pelo poder de Deus, não pela manipulação...

- O Espírito Santo é derramado sobrenaturalmente (sem ter como explicar)...

- O Espírito Santo é derramado sobre todos...

- O Espírito Santo é derramado para encher completamente...

- O Espírito Santo é derramado sobre os sedentos (os vazios, mas disponíveis).

ALELUIA! Deus fez, e faz mais do que pedimos ou pensamos!

“Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, a Ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre! Amém!” Ef 3.20-21


#Compartilhe e auxilie outros professores da EBD.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Hubner Braz

Criador, colunista e administrador do Pecador Confesso. Fascinado e apaixonado por DEUS!! Formado Bacharel em Teologia pela FATESP e F. Mêcanica pela FATEC-SP e Presbítero na A.D. Belem-Missão em Sorocaba, onde o Pastor Presidente é o Rev. Osmar José da Silva - CGADB, Tenho 1João 1:7-9 injetado na veia!.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Milhões de Confessos:

Postar um comentário

Não deixe de participar, a sua opinião é de extrema importância!

Críticas são bem vindas quando a pessoa se identifica.