LIÇÃO 7 - CRISTO É A NOSSA RECONCILIAÇÃO COM DEUS - 16/05/2020 - EBD adulto - CPAD

Texto Áureo “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio.”...




Texto Áureo
“Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio.” (Ef 2.14)

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Ef 2.14
Cristo derrubou a parede de separação entre Deus e o homem
Terça - At 21.28-30
Cristo desfez a separação entre o povo judeu e os gentios
Quarta - Mt 5.17
Cristo se fez carne e cumpriu a Lei na sua integralidade
Quinta - Cl 2.11
Deus ama a todos de igual modo e, por isso, não faz acepção de pessoas
Sexta - Gl 3.13; 1 Pe 2.24
Cristo se fez maldição em nosso lugar, acabando com toda inimizade
Sábado - 2 Co 5.18-20
O ministério de reconciliação foi efetivado por meio do sacrifício da cruz

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Efésios 2.14-19

14 - Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio,
15 - na sua carne, desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,
16 - e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.
17 - E, vindo, ele evangelizou a paz a vós que estáveis longe e aos que estavam perto;
18 - porque, por ele, ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.
19 - Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus.

HINOS SUGERIDOS: 114, 128, 432 da Harpa Cristã

OBJETIVO GERAL
Conscientizar que por meio do sacrifício vicário, Cristo desfez a inimizade e, entre dois povos, criou um - a Igreja.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I - Pontuar sobre a inimizade que existia entre Deus e os homens;
II - Explicar que pela paz, Cristo fez um "Novo Homem";
III - Evidenciar que pela cruz fomos reconciliados com Deus.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Deus estava em Cristo reconciliando o mundo consigo mesmo. Essa é a boa nova do Evangelho que tem sua consumação no Calvário por meio da obra de Cristo. Essa verdade nos mostra que, se outrora o pecador estava numa situação caótica, desoladora e perdida; agora sua condição mudou por causa da obra de Cristo no Calvário. Nele, somos instados a propagar o ministério da reconciliação a todos os homens. Somos embaixadores da parte de Cristo e precisamos conclamar aos seres humanos que se arrependam de seus pecados e sejam reconciliados com Deus. Eis a boa nova de salvação. Como educadores cristãos, é o nosso desafio incutir nos alunos tal necessidade.

INTRODUÇÃO
Se na lição anterior, analisamos o antigo quadro desolador acerca dos gentios, em que o apóstolo Paulo descreveu (2.11,12), nesta veremos que houve uma significativa mudança na sequência do capítulo dois. No versículo 13 Paulo usa a expressão adversativa “mas agora” para indicar que algo aconteceu e alterou a situação dos gentios. Ele explica que essa mudança repousa na Obra que Cristo realizou: “vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto” (2.13). Na presente lição estudaremos os desdobramentos dessa mudança.


- “O mundo antigo tinha suas barreiras e cercas. O judeu odiava e considerava odiado e desprezado por Deus ao não judeu. O grego agrupava os bárbaros entre as bestas e pensava que a guerra sem quartel contra eles estava na mesma natureza das coisas. Hoje em dia existem ainda cortinas de ferro, barreiras alfandegárias e divisões entre nações, classes, raças e igrejas. Numa sociedade sem Cristo não pode haver senão barreiras e muros divisórios.” (BARCLAY. William. The Letter to the Ephesians. p. 63). Em Efésios 2.13-18, Paulo continua afirmando que em Cristo essas barreiras foram derrubadas. De que maneira Cristo as destruiu?

- Em Efésios 2.13, a expressão “Mas agora” faz paralelo com “Mas Deus” do capítulo 2.4. Ambos os textos falam da graciosa intervenção de Deus em favor dos perdidos. Nesta sessão da Carta, a palavra-chave é ‘Inimizade’. Entre judeus e gentios e entre pecadores e Deus. O que nós vamos estudar nesta passagem é simplesmente a maior missão de paz da história: Jesus não apenas reconciliou judeus e gentios, mas também pôs ambos em um corpo - a igreja! Vamos pensar maduramente a nossa fé cristã?

PONTO CENTRAL
Foi na cruz que Cristo desfez a inimizade entre Deus e os homens.

I – CRISTO DESFEZ A INIMIZADE ENTRE OS HOMENS

O exclusivismo religioso criou inimizade entre judeus e gentios. Nesse ponto veremos o que Cristo fez para dar fim a esse litígio entre os homens (2.14,15).

1. A parede de separação entre os homens.
Trata-se de uma analogia com as muralhas do templo em Jerusalém. A estrutura da construção revela o exclusivismo religioso do Judaísmo. Entre o santuário e o átrio dos gentios havia um muro de pedra com a proibição de acesso aos estrangeiros. O extremismo judaico quanto a esse aspecto levou Paulo à prisão quando ele foi acusado de permitir um grego ultrapassar essa barreira (At 21.28-30).


- Quando Paulo diz “tendo derribado a parede da separação que estava no meio”, ele faz uma descrição do templo, que constava de uma série de átrios; cada um destes era mais alto que o anterior e o próprio templo no centro. Em primeiro termo estava o átrio dos gentios, logo o das mulheres, o dos israelitas, o dos sacerdotes e, finalmente, o próprio santuário.

- William Barcklay diz que “Os gentios só podiam entrar no primeiro átrio. Entre este e o das mulheres havia um muro ou, antes, uma espécie de gradeado de mármore belamente trabalhado, no qual a intervalos havia lápides nas quais se advertia que se um gentio passava mais além se fazia passível de uma morte imediata”. (Efésios - William Barclay. p. 61)

- Ainda Barcklay citando Josefo, diz: "Ao passar por este primeiro claustro ao segundo átrio do templo havia ali uma divisão feita de pedra em todo o redor, cuja altura era de três côvados. Sua construção era muito elegante; em cima se encontravam pilares eqüidistantes nos quais se declarava a lei de purificação: alguns em caracteres gregos e outros em latinos com a finalidade de que nenhum estranho ingressasse no santuário" (Guerras dos judeus 5,5,2).

- O Rev Hernandes Dias Lopes, escreve: “Durante séculos, os judeus foram diferentes dos gentios na religião, na indumentária, na dieta alimentar e nas leis. Pedro resistiu ao projeto de Deus de incluir os gentios em sua agenda evangelística (Atos 10). Os judeus crentes repreenderam Pedro por ter entrado na casa de um gentio para evangelizá-lo (Atos 11). Precisou haver uma conferência dos líderes da igreja, em Jerusalém, para discutir o lugar dos gentios na igreja (Atos 15)” (Lopes, Hernandes Dias Efésios: igreja, a noiva gloriosa de Cristo. São Paulo: Hagnos, 2009. p. 64).

2. A derrubada da parede da separação.
O apóstolo declara que em Cristo foi derrubada “a parede de separação que estava no meio” (2.14b). Essa barreira era tanto literal como espiritual, mas por mérito da cruz de Cristo a divisória foi rompida. Assim, não somos mais forasteiros, mas somos da família de Deus, temos acesso à presença do Pai (2.18) e, pelo sangue de Cristo, temos livre entrada no santuário de Deus (Hb 10.19).


- A parede da separação como já explicado, alude à parede no templo que separava a área dos gentios das áreas acessíveis somente aos judeus. Paulo referiu-se a essa parede como um símbolo da separação social, religiosa e espiritual que mantinha os judeus e os gentios separados.

- Em Cristo, Deus não só estava reconciliando o mundo consigo, mas também enviando seus embaixadores ao mundo para rogar aos homens que se reconciliassem com ele! Antes, no versículo 13, Paulo diz que sem Cristo, os gentios estavam distantes, mas, agora, por estarem em Cristo, se aproximaram. É importante frisar que essa aproximação não se deu pelos ensinos de Cristo, mas pelo seu sangue vertido no Calvário (Ef 2.13). É por causa do sangue de Cristo vertido no sacrifício consumado na cruz e do seu ministério como Sumo Sacerdote, os crentes podem se colocar com intrepidez na presença de Deus! Esse direito foi concedido aos crentes na morte sacrifical de Cristo (Rm 5.2).

3. O conceito da lei dos mandamentos.
A compreensão desse conceito repousa na visão tripartida da lei mosaica: a moral, a cerimonial e a civil, que na verdade são três esferas da mesma lei. A lei civil diz respeito ao israelita como cidadão. A lei moral permanece em vigor como padrão de conduta, mas não como meio de salvação (2.8,9). A lei cerimonial é citada como sendo a “circuncisão”, “sacrifícios”, “comida e bebida”, “dias de festas, lua nova e sábados” (Cl 2.11,16). Esses ritos identificavam a posição do povo judeu diante de Deus e demonstrava a hostilidade deles para com os gentios.

- Paulo esclarece o que foi abolido por Jesus: a Lei dos mandamentos expressos em ordenanças. Os judeus criam que só era bom o homem que observava a Lei judia; só dessa maneira podia-se obter a amizade e a comunhão com Deus. Essa Lei consistia em milhares e milhares de regras, prescrições, mandamentos e decretos. Em Deuteronômio temos que, as mãos tinham que ser lavadas de uma maneira determinada; igualmente os pratos; há páginas e páginas sobre o que se deve fazer e o que não se deve fazer no dia de sábado; determinados tipos de sacrifícios deviam ser oferecidos com relação a determinadas circunstâncias da vida. O que está em vista aqui é uma religião baseada em todo tipo de regras, prescrições, rituais sagrados, costumes, práticas, sacrifícios e dias. Jesus terminou com o legalismo como princípio da religião.

4. A revogação da lei dos mandamentos.
A eliminação das barreiras que dividiam judeus e gentios se deu pela revogação da “lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças” (2.15b). Essa revelação não contradiz o que Jesus disse: “não vim para revogar, mas cumprir a lei” (Mt 5.17 – NAA). Visto que, ao entregar seu corpo para ser crucificado, Cristo cumpriu a Lei oferecendo-se como sacrifício em favor de ambos os povos (Hb 7.27). Desse modo, a revogação aqui aludida é a da lei cerimonial, que resultava em separação entre judeus e gentios. O ato de Cristo, oferecido a Deus em cheiro suave, aboliu a necessidade dessas ordenanças ritualísticas e assim a inimizade foi desfeita (5.2).


- No tópico anterior vimos que Jesus pôs fim à religião legalista. E o que colocou em lugar dela? Em seu lugar pôs o amor a Deus e aos homens. Jesus veio para comunicar aos homens que não podem merecer a aprovação de Deus observando uma Lei cerimonial; que devem aceitar o amor, o perdão e a comunhão que Deus lhes oferece por pura misericórdia.

- Por meio de sua morte, Cristo aboliu as leis, as festas e os sacrifícios cerimoniais, que separavam, especificamente, os judeus dos gentios. Como explicado no subtópico 3, a lei moral de Deus (conforme resumida nos Dez Mandamentos e escrita no coração de todos os homens, Rm 2.15) não foi abolida mas incluída na nova aliança, não obstante, porque ela reflete a sua própria natureza santa (Mt 5.17-19).

- Nesse ponto, Barcklay escreve: “Jesus veio para comunicar aos homens que não podem merecer a aprovação de Deus observando uma Lei cerimonial; que devem aceitar o amor, o perdão e a comunhão que Deus lhes oferece por pura misericórdia. Agora sim, uma religião baseada no amor pode ser definitivamente uma religião universal.” (Efésios - William Barclay. p. 65).

- Usando essa descrição de Barcklay, nos vem à mente as muitas ordenanças humanas colocadas sobre o rebanho a fim de garantir uma ‘santidade’, esquecendo-se que, a verdadeira santidade flui do governo do Espírito Santo sobre o nosso ser, ao passo que, as regras impostas podem nos levar ao legalismo tal qual àquela religião abolida por Cristo.

SÍNTESE DO TÓPICO I
A obra expiatória da cruz de Cristo retirou a barreira que existia entre os povos e aboliu as ordenanças que eram agentes da inimizade entre judeus e gentios.

SUBSÍDIO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO
Introduza a presente lição mostrando o quanto é difícil a existência de um “muro” numa via pública. A liberdade de ir e vir é negada. Tome exemplos como a questão humanitária da Coreia do Sul e Coreia do Norte em que parentes não podem conviver juntos por causa do muro. O quanto tudo isso traz sofrimento, dor e angústia para as pessoas.

Mostre aos alunos que a obra do Calvário, em primeiro lugar, derrubou o muro que separava Deus dos homens e, consequentemente, dividia judeus e gentios. Em Cristo, fomos feitos herdeiros das mesmas bênçãos espirituais destinadas aos judeus por meio da promessa de Abraão: “Em ti todas as famílias da terra serão benditas”. Cristo derrubou o muro que separava os povos. É uma grande oportunidade relembrar essa verdade e vivê-la.

II – PELA PAZ, CRISTO FEZ UM “NOVO HOMEM”

A partir da expiação na cruz, a paz foi proclamada e de ambos os povos, judeus e gentios, Cristo fez uma nova humanidade (2.14-17).

1. O conceito bíblico de paz.
De forma geral, a paz é a descrição de boas relações (At 24.2,3), do fim de um conflito (Lc 14.32), do estado de tranquilidade (1 Rs 4.24) e de uma qualidade espiritual (Gl 5.22). Na passagem em apreço, o apóstolo ressalta a paz conferida por meio de Cristo. Sua morte na cruz desfez a nossa inimizade com Deus e como os homens, tornando possível a reconciliação entre ambos e, promovendo assim, a paz (Cl 1.20).

- A palavra "paz" reflete o hebraico "shalom", que se tornou a saudação de Jesus aos discípulos depois da sua ressurreição (Jo 20.19-26). Em nível individual, essa paz, desconhecida daqueles que estão longe de Deus, assegura serenidade em face das grandes dificuldades, dissolve o temor (Fp 4.7) e reina nos corações do povo de Deus para manter a harmonia (Cl 3.15). A maior realidade dessa paz será vista no reino messiânico (Rm 1.7; 5.1; 14.17).

2. Cristo é o motivo da nossa paz.
Paulo declara que Cristo “é a nossa paz” (2.14b). Essa expressão aponta para uma conotação mais profunda, pois Cristo não é apenas o “autor da paz”, mas literalmente “a nossa paz”. Isso implica o conceito de “comunhão espiritual”, ou seja, Cristo habita em nós sendo Ele mesmo a nossa paz (Jo 14.23-27). Desse modo, essa paz repousa na igreja, entre o crente e Deus e entre judeus e gentios, agora um único povo em Cristo Jesus (2.14.b).


- Em Jesus Cristo, judeus e gentios se tornaram um. Cristo estabeleceu a paz, pois ele é a nossa paz (2.14); ele fez a paz (2.15) e ele proclamou a paz (2.17).

- A palavra grega traduzida como "evangelizou" significa, literalmente, "trazer ou anunciar boas-novas", e no NT é quase sempre usada para proclamar as boas-novas de que os pecadores podem se reconciliar com Deus pela salvação, a qual se dá por meio de Jesus Cristo. Nesse contexto, a palavra usada no grego foi Eirene, que significa paz, harmonia. Cristo, aquele "que é a nossa paz" (v. 14), também anunciou as boas-novas da paz, tanto para os gentios como para os judeus. Esta paz é fruto do amor de Deus, da graça de Cristo. Ela é um presente, só podemos recebê-la pela fé em Jesus Cristo. A paz  que o Espírito Santo coloca em nosso coração nos livra do jugo da escravidão e nos faz viver a vida abundante em Cristo Jesus

3. A nova humanidade formada pela paz.
Cristo uniu os povos que outrora se hostilizavam, para criar “em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz” (2.15c). Essa unidade não foi o resultado de algum acordo firmado entre os homens. Ela foi realizada “em si mesmo”, ou seja, o único modo possível era “em Cristo” e “por meio de Cristo”. A partir desse ato surge uma nova humanidade: a Igreja, “onde não há circuncisão e nem incircuncisão” (Cl 3.11). Foi Cristo quem criou esse novo povo “fazendo a paz” (2.15c). Nele, as desigualdades foram eliminadas, a acepção de pessoas desfeita, a etnia e a classe social desapareceram (Rm 2.11; Gl 3.28).


- Cristo não exclui ninguém que vá até ele, e aqueles que são seus não diferem espiritualmente uns dos outros. Espiritualmente, uma nova pessoa em Cristo não é mais judia ou gentia, somente cristã (Rm 10.12-13; Cl 3.28), isso é o que denota o emprego da palavra grega kainós, traduzida por "Novo", que quer dizer novo não apenas no tempo, mas novo no sentido de que traz ao mundo um novo tipo de criação, uma nova qualidade de criação que não existia antes; Diz respeito a ser diferente em tipo e qualidade.

- O resultado da Cruz foi a reconciliação de ambos os povos com Deus. O termo usado por Paulo é apokatallassein, usual para a reconciliação de dois amigos que se tinham inimizade. A obra de Jesus consiste em mostrar aos homens que Deus é seu amigo e porque ele é amigo deles devem por sua vez ser amigos entre si. A reconciliação com Deus implica e exige a reconciliação com o homem.

- Sobre isso, Barcklay escreve: “Por meio de Jesus tanto o judeu como o gentio têm o direito de acesso a Deus. A palavra que usa Paulo para acesso é prosagoge, uma palavra com muitos matizes. Aplica-se ao oferecimento de um sacrifício a Deus; ao acesso dos homens à presença de Deus para ser consagrados a seu serviço; à apresentação de um orador ou um embaixador na assembléia nacional; e, acima de tudo, aplica-se à introdução de uma pessoa à presença do rei. Efetivamente na corte real persa havia um funcionário chamado o prosagogeus cuja função era apresentar perante o rei aos que haviam solicitado audiência. É uma sorte inestimável desfrutar do direito de, a qualquer momento, ir a uma pessoa admirável, sábia e santa; de irromper, até incomodando-a e levar-lhe nossas dificuldades, nossos problemas, nossa solidão e nossas tristezas. Este é exatamente o direito que Jesus nos dá com respeito a Deus. Por Jesus sempre estão abertas as portas à presença de Deus, tanto para o judeu como para o gentio.” (Efésios - William Barclay. p. 67).

SÍNTESE DO TÓPICO II
A paz conquistada por Cristo possibilitou a comunhão com Deus e a união entre os povos. Essa nova humanidade tem paz com Deus e uns com os outros.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO

“A RESTAURAÇÃO DA PAZ.
Embora o resultado da queda fosse a destruição da paz e do bem-estar para a raça humana, e até mesmo para a totalidade do mundo criado, Deus planejou a restauração do shalom; logo, a história da reconquista da paz é a história da redenção em Cristo.

(1) Tendo em vista que Satanás deu início à destruição da paz no mundo, o restabelecimento da paz deve envolver a destruição de Satanás e do seu poder. Por isso, muitas promessas do AT a respeito da vinda do Messias era promessas da vitória e paz vindouras. Davi profetizou que o Filho de Deus governaria as nações (Sl 2.8,9; cf. Ap 2.26,27; 19.15). Isaías vaticinou que o Messias reinaria como o Príncipe da Paz (Is 9.6). Ezequiel predisse que o novo concerto que Deus se propôs estabelecer através do Messias seria um concerto de paz (Ez 34.25; 37.26). E Miqueias, ao profetizar o nascimento em Belém do rei vindouro, declarou: ‘E este será a nossa paz’ (Mq 5.5).

(2) Por ocasião do nascimento de Jesus, os anjos proclamaram que a paz de Deus acabara de chegar à terra (Lc 2.14). O próprio Jesus veio para destruir as obras do diabo (1 Jo 3.8) e para romper todas as barreiras de conflito que tomasse parte da vida a fim de fazer a paz (Ef 2.12-17). Jesus deu aos discípulos a sua paz como herança perpétua antes de ir à cruz (Jo 4.27; 16.33). Mediante a sua morte e ressurreição, Jesus desarmou os principados e potestades hostis, e assim possibilitou a paz (Cl 1.20; 2.14,15; cf. Is 53.4,5). Por isso, quando se crê em Jesus Cristo, se é justificado mediante a fé e se tem paz com Deus (Rm 5.1). A mensagem que os cristãos proclamam são as boas-novas da paz (At 10.36; cf. Is 52.7)” (STAMPS, Donald (Ed.). Bíblia de Estudo Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2002, pp.1120-21).

CONHEÇA MAIS

*Sobre a Paz
“eirene, paz. Ocorre em cada um dos livros do Novo Testamento, salvo em 1 João. O termo descreve paz como: relações harmoniosas entre homens, entre nações; amizade; as relações harmonizadas enre Deus e os homens, satifeitas pelo Evangelho; sensação de descanso e satisfação que lhe é consequente.” (Texto adaptado) Para saber mais leia: Dicionário Vine, CPAD, pp.856-57.

III – PELA CRUZ, RECONCILIADOS COM DEUS NUM CORPO

O ministério da reconciliação desfez a inimizade entre o homem e Deus, bem como entre os homens. Essas dádivas foram possíveis por causa da cruz de Cristo.

1. Cristo se fez maldição por nós.
Ser condenado à morte de cruz era um sinal de maldição e de profunda humilhação (Hb 12.2). O réu era açoitado por um chicote de várias tiras de couro, acompanhado de chumbo ou ossos nas pontas (Mc 15.15). Em seguida, era obrigado a carregar publicamente sua cruz até ao local da execução (Jo 19.7). Por essas razões a cruz era escândalo para os judeus e loucura para os gentios (1 Co 1.23). Apesar disso, Cristo suportou a afronta, levou a nossa culpa, entregou seu corpo para a crucificação e se fez maldição em nosso lugar (Gl 3.13).

- Em Jesus Cristo, judeus e gentios se tornaram um. Cristo estabeleceu a paz, pois ele é a nossa paz (2.14); ele fez a paz (2.15) e ele proclamou a paz (2.17). Em Gálatas 3.13 Paulo diz que Jesus “fêz-se ele próprio maldição em nosso lugar” ao suportar na cruz a ira de Deus pelos pecados dos crentes (Hb 9.28; 1Pe 2.24), Cristo levou sobre si a maldição que estava sobre aqueles que violaram a lei.No mesmo capítulo, no verso 10, Paulo uma citação de Dt 27.26 a fim do mostrar que o fato de não conseguir cumprir perfeitamente a lei traz o julgamento e a condenação divina. Uma violação da lei merece a maldição de Deus. (Dt 27—28). Deus e aqueles a quem salvou não são mais inimigos uns dos outros.

2. Reconciliados pela cruz de Cristo.
Foi o sacrifício vicário de Cristo na cruz e sua consequente vitória sobre a morte que possibilitaram nossa reconciliação com Deus e com os homens (Cl 1.20). Nessa perspectiva que Cristo “é a nossa paz” (2.14), que pela sua carne um novo homem foi criado “fazendo a paz” (2.15) e que também “evangelizou a paz a vós”, proclamando ao mundo as boas novas da cruz (2.17). A mensagem da cruz apregoa a paz entre Deus e os homens, isto é, o ministério da reconciliação (2 Co 5.18-20).


- O ministério da reconciliação fala a respeito da realidade de que Deus deseja que os homens pecadores se reconciliem com ele (Rm 5.10; Ef 4.17-24). Deus chama os crentes para proclamar o evangelho da reconciliação ao s outros (1Co 1.17).

O Rev Hernandes Dias Lopes escreve: “Não apenas os gentios precisam ser reconciliados com os judeus; mas ambos, judeus e gentios, precisam ser reconciliados com Deus (At 15.9,11). O mesmo ensina Paulo (Rm 3.22,23). A cruz de Cristo destruiu a inimizade do homem com Deus. A cruz de Cristo matou a inimizade que existia entre o homem e Deus.131 A cruz foi onde Deus puniu o nosso pecado. A cruz foi onde Deus satisfez sua justiça. A cruz é onde nossos pecados foram condenados. Por intermédio da cruz somos reconciliados com Deus. Pela cruz, Deus é justo e ainda o nosso justificador. Não é Deus que se reconcilia com o homem, mas o homem que se reconcilia com Deus, pois foi o pecado que criou a separação e a inimizade. 

A iniciativa da reconciliação, entretanto, é de Deus (2.15,17; 2Co 5.18). Paulo, agora, diz que por meio de Jesus, judeus e gentios têm acesso ao Pai em um Espírito (2.18). Francis Foulkes diz corretamente que “acesso” é provavelmente a melhor tradução da palavra grega prosagoge. Nas cortes orientais, havia um prosagoge que introduzia as pessoas à presença do rei. 

O pensamento pode ser o de considerar Cristo como o prosagoge, mas a forma da expressão na cláusula inteira sugere antes que, por meio dele, há um caminho de aproximação (3.12). Ele é a Porta, o Caminho para o Pai (Jo 10.7,9; 14.6); por intermédio dele, os homens, embora pecadores, uma vez reconciliados, podem se aproximar “com confiança do trono da graça” (Hb 4.16).132” (Lopes, Hernandes Dias Efésios: igreja, a noiva gloriosa de Cristo. São Paulo: Hagnos, 2009. p. 67).

3. Reconciliados na cruz em um corpo.
O apóstolo Paulo reforça que o propósito de Cristo foi o de “reconciliar ambos [judeus e gentios] com Deus em um corpo” (2.16b). A ênfase aqui recai sobre a inimizade existente na vertical, isto é, entre os homens e Deus. No versículo 14, o destaque era a inimizade horizontal, quer dizer, entre os judeus e os gentios. De forma que a reconciliação deve ser duplamente compreendida. As duas inimizades foram desfeitas quando Cristo levou nossos pecados no madeiro (1 Pe 2.24). A ira de Deus, que por causa dos pecados estava sobre nós, foi cravada na cruz (Cl 2.13,14). Assim, a reconciliação foi concretizada pela cruz, gerando um novo povo, num único corpo: a “família de Deus”; a “Igreja de Cristo” (2.19; 3.6; 4.4; 5.23,30).


- Como os judeus e os gentios são unidos a Deus por meio de Cristo Jesus, eles são unidos uns aos outros – essa é a inimizade horizontal citada pelo comentarista, e isso foi realizado na cruz onde Jesus tornou-se maldito (Cl 3.10-13), tendo suportado a ira de Deus de modo que a justiça divina fosse satisfeita e a reconciliação com Deus se tornasse realidade (2Co 5.19-21) – essa era a inimizade vertical citada e que agora foi desfeita para aqueles alcançados pelo Evangelho da Paz!.

- O homem reconcilia-se com Deus quando este o restaura a um relacionamento justo com ele por meio de Jesus Cristo. A morte substitutiva de Cristo na cruz que pagou o preço total pelo pecado de todos aqueles que creem tornou a reconciliação possível e verdadeira (2Co 5.18-21; Rm 3.25).

- É somente por meio da união com Jesus Cristo aqueles que estão irremediavelmente mortos em seus pecados recebem vida eterna (Ef 2.5). Nos chama a atenção aqui é o fato de que é Deus que toma a iniciativa e exerce o poder de dar a vida para despertar os pecadores e uni-los ao seu Filho; Como define Paulo o estado daquele que está longe de Deus, os que estão espiritualmente mortos não têm a capacidade de vivificar a si mesmos (Rm 4.17; 2Co 1.9). 

Sobre o texto de Colossensses 2.13 e 14, o escrito da dívida dizia respeito a um certificado de dívida, escrito manualmente, por meio do qual o devedor reconhecia sua dívida – uma nota promissória. Paulo nos revela em seus escritos que todas as pessoas (Rm 3.23) possuem para com Deus uma dívida impagável por terem violado a sua lei (Cl 3.10; Tg 2.10; cf. Mt 18.23-27) e estão, portanto, debaixo da sentença de morte (Rm 6.23). 

Por meio da morte sacrifical de Cristo na cruz, Deus apagou totalmente o nosso certificado de dívida, perdoando-nos por completo. De forma poética, Paulo afirma que essa nota promissória, o escrito de dívida, foi encravada na cruz, de forma metafórica, ele diz que em Cristo alcançamos perdão para essas dívidas impagáveis. 

É interessante notarmos o paralelismo que Paulo faz com a realidade que acontecia nas punições de morte de cruz: a lista dos crimes de um criminoso crucificado era encravada na cruz com ele a fim de declarar as violações pelas quais ele estava sendo punido (Mt 27.37). Nossos pecados foram todos postos na conta de Cristo, encravados em sua cruz quando ele pagou o castigo em substituição a todos nós, satisfazendo, assim, a ira justa de Deus contra os crimes que requeriam o castigo integral.


SÍNTESE DO TÓPICO III
O ministério da reconciliação ao restaurar a comunhão estabeleceu a Igreja, a nova família de Deus.

SUBSÍDIO BÍBLICO-TEOLÓGICO
A paz e a unidade entre judeus e gentios exigia que ambos fossem reconciliados ‘pela cruz... com Deus em um corpo (2.16). Isso pressupõe que tanto judeus como gentios eram pecadores separados de Deus (2.3) e necessitavam da morte expiatória de Cristo a fim de serem reconciliados com Deus (2.17,18). Sua ‘inimizade (2.16), que foi condenada à morte na cruz, era tanto horizontal como vertical - isto é, uma hostilidade entre povos não regenerados e Deus (Rm 5.10), e entre grupos hostis, tais como judeus e gentios. O milagre da reconciliação resultou em uma nova entidade espiritual chamada ‘um corpo’ de Cristo (2.16). Esse assunto tornar-se o foco de Paulo 2.19-22” (ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Vol.2. Rio de Janeiro: CPAD, 2017, pp.417-18).

CONCLUSÃO

Em obediência ao plano divino, Cristo cumpriu as demandas da lei na cruz. Em seu sacrifício derrubou as barreiras e aboliu as ordenanças cerimoniais que serviam de divisão. Por meio da paz conquistada no madeiro desfez a inimizade, criou uma nova humanidade e a reconciliou com Deus. A partir dela, formou um novo povo: a Igreja, o Corpo de Cristo.

- A unidade em Cristo produz cristãos cujo cristianismo transcende toda diferença local e racial; produz homens que são amigos entre si porque são amigos de Deus; homens que são um, porque se encontram na presença de Deus, a quem todos têm acesso. Cristo é a Porta, o Caminho para o Pai (Jo 10.7,9; 14.6); por intermédio dele, os homens, embora pecadores, uma vez reconciliados, podem se aproximar “com confiança do trono da graça” (Hb 4.16). 

PARA REFLETIR
A respeito de “Cristo é a nossa Reconciliação com Deus”, responda:

• O que o extremismo judaico fez com Paulo?
O extremismo judaico levou Paulo à prisão quando ele foi acusado de permitir um grego ultrapassar essa barreira (At 21.28-30).

• Cite as três esferas da lei mosaica.
A Lei Moral, a Lei Cerimonial e a Lei Civil.

• Qual é a conotação da expressão “Cristo é nossa paz”?
Essa expressão aponta para uma conotação mais profunda, pois Cristo não é apenas o “autor da paz”, mas literalmente “a nossa paz”.

• O que a cruz era para judeus e gentios?
A cruz era escândalo para os judeus e loucura para os gentios (1 Co 1.23).

• Qual foi o propósito de Cristo reforçado pelo apóstolo Paulo?
O apóstolo Paulo reforça que o propósito de Cristo foi o de “reconciliar ambos [judeus e gentios] com Deus em um corpo” (2.16b).






COMMENTS

BLOGGER

Sobre o Autor:
Ev. Hubner BrazÉ escritor, professor e blogueiro. Formado Bacharel em Teologia pela FATESP, graduando em Mecânica pela FATEC. Criador do projeto Pecador Confesso e tem se destacado em palestras para jovens, casais, obreiros e missões urbanas.

Doações Missionárias Aqui!!


Nome

#desafio42dias,4,1° Trimestre de 2020,2,10 Coisas,14,1º Trimestre,21,1º Trimestre 2018,1,2º Trimestre,20,36 Dias De Pureza Sexual,37,3º Trimestre,24,4° TRIMESTRE 2018,1,4º TRIMESTRE,12,A Raça Humana,1,Absalão. EBD,1,Abuso Sexual,4,Acepção,1,AD em BH,2,Adão,1,Adolescente,1,Adoração,3,Adulto,54,Agostinho,1,Air,1,Ajuda do Alto,2,Ajudando Vítimas das Chuvas,1,ajudar,1,Alcoólica,1,alegria,1,Aline Barros,1,Alisson,1,Alma,3,Amar,14,Amasiado,1,Amém,1,Amigo,6,Amizade,12,Amnon e Tamar,2,Amor,45,Amor de irmãos,4,Amor Perdido,8,Amor Proibido,9,amostra grátis,1,Ana,3,Ananias,1,Andreza Urach,1,Anfetamina,1,Angelologia,1,Anjo de Luz,2,Anjos,2,Anonimo,1,Anrão,1,Antigo Testamento,1,Ao Vivo,1,Apaixonado,1,Aplicativo,1,Apocalipse,6,Apologia,3,Apostasia,1,Apostolo,4,apóstolo Paulo,5,Apóstolos,1,App,1,Apple Store,1,apreço imenso,1,Aprovação,1,aquecimento,1,Arrebatamento,4,Arrependimento,1,Artesão,1,As 95 Teses,1,As Bases do Casamento Cristão,3,Aspectos,1,Assalto,1,Assassinato,2,Assedio,1,Assembleia de Deus,4,Assista,1,Assista ao trailer oficial do projeto divulgado pela Hillsong.,1,Assustar,1,Astecas,1,Atacante,1,Ataque,1,Ateísmo,2,Atentado,1,Ateu,3,Atitude,1,Atitute,1,Atividade,1,Atos,2,Atributos,1,atriz,1,Auto Escola,1,autoajuda,2,Avareza do Amor,1,Avenida Brasil,1,Aviso da Anatel foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta. Mudança começa no dia 29 de julho; haverá um período de adaptação. App's para iphone.,1,Avó,1,bailarina,1,Balada Gospel,1,Balzac,1,Bangu,1,Barack Obama,2,Base Bíblica,1,Batalha Espirítual,4,Batismo,3,Batista,1,Batom Vermelho,1,BBB,1,Beber,1,Beijo na Bíblia,1,Beijo Perfeito,3,Bençãos,1,Benhour Lopes,1,best-seller,4,BETEL,7,Bíblia,17,Bíblia Diz,1,Bíblias,2,Bíblica,26,biblicas,1,Bienal do Livro,1,Bigamia,1,Bilhete,1,Biografia,1,Bispa,1,bissexual,1,BléiaCamp,1,Blíblica,1,BLOG,6,BlogNovela,10,Boaz,1,Bob Marley,1,Boletim,2,Bolsonaro,1,Bom,1,bom-humor,6,Bombom,1,Bons Sonhos,1,Borboleta,1,Brasil,1,Brasília,1,Brenda Danese,1,Brennan Manning,1,Briga,1,Brincadeira,1,Busca,1,Café da Manhã,1,Calendário,1,Cam,1,Caminhoneiro,1,Camisa,1,Camisetaria,1,Camisetas,1,Campanha,10,Canaã,1,canal,1,Canção,1,cançasso,1,Cancêr,1,Candidato,2,Cansei,1,canseira,1,Cantada,3,Cantor,2,Cantora Jayane,1,Cantores,3,capa,1,Carência,4,Carismático,1,Carne,1,carreira,1,Carta,1,Carta de Amor,14,Cartas,1,Cartaz,3,Casa,2,Casa Branca,1,Casamento,10,Catarina Migliorini,1,CD,1,CDHM,1,Centurião,1,Cerebral,1,Cesto,1,CGADB,2,Chamada,1,Chamado,1,Champions League,1,Charges,8,Cheios,1,Chuva,1,Cinco,1,Cinco momentos mais felizes da minha vida - Série Confissões,1,Circuncisão,1,Ciro Sanches Zibordi,3,Ciúme,1,Civilização,1,Clara Tannure,1,Cláudia,1,Cleycianne Ferreira,1,Clipe Oficial HD,2,Cocaína,1,Código,1,com Pedro Bial,1,Comer,1,Comer Rezar Amar,1,comigo,1,como instalar e usar,2,Compartilhe,2,Completo,2,Comportamento,1,Compreender,1,Comunidade Cidade de Refúgio,1,Concerto,1,Concubinas,1,Concurso Cultural,2,Condição,1,Confecção,1,Conferência,2,Confession,1,Confirmando,1,Confissões,91,Confrito,3,Congresso,10,Conhecer,2,Conhecereis a verdade,1,Conhecimento,1,Conquista,2,Conquistas,1,Conselhos,8,Consequências,1,Contra Mão do Mundo.,1,Conversão,4,Copa America,1,Copimismo,1,Coração,1,Coreografia,1,Corona Vírus,1,Corpo,1,Cortinas,1,Covid-19,1,Coxo,1,CPAD,145,Crack,1,Cracolândia,3,Crente,1,crescimento,2,Criação,2,Cristão,12,Cristianismo,1,Cristo,9,Cronograma da Bíblia,3,Ctrl C + Ctrl V,1,Cuidado,1,Cuide do Coração,4,Culto,3,Culto da Virada de Ano Novo,1,Culto dos Príncipes e das Princesas são destaque no Fantástico,1,Cultura,1,Cura,3,Cuxe,1,Dalila,1,Dança,1,Daniel,1,Daniel Berg,1,Daniela Mercury,1,Danilo Gentili,1,Dave Hunt,1,Davi,6,Davi e Bate-Seba,2,Davi e Jônatas,1,Davi e Mical,3,de apenas três anos pode ser transferida para SP,1,debate,1,Decisão,1,declaração,6,Degeneração,1,Deidade,1,Delírios,1,demissão,1,demônio,1,Demônios,1,Denominação,1,Denúncias,5,Deputado Federal,1,derrotando,1,Desabamento,1,Desafio,9,Desafio Insano,4,Desapaixonar,3,Descobertas,1,Desculpas,1,Desejo,1,Despedida,1,Despertamento,1,Destinatários,1,Deus,27,Deus está Morto,1,Deus Negro,1,Deus quer te usar,1,Devaneios,3,Devocional,63,Dez passos,6,Dia dos Namorados,12,Dia dos Pais,2,Diabo,1,Diante do Trono,1,Diante do Trono; Lagoinha Solidária,1,Diário,1,Dicas,2,Diferente,1,Dilma,1,Dilma fala Contra o Aborto,1,Dinheiro,4,Discernimento,1,Discipulado,1,Discipulos,1,Discípulos,1,discussão,1,Distância,1,Diva do Senhor,1,Divina,1,Divino,1,divórcio,1,Dízimos,2,Doação,1,Doação de Bebê,1,Doença,3,doença física,1,Dom,1,Domingo Espetacular,1,Dominical,29,Dons de Curas,1,Dons de Maravilhas,1,Dores,1,Download,9,Download Livros e E-books,63,Doze,1,Drogas,2,Drogas Alucinógenas,2,Drogas Estimulantes,1,e usa nos Smartphones,1,E-Book,6,EBD,139,ecológico,1,Ecumenismo,1,Edificados,1,Edir Macedo,2,Editar Foto,1,Efésios,2,Elcana,3,Eleição,6,Eleita,1,Elizabeth Gilbert,1,Ellan Miranda,6,Elogios,1,Email,2,empresa,1,Empresa.,1,Enchente,1,Encontrar,1,Encontro,8,Eneias,1,Enquete,1,Ensaio Sensual,1,Ensinos,1,entender Deus,3,Entrevista,5,Epístolas,1,Esboço Pregação,1,Escatologia,3,Escola,32,Escola Bíblica Dominical,229,Escolha,4,Escritor,1,Espaço,2,esperança,1,esperança. razão,1,Espinhas no rosto,1,espinho na carne,1,Espírito,1,Espírito Santo,8,Espirituais,1,Espiritual,4,Estado de São Paulo,1,Estevão,1,Estrangeiro,1,Estranho,1,Estratagema de Deus,1,Estudo Bíblico,21,Estudos Bíblicos,164,Estupro,1,Eternidade,1,Ética,1,Eu,1,Eu ainda te amo,1,Eva,1,evangelho,4,EVANGÉLICA,4,Evangélicos,1,Evangelismo,2,Evento,2,ex-atriz pornô,2,Ex-BBB,1,executado,1,exílio,2,Experiência de vida,25,Exupéry,1,Facada,1,Face de Deus,1,Facebook,1,fala,1,Falecimento,1,Falsos,1,familia,4,Família,1,Fat Family,1,Fazer,1,Fazer Ligação Gratuita com o App Viber é bem melhor que o Skyper,1,Fé,3,Felipe,1,feminista,1,Férias,2,Ferramentas para Blogger/Twitter/Facebook,8,Festa Junina,1,Festividade,1,Ficar,1,Fiel,1,Filha,1,Filho de Deus,1,Filho do Homem,1,Filho Pródigo,2,Filhos,1,Filisteu,1,Filme,3,Filmes,1,Fim de Relacionamento,3,Fim do Mundo,4,Fina Estampa,1,Final,1,Finanças,2,Firme,1,firmeza,1,Firmino,1,Fletar,1,François Mauriac,1,Frase,5,Frases Sobre Amor,2,Frases Sobre Deus.,1,Free The Nipple,1,Fundamentalismo,1,Fundamentos,1,Fúnebre,1,funk,1,gadareno,1,Galaxy,1,Galileu,1,Ganhe Um Livro,2,Gay,8,genro,1,Gentios,1,Geração,2,Gestos,1,Gideões,12,Gideões Missionários da Última Hora,9,Gilberto Carvalho,1,GLBS,2,global,1,Globalismo,1,Globo,1,Glória,1,GMUH,9,Goleiro,1,Golpe,1,Gômer,1,Gospel,6,Governo,4,Grátis,1,Greta,1,Greve,1,grevista,1,grupos religiosos,1,Guardar,1,Guarde o Coração,2,guerra,1,Halloween,1,Haxixe,1,Hedonismo,1,Helena Tannure,1,Heresia,3,História,1,Historia Real,1,Holocausto,1,Homem,5,Homenagem,1,Homens,1,Homofobia,14,homosexualismo,10,Homossexual,8,Hóquei no Gelo,1,Hora,1,Hubner Braz,23,Humana,4,Humanas,1,Humanidade,1,Humano,3,Humildade,1,Humor,9,I.E.Q,1,I.M.P.D.,1,idioma,1,Igreja,5,Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias,1,Igreja Bola de Neve,1,Igreja Local,1,Igreja Mundial do Poder de Deus,3,Igreja Universal Do Reino de Deus,3,Ilha de Patmos,1,Iluminação,1,Imoral,1,Impressora,1,Incas.,1,Infantil,1,Inferno,2,inglês,1,Inicio,1,Início,1,inimigo,1,injustiça,1,Insano,2,Insegurança,1,Instituição,1,Intercessão,1,Internação,1,Internacional,1,intertestamentários,1,Intimidade,2,iPad,1,iPhone,1,Irmã Zuleide,1,Islâmico,1,Islâmismo,1,Israel,2,IURD,2,Jair Bolsonaro,1,Jair Messias Bolsonaro,1,Jeito,1,Jerusalém,1,Jesuíta,1,Jesus,12,Jesus Cristo,11,Jesus de Nazaré,1,João,2,João Batista. Ossada,1,John Piper,1,Joquebede,1,Jornal da Record,1,José,2,Josh McDowell,1,Josue,2,Josué,3,Jotta A,1,Jotta A lança 1º CD em culto evangélico,1,Jovem,121,Jovens,56,Judá e Tamar,1,Julio de Sorocaba,1,Julio Severo,1,Juniores,1,Justiça,1,Katy Perry,1,Kelly Medeiros,1,Kenneth E. Hagin,1,Kopimism,1,Lançamento,1,Lanna Holder,2,Layssa Kelly,1,Lázaro,1,Léia e Jacó,1,Leilão,2,Leis,1,Leitor,1,Leitora,1,Leitura,3,LeNovo,1,Ler a Bíblia em 42 dias,1,Lésbica,1,leva Mr Catra e Sarah Sheeva para falar sobre infidelidade: “Para Deus pode tudo”. Assista ao vídeo,1,Levítico,1,Libertinagem,1,Libertos,1,Lição,16,Lição 5,1,Lições Bíblicas,3,Lições Bíblicas da BETEL,204,Lições Bíblicas da CPAD,427,Lições de Vida,26,Líder,2,Líder Adolescente,20,Líder Jovem,21,Liderança,1,Lídia,1,Lino,1,Lista,1,Litoral,1,Liverpool,1,livre,1,Livre Arbítrio,3,Livres,1,Livro,3,Livros - Comentarios,81,Livros Evangelicos,40,Logos,1,Loide,1,Loira,1,Longanimidade,1,Louco,1,Louvor,9,LSD,1,Lua Nova,1,Lucas,1,Lucifer,1,Lutas Marciais Mistas,1,Luto,4,Luz,1,Luz do mundo,1,Lya Luft,1,MacBook Air,1,Maçonaria,1,Maconha,1,Madame de Stael,1,Mãe de Moises,1,‪Magia,1,Maias,1,Malala,1,Manancial,1,Mandamento,1,Manifestação,2,Mãos,1,Maquiagem,2,Marcas,1,Marcha Para Jesus,2,Marco Pereira,1,Marcos Pereira,1,Mardoqueu,1,Maria Madalena,1,Mário Quintana,2,Martinho Lutero,1,Mártir,1,Mártires Cristãos,2,Massacre,1,Masturbação,6,Matrimonio,2,maturidade cristã,7,Max Lucado,2,Meditação,1,Mega Sena da Virada com Fé,1,Melhor Bíblia de Estudo,3,Melhores Blogs,2,Melhores Sites,1,Meninos de Rua,1,Mensagem,3,MENSAGENS,2,Mensagens para SMS,12,Mensagens SMS,2,Mensal,2,Meteoro,1,Metusalém,1,Michelle Bolsonaro,1,Milagres,2,Millôr Fernandes,1,Milton,1,Minas,1,Ministério,2,Ministério Público Federal,2,Miriã,1,Misericórdia,1,Missão,3,Missões,4,Mistério,1,Mitologia,1,Mitos,1,MMA,1,Mobilização,2,Moisés,2,Monarquia,2,Monte,1,Monte Tabor,1,Moralismo,1,Mordomia,8,Mordomo,1,morte,4,Motivos,1,Muda,1,Mulçumano,1,Mulher,1,Mulher de Potifar,1,Mulheres,2,multiplicação,1,Musica,8,Nacional,1,Namorado,11,Namorar,24,Namoro,50,Não Prometeu,1,Nascença,1,Nascimento,1,Natureza,1,Necessidade,1,Negar,1,Neimar de Barros,5,nem Cristo a Derrotaria,1,Neopentecostal,1,NetFlix,1,Nigéria,1,Ninrode,1,No Fundo Do Poço,1,Noé,1,Noruega,1,Nota,1,Notícia gospel,20,Notícias Gospel,158,Nova,2,Novas Lições,1,Novela,2,Novo,3,Nuvem,1,NX Zero,1,O beijo de Vancouver,1,O Bom Samaritano,1,O Bom Travesti,1,O que é visível e apenas o avesso da Realidade,1,Obede-Edom,1,Obediência,1,Obra,2,Obras,2,Obstáculos,1,Odio,1,Ofertada,1,Ofertas,2,Oficial,1,Olhar,1,Onde Estiver,1,ônibus,1,Online,1,ONU,1,Opinião,1,Opinião dos Outros,2,Oração,11,Orar,2,Orfanato,1,Origem,3,Os Melhores Livros,20,Oséias,1,Oséias e Gomer,1,Outra Chance,3,Pagãos,1,Pai,1,Paixão,3,Palavra,1,Pânico,1,pão,1,Papa,1,Papa Francisco I,1,Papo,1,Paquera,1,Paquistanesa,1,Paquistão,1,Paradoxo,1,Paródia Gospel,2,Paródia Gospel da música Kuduro com Jonathan Nemer #RiLitros,1,Participe,1,Partido Trabalhista PT,1,Páscoa,2,Pastor,7,Pastor Presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular,1,Pastor que cheirou a Bíblia como droga diz que essa foi a menor loucura que já fez por ela: “Eu já comi a minha Bíblia”. Assista ao vídeo,1,Pastora,1,Pastores,2,Patrick Greene,1,Paulo,2,Pb. Renan Pierini,1,PDF,1,Pecado,21,Pecador Confesso,10,Pedofilia,2,Pedofilo,1,Pedras,1,Pedro,3,peixe,1,Pensamento,3,Pentecostal,1,Perda,3,Perdão,4,Perfeito,1,Perigos,1,Perlla,1,Permanecer,1,Permitir,1,Perseguição Religiosa,2,Personalizadas,1,Personalizar Foto,1,Pesquisa,2,pessoas,1,Philip Yancey,8,Piada,1,Piercing,2,Pinguins,1,pintar unhas,1,Pira,1,Pirataria,1,Pirralha,1,Planeta Terra,2,Play Back,1,playboy,1,Poder,1,Poema,3,Poesia,3,Polêmica,4,Poligamia,2,Politica,1,Política,1,Pop Gospel,1,pornô,1,Porque caímos sempre nos mesmos pecados?,3,Posse,1,Posto,1,Povos,1,Pr Napoleão Falcão,1,Pr. Alexandre Marinho,1,Pr. Caio Fábio,2,Pr. Carvalho Junior,1,Pr. Ciro Sanches Zibordi,3,Pr. Claudionor de Andrade,1,Pr. Jaime Rosa,1,Pr. Jeremias Albuquerque Rocha,1,Pr. Marcelo Cintra,5,Pr. Marco Feliciano,8,Pr. Mário de Oliveira,1,Pr. Silas Malafaia,12,Pr. Yossef Akiva,1,Praia,1,Praticar,1,Preço,1,Predestinação,2,PrefiroBeijarABíblia,1,Pregação,10,Pregadores,1,Premier,1,Preocupar,1,Preparativos,1,presidente,4,Presídio,1,previdência,1,Primeira,1,primeiro,4,Primeiro Amor,18,Primeiro Beijo,5,Primícias,1,Princípios,1,Prioridades,2,Prisão,2,Prisioneiro da Paixão,4,privada,1,Problemas,1,Profecia,3,Profeta,2,Profeta Jeremias,1,Profetas,1,Profética,1,Profético,1,Programa Na Moral,1,Programa Superpop,1,Projeto,1,Projeto Cura Gay,2,Promoção,4,Promoção Blogosfera Apaixonada,2,Propósito,3,Prosperidade,1,Prostituta,2,Protesto,1,PSDB,1,Pv 4.23,1,Queda,2,Quem Sou?,1,Querer,2,Raça,1,Racismo,1,Rainha de Sabá,3,Rainha Ester,1,Raptare,1,Raquel,2,Rebeldia,1,Rebelião,1,Receber,1,Reconciliação,2,Recuperação,1,Rede Globo,2,Rede Insana,2,Redenção,1,Redentora,1,reflexão,21,Regininha,1,Rei,1,Rei Xerxes,1,Reinado,1,Reino de Deus,1,Rejeição,1,Relacionamento,22,Relatos,5,Relógio da Oração,3,Remida,1,Renato Aragão esclarece polêmica sobre seu próximo filme sobre o “segundo filho de Deus” que gerou polêmica nas redes sociais.,1,Renuncia,1,Renúncia,1,Reportagem,2,Resenha,72,Reservado,2,Resplandecer,1,Responde,1,Resposta,1,resposta bíblica,1,Ressurreição,2,Restauracionismo,1,Resumo,6,Rev. Augustus Nicodemus,1,Revelação,1,Revelado,1,Revista,26,Rezar e Amar,1,Riscos,1,Rock Gospel,1,Rodolfo Abrantes,1,Rubem Alves,1,Rute,1,Sá de Barros,3,Sábado,1,Sacerdócio,1,Sacerdotal,1,Sacrifício,2,Safira,1,Salomão,9,Salvação,8,Salvador,1,Samuel,4,Samuel Mariano,1,Sangue,1,Sangue no Nariz,1,Sansão,2,Santa Ceia,1,Sarah Sheva,1,Saudações,1,Saudades,3,Saul,2,Saulo,1,Savífica,1,Secrets by OneRepublic,1,Segredo,1,Segunda,1,Segundo,1,Segundos,1,Seja um empreendedor Polishop e ganhe dinheiro sem sair de casa,1,Selada,1,Seleção Brasileira,1,Sem,1,Sem Garantia,1,Seminário,1,Senhor,2,Senhorio. Jesus,1,Sentido da Vida,4,Sentimentos,2,Separação,2,Separar,1,Ser,3,será que é pago?,2,Serenata de Amor,1,Série Dicas de Como Liderar,19,Série Mensagem Subliminar,1,Série Versículos Mal Interpretados,5,Sermão,1,Sex,1,Sexo,5,Sexual,2,Sexualidade,1,Sidney Sinai,1,Significados,1,Silas Malafaia,5,Silk,1,Silk Digital,1,Símbolos,1,Sistema,1,Slide PC,2,Slider,464,slides,3,Smartphone começa a ser vendido por operadoras nesta quarta-feira (6). Galaxy S3 é o principal rival do iPhone 4S. Compare os dois modelos,1,SMS Gratuito com WhatsApp para seu Smartphone,1,Sofrimento,1,Sogra,1,Solidão,2,Solidariedade,1,Solução,1,Sonhos,1,Sonhos de Valsa,1,Sorrir,3,Sorteio,2,Sou,1,Subjugação,1,Sublimação,1,Sublimidade,1,Submissão,1,Subsídio,18,Sueca,1,Sujeição,1,Sulamita,5,suprema,1,Surface Pro 2,1,Suspenção,1,Sutiã,1,Tabernáculo,2,Tabita,1,Tablet,1,Talentos Cristãos,1,Tarado,1,Tatuagem,3,Tecido,1,Tecnologia,1,Tela Cinza,1,Temas,1,Tempo,4,Tempo de Viver Coisas Novas,1,Tentação,1,Teologia,6,Termino de Namoro,4,Término do Namoro,1,Terra,2,Terra Prometida,1,Terremoto,1,Testemunho,20,Thalles Roberto,3,Thalles Roberto comenta da repercussão de música cantada por Ivete Sangalo,1,The Best,1,The Noite,1,Theotônio Freire,1,Tiago,1,Timna,1,Timóteo,2,Tipos,1,Tiras,1,Tirinha,4,Tirinhas Gospel,13,Tiro,1,Títulos,1,Tomas de Aquino,1,Top,1,Top Blogs,2,TOP Canais,1,Top Sites Fotos,1,Top5,2,TPM,1,Trabalho,1,Tragedias no Rio de Janeiro,1,Traição,2,Transfer,1,Tratando de uma leucemia,1,Trevas,1,Trimestre,2,Tutelar,1,TV,1,TV Band,2,TV Record,3,Twitter,5,UFC,1,Uma História de Ficção,78,Unção,1,Ungido,1,Unidade,3,Universo,1,Urias,1,Vagabundo Confesso,29,Valdemiro Santiago,3,Velhice,1,Velho Testamento,1,Velório,1,Vencendo,1,Vendedor de Droga,1,Vento,1,Ver Deus,1,Verdade,1,Verdadeira História,1,verdades,1,Viagem,1,Vício,1,Vida,1,Vida depois da morte,3,Vídeo,24,vinda,2,Vinho,1,Violência,1,Virgem,3,Virgindade,3,Virtude,1,Visão,1,Vitor Hugo,1,Vitória em Cristo,1,Votação,1,Wanda Freire da Costa,1,You Tube,1,youtuber,1,
ltr
item
Pecador Confesso: LIÇÃO 7 - CRISTO É A NOSSA RECONCILIAÇÃO COM DEUS - 16/05/2020 - EBD adulto - CPAD
LIÇÃO 7 - CRISTO É A NOSSA RECONCILIAÇÃO COM DEUS - 16/05/2020 - EBD adulto - CPAD
https://1.bp.blogspot.com/-xn5Qdp9GK6Y/Xr9lNF7cd7I/AAAAAAAAdFw/fwTWKKzc8Hw8ZVmtYJaqlU738gGoNZ6_QCK4BGAsYHg/download-4.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-xn5Qdp9GK6Y/Xr9lNF7cd7I/AAAAAAAAdFw/fwTWKKzc8Hw8ZVmtYJaqlU738gGoNZ6_QCK4BGAsYHg/s72-c/download-4.jpg
Pecador Confesso
https://www.pecadorconfesso.com/2020/05/licao-7-cristo-e-nossa-reconciliacao.html
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/2020/05/licao-7-cristo-e-nossa-reconciliacao.html
true
4561833377599058991
UTF-8
Loaded All Posts Mais Posts Clique Aqui Repetir Cancele a repetição Delete Por Home PAGES POSTS Mais Posts Eu Te Recomendo LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy