Lição 08 - Transgênero – Que Transrealidade é Essa | 3° Trimestre de 2023 | EBD ADULTOS

TEXTO ÁUREO (subsídio atualizado diariamente) “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á a sua mulher, e serão ambos uma...


TEXTO ÁUREO(subsídio atualizado diariamente)

“Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á a sua mulher, e serão ambos uma carne.” (Gn 2.24)

COMENTÁRIO EXTRA

    Biblicamente, os seres humanos possuem um sexo biologicamente determinado e conformação heterossexual (Gn 2.24). No entanto, a desconstrução dos valores e a revolução sexual apresentam novas formas de sexualidade, entres elas a transgeneridade. Neste capítulo, veremos as características desse fenômeno, a visão bíblica de sexo e gênero e os efeitos da ideologia transgênero. A meta é mostrar o quanto Deus deseja que o ser humano viva de maneira coerente por meio do seu sexo biológico. 
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

    O trecho citado é parte da narrativa da criação no livro de Gênesis e estabelece a base bíblica para o conceito do casamento como uma união entre um homem e uma mulher, formando uma só carne. Essa passagem é fundamental para o entendimento da visão bíblica sobre a sexualidade e o casamento.

    A partir desse versículo, a Bíblia reafirma em diversos outros textos que a união entre homem e mulher é o modelo divinamente ordenado para a relação conjugal e sexual (Mateus 19:4-6; Efésios 5:31). Isso significa que, do ponto de vista cristão, qualquer concepção que vá contra esse modelo estabelecido por Deus é considerada contrária à Sua vontade.

    A primeira instituição humana a ser estabelecida foi o relacionamento marital. A responsabilidade de honrar os pais (Êx 20.12) não acaba com a partida da casa paterna e a união entre marido e mulher (Mt 19.5; Mc 10.7-8; ICo 6.16; Ef 5.31), mas representa a inauguração de uma união permanente ou indissolúvel, de modo que divórcio não deve ser cogitado (cf. 2.16).

    "Uma só carne" fala de uma união completa de partes perfazendo um todo; por exemplo, um cacho de muitas uvas (Nm 13.23) ou um Deus em três pessoas (Dt 6.4); assim, essa união marital era completa e integral com duas pessoas. Isso também implica a complementação sexual. Um homem e uma mulher constituem o par que reproduz.

    O "uma só carne" é principalmente visto no filho nascido dessa união, o perfeito resultado da união dos dois. Cf. os usos desse versículo em Mt 19.5-6; Mc 10.8; ICo 6.16; Ef 5.31.

- A monogamia permanente foi e continua sendo o desígnio e a lei de Deus para o casamento.

Quando falamos sobre a questão transgênero, em que indivíduos podem se identificar com um gênero diferente daquele com o qual nasceram, é importante considerar a perspectiva bíblica. A Bíblia apresenta a visão de que Deus criou o ser humano à Sua imagem, como homem e mulher, e essa identidade de gênero é intrínseca à sua criação (Gênesis 1:27). A noção de que alguém pode mudar sua identidade de gênero não encontra apoio nas Escrituras.

Autores cristãos ao longo da história têm abordado essa questão, buscando entender como a fé cristã se relaciona com a realidade transgênero. Alguns defendem a ideia de que a identidade de gênero é fixa e determinada por Deus, enquanto outros procuram abordar o tema com compaixão e empatia, reconhecendo os desafios e lutas enfrentados por pessoas transgênero.

Livros que abordam a questão da sexualidade e identidade de gênero à luz da fé cristã incluem "The Bible and the Transgender Experience" de Linda Tatro Herzer e "Transforming: The Bible and the Lives of Transgender Christians" de Austen Hartke. Essas obras oferecem perspectivas cristãs sobre o tema e buscam equilibrar a compreensão bíblica com a compaixão e o respeito pelas experiências individuais. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

VERDADE PRÁTICA

A sexualidade bíblica e heterossexual, biologicamente definida conforme o sexo divinamente criado.

COMENTÁRIO EXTRA

O trecho apresenta uma verdade prática importante da perspectiva cristã sobre a sexualidade, afirmando que a visão bíblica considera a sexualidade como sendo heterossexual e biologicamente determinada de acordo com o sexo criado por Deus. Essa é uma posição alinhada com a interpretação tradicional das Escrituras e tem sido amplamente defendida dentro da teologia cristã.

Base bíblica:Gênesis 1:27 - "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou."
Mateus 19:4-6 - "Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem."

Essas passagens bíblicas ressaltam a ideia da complementaridade entre homem e mulher, bem como a intenção divina de que a relação sexual e matrimonial seja realizada exclusivamente dentro do contexto do casamento heterossexual. Essa compreensão bíblica tem sido defendida ao longo dos séculos por teólogos, estudiosos e líderes cristãos.

Autores cristãos têm escrito extensamente sobre a sexualidade bíblica. Entre os livros que abordam esse tema, podemos citar "What Does the Bible Really Teach about Homosexuality?" de Kevin DeYoung, "Sexual Morality in a Christless World" de Matthew Rueger e "The Meaning of Marriage" de Timothy Keller. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)


LEITURA DIÁRIA

Segunda – Mc 10.6 A formação biológica e binária do ser humano
Terça Gn 1.26 O homem foi criado à imagem e semelhança moral de Deus
Quarta – 1 Co 7.3,4 Monogamia e heterossexualidade como modelos bíblicos da sexualidade 
Quinta  1 Ts 5.23 O homem é formado de partes material (corpo) e imaterial (espírito e alma) 
Sexta Gn 1.27; 2.24 O gênero do corpo é definido pelo sexo de criação: homem ou mulher 
Sábado  Mt 19.4-6 A anatomia dos sexos serve ao propósito divino da sexualidade e da reprodução

Hinos Sugeridos: 124 ,125, 525 da Harpa Cristã
--------------------------------------------------------------
📥 ADQUIRA O SLIDE DA AULA => CLIQUE AQUI

Este blog foi feito com muito carinho 💝 para você. 

Ajude-nos 🙏. Não leva nem 30 segundos.

Basta clicar em qualquer ANÚNCIO e você estará colaborando para que esse blog continue trazendo conteúdo exclusivo e de edificação para a sua vida. Pode ser também uma oferta voluntária no pixpecadorconfesso@hotmail.com

--------------------------------------------------------------

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Gênesis 2.7,18-25
7 – E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.
18 – E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele.
19 – Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra, todo animal do campo e toda ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.
20 – E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para 0 homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele.
21 – Então, O Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar. 22 – E da costela que o Senhor Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. 23 – E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. 24 – Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. 25 – E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam.

PLANO DE AULA

1- INTRODUÇÃO
Vivemos em um período em que o corpo humano e a sexualidade tornaram-se questões relevantes. Reina uma nova “ortodoxia progressista” que tem com o projeto impor uma agenda desconstrucionista de cima para baixo, negando a base da biologia e da fé, e revelando uma verdadeira agressão identitária. Isso ocorre porque há movimentos com embasamento filosófico e crítico que recebem certa benevolência das mídias quanto à divulgação de suas agendas. Por isso, temos o objetivo de tratar esse assunto diante da Palavra de Deus, nossa regra de fé e prática na vida cristã.
2- APRESENTAÇÃO DA LIÇÃO
A) Objetivos da Lição:
I) Explicar que o fenômeno da transgeneridade abarca as questões de identidade de gênero, as distinções entre cisgênero e transgênero e a questão da sexualidade;
II) Reafirmar a visão bíblica a respeito do gênero;
III) elencar os efeitos da ideologia transgênica.
B) Motivação: Há pessoas que estão perdendo empregos por discordarem da agenda trans. Há estudantes que acabam por ficar isolados na universidade caso se descubra que ele está desalinhado com a “ortodoxia progressista”. Por esses e outros motivos é que devemos tratar a questão.
C) Sugestão de Método: A sugestão de método pedagógico desta semana tem a ver com a sua preparação de aula. Como se trata de um assunto que possui uma linguagem técnica, queremos sugerir que você faça a leitura da obra “Ama Teu Corpo”, editada pela CPAD, principalmente, o capítulo 6 cujo título é “Transgênero, Transrealidade”. Faça uma pequena síntese do assunto como consequência de sua leitura. Finalmente, introduza esta lição apresentando alguns pontos que chamaram a sua atenção. Dê um tempo mínimo para os alunos participarem e, em seguida, faça a exposição da aula, levando em conta a sua síntese e as questões levantadas pelos alunos.
3- CONCLUSÃO DA LIÇÃO
A) Aplicação: A presente lição auxilia o s alunos a discernirem os nossos dias. Por isso, incentivam-nos a não terem vergonha de assumir uma visão bíblica do Corpo
4- SUBSÍDIO AO PROFESSOR
A) Revista Ensinador Cristão. Vale a pena conhecer essa revista que traz reportagens, artigos, entrevistas e subsídios de apoio à Lições Bíblicas Adultos. Na edição 94, p.40, você encontrará um subsídio especial para esta lição.
B) Auxílios Especiais: Ao final do tópico, você encontrará auxílios estes auxílios:
1) O texto “Como Ser Humano” amplia o primeiro tópico com uma reflexão a respeito do propósito do corpo humano;
2) O texto “Acolhendo o Estrangeiro” aprofunda o segundo tópico, trazendo um exemplo concreto de pessoas que experimentaram a disforia de gênero, mas teve um encontro com Deus.

ENSINADOR CRISTÃO: EBD CPAD 3º TRIMESTRE 2023 - LIÇÃO 08 TRANSGÊNERO — QUE TRANSREALIDADE É ESSA?

Prezado professor(a), a paz do Senhor. No estudo desta lição, veremos que o processo de revolução da sexualidade fez surgir ideologias que intentam desconstruir a visão bíblica do sexo. Nosso objetivo como Igreja é reafirmar o que Deus determinou para o homem desde a criação. A ideologia transgênero, citada nesta lição, é mais uma investida ultrajante de desconstruir os valores da Palavra de Deus. Diante desse cenário, a família cristã é desafiada a munir-se de instrumentos de defesa que possam proteger a mente dos filhos, bem como as relações familiares, de qualquer efeito ideológico. O Senhor Jesus deixou várias orientações a Seus discípulos a respeito das adversidades que eles enfrentariam e, por fim, orou por eles, dizendo: "Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes domai" (Jo 17.15). Nesse sentido, não há como viver nesta sociedade sem enfrentar as adversidades. Tanto os pais quanto os filhos precisam trabalhar, estudar e ter sua vida social. Sendo assim, a melhor forma de fortalecer a mente da família é levar seus membros a ter a mente de Cristo (1Co 2.16), isto é, a pensar de acordo com os valores do Evangelho de Cristo.

Dentre as formas de levar a família a pensar com a mente de Cristo, podemos citar o compromisso com o ensino doutrinário, ortodoxo e prático da Palavra de Deus. Os filhos precisam encontrar na explicação do Evangelho as razões pelas quais a igreja pensa de forma antagônica às questões de gênero como são pregadas na sociedade. Em segundo lugar, é importante enfatizar o propósito divino para o sexo em contraste com o pensamento pós-moderno. O pastor Elinaldo Renovato, na sua obra A Família Cristã e os Ataques do Inimigo (CPAD, 2013), declara: "Se Deus quisesse a união entre um homem e outro homem, ou entre uma mulher e outra mulher, em sua soberania, teria criado dois seres do mesmo sexo e os unido, inclusive para a procriação por alguma forma por Ele planejada. Mas não o fez. Fez um 'macho' e uma 'fêmea', ambos portadores da imago dei ou imagem de Deus. [...] No primeiro casamento, não vemos a menor ideia que sugira nem de longe a homoafetividade ou a homossexualidade. Deus 'formou a mulher' da costela de Adão; este, após contemplar a beleza de sua companheira, disse: 'esta será chamada varoa"' (pp. 103 e 104).

Portanto, é preciso reforçar as estruturas da família para que ela esteja firme contra as investidas de Satanás. A melhor forma de fazer isso é levá-la a observar os preceitos da Palavra de Deus. Nas Escrituras, é possível encontrar orientações que nutrem a fé e tratam de todos os aspectos que envolvem o bem-estar familiar, seja no sentido espiritual, seja no emocional e social.
(Ensinador Cristão)


INTRODUÇÃO

        Biblicamente, os seres humanos possuem um sexo biologicamente determinado, de conformação heterossexual (Gn 2.24). No entanto, a desconstrução dos valores e a revolução sexual apresentam novas formas de sexualidade, dentre elas, a transgeneridade. Nesta lição, veremos as características desse fenômeno, a visão bíblica de sexo, gênero e os efeitos da ideologia Transgênero. Nosso objetivo é reafirmar a vontade de Deus quanto ao ser humano viver de maneira coerente com o propósito divino por meio de seu sexo biológico.

COMENTÁRIO EXTRA

A introdução apresenta um tema relevante nos dias atuais: a questão da transgeneridade e a visão bíblica sobre sexo e gênero. É importante ressaltar que o conceito de transgeneridade refere-se às pessoas que se identificam com um gênero diferente do sexo biológico com o qual nasceram. Essa temática tem gerado debates e reflexões em diversos contextos, incluindo o religioso.

Base bíblica:Gênesis 1:27 - "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou."
Gênesis 2:24 - "Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão uma só carne."
Romanos 1:26-27 - "Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro."

A base bíblica apresentada destaca a ideia de que Deus criou o ser humano à sua imagem, macho e fêmea os criou, e estabeleceu a união entre homem e mulher no casamento como uma instituição sagrada. Essa compreensão está alinhada com a visão tradicional da sexualidade e dos relacionamentos conforme ensinado nas Escrituras.

Autores cristãos têm escrito sobre a temática da transgeneridade sob a perspectiva cristã. Entre os livros que tratam desse assunto, podemos citar "Transforming: The Bible and the Lives of Transgender Christians" de Austen Hartke, "Understanding Gender Dysphoria: Navigating Transgender Issues in a Changing Culture" de Mark A. Yarhouse e "God and the Transgender Debate" de Andrew T. Walker. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

- Inicialmente, se faz necessário responder o que é Transgênero? Embora transgênero seja um termo abrangente para muitas experiências, no seu sentido mais básico, descreve pessoas que seu interno, subjetivo senso de gênero não corresponde com o sexo objetivo com o qual nasceram.

- Trata-se de um fenômeno atual e que necessita ser encarado à luz da Bíblia para que possamos ter uma resposta tanto para nós mesmos quanto para os que questionam a nossa fé, e como devemos lidar com isso.

- Estamos discutindo um assunto sob a ótica cristã evangélica com base no santo livro, nossa única regra de fé e prática. Nas Escrituras sabemos que o gênero humano foi corrompido pelo pecado e por isso existem distorções em tudo e em todos. Alguns nascem com distorções na mente, outros no corpo, algumas mais evidentes, outras nem tanto. Mas a verdade continua sendo a de que originalmente Deus criou um homem e uma mulher e tudo o que sair desse padrão é uma distorção do projeto original. "Porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea." (Mc 10.6).

- “O transexualismo, também conhecido como transgeneridade, Transtorno de Identidade de Gênero (TIG) ou disforia de gênero, é um sentimento de que seu gênero biológico/genético/fisiológico não corresponde ao gênero com o qual você se identifica e/ou se percebe. Os transexuais/transgêneros geralmente se descrevem como se estivessem “presos” em um corpo que não corresponde ao seu verdadeiro gênero. Eles costumam praticar o travestismo e também podem procurar a terapia hormonal e/ou a cirurgia de mudança de sexo para adequar seus corpos ao gênero percebido. A Bíblia em nenhum lugar menciona explicitamente a transgeneridade ou descreve alguém como tendo sentimentos transgêneros. No entanto, a Bíblia tem muito a dizer sobre a sexualidade humana. O conceito mais básico para nossa compreensão de gênero é que Deus criou dois (e apenas dois) gêneros: “homem e mulher os criou” (Gênesis 1:27). Toda a especulação moderna sobre numerosos gêneros ou fluidez de gênero - ou mesmo um “continuum” de gênero com gêneros ilimitados - é estranha à Bíblia. O mais próximo que a Bíblia chega de mencionar a transgeneridade é em suas condenações à homossexualidade (Romanos 1:18-32; 1 Coríntios 6:9-10) e ao travestismo (Deuteronômio 22:5). A palavra grega frequentemente traduzida como “homossexuais passivos ou ativos (NVI)” ou “homossexuais (NTLH)” em 1 Coríntios 6:9 significa literalmente “homens efeminados”. Assim, enquanto a Bíblia não menciona diretamente a transgeneridade, quando menciona outras instâncias de “confusão” de gênero, identifica clara e explicitamente como pecado”. Texto extraído de: https://www.gotquestions.org/Portugues/transgeneridade.html. Acesso em: 24 julho 2023.


PALAVRA-CHAVE: TRANSGÊNERO

I – COMPREENDENDO O PENSAMENTO DA TRANSGENERIDADE

1- Identidade de gênero. O gênero identifica os seres inequívocos do sexo masculino e feminino. Não obstante, na década de 1970, as feministas usavam o termo “gênero” para o diferenciar do “sexo anatômico. As ciências sociais passaram a enfatizar que o comportamento social dos gêneros é estabelecido pela cultura e não pelas características biológicas do sexo. Assim , argumentam que uma pessoa não precisa se comportar de acordo com o seu sexo de nascimento. Alegam que o gênero e a orientação sexual não são determinados pelo sexo biológico. Nesse caso, avaliam que a relação sexual entre um macho e fêmea corresponde a papéis sociais impostos pelo contexto cultural e social, não pela constituição anatômica e biológica do corpo humano. Desse modo, validam qualquer comportamento sexual.

COMENTÁRIO EXTRA

O gênero identifica os seres inequívocos do sexo masculino e feminino. Não obstante, na década de 1970, as feministas usavam o termo “gênero” para diferenciá-lo do “sexo” anatômico. As ciências sociais passaram a enfatizar que o comportamento social dos gêneros é estabelecido pela cultura, e não pelas características biológicas do sexo. Esse conceito também alcançou a educação formal em todos os seus níveis.

Por exemplo, os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), 118 formulados pelo MEC para o Ensino Fundamental (6o ao 9o ano), trazem a seguinte definição:

O conceito de gênero diz respeito ao conjunto das representações sociais e culturais construídas a partir da diferença biológica dos sexos. Enquanto o sexo diz respeito ao atributo anatômico, no conceito de gênero toma-se o desenvolvimento das noções de “masculino” e “feminino” como construção social. O uso desse conceito permite abandonar a explicação da natureza como a responsável pela grande diferença existente entre os comportamentos e os lugares ocupados por homens e mulheres na sociedade. [...] Tome-se como exemplo a discussão do tema da homossexualidade. Muitas vezes se atribui conotação homossexual a um
comportamento ou atitude que é expressão menos convencional de uma forma de ser homem ou mulher. [...] mas há tantas maneiras de ser homem ou mulher quantas são as pessoas.

Baseados nesses critérios, os conteúdos de orientação sexual dos PCN (1998, p. 316) para o Ensino Fundamental foram organizados em apologia à “liberdade sexual”:
O desafio que se coloca é o de dar visibilidade a esses aspectos, considerados fundamentais. [...] O trabalho com Orientação Sexual supõe refletir sobre e se contrapor aos estereótipos de gênero, raça, nacionalidade, cultura e classe social ligados à sexualidade. Implica, portanto, colocar-se contra as discriminações associadas a expressões da sexualidade, como a atração homo ou bissexual, e aos profissionais do sexo.

Nessa perspectiva, gênero passa a significar que homens e mulheres são produtos da realidade social, e não decorrência da anatomia dos seus corpos. Desse modo, argumentam que uma pessoa não precisa comportar-se de acordo com o seu sexo de nascimento. Alegam que o gênero e a orientação sexual não são
determinados pelo sexo biológico. Nesse caso, avaliam que a relação sexual entre macho e fêmea corresponde a papéis sociais impostos pelo contexto cultural e social, e não pela constituição anatômica do corpo humano. Assim sendo, validam toda e qualquer prática sexual.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.


- As Escrituras são a regra de fé e prática somente daqueles que se submetem a ela e a têm como Palavra de Deus. Obviamente, as demais pessoas deste mundo que não pensam da mesma forma, não está sujeito a Deus e nem poderia estar, pois o incrédulo vive "segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também." (Ef 2.2-3).



- Como temos visto a defesa da "ideologia de gênero", o termo é usado por aqueles que acreditam que a ideia de que os gêneros são, na realidade, construções sociais. Para estes críticos, os gêneros "masculino" e "feminino" são construções impostas mas que no entanto não são únicas, e o indivíduo deve ter o direito de escolher entre um e outro, independente do sexo com o qual tenha nascido.





“A chamada "ideologia de gênero" representaria o conceito que sustenta a identidade de gênero. Consiste na ideia de que os seres humanos nascem "iguais", sendo a definição do "masculino" e do "feminino" um produto histórico-cultural desenvolvido tacitamente pela sociedade.” (Significado de Ideologia de gênero. Disponível em: https://www.significados.com.br/ideologia-de-genero/. Acesso em: 30 mar, 2018)


“Teóricos da “ideologia de gênero” afirmam que ninguém nasce homem ou mulher, mas que cada indivíduo deve construir sua própria identidade, isto é, seu gênero, ao longo da vida. “Homem” e “mulher”, portanto, seriam apenas papéis sociais flexíveis, que cada um representaria como e quando quisesse, independentemente do que a biologia determine como tendências masculinas e femininas.” (O que é “ideologia de gênero”? Disponível em: Gazeta do Povo; http://www.gazetadopovo.com.br/ideias/o-que-e-ideologia-de-genero-0zo80gzpwbxg0qrmwp03wppl1. Acesso em:30 mar, 2018) 


Pierre Bourdieu em seu livro ‘A dominação masculina’ (1998), explica que temos que tratar do gênero como “costumes sexuadas”. Para ele, as três instituições permitiram esta dominação: A Família, a Escola e a Igreja – não nos deixa surpresos então, quais sejam os alvos escolhidos pelos defensores desta ideologia. A "ideologia de gênero" coloca o "gênero" como algo que pode ser mutável e não limitado, como define as ciências biológicas

O tema da identidade de gênero é de grande relevância nos dias atuais, e como cristãos, é importante abordá-lo com discernimento à luz das Escrituras e com empatia pelas pessoas envolvidas. A perspectiva bíblica sobre gênero e sexualidade é fundamental para orientar nosso entendimento.

A Bíblia é clara ao afirmar que Deus criou a humanidade à Sua imagem, "Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou" (Gênesis 1:27). Essa distinção entre os sexos masculino e feminino é intrínseca ao plano criativo de Deus, e é reforçada em diversas passagens das Escrituras.

Jesus também reafirmou o plano original de Deus ao ensinar sobre o casamento, citando Gênesis 2:24 - "Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Mateus 19:5). Essa união entre homem e mulher é uma instituição divina e é apresentada como o padrão para a sexualidade humana.

Além disso, a Bíblia condena práticas sexuais fora do contexto do casamento heterossexual, como a fornicação e a imoralidade sexual (1 Coríntios 6:9-10). Os princípios bíblicos sobre sexualidade e gênero são fundamentais para a compreensão da vontade de Deus para nossas vidas.

Quando se trata de questões de identidade de gênero, é importante lembrar que todos somos seres humanos criados à imagem de Deus, e devemos tratar uns aos outros com amor e respeito. No entanto, a Bíblia não apoia a ideia de que a identidade de gênero seja meramente uma construção social, desvinculada das características biológicas.

Um livro que pode auxiliar nesse estudo é "The Meaning of Marriage: Facing the Complexities of Commitment with the Wisdom of God" de Timothy Keller, que aborda temas relacionados ao casamento, sexualidade e gênero à luz das Escrituras.

Como cristãos, devemos lembrar que nossa maior autoridade é a Palavra de Deus, e devemos ser guiados por ela em todas as áreas da vida, incluindo questões relacionadas à identidade de gênero e sexualidade. Ao fazermos isso, podemos buscar uma compreensão mais profunda da vontade de Deus para nós e para o mundo em que vivemos. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

2- Cisgênero e Transgênero. Nos estudos de gêneros, dois termos são usados: “Cisgênero” e “Transgênero”. Cisgênero se refere a pessoa cujo gênero está em concordância com o sexo de nascimento, ou seja, a fêmea nascida com genitália feminina que se reconhece mulher e o macho nascido com genitália masculina que se reconhece homem. Transgênero (ou Disforia de Gênero) classifica a pessoa cujo gênero está em oposição ao sexo de nascimento, ou seja, indivíduo que nasce com genitália masculina, mas que se assume mulher ou o que nasce com genitália feminina, mas que se assume homem . São pessoas que alegam ter nascido no corpo errado e se identificam com o gênero diferente do sexo biológico. O movimento social de representatividade desse grupo é chamado de LGBTQIAPN+. Essa cosmovisão ratifica a ideia de que a identidade de gênero independe do sexo biológico.

COMENTÁRIO EXTRA

Cisgênero classifica a pessoa cujo gênero está em concordância com o sexo de nascimento. A fêmea nascida com genitália feminina que se reconhece mulher, e o nascido macho que se reconhece homem. No portal Dicionário Informal, cisgênero é o termo utilizado para referir-se ao indivíduo que se identifica, em todos os aspectos, com o seu “gênero de nascença”.

De acordo com Jaqueline Jesus (2012, p. 10), cisgênero é “um conceito que abarca as pessoas que se identificam com o gênero que lhes foi determinado quando de seu nascimento”.

Transgênero classifica a pessoa cujo gênero está em oposição ao sexo de nascimento, ou seja, um indivíduo que nasce com genitália masculina, mas que se assume mulher, e o nascido fêmea que se comporta como homem. São pessoas que alegam ter nascido no corpo errado e identificam-se com o gênero diferente do sexo biológico. Esse sentimento de incompatibilidade entre sexo físico e gênero psicológico também é chamado Disforia de Gênero.
Argumenta-se que o gênero é independente do corpo.
Nancy Pearcey (2021, p. 198) esclarece que: O termo transgênero foi expandido como termo guarda-chuva que cobre várias categorias que costumavam ser distintas, como travestis e transexuais. Como transgênero é mais aceito socialmente do que os termos anteriores, o termo passou a ter uso crescente nos anos recentes. Hoje, ele  também e utilizado para incluir várias categorias novas tais como gênero-
queer (pessoas que não se consideram nem masculinas nem femininas), bigênero, gênero fluido e muitas outras.
Essa cosmovisão ratifica a ideia de que a identidade de gênero independe do sexo biológico, ou seja, argumentam que não há conexão entre corpo e identidade de gênero. A narrativa transgênero separa completamente o gênero da anatomia do corpo humano.

Dessa forma, toda expressão de sexualidade é considerada normal, defendida e incentivada. O movimento social de representatividade é chamado de LGBTQIA+.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

Diante do tema da identidade de gênero, é importante abordá-lo com compaixão e amor, reconhecendo que todas as pessoas são criadas à imagem de Deus e possuem dignidade intrínseca. No entanto, como cristãos, precisamos buscar a verdade e a sabedoria nas Escrituras para entendermos essa questão complexa.

A Bíblia nos apresenta o plano original de Deus ao criar o homem e a mulher, e essa distinção de gênero é parte do Seu desígnio criativo. O livro de Gênesis nos diz: "Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou." (Gênesis 1:27). Esse versículo ressalta que Deus criou homens e mulheres de forma complementar e única, com propósitos específicos.

Em relação ao conceito de cisgênero e transgênero, a Bíblia não menciona esses termos especificamente, mas podemos refletir sobre princípios bíblicos mais amplos para entender a identidade de gênero à luz da Palavra de Deus.

- Cisgênero é o indivíduo que se identifica com o sexo biológico (masculino ou feminino) com o qual nasceu. Transgênero é a pessoa que se identifica com um gênero diferente daquele que lhe foi dado no nascimento.

- LGBTQIAPN+ é uma sigla que abrange pessoas que são Lésbicas, Gays, Bi, Trans, Queer/Questionando, Intersexo, Assexuais/Arromânticas/Agênero, Pan/Poli, Não-binárias e mais. Estas siglas surgiram com o intuito de substituírem o termo “gay” em meados dos anos 80. As siglas GLS (Gays, lésbicas e simpatizantes) e LGB (lésbicas, gays e bissexuais) ganharam força e outras letras foram aglutinadas, tornando-se mais abrangente e acolhendo a diversidade das demais orientações sexuais e identidades de gênero.

- É conveniente aqui, explicar “o significado de cada uma das letras:

• L - Lésbicas - São mulheres ou pessoas não-binárias que se identificam com o gênero que de alguma forma sentem atração por pessoas do sexo feminino;

• G - Gays - Pessoas que sentem atração pelo mesmo gênero e por pessoas que se consideram de gêneros parecidos;

• B - Bissexuais - são aqueles que sentem atração pelos dois gêneros (feminino e masculino);

• T - Transgêneros, são os indivíduos que não se identificam com o gênero atribuído em seu nascimento. A letra representa também os travestis no Brasil;

• Q - Queer - é o termo relacionado a quem não se identifica e não se rotula em nenhum gênero;

• I - Intersexuais - Segundo a chefe da endocrinologia do Hospital das Clínicas Elaine Frade Costa, são pessoas que nascem com a genitália indefinida. “As pessoas portadoras nascem com genitais internos e/ou externos subdesenvolvidos, decorrentes sempre de alteração hormonal”, disse em entrevista à CNN Rádio em outubro do ano passado. As pessoas intersexuais manifestam ao mesmo tempo, tecidual testicular e ovariana, por isso não se encaixam nas normas binárias (masculino e feminino) e muitas vezes precisam fazer reposição hormonal ao longo da vida.

• A - Assexuais, agênero ou arromânticas - São pessoas que não sentem atração sexual ou se define sem gênero ou aquelas que não sentem atração romântica por ninguém;

• P - pansexuais - São pessoas que têm a atração sexual, romântica ou emocional por outros indivíduos e isso não depende de seu sexo ou identidade de gênero;

• N - Não binárias - Apesar de possuir os órgãos genitais de determinado sexo, as pessoas não se reconhecem totalmente com esse gênero e podem não se reconhecer com a identidade de gênero de homem ou mulher e sim com uma mistura entre os dois;

- + - Representa as demais orientações sexuais e identidades de gênero”. Texto extraído de: https://natelinha.uol.com.br/super-viral/2023/06/28/voce-sabe-o-que-significa-a-sigla-lgbtqiapn-entenda-198869.php. Acesso em: 24 julho 2023.

De acordo com as Escrituras, Deus é o Criador e Sustentador de todas as coisas, e Ele nos conhece desde o ventre materno (Salmo 139:13-16). Deus tem um propósito para cada pessoa, independentemente do sexo de nascimento, e Ele nos chama a buscar uma vida de santidade e submissão à Sua vontade.

A identidade de gênero é um assunto complexo e pode envolver questões emocionais, psicológicas e sociais. Como cristãos, devemos acolher e amar aqueles que enfrentam desafios em relação à sua identidade de gênero, buscando compreender e apoiar, sem deixar de seguir os princípios bíblicos.

É fundamental orar por sabedoria e discernimento ao lidar com questões relacionadas à identidade de gênero, buscando sempre a orientação da Palavra de Deus e o amor incondicional a todos, assim como Jesus nos ensinou. Nossa postura deve ser de compaixão e humildade, lembrando que somos todos pecadores salvos pela graça, e que o amor de Cristo é capaz de transformar vidas.

Um livro que pode fornecer uma perspectiva cristã sobre essas questões é "Love Thy Body" de Nancy Pearcey, que explora os desafios culturais contemporâneos, incluindo questões de identidade de gênero, à luz da cosmovisão cristã. Através do estudo da Bíblia e da leitura de autores cristãos, podemos crescer em compreensão e discernimento, buscando honrar a Deus em nossas atitudes e relacionamentos.  Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)





3- Transgênero e sexualidade.
 Para os especialistas, a orientação sexual de uma pessoa é definida de acordo com o gênero que ela se identifica e por qual gênero sente atração sexual, a saber:

(a) heterossexual, quando a atração é pelo gênero oposto;
(b) homossexual, quando a atração é pelo mesmo gênero;
(c) bissexual, quando a atração é por ambos os gêneros;
(d) assexual, quando inexiste atração por gênero algum;
(e) pansexual, quando a atração não depende de gênero. 

Além dessas categorias, existem pessoas que se denominam não-binárias, que não se encaixam em nenhum gênero, nem masculino nem feminino. Desse modo, como nessa ideologia não há conexão entre sexo biológico e gênero, um a pessoa que se identifica como Transgênero transita livremente em todo o tipo de relação sexual.

COMENTÁRIO EXTRA

Como cristãos, nossa compreensão da sexualidade deve estar alinhada com os princípios e ensinamentos das Escrituras Sagradas. A Bíblia nos apresenta um padrão claro de sexualidade como sendo uma dádiva de Deus, destinada a ser expressa dentro do contexto do casamento entre um homem e uma mulher.

O livro de Gênesis afirma: "Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á a sua mulher, e serão ambos uma só carne." (Gênesis 2:24). Essa passagem estabelece o padrão divino para a relação sexual, restringindo-a ao casamento heterossexual, onde um homem e uma mulher se unem em uma aliança perante Deus.

A Bíblia também condena práticas sexuais fora do contexto do casamento, incluindo a homossexualidade. Por exemplo, Levítico 18:22 declara: "Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é." e Romanos 1:26-27 afirma: "Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro."

A ideia de que a identidade de gênero e a orientação sexual independem do sexo biológico não encontra respaldo nas Escrituras. A Bíblia ensina que Deus criou o ser humano à Sua imagem, como homem e mulher, e que a sexualidade é parte intrínseca da nossa identidade como criaturas de Deus.

Enquanto cristãos, devemos mostrar amor e compaixão a todas as pessoas, independente de suas lutas e orientações, buscando ajudá-las a encontrar a esperança e a transformação em Cristo. No entanto, não podemos comprometer a verdade bíblica em relação à sexualidade e à identidade de gênero. Nossa postura deve ser de respeito à Palavra de Deus, enquanto buscamos amar e apoiar aqueles que enfrentam desafios nessas áreas.

- Conforme artigo do site da defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE PR), “Identidade de gênero diz respeito à experiência interna e individual relacionada ao gênero com o qual a pessoa se identifica. A identidade de gênero não está necessariamente relacionada com características biológicas tipicamente atribuídas aos sexos masculino e feminino. Há pessoas que se identificam com um gênero diferente daquele do seu nascimento. Quando a identidade de gênero de uma pessoa corresponde ao seu sexo biológico, dizemos que essa pessoa é cisgênera. Quando, por outro lado, a pessoa se identifica com um gênero diverso daquele que lhe foi designado ao nascer, trata-se de pessoa transgênera ou, simplesmente, trans”. https://www.defensoriapublica.pr.def.br/Pagina/Voce-sabe-o-que-e-identidade-de-genero.

- É importante que se diga, que já em muitos Estados Brasileiros, existem leis que amparam pessoas trans, em nome da “dignidade humana”, e lhes garantem, por exemplo, o uso de banheiros do sexo com o qual se identificam, e a negação, por um estabelecimento comercial, é crime. Muitos em nome da diversidade ou do direito à opinião solapam a ideia de verdade objetiva das coisas. A estratégia é dar ênfase a um fato que não se pode negar, mas ignorar a obviedade de tantos outros. Por exemplo, quem pode negar a diversidade cultural? Quem pode negar o direito à opinião? Entretanto, também é verdade que existem culturas que degradam o ser humano, bem como opiniões que são desqualificadas e completamente absurdas. Outrossim, a história mostra que pessoas que pautaram-se pela Palavra de Deus tiveram valores éticos-espirituais muito claros.

Um livro que pode ajudar a compreender a abordagem cristã da sexualidade e identidade de gênero é "The Meaning of Marriage" de Timothy Keller, onde o autor explora o propósito divino para o casamento e a sexualidade, à luz dos ensinamentos bíblicos. Além disso, "The Secret Thoughts of an Unlikely Convert" de Rosaria Butterfield é um testemunho poderoso de uma mulher que vivenciou uma transformação em sua identidade e orientação sexual ao encontrar Cristo. Essas leituras podem fornecer perspectivas enriquecedoras sobre o tema. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

SINOPSE I

O fenômeno da transgeneridade tem a ver com o questionamento da identidade de gênero.

AUXÍLIO APOLOGÉTICO

“COMO SER HUMANO
Se a natureza é teleológica, e o corpo humano é parte da natureza, então ele também é teleológico. O corpo tem um propósito intrínseco, e parte desse propósito é expresso como lei moral. Somos moralmente obrigados a tratar as pessoas de maneira que as ajude a cumprir o seu propósito. Isso explica por que a moralidade bíblica não é arbitrária. A moralidade é o guia para cumprir o propósito original de Deus para a humanidade, o manual de instruções para tornar-se o tipo de pessoa que Deus idealizou, o mapa para alcançar os telos humanos. […] A ética cristã sempre leva em conta os fatos da biologia, seja falando do aborto (os fatos científicos sobre quando a vida começa), seja falando da sexu­alidade (os fatos sobre diferenciação sexual e reprodução). A ética cristã respeita a teleologia da natureza e do corpo” (PEARCEY, Nancy. Ama Teu Corpo: Contrapondo a cultura que fragmenta o ser humano criado à imagem de Deus. Rio de Janeiro: CPAD, 20 21, p p .24-25).

II – REAFIRMANDO A VISÃO BÍBLICA DE GÊNERO

1- A constituição biológica. Do hebraico adham, o homem foi formado do pó úmido da terra (Gn 2.7). Nosso Senhor ratificou que “desde o princípio da criação, Deus o s fez macho e fêmea” (Mc 10.6). Nossa Declaração de Fé professa que o ser humano é constituído de três substâncias, uma física: corpo; e duas imateriais: espírito e alma (1 Ts 5.23; Hb 4.12). Desse modo, o corpo físico é o invólucro das partes imateriais (Gn 35.18; Dn 7.15). O gênero desse corpo é definido pelo sexo de criação geneticamente determinado: homem ou mulher (Gn 1.27; 2.24). Nesse caso, o sexo e o gênero estão relacionados com as características orgânicas do corpo e dos órgãos genitais. Significa que na criação divina, os cromossomos sexuais XY determinam o sexo masculino (macho) e os XX determinam o sexo feminino (fêmea).

COMENTÁRIO EXTRA

    Dessa forma, a ética sexual cristã está fundamentada no modo como os seres humanos foram originalmente criados.

    Nancy Pearcey (2021, p. 163) pondera que “a questão central é como definimos a nossa identidade. Atualmente, a suposição geral é que os seres humanos são movidos, fundamentalmente, por desejos, sentimentos e atrações — que os seus sentimentos sexuais definem a sua identidade”.

    Em contrapartida, biblicamente, os anseios de nosso corpo precisam estar sobre o controle do Espírito Santo (Gl 5.16). Acerca dessa temática, o apóstolo Paulo alerta que a “carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne” (Gl 5.17). E ainda adverte que nosso corpo mortal inclina-se para a prática da imoralidade sexual, tais como adultério, fornicação, impureza e lascívia (Gl 5.19).

    Por conseguinte, os sentimentos e os desejos carnais não servem como guia confiável dos propósitos de Deus para nosso corpo. O marcador mais confiável de quem somos é nossa identidade física e corporificada, dada por Deus, como homem e mulher.

    Enquanto o ativismo da diversidade sexual presume que o corpo biológico não serve como referência para nossa identidade de gênero ou para nossas escolhas de ordem moral, “o cristianismo honra o corpo como macho e fêmea, em vez de subordinar o sexo biológico a sentimentos psicológicos”.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

    A constituição biológica do ser humano, conforme apresentada nas Escrituras, é uma verdade fundamental da fé cristã e da teologia sistemática. Desde o princípio da criação, Deus estabeleceu a diferenciação entre macho e fêmea, como declarado por Jesus em Marcos 10:6: "Mas, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea." Essa distinção de sexo é uma parte intrínseca do plano criativo de Deus e é refletida na estrutura genética dos seres humanos.

A Bíblia é clara ao afirmar que Deus criou o homem e a mulher à Sua imagem (Gênesis 1:27). A humanidade reflete a imagem divina de forma plena e complementar, tanto no aspecto biológico quanto espiritual. A união do homem e da mulher no casamento é apresentada como um reflexo da unidade de Deus e da humanidade, sendo ambos iguais em valor e dignidade, mas com funções distintas, como visto em Gênesis 2:24: "Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á a sua mulher, e serão ambos uma só carne."

- Muitas das palavras usadas no relato da criação do homem em Gn 2.7 retratam um artesão mestre em atividade formando uma obra de arte à qual ele dá vida (1Co 15.45). Feito de barro, o valor do ser humano não está nos componentes físicos que formam o seu corpo, mas na qualidade de vida que forma a sua alma (veja Jó 33.4).

- De acordo com as Sagradas Escrituras, o ser humano é composto por espírito, alma e corpo (1Ts 5.23). Embora não seja fácil explicar a tricotomia humana, ela, todavia, é uma realidade.

- Espírito. Por intermédio do espírito, entramos em contato com Deus. Por isso, deve o nosso espírito ser quebrantado (Sl 51.17), voluntário (Sl 51.12) e reto (Sl 51.10). Testemunha o apóstolo Paulo que servia a Deus em seu espírito (Rm 1.9). Quando de nossa morte, entregamos a Deus o espírito (Lc 23.46; At 7.59). O espírito dos ímpios, Deus o lança no inferno (Lc 16.19-31; Sl 9.17; Mt 13.40-42; 25.41,46). Não podemos separar a alma do espírito, pois ambos formam uma unidade indivisível.

- Alma. Através da alma, é-nos possível, utilizando-nos de nossos sentidos, entrar em contato com o mundo exterior. Não podemos esquecer-nos de que, na Bíblia, a palavra alma aparece como sinônimo de espírito (Gn 2.19; Sl 42.2).

- Corpo. Nosso corpo não é a realidade final de nosso ser. O seu movimento é proveniente do sopro que do Criador recebemos (Gn 2.7). Através dele, cabe-nos glorificar a Deus, pois não é instrumento de imundície, mas de santificação (1 Co 6.18-20).

Essa visão da constituição biológica é reforçada pela teologia sistemática que enfatiza a criação e a ordem divina. A compreensão cristã tradicional sobre o sexo e gênero é fundamentada na crença de que Deus é o Criador soberano, e Sua Palavra revelada é a autoridade final em todas as questões, incluindo a sexualidade humana.

Autores cristãos têm abordado esse tema sob diversas perspectivas. Alguns livros que tratam da teologia da criação, da sexualidade e da identidade de gênero são "Systematic Theology" de Wayne Grudem, "The Meaning of Marriage" de Timothy Keller e "Desiring the Kingdom" de James K. A. Smith. Essas obras oferecem análises teológicas sólidas, baseadas nas Escrituras, que abordam o tema da constituição biológica do ser humano e sua relação com a vontade de Deus.

Nossa fé cristã nos chama a reconhecer e celebrar a beleza da criação divina, incluindo a distinção entre macho e fêmea. Devemos viver em conformidade com a vontade de Deus, aceitando e valorizando nossa identidade biológica e cumprindo nossos papéis designados por Ele. Ao fazer isso, honramos a Deus como Criador e encontramos o propósito e significado em nossa existência.  Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

2- A constituição moral. O homem foi criado, dentre outros aspectos, à imagem e semelhança moral de Deus (Gn 1.26,27). Entretanto, o pecado corrompeu a moralidade do gênero humano (Gn 6.5). Por isso, no plano divino, os crentes precisam ser renovados segundo a semelhança moral original (Ef 4.22-24; Cl 3.10). Essa renovação é obra do Espírito Santo que opera interiormente e promove a santificação do espírito, da alma e do corpo (Rm 8.2-5,13,14; 1 Ts 5.23). Assim, aos salvos a Escritura diz: “não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal” (Rm 6.12). Desse modo, as práticas sexuais ilícitas são proibidas (Êx 20.14; Rm 1.26,27). A Bíblia ensina que a imoralidade sexual afronta o corpo, que é templo e morada do Espírito Santo (1 Co 6.18-20).


COMENTÁRIO EXTRA


    O Comentário Beacon (2005, vol. 1, p. 33) descreve que o “Homem Feito à Imagem de Deus” é um ser espiritual apto para a imortalidade (Gn 1.26a), é um ser intelectual com a capacidade da razão e de governo (Gn 1.26b) e é um ser moral que tem a semelhança de Deus (Gn 1.27).

    Stanley Horton (1996, p. 260) leciona que: A respeito da imagem moral de Deus nos seres humanos, “Deus fez ao homem reto” (Ec 7.29). Até mesmo os pagãos, que não possuem conhecimento da lei escrita de Deus, conservam uma lei moral escrita por Ele em seus corações (Rm 2.14,15). Em outras palavras, somente os seres humanos possuem a capacidade de sentir o que é certo e errado, bem como o intelecto moral e a vontade necessários para escolher entre eles. Por essa razão, os seres humanos são chamados livres agentes morais. 

    Não obstante, o pecado corrompeu a moralidade do gênero humano (Gn 6.5). Por causa da Queda, todas as áreas de nosso ser foram afetadas, inclusive nosso arbítrio, e, portanto, a humanidade é incapaz de salvar a si mesma, pois “neste estado [caído], o livre-arbítrio do homem para o que é bom não somente está ferido, aleijado, enfermo, distorcido e enfraquecido; ele também está aprisionado, destruído e perdido”.

    Desse modo, “em seu estado de descuido e pecado, o homem não é capaz de pensar, nem querer ou fazer por si mesmo, o que é realmente bom; pois é necessário que ele seja regenerado e renovado”.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

    A constituição moral do ser humano é uma parte essencial do plano divino na criação. Deus criou o homem à Sua imagem e semelhança moral, dotando-o de capacidade para discernir entre o certo e o errado e de viver em harmonia com Sua vontade (Gênesis 1:26-27). No entanto, como resultado do pecado, a moralidade humana foi corrompida, e todos os seres humanos são pecadores e estão destituídos da glória de Deus (Romanos 3:23).

    A renovação moral é uma obra necessária do Espírito Santo na vida dos crentes. Quando uma pessoa se entrega a Cristo, o Espírito Santo habita nela, e inicia um processo de santificação, que envolve a transformação do caráter moral, emocional e espiritual do indivíduo. Paulo exorta os crentes em Efésios 4:22-24 a se despirem do velho homem, corrupto pelas concupiscências enganosas, e a se revestirem do novo homem, criado segundo Deus em justiça e retidão.

    A teologia sistemática aborda o tema da santificação e da renovação moral dos crentes, mostrando a necessidade de uma vida santa e separada do pecado. A santidade é um aspecto central da vida cristã, e autores cristãos têm escrito sobre a importância da busca pela santificação e o poder do Espírito Santo em transformar vidas. Alguns livros que tratam desse tema incluem "The Pursuit of Holiness" de Jerry Bridges, "Holiness" de J.C. Ryle e "The Holy Spirit" de Sinclair Ferguson.

    A Bíblia é clara ao proibir as práticas sexuais ilícitas, como a fornicação, adultério e homossexualidade (Êxodo 20:14; Romanos 1:26-27). A imoralidade sexual é vista como uma afronta ao corpo, que é considerado um templo e morada do Espírito Santo (1 Coríntios 6:18-20). A pureza sexual é um aspecto importante da santidade cristã, e o Espírito Santo nos capacita a viver de forma honrosa e coerente com a vontade de Deus nessa área.

    Portanto, a constituição moral do ser humano é uma parte vital da vida cristã, e a busca pela santidade e renovação moral é um processo contínuo, no qual somos capacitados pelo Espírito Santo a viver de acordo com os princípios e valores divinos revelados na Palavra de Deus. Através desse processo de renovação, podemos refletir cada vez mais a imagem moral de Deus em nossas vidas e sermos instrumentos de Sua glória no mundo. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

- O ponto culminante da criação, um ser humano vivente, foi feito à imagem de Deus para governar a criação. Ser criado à imagem divina definiu o relacionamento peculiar do homem com Deus. O homem é ser vivente capaz de incorporar os atributos de comunicação de Deus (Gn 9.6; Rm 8.29; Cl 3.10; Tg 3.9). “Na sua vida racional, o homem era semelhante a Deus no sentido de que era capaz de raciocinar e tinha intelecto, vontade e sentimento. No sentido moral, ele era semelhante a Deus porque era bom e sem pecado. A imagem de Deus em nós consiste em uma imagem tanto natural quanto moral — e não no sentido físico. Nossos corpos foram feitos de pó. Jesus não tinha a forma externa de um homem, antes da encarnação (Fp 2.5-7).

a) A imagem natural inclui elementos da personalidade ou do próprio ‘eu’, comuns a todas as pessoas, quer humanas quer divinas. Intelecto, sensibilidade, vontade — estas são as categorias que compõem a personalidade e formam uma clara linha de separação entre os seres humanos e os animais irracionais.

b) A imagem moral inclui a vontade e a esfera da liberdade, onde podemos exercer nossos poderes de autodeterminação. Ela torna possível nossa comunhão e comunicação com Deus””. (MENZIES, W. W., HORTON, S. M. Doutrinas bíblicas: os fundamentos da nossa fé. 5.ed., RJ: CPAD, 2005, p.69-70.)

- A queda arranhou essa imagem e semelhança, que só é reconstituída sob influência do Espírito Santo. Nosso corpo é o templo e habitação do Espírito Santo (1 Co 6.19). Conforme já frisamos, é um instrumento de santificação.

- A imagem de Deus no homem é basicamente moral e espiritual: isto é indicado em Colossenses 3.10, "E vos vestistes do novo homem, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou". Em conjunção podemos adicionar Efésios 4.24, "E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade." 

Como originalmente criado, o homem foi dotado com conhecimento, justiça e santidade. Por seu pecado o homem foi desprovido destas virtudes, mas através de Cristo ele é renovado e restaurado à sua glória original, não mais do que esta. Para confirmar esta definição da imagem, eu aponto que Adão, após a queda, é dito ter tido filhos à sua imagem, significando que ele teve uma descendência pecaminosa, assim como ele era pecaminoso. Assim, a imagem de Deus no homem é essencialmente o homem ser um reflexo de Deus em seu caráter espiritualmente puro. 

Como a imagem pode ser restaurada. “A Queda diminuiu a imagem de Deus, não somente em Adão e Eva, mas em todos os seus descendentes, a raça humana inteira. Nós retemos a imagem estruturalmente, no sentido de que permanecemos sendo seres humanos, mas não funcionalmente, porque somos agora escravos do pecado, incapazes de usar nossos poderes para refletir a santidade de Deus. 

A regeneração começa o processo de restauração da imagem moral de Deus em nossas vidas. Mas não até que sejamos completamente santificados e glorificados refletiremos a Deus perfeitamente em pensamento e ação, assim como fomos feitos para refletir e como o Filho encarnado de Deus em Sua humanidade realmente refletiu (João 4:34; 5:30; 6:38; 8:29,46)" (Nova Bíblia de Estudo Genebra, página 9).


3- A constituição da sexualidade. Ao criar o ser humano “ macho e fêmea”, Deus também instituiu a sexualidade (Gn 1.27,28). Sempre fez parte da criação original de Deus o homem unir-se sexualmente em uma só carne com sua mulher (Gn 2.24). Ao abordar o tema, o Senhor Jesus associou a anatomia dos sexos com o propósito divino da sexualidade e da reprodução (Mt 19.4-6). O relacionamento sexual conforme idealizado pelo Criador prevê uma satisfação completa entre homem e mulher na busca da realização conjugal e na procriação da espécie (Ec 9.9 ; SI 127.3-5). A união monogâmica e heterossexual configura o modelo bíblico de sexualidade (1 Co 7.3,4). Desse modo, no plano divino, o sexo, o gênero e a sexualidade não são meros estereótipos de construção social, mas estão biologicamente constituídos e intimamente relacionados.


COMENTÁRIO EXTRA

    O’Donovan (apud. Pearcey, 2021, p. 32) assevera que “ter um corpo masculino é ter um corpo ordenado estruturalmente para a união amorosa com um corpo feminino, e vice-versa”.

    Nancy Pearcey (2021, p. 32, 34) endossa que: O corpo tem um telos, ou propósito intrínseco. [...] A moralidade bíblica expressa uma visão maior da dignidade e do significado do corpo. A visão bíblica da sexualidade não é baseada em uns poucos versículos bíblicos espalhados. É baseada em uma cosmovisão teleológica que nos incentiva a viver de acordo com o design físico de nosso corpo. Ao respeitar o corpo, a
ética bíblica supera a dicotomia que separa o corpo da pessoa. Ela cura a alienação e cria integridade e plenitude. A raiz da palavra integridade significa completo, integrado, unificado — a nossa mente e emoções em sintonia com o nosso corpo físico.

    Nessa direção, ela acrescenta que: A cosmovisão bíblica leva a uma visão positiva do corpo. Ela diz que a correspondência biológica entre macho e fêmea é parte da criação original. A diferenciação sexual é parte do que Deus declarou ser “muito bom” — moralmente bom — o que significa que fornece um ponto de referência para a moralidade. Há um propósito nas estruturas físicas de nosso corpo que somos chamados a respeitar. A moralidade teleológica cria harmonia entre a identidade biológica e a identidade de gênero. O corpo/pessoa é uma unidade psicossexual integrada. A matéria importa.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

A constituição da sexualidade é um aspecto fundamental da criação divina. Deus criou o ser humano à Sua imagem, como homem e mulher, e instituiu a sexualidade como parte integrante dessa criação (Gênesis 1:27-28). A união sexual entre homem e mulher foi projetada pelo Criador para ser uma expressão íntima de amor e comunhão, bem como para ser a base da procriação da espécie (Gênesis 2:24; Mateus 19:4-6).

A visão bíblica da sexualidade é clara ao afirmar que o relacionamento sexual deve ocorrer dentro do contexto do casamento entre um homem e uma mulher. A sexualidade é uma dádiva de Deus, destinada a ser desfrutada dentro dos limites do matrimônio e de acordo com Seus princípios e propósitos. O apóstolo Paulo enfatiza a importância da união conjugal e do respeito mútuo entre marido e mulher, destacando que cada cônjuge deve satisfazer as necessidades sexuais do outro (1 Coríntios 7:3-4).

A abordagem cristã da sexualidade baseia-se na compreensão de que o sexo e o gênero foram biologicamente constituídos por Deus e estão intrinsecamente relacionados. A teologia cristã enfatiza a importância de abraçar a identidade e a sexualidade conforme o plano divino, evitando assim desvios que possam prejudicar a pessoa e a sociedade. Livros como "The Meaning of Marriage" de Timothy Keller e "Love and Respect" de Emerson Eggerichs abordam o tema da sexualidade no contexto do casamento cristão e do relacionamento saudável entre marido e mulher.

A sociedade atual enfrenta diversos desafios relacionados à sexualidade, com ideologias que buscam desconstruir os princípios divinos e promover outras formas de relacionamento e identidade de gênero. No entanto, a base bíblica é clara e sólida, apontando para a sexualidade como uma expressão sagrada da criação de Deus e como parte essencial da união conjugal entre um homem e uma mulher. A compreensão da sexualidade sob a perspectiva cristã é fundamental para a busca da santidade e da vontade de Deus em todas as áreas de nossa vida, incluindo o aspecto sexual. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

- O plano de Deus para a sexualidade humana à luz de Gn 2.24 e Mt 19.3-11, compreendemos que o plano de Deus é que o ser humano exerça sua sexualidade no plano de companheirismo entre o homem e a mulher numa parceria de vida, e não só de sexo. Uma união tão completa que torna dois indivíduos de sexos opostos partes de uma unidade que, idealmente, deve ser indissolúvel (1Co 7.4).

- A sexualidade é tratada na Bíblia de uma forma muito clara e natural. A primeira referência ao sexo na Bíblia acontece na ocasião em que Deus criou o homem e a mulher. Ao abençoar o primeiro casal, Deus disse: “Sejam férteis e multipliquem-se!” (Gn 1.28). Isto significa que o originalmente o sexo não é pecado. Algumas pessoas possuem uma visão distorcida sobre este ponto. O sexo é anterior à origem do pecado entre a humanidade. Antes da Queda do homem, o sexo já era algo permitido e abençoado por Deus. Ao criar homem e mulher compatíveis à procriação e dotados de intelecto, sentimentos e responsabilidade moral, Deus também criou a sexualidade.

- Sabemos que a ética cristã é fundamentada e pautada unicamente nas Escrituras. Logo, a ética cristã classifica a sexualidade como uma benção dentro da união matrimonial, e como uma prática pecaminosa fora dela.

Portanto, segundo os princípios bíblicos, a ética cristã reitera que a sexualidade deve ser entendida como uma expressão de amor entre marido e mulher. Sob esse aspecto, a ética cristã também enxerga que o sexo é fundamental para um casamento feliz e equilibrado. Isto porque dentro da ética cristã o sexo supera a ideia de uma mera satisfação de desejos carnais que, isoladamente e de forma desenfreada, não condiz com o comportamento cristão (1Ts 4.3-5).

Assim, a sexualidade deve ser vista como uma dádiva Divina que deve ser aproveitada de acordo com as diretrizes dadas por Deus. O escritor de Hebreus apresenta uma síntese perfeita do propósito de Deus para a sexualidade e o casamento. Ele escreve: “O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros” (Hb 13.4).

SINOPSE II

A visão bíblica do corpo leva em conta a constituição biológica, moral e da sexualidade

AUXÍLIO APOLOGÉTICO

“ACOLHENDO O ESTRANGEIRO
Walt Heyer é um ex-transexual que começou como travesti e depois passou pela cirurgia de redesigna­ção sexual para viver como mulher. Depois de oito anos, ele tornou-se cristão e acabou fazendo a transição reversa para viver como homem. Ele descobriu que mudar as suas roupas, corte de cabelo, carteira de identidade, carteira de motorista e até mesmo os seus genitais não mudou quem ele era. Em suas palavras, ele percebeu que ‘a restauração da minha sanidade só viria revertendo a mudança de gênero e voltando a viver como o homem que Deus me criou para ser” . Em suma, aceitando a sua identidade biológica como dom de Deus. […] A nossa única escolha é se aceitamos o nosso sexo biológico como dom de Deus ou se o rejeitam os” (PEARCEY, Nancy. Ama Teu Corpo: Contrapondo a cultura que fragmenta o ser humano criado à imagem de Deus. Rio de Janeiro: CPAD, 2021, pp.227-28).

III- EFEITOS DA IDEOLOGIA TRANSGÊNERO

1- Depreciação da heterossexualidade. Vimos que o modelo de sexualidade nas Escrituras é heterossexual (Gn 2.24; Mt 19.5; Mc 10.7; Ef 5.31). No entanto, ativistas atuam na desconstrução da orientação sexual ou bíblica. Em 1991, o termo heteronormatividade passou a ser utilizado em depreciação da prática heterossexual. É um a proposta de doutrinação para apresentar a crítica de que o reconhecimento da distinção biológica entre homem e mulher como dado óbvio do desenvolvimento humano e da realidade, ou seja, a heteronormatividade (que já é um termo doutrinador), é um sistema opressor e normatizador em que se obriga as pessoas a se relacionar apenas entre homem e mulher. Nesse sentido, acusam os héteros de preconceituosos, discriminadores e transfóbicos.


COMENTÁRIO EXTRA

        O teórico social Michael Warner cunhou o termo heteronormatividade, que passou a ser utilizado em depreciação da prática heterossexual. 

        O termo hetero significa outro, diferente. Diz respeito à atração sexual que uma pessoa sente por outra de sexo diferente do seu. O vocábulo norma significa algo que regula e que busca tornar igual. 

        O termo “norma” também está associado ao que é normal, ou seja, àquilo que segue uma norma. Assim, pode-se compreender o termo heteronormatividade como aquilo que é tomado como parâmetro de normalidade em relação à sexualidade para designar como norma e como normal a atração e/ou o comportamento sexual entre indivíduos de sexos diferentes.

        Nessa concepção, a heteronormatividade é vista como um modo opressor de regular, normatizar e obrigar as pessoas a relacionarem-se sexualmente entre macho e fêmea. Acusa-se a heterossexualidade de impor um regra pela perspectiva biológica determinista e pela construção social estereotipada. Alega-se que o padrão heterossexual é discriminatório, preconceituoso transfóbico. Nesse condão, o ativismo atua na imposição de um “novo normal”: a “diversidade sexual”.

       Nessa direção, Analídia Petry (2011, p. 194) constata que: Pessoas que se submeteram à cirurgia de redesignação sexual têm comparecido a programas de televisão para falar de suas vidas. Indivíduos do sexo feminino, com aparência corporal reconhecida como masculina no âmbito da cultura, com tóraxes mastectomizados e peludos, e com abdomens grávidos estampam capas de revistas. O desenvolvimento tecnológico ocorrido nos últimos anos tem possibilitado a implementação de procedimentos e terapêuticas farmacológicas e de técnicas cirúrgicas antes impensáveis nos domínios de gênero e sexualidade [...]. Não seria exagero, pois, dizer que, como impulsionadora ou na esteira desses desdobramentos biotecnológicos, a transexualidade tem pautado um extenso debate político, social e intelectual que tem colocado em xeque, dentre outras, noções essencialistas sobre gênero, sexo, sexualidade e identidade.

        A estratégia perpassa pelo ativismo parlamentar e jurídico na busca de reconhecimento legal da identidade transexual e a criminalização de quem pensa diferente. Em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) criminalizou a divulgação de toda e qualquer opinião considerada ofensiva sobre os diferentes modos de exercício da sexualidade.

        Com a decisão, o Supremo atropelou o Poder Legislativo e cedeu ao patrulhamento da militância LGBTQIA+. Nessa esteira, o ativismo infiltrou-se no sistema educacional por meio da imposição da “ideologia de gênero” nos currículos escolares.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

A depreciação da heterossexualidade e a promoção da ideia de que a heteronormatividade é opressora são questões que refletem os desafios enfrentados pela sociedade atual em relação à sexualidade e à compreensão dos princípios bíblicos. Como cristãos, é importante fundamentar nossa visão sobre sexualidade a partir das Escrituras e da revelação divina.

A Bíblia é clara ao apresentar a heterossexualidade como o padrão estabelecido por Deus desde a criação. A união entre um homem e uma mulher é vista como uma dádiva divina e é a base para a formação da família e da sociedade (Gênesis 2:24; Mateus 19:5; Marcos 10:7; Efésios 5:31). A heterossexualidade é parte do plano original de Deus para a humanidade, e Sua vontade é que os relacionamentos sexuais ocorram dentro do contexto do casamento entre um homem e uma mulher.

O conceito de heteronormatividade, usado para depreciar a heterossexualidade, reflete uma perspectiva cultural que busca desconstruir os valores tradicionais e bíblicos sobre sexualidade. No entanto, como cristãos, precisamos discernir as ideologias que se opõem à Palavra de Deus e reafirmar a importância da heterossexualidade como o modelo estabelecido pelo Criador.

É fundamental reconhecer que os cristãos não devem promover o preconceito, a discriminação ou a transfobia contra qualquer indivíduo. Pelo contrário, somos chamados a amar e respeitar todas as pessoas, independentemente de suas escolhas e orientações sexuais. No entanto, isso não significa que devamos comprometer nossos princípios bíblicos em relação à sexualidade.

Livros como "Sexualidade e Santidade: Aonde a Sexualidade Pode Levar" de John Piper e "Homem e Mulher: Uma Relação Delicada" de Tim e Kathy Keller abordam a sexualidade à luz da fé cristã e ajudam os leitores a compreenderem o plano de Deus para a sexualidade humana.

Como cristãos, nosso chamado é vivermos de acordo com os princípios bíblicos, buscando sempre agradar a Deus em todas as áreas de nossa vida, incluindo nossa compreensão e prática da sexualidade. A mensagem do Evangelho é de redenção, amor e graça, e cabe a nós como seguidores de Cristo refletir essas verdades em nossas atitudes e relacionamentos com os outros. Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

- Heteronormatividade é a perspectiva que considera a heterossexualidade e os relacionamentos entre pessoas de sexo diferente como fundamentais e naturais dentro da sociedade. A cunhagem desse termo afirma que se trata de uma imposição social para ser ou se comportar de acordo com os papéis de cada gênero.

- Vale salientar que a Bíblia é um tanto ambígua sobre orientação sexual porque “orientação sexual” é uma linguagem relativamente nova, então nós não vamos encontrar um versículo específico que fala sobre o assunto. O que a Bíblia diz de forma clara é que executar atos sexuais com pessoas do mesmo sexo, e se engajar na prática ou comportamento homossexual é pecado. Levítico vai nos dizer que o homem não deve se deitar com homem, como se fosse mulher. Romanos fala sobre a mudança dos relacionamentos naturais (homem e mulher) para relacionamentos não-naturais, com pessoas do mesmo gênero. 

Em 1 Coríntios 6 e em 1 Timóteo 1, um dos pecados que aparecem naquelas “listas” é o de homens que praticam a homossexualidade. Então a ênfase está na atividade, conscientemente escolhida, da intimidade homossexual. O que isso diz sobre orientação? Certamente isto sugere que ter um desejo sexual por alguém do mesmo gênero é pecado, se esse desejo surge da cobiça, assim como a cobiça por alguém do sexo oposto também seria pecado, é o que Jesus diz em Mateus 5. 

Vamos um pouco mais longe para dizer que o desejo em si, esse tipo de atração é desordenada, no sentido que não é como Deus planejou no início de tudo. Dito isto, há muitos desejos na vida cristã que podem ser desordenados, e diariamente, todos nós temos que vir a Deus em arrependimento por todos esses desejos. Então, a orientação homossexual é pecaminosa? Eu não desejo que alguém que está lutando com a atração por pessoas do mesmo sexo assista a esse vídeo e pense que está fora do alcance da misericórdia e do perdão de Deus, e ao mesmo tempo que ela saiba que as Escrituras dizem claramente que agir desta forma e se envolver neste comportamento é pecaminoso”. Extraído de: https://ministeriofiel.com.br/videos/a-biblia-condena-a-orientacao-homossexual-como-pecado/. Acesso em: 24 Julho 2023.

2- Construção de narrativas. Militantes trans alegam que a subjetividade de alguém se sentir homem ou mulher deve se sobrepor aos aspectos biológicos. Nesse sentido, eles se rebelam contra a própria constituição biológica. Então, para adequar a insatisfação do próprio corpo com a mente, exigem terapia hormonal e cirurgia de redirecionamento sexual como pretensas soluções. Isso é tão sério que o ativismo na educação e saúde pública acaba se impondo no doutrinamento de crianças e adolescentes. Na busca de aceitação social, divulgam a ideia do nascimento no corpo errado. De outro lado, em 2017, a associação de pediatras americanos (American College of Pediatricians) publicou que:
(a) conflitos entre mente e corpo devem ser corrigidos pelo alinhamento do gênero (mente) com o sexo anatômico (corpo), e não fazendo intervenções invasivas no corpo;
(b) meninos não nascem com cérebro feminizado e meninas não nascem com cérebro masculinizado; e
(c) a ideia de pessoas presas no corpo errado é uma crença ideológica que não tem base na ciência rigorosa (Rm 9.20).

COMENTÁRIO EXTRA


        Somados a essas questões, levantamentos sobre a violência contra homossexuais e transexuais no Brasil, realizados por ONGs e instituições acadêmicas e amplamente divulgados pela grande mídia, fundamentam-se em notícias de jornais interpretadas de modo falacioso. A maior parte dos casos catalogados e noticiados não caracteriza violência motivada por preconceito sexual.

        Essa constatação não quer dizer que a discriminação inexiste; apenas que os dados são maquiados a fim de impressionar e sensibilizar a opinião pública em favor da militância. A falácia “desses relatórios sustenta as afirmações, muito repetidas, de que o Brasil é o país que mais mata homossexuais e transexuais no planeta”.
Fonte, livro de apoio às lições bíblicas adultos, CPAD, 3° Trimestre 2023. Pr. Douglas Baptista.

A questão da identidade de gênero e a ideia de que a subjetividade pode se sobrepor aos aspectos biológicos têm gerado debates e discussões acaloradas na sociedade. É importante abordar essa questão à luz da fé cristã, considerando tanto os aspectos bíblicos quanto os argumentos científicos.

A Bíblia ensina que Deus criou os seres humanos como homens e mulheres, com identidades de gênero biologicamente determinadas (Gênesis 1:27). A noção de que alguém pode se sentir homem ou mulher independentemente de sua constituição biológica não encontra respaldo nas Escrituras. A Palavra de Deus é clara ao apresentar a heterossexualidade como o modelo divinamente estabelecido para a sexualidade humana (Gênesis 2:24; Mateus 19:5; Marcos 10:7; Efésios 5:31). Isso significa que a ideia de que alguém possa estar "preso no corpo errado" vai contra o ensinamento bíblico sobre a criação humana.

A associação de pediatras americanos levanta importantes pontos de discussão ao afirmar que conflitos entre mente e corpo devem ser tratados buscando o alinhamento do gênero com o sexo anatômico, em vez de recorrer a intervenções invasivas no corpo. Essa abordagem leva em consideração tanto os aspectos psicológicos quanto os biológicos envolvidos na questão da identidade de gênero.

Como cristãos, devemos buscar uma compreensão equilibrada e compassiva sobre essa questão, reconhecendo que as pessoas que enfrentam conflitos de identidade de gênero precisam de amor, compreensão e suporte. Isso não significa, no entanto, que devemos comprometer nossos princípios bíblicos. Em vez disso, nossa abordagem deve ser fundamentada na verdade das Escrituras e na busca pela vontade de Deus em nossas vidas.

O livro "A Grande Troca: Deus, Gênero e o Significado da Sexualidade" de Ryan T. Anderson oferece uma perspectiva cristã sobre a questão da identidade de gênero e sexualidade. Através de argumentos sólidos e fundamentados, o autor explora como a cultura contemporânea tem reinterpretado questões relacionadas à identidade de gênero à luz das Escrituras e da fé cristã.  Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

- “... Devemos, portanto, responder com uma defesa bíblica do corpo. Devemos encontrar maneiras de curar a alienação entre corpo e pessoa. O ponto de partida é uma filosofia bíblica da natureza. A Bíblia proclama o profundo valor e dignidade do mundo material — incluindo o corpo humano — como obra das mãos de um Deus amoroso. É por isso que a moralidade bíblica coloca grande ênfase no fato da encarnação humana. O respeito pela pessoa é inseparável do respeito pelo corpo. Afinal de contas, Deus poderia ter escolhido fazer-nos como os anjos — espíritos sem corpo. Ele poderia ter criado um mundo espiritual onde flutuássemos por aí. 

Pelo contrário, Ele criou cada um de nós com corpos materiais e em um universo material. Por quê? Claramente, Deus valoriza a dimensão material e quer que a valorizemos também. A Bíblia trata corpo e alma como dois lados de uma mesma moeda. A vida interior da alma é expressa por intermédio da vida exterior do corpo. 

Isso é destacado pelo paralelismo característico da poesia hebraica: ‘A minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito’ (Sl 63.1); ‘Pois a nossa alma está abatida até ao pó; o nosso corpo, curvado até ao chão” (Sl 44.25); ‘Guarda [as minhas palavras] no meio do teu coração. Porque são vida para os que as acham e saúde, para o seu corpo’ (Pv 4.21,22); ‘Enquanto eu me calei [me recusei a me arrepender], envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia” (Sl 32.3). 

Em certo sentido, o nosso corpo tem primazia diante de nosso espírito. Afinal de contas, o corpo é a única maneira que temos para expressar a nossa vida interior ou para conhecer a vida interior de outra pessoa. O corpo é o meio pelo qual o invisível é feito visível” (PEARCEY, Nancy. Ama Teu Corpo: Contrapondo a cultura que fragmenta o ser humano criado à imagem de Deus. Rio de Janeiro: CPAD, 2021, p.36).

3- Linguagem neutra. O movimento LGBTQIAPN+ requer a inserção de uma terminologia neutra ou não-binária na linguagem. O objetivo é identificar quem não se reconhece como masculino ou feminino. Os ativistas consideraram a gramática normativa como machista e elitista. Contudo, na Língua Portuguesa o gênero neutro é absorvido pelo masculino. Assim, o masculino é usado de modo genérico para identificar a espécie humana (homens e mulheres). Não obstante, a militância pretende substituir as vogais ‘a’ e ‘o’ na pretensão de neutralizar o gênero. Desse modo, a norma gramatical é desconstruída para atender à ideologia de gênero (Is 5.21)

COMENTÁRIO EXTRA

- “O ataque à Língua Portuguesa promovido pelos ativistas da “linguagem neutra” é parte de um “complô internacional” que visa a desconstrução da família tradicional”, avalia o pastor Marco Feliciano (Republicanos-SP). Confira na íntegra aqui!

- “Essa politização da língua portuguesa é feita de maneira consciente e se firma em pilares artificiais e ideologias pseudocientíficas. Mais ainda, é um projeto de expansão de uma cultura imperialista e universalizante que tem suas bases nas análises academicistas de gênero. Matos (2007) que é uma defensora dessa proposta propõe que o gênero seja pensado para além do seu aspecto teórico/analítico, haja vista que ele (o gênero) está "consolidado em áreas imprevisíveis tais como a física, a teologia, a economia, a educação física, o direito, a política, etc." O que se almeja é uma ciência militante feita por sujeitos ativos ou sujeitos agentes que pensam e transformam a realidade. Dentro dessa perspectiva, todos são chamados a abraçar a causa, a lutarem pelas suas ideias. Esta é uma aplicação clássica da corrente neomarxista, mas precisamente do pensamento de Gramsci cuja proposta é dominar através da cultura.

De acordo com o pensamento Gramsciano, a luta não deve ser travada no campo de batalha com o uso de armas e imposição da força física, mas de um modo sutil, quase que imperceptível, ou seja; no campo das ideias, politizando a cultura. Em seu livro, Os ataques contra a Igreja de Cristo, o pastor José Gonçalves (2022), ao explicar o projeto Gramsciano de poder, nos alerta que os teóricos neomarxistas se apoiam na ideia de Gramsci de dominação cultural. Essa dominação visa ressignificar a cultura por meio de novos conceitos e ideias. Nesse aspecto, a divulgação dos ideais neomarxistas conta com um exército numeroso de pessoas chamadas de intelectuais orgânicos. Tais intelectuais não estão reclusos na academia, mas em toda a parte da sociedade, seja nos partidos políticos, na mídia e até mesmo nas igrejas.

A língua faz parte de uma identidade cultural de um povo, de um processo de formação histórica de uma nação e é por meio dela que a proposta de uma linguagem neutra de gênero começa o seu projeto de dominação, haja vista que ela não é apenas um instrumento de comunicação entre os pares, é também instrumento de poder e dominação. Ela forma a identidade de um grupo, conta a história de um povo, embasa ideias políticas e cria argumentos ideológicos que podem subjugar pessoas. Como afirma Bakhtin (1997, p.36): a língua é o modo mais puro e sensível da relação social.

Coelho e Mesquita (2013) explicam que os conceitos de língua, cultura e identidade estão intrinsecamente ligados, pois a cultura se constitui e se difunde pela língua. Além do mais, é por meio da língua que os sujeitos constroem os processos de formação de suas identidades. Logo, podemos deduzir, desta afirmativa, que mudando-se a língua de um povo, muda-se também sua identidade. A língua é a base que dá sentido a toda vida social de um povo. É impensável vivermos em sociedade sem ela. De acordo com Bakhtin (1997), não há cultura sem língua, nem língua sem cultura. É importante destacar que o indivíduo não cria a língua. A língua é exterior a nós. O indivíduo apenas faz uso de uma linguagem na sua interação social e esta linguagem é codificada e compartilhada por todos. Além do mais, a ideia de uma linguagem neutra de gênero é impossível, pois não existe neutralidade nem na ciência, muito menos na língua. O próprio Bakhtin (1997) afirma isto de forma categórica: "a língua é um instrumento ideológico por excelência" (p. 36). Sendo assim; "Não há enunciados neutros, nem pode haver". O que temos é ideologia neomarxista que se vale de uma cosmovisão antibíblica e abrange toda a sociedade em seus mais diversos aspectos. Portanto, o imperativo militante da proposta da linguagem neutra de gênero subjaz o projeto de poder Gramsciano cujo objetivo é o de dominação cultural. Pretende-se, assim, promover uma elevação das classes minoritárias à condição de classe culturalmente dominante, por meio do conhecimento e de artifícios democráticos como justiça e igualdade social.

Diante do avanço desse projeto imperialista da linguagem neutra de gênero na sociedade brasileira, como cristãos, somos chamados a nos posicionar contra essa ideologia antibílica que reforça a cosmovisão ateísta daqueles que militam suas próprias causas.” Extraído de: https://www.ultimato.com.br/comunidade-conteudo/a-linguagem-neutra-de-genero-e-o-imperativo-militante. Acesso em: 24 Julho 2023.

SINOPSE III

Os efeitos da ideologia transgênica promovem uma agenda completamente anticristão.

CONCLUSÃO

O sexo, o gênero e a sexualidade fazem parte da constituição anatômica e fisiológica divinamente instituída. Nas Escrituras existem apenas duas possibilidades de gênero e anatomia sexual humana, ou seja, o masculino/ macho e o feminino/fêmea (Gn 1.27). Ao término da criação, “viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom” (Gn 1.31). Ele nao errou ao criar a sexualidade heterossexual para a humanidade. Portanto, ninguém nasce predeterminado a identificar-se como Transgênero. Muda-se a cultura, mas a Palavra de Deus permanece imutável (Mt 24.35).

COMENTÁRIO EXTRA

        A conclusão desta abordagem deve refletir o ensino cristão tradicional e profundo sobre as questões de sexo, gênero e sexualidade à luz da Palavra de Deus.

        A Bíblia, como fonte autoritativa para os cristãos, estabelece claramente que a criação humana foi intencional e deliberada por Deus. Ele criou os seres humanos à Sua imagem e semelhança, como homem e mulher (Gênesis 1:27). Essa distinção de gênero é parte intrínseca da identidade que Deus conferiu a cada ser humano.

        Nas Escrituras, não há espaço para uma variedade ilimitada de gêneros ou identidades sexuais. O plano original de Deus para a humanidade envolve a união heterossexual, onde o homem e a mulher se tornam uma só carne através do casamento (Gênesis 2:24; Mateus 19:5). Esse modelo bíblico reflete o propósito divino para a sexualidade humana, que é orientada para a complementaridade entre homem e mulher e a procriação da espécie.

        No entanto, vivemos em uma época em que muitas ideologias e movimentos sociais tentam desconstruir essa visão bíblica de sexo, gênero e sexualidade. É importante que os cristãos permaneçam firmes em suas convicções baseadas na Palavra de Deus e no ensinamento tradicional da igreja.

        “A Ideologia de Gênero pretende relativizar a verdade bíblica e impor ao cidadão o que deve ser considerado ideal. Acuada parcela da sociedade não esboça reação e o mal vem sendo propagado. No entanto, a igreja não pode fechar os olhos para a inversão dos valores. Os cristãos precisam reagir e “batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos”” (Jd v.3). (LB CPAD, 2º Trim 2018, Lição 2, 8 Abr 18)

        A sociedade atual está cada vez mais perdendo de vista o princípio que Deus definiu para a união sexual entre os seres humanos: um homem e uma mulher, unidos pelo compromisso eterno do matrimônio. Em virtude deste crescente desvio do padrão idealizado por Deus no princípio, é que têm surgido todas estas anomalias sexuais descritas até aqui. Hoje já se convive até mesmo com o “casamento” entre homossexuais e a adoção de filhos por estes “casais”. O propósito de Deus é que o homem junte-se com a mulher e os dois formem “uma só carne” (Gn 2.24), constituindo-se numa família heterossexual, na qual os filhos poderão ser educados em meio a um ambiente sadio e livre de preconceitos. Este ideal está totalmente corrompido na sociedade moderna, e as relações sexuais passaram a ser apenas um meio de obter prazer a qualquer custo, sem atentar para as orientações dadas por Deus no passado, e para os perigos de não seguir estas orientações. A atual sociedade já aprendeu a conviver pacificamente com o outrora chamado “pecado grego”, vendo os homossexuais como apenas “um pouco diferentes”..

        “Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome sou chamado, ó Senhor Deus dos Exércitos”. (Jeremias 15.16)

        Embora a sociedade possa passar por mudanças culturais e ideológicas, a verdade de Deus permanece imutável. Jesus Cristo é a "palavra viva" que nunca passará (Mateus 24:35). Assim, os cristãos devem manter-se fiéis ao ensinamento bíblico e buscar a verdade em Cristo, mesmo quando enfrentarem pressões e oposições da cultura ao seu redor.

        É importante lembrar que o amor e a compaixão devem sempre ser a marca do cristão ao abordar essas questões. Devemos tratar todas as pessoas com respeito e dignidade, independentemente de suas crenças ou identidades. Ao mesmo tempo, não devemos comprometer nossas convicções bíblicas em favor de tendências culturais ou ideológicas.

        Para os cristãos que desejam aprofundar seu entendimento sobre essas questões à luz da fé, é recomendado estudar teologia sistemática e ética cristã, buscando fontes confiáveis que se baseiem na Palavra de Deus. Livros como "Ética Cristã" de Norman Geisler e "Teologia Sistemática" de Wayne Grudem são recursos valiosos para explorar esses temas de forma acadêmica e fundamentada na Bíblia.

        Em conclusão, a abordagem cristã tradicional e profunda sobre sexo, gênero e sexualidade deve ser fundamentada nas Escrituras e na imutabilidade dos princípios divinos. Enquanto interagimos com as questões contemporâneas, devemos permanecer fiéis à verdade de Deus e compartilhar o amor e a graça de Cristo com todos ao nosso redor.  Fonte: Comentários do Pr. Hubner Braz (@pecadorconfesso)

REVISANDO O CONTEÚDO

1- O que o gênero identifica? R. O gênero identifica os seres inequívocos do sexo masculino e feminino.
2- O que significa Cisgênero? R. Refere-se a pessoa cujo gênero esta em concordância com o sexo de nasci­mento, ou seja, a femea nascida com genitália feminina que se reconhece mulher e o macho nascido com genitália masculina que se reconhece homem.
3- O que o corpo físico é em relação às partes imateriais do ser humano? R. O corpo físico é o invólucro das partes imateriais (Gn 35.18; Dn 7.15).
4- O que sempre fez parte da criação original de Deus? R. Sempre fez parte da criação original de Deus o homem unir-se sexualmente em uma só carne com sua mulher (Gn 2.24).
5- Cite pelo menos um dado do estudo de pediatras americanos que contraria a ideia de redirecionamento sexual. R. Conflitos entre mente e corpo devem ser corrigidos pelo alinhamento do gênero (mente) com o sexo anatômico (corpo), e nao fazendo intervenções invasivas no corpo.

VOCABULÁRIO

Invólucro: Aquilo que serve ou é usado para envolver, cobrir; envoltório, envólucro, cobertura, revestimento, involutivo.
Teleologia: Termo filosófico que considera a finalidade ou propósito com o princípio explicativo fundamental na organização e nas transformações de todos os seres da realidade; especificamente, aqui na lição, finalidade ou propósito do corpo humano.
Telos: Palavra grega que significa finalidade, fim; tem o sentido de propósito.


SAIBA MAIS SOBRE
 ESCOLA DOMINICAL:

Gostou do site? Ajude-nos a manter e melhorar ainda mais este Site: Nos abençoe com uma oferta voluntária pelo PiX/TEL (15)99798-4063 ou (pix/email) pecadorconfesso@hotmail.com – Seja um parceiro desta obra. “(Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também. Lucas 6:38 )”

SAIBA TUDO SOBRE A ESCOLA DOMINICAL:

Clique aqui para Download das:

SUBSÍDIOS DAS REVISTAS – 3º Trimestre De 2023
| CLIQUE E ACESSE |











---------------------------------------------------------

Acesse nossos grupos, clique, entre e tenha mais conteúdo:

Muito conteúdo sem sobrecarregar seu celular.
Acesse mais Conteúdo pelo Telegram
Mais conteúdo pelo WhatsApp
Gostou do site? Ajude-nos a Manter e melhorar ainda mais este Site.
Nos abençoe Com Uma Oferta Voluntária pelo

PIX/e-mail: pecadorconfesso@hotmail.com
ou PIX/Tel: (15)99798-4063 ou PicPay: @pecadorconfesso

Seja um parceiro desta obra.
Clique também nas propagandas. Cada clique ajudará bastante.
“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. (Lucas 6:38)

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-------------------------------------
SEJA UM PROFESSOR DA EBD PREPARADO NO ENSINO. LEIA OS ARTIGOS:












----------------------------------

COMMENTS

BLOGGER

Sobre o Autor:
Ev. Hubner BrazÉ escritor, professor, blogueiro, pastor. Vivendo para o Reino de Deus. Trabalhando incansavelmente para deixar o blog sempre atualizado abençoando e evangelizando as vidas que acessam este espaço de aprendizado cristão. Criador do projeto Pecador Confesso e tem se destacado em palestras e cursos para jovens, casais, obreiros e missões urbanas | (Tecnologia WordPress).

Nos abençoe pelo PiX pecadorconfesso@hotmail.com

A Contribuição financiará os Projetos: • Mais Ferramentas para o Site. • Melhorar visual. • Manter o Site ativo e funcionando. • Ajudar nas compras de cestas básicas • Fazer parte das Missões Urbanas. • Distribuir Bíblias Grátis. • Discipular Novos Convertidos. • Adicionar Slides e Books em PDF. • Trazer mais Conteúdos para ajudar a ministrar as aulas. ••••Contribua pelo PiX•••• ||pecadorconfesso@hotmail.com || •• ou pix: •• (15) 99798-4063 (WhatsApp)

NOVOS COMENTÁRIOS$type=list-tab$com=0$c=4$src=recent-comments

Nome

#desafio42dias,6,1° Trimestre de 2020,2,10 Coisas,14,10 Sites,3,1º Trimestre,104,1º Trimestre 2018,1,2023,1,2024,12,2º Trimestr,1,2º Trimestre,101,36 Dias De Pureza Sexual,37,3º Trimestre,98,4° TRIMESTRE 2018,1,4º TRIMESTRE,190,A igreja local e missões,28,A Intervenção de Cercília,1,A Mensagem,1,A multiforme sabedoria de Deus,3,A Raça Humana,12,A volta do homem sem rosto,1,Abençoa,6,Abençoadas,6,Abominações,1,Abraão,6,Absalão. EBD,6,Abuso Sexual,5,Acabe,1,Ação de Graça,6,Acazias,1,Acepção,1,Achados,2,AD em BH,2,Adão,16,Adolescente,73,Adolescentes,16,adolescer+,7,Adoração,9,Adulto,115,Aflição,2,Ageu,3,Agonia,1,Agostinho,2,Air,1,Ajuda,2,Ajuda do Alto,3,Ajudando Vítimas das Chuvas,1,ajudar,1,Alcoólica,1,alegria,2,Ali,1,Aline Barros,1,Alisson,1,Alma,11,Alto,2,Amar,14,Amasiado,2,Amém,1,Amigo,7,Amizade,14,Amnon e Tamar,2,Amor,53,Amor de irmãos,4,Amor Perdido,8,Amor Proibido,10,Amós,1,amostra grátis,2,Ana,4,Ananias,2,Andreza Urach,1,Anfetamina,1,Angelologia,2,Angular,1,Aniquilacionismo,1,Anjo de Luz,2,Anjos,4,Anonimo,1,Anrão,1,AntiCristo,3,Antiga,1,Antigo Testamento,6,Ao Vivo,2,Apaixonado,1,Aparece,1,Aplicativo,1,Apocalipse,24,Apologia,12,Apostasia,2,Apostolo,15,Apóstolo dos pés sangrentos,1,apóstolo Paulo,42,Apóstolos,3,App,2,Apple Store,1,apreço imenso,1,Aprendendo,3,aprender,1,APRENDER+,1,Aprendizagem,1,Aprovação,1,aprovado,1,aquecimento,1,Arca da Aliança,3,Arqueologia,2,Arrebatamento,12,Arrebatar,2,Arrependimento,11,Artesão,1,Artista,1,As 95 Teses,1,As Bases do Casamento Cristão,8,As Bodas do Cordeiro,1,Asera,1,Aserá,1,Aspectos,1,Assalto,1,Assassinato,2,Assedio,1,Assembleia de Deus,5,Assista,1,Assista ao trailer oficial do projeto divulgado pela Hillsong.,1,ASSISTIR,1,Assustar,1,Astecas,1,Atacante,1,Atalaia,2,Ataque,3,Ataques,3,Ateísmo,3,Atenção,1,Atender,1,Atentado,1,Ateu,3,Atitude,1,Atitudes,1,Atitute,1,Atividade,1,Atos,16,Atributos,17,atriz,1,Audio Book,4,Auto Escola,1,autoajuda,2,Autoridade,1,Avareza do Amor,1,Avenida Brasil,1,Aviso da Anatel foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta. Mudança começa no dia 29 de julho; haverá um período de adaptação. App's para iphone.,1,Avivado,8,Avivamento,13,Avó,1,Baal,1,Babel,13,bailarina,1,Baixar,37,Balaão,9,Balada Gospel,1,Balzac,1,Banalização,1,Bangu,1,banner,1,Barack Obama,2,Barato,1,Barnabé,2,Base Bíblica,36,Batalha Espirítual,31,Batismo,8,Batismo nas Águas,2,Batista,2,Batom Vermelho,1,Baxterismo,1,BBB,1,Beber,1,Bebês,1,Beijo na Bíblia,1,Beijo Perfeito,3,Bençãos,6,Benhour Lopes,1,Berçário,4,Bernhard Johnson Jr,1,best-seller,5,Bestas,1,Betânia,1,BETEL,145,Betel Adulto,81,Betel Jovem,40,Bíblia,82,Bíblia Diz,22,Bíblias,7,Bíblica,28,biblicas,4,Bíblico,5,Bíblicos,4,Bibliologia,2,Bienal do Livro,10,Bigamia,1,Bilhete,1,Biografia,6,Bispa,1,bissexual,1,BléiaCamp,1,Blíblica,1,BLOG,7,BlogNovela,20,Boaz,2,Bob Marley,1,Boletim,2,Bolsonaro,1,Bom,4,bom-humor,6,Bombom,1,Bondade,2,Bons Sonhos,4,Borboleta,1,Brasil,2,Brasília,1,Brenda Danese,1,Brennan Manning,2,Briga,1,Brincadeira,1,Brother Bíblia,10,Budismo,1,Bullying,1,Busca,9,C. S. Lewis,1,Cadelabro,1,Café da Manhã,1,Calendário,1,Cam,1,Caminho,7,Caminhoneiro,1,Camisa,1,Camisetaria,1,Camisetas,1,Campanha,10,Canaã,1,canal,1,Canção,2,cançasso,1,Cancêr,1,Candidato,2,Cansei,1,canseira,1,Cantada,3,Cantar do Galo,1,cantares de salomão,11,Cantor,2,Cantora,1,Cantora Jayane,1,Cantores,3,capa,1,capacitação,1,Capítulo 1,1,capítulo 10,1,Capítulo 2,1,capítulo 3,1,capítulo 4,1,capítulo 5,1,capítulo 6,1,capítulo 7,1,capítulo 8,1,capítulo 9,1,Caráter,7,cardapio,1,Carência,4,Carismático,7,Carne,2,carreira,1,Carta,18,Carta de Amor,14,Cartas,5,Cartaz,5,Casa,15,Casa Branca,4,Casamento,16,Casamento Misto,4,Catarina Migliorini,1,Cativeiro,3,Cautela,1,CD,1,CDHM,1,Central Gospel,26,Centurião,1,Cerebral,1,Certificados,1,Cessacionismo,1,Cesto,1,Céu,8,Céus,5,CGADB,3,Chama,1,Chamada,1,Chamado,2,Champions League,1,Charges,8,Charles Darwin,1,Chegando,1,Cheios,1,CHIPRE,1,Chuva,1,Ciência,7,ciência de dados,1,Ciência vs Bíblia,10,Cinco,2,Cinco momentos mais felizes da minha vida - Série Confissões,1,Circuncisão,3,Ciro Sanches Zibordi,3,Ciúme,3,Civilização,1,Clara Tannure,1,classificação,1,Cláudia,1,Cleycianne Ferreira,11,Clipe Oficial HD,2,Coach,2,Código,1,Cólera,1,Colesterol,1,Colorida,1,com Pedro Bial,1,Combater,4,Comentários,5,Comer,1,Comer Rezar Amar,1,comigo,1,como instalar e usar,3,Como ser um missionário,12,Compartilhe,2,Completo,2,Comportamento,6,Compreender,1,comunhão,7,Comunidade Cidade de Refúgio,1,Concerto,1,Concubinas,1,Concurso Cultural,2,Condição,1,Conectar,6,Confecção,1,Conferência,2,Confession,1,Confirmando,2,Confissões,91,Confrito,3,Congresso,12,Conhecendo,16,Conhecer,4,CONHECER+,1,Conhecereis a verdade,1,Conhecimento,1,Conquista,7,Conquistas,6,Conselhos,14,Consequências,1,Conservador,1,Contra,1,Contra Mão do Mundo.,2,Contraria,1,Conversão,6,Copa America,1,Copimismo,1,Coração,6,Coragem,1,Coreografia,1,Cores,1,Coríntios,6,Corona Vírus,1,Corpo,2,Correios,1,Cortinas,1,Covid-19,1,Coxo,1,CPAD,467,CPAD Adolescentes,56,CPAD Jovem,113,Crack,1,Cracolândia,3,Crente,9,crescimento,4,Creta,1,Criação,24,Cristã,10,Cristão,28,Cristianismo,3,Cristo,38,Cronograma da Bíblia,4,Cronologia,1,Crucificação,4,Cruz,7,Ctrl C + Ctrl V,1,Cuidado,2,Cuide do Coração,5,Culto,8,Culto da Virada de Ano Novo,3,Culto dos Príncipes e das Princesas são destaque no Fantástico,1,Cultura,1,Cura,4,Curado,2,Curso,4,Cuxe,1,D. A. Carson,1,Dalila,1,Dança,1,Daniel,9,Daniel Berg,1,Daniela Mercury,1,Danilo Gentili,1,Dave Hunt,1,Davi,22,Davi e Bate-Seba,9,Davi e Jônatas,9,Davi e Mical,7,de apenas três anos pode ser transferida para SP,1,debate,1,Débora,2,Decisão,1,declaração,6,dedicação,1,deep learning,1,Degeneração,1,Deidade,1,Delírios,1,demissão,2,demônio,12,Demônios,14,Denominação,1,Dentro,1,Denúncias,5,Depressão,2,Deputado Federal,1,derrotando,1,Derrubar,1,Desabamento,1,Desafiando,10,Desafio,10,Desafio Insano,7,Desafio4x4,3,Desapaixonar,3,Descobertas,2,Desculpas,1,Desejo,2,Desenho Bíblico,8,Deserto,17,Desigrejados,3,Despedida,1,Despertamento,1,Destinatários,1,Desunião,1,Deus,104,Deus é Amor,20,Deus está Morto,3,Deus Negro,1,Deus quer te usar,1,deuses falsos,9,Deuteronômio,1,Devaneios,3,Devocional,86,Dez Mandamentos,1,Dez passos,6,Dia,1,Dia da Independência do Brasil,1,Dia de Missões,28,Dia do Evangelista,2,Dia dos Namorados,18,Dia dos Pais,9,Diabetes,1,Diabo,2,Diáconos,12,Diante do Trono,2,Diante do Trono; Lagoinha Solidária,1,Diário,3,Dias,2,Dicas,12,Dicionário,3,Diferente,1,Diferentes,1,Dilma,1,Dilma fala Contra o Aborto,1,Dinâmica,9,Dinheiro,7,Discernimento,2,Discipulado,32,Discipulos,32,Discípulos,34,discussão,1,Distância,1,Diva do Senhor,1,Divina,4,Divino,4,divórcio,3,Dízimos,10,Doação,4,Doação de Bebê,2,Dobrada,1,Doença,4,doença física,7,Dom,9,Domingo Espetacular,1,Dominical,29,Dons de Curas,14,Dons de Maravilhas,14,Dores,1,Doutrina,16,Doutrinas Fundamentais,27,Download,80,Download Livros e E-books,143,Doze,1,Drink de Baygon,1,Drogas,2,Drogas Alucinógenas,2,Drogas Estimulantes,1,DST,1,Duas,1,Duelo,1,e usa nos Smartphones,1,E-Book,36,EBD,688,EBF,1,Eclesiastes,12,ecológico,1,Ecumenismo,1,Éden,8,Edificados,1,Edir Macedo,2,Editar Foto,1,Educação,1,Efatá,1,Efésios,3,Egito,6,Elcana,3,Ele,1,Eleição,6,Eleita,1,Eli,2,Elias,11,Eliasibe,1,Eliseu,2,Elizabeth Gilbert,1,Elizeu,4,Ellan Miranda,6,Elogios,1,emagrecer,1,Email,2,empresa,2,Empresa.,1,Encerramento,1,Enchente,1,Enciclopédia,1,Encontrar,1,Encontro,11,Encorajamento,4,Eneias,1,ENFRAQUECIMENTO DA IDENTIDADE PENTECOSTAL,1,Enquete,1,Ensaio Sensual,1,Ensina,1,Ensinar,4,Ensino,3,Ensinos,2,Entendendo,1,entender Deus,3,Entrevista,5,Envia,1,Envio,1,Epidemiologia,1,Epístolas,20,Época de Cristo,3,Esaú,3,Esboço Pregação,5,Escala de Professores da EBD,4,Escape,1,Escatologia,38,Escavação,1,Escola,33,Escola Bíblica Dominical,874,Escola Dominical,85,Escolha,5,Escravo,1,Escritor,1,Escrituras,4,Esdras,2,Espaço,2,esperança,5,esperança. razão,1,Espinhas no rosto,1,espinho na carne,2,Espírito,28,Espírito Santo,34,Espirituais,4,Espiritual,14,Espiritualidade,4,Estado de São Paulo,2,Ester,1,Estevão,2,Estrangeiro,1,Estranho,1,Estratagema de Deus,1,Estrutura,1,Estuda,2,Estudo Bíblico,202,Estudos Bíblicos,495,Estupro,1,Eterna,4,Eternidade,5,Eterno,3,Ética,2,Eu,1,Eu ainda te amo,1,Eufrates,1,Eva,15,evangelho,15,EVANGÉLICA,5,Evangelico,1,Evangélicos,2,Evangelismo,3,Evento,2,Evidências,1,evolução,1,ex-atriz pornô,2,Ex-BBB,1,executado,1,exegese bíblica,2,Exemplar,2,Exemplo de Tensorflow,1,Exemplos,1,exílio,3,Êxodo,2,Experiência de vida,26,Expositiva,2,Expressando,1,Extra,49,Exupéry,1,Ezequias,1,Ezequiel,4,F.F Bruce,1,Facada,1,Face de Deus,1,Facebook,1,fala,7,Falecimento,1,Falsos,10,Falta,1,familia,46,Família,46,Fat Family,2,Fazer,1,Fazer Ligação Gratuita com o App Viber é bem melhor que o Skyper,1,Fé,21,Feirinha,1,Felipe,1,Feminina,7,feminista,7,Férias,2,Ferramentas para Blogger/Twitter/Facebook,12,Festa Junina,3,Festividade,4,Ficar,1,Fidelidade,2,Fiel,4,Filha,6,Filho de Deus,9,Filho do Homem,6,Filho Pródigo,5,Filhos,17,Filipenses,1,Filisteu,1,Filme,3,Filmes,1,Fim,1,Fim de Relacionamento,7,Fim do Mundo,14,Fina Estampa,1,Final,1,Finanças,3,Firme,2,firmeza,2,Firmino,1,Fletar,1,Fogo,1,Fora,1,Forma,1,Formação,1,François Mauriac,1,Frase,5,Frases Sobre Amor,2,Frases Sobre Deus.,1,Free The Nipple,1,Friedrich Engels,1,Frutifica,6,Fundamentalismo,1,Fundamentos,1,Fúnebre,1,funk,1,futuro,1,G-JJHNKFDSCM,7,gadareno,1,Gálatas,1,Galaxy,1,Galileu,1,Galo,1,Game Of Crentes,7,Ganhe Um Livro,21,gastando pouco,1,Gay,8,Gênesis,20,Gênesis.,8,genro,1,Gentios,1,Geografia,1,Geográfica,1,Geração,2,Gestos,1,Getsemani,1,Gideões,16,Gideões Missionários da Última Hora,20,Gigante,3,Gilberto Carvalho,1,Gileade,1,Gilgal,1,Giom,1,GLBS,2,global,1,Globalismo,1,Globo,1,Glória,7,Gloriosa,1,GLOSSÁRIO,2,Glossolalia,1,Glutonaria,1,GMUH,13,Gogue,2,Goleiro,1,Golpe,1,Gômer,1,Gospel,6,Governo,4,Graça,5,Grande,5,Grande Tribulação,4,Grátis,3,Greta,1,Greve,1,grevista,1,grupos religiosos,1,Guardar,1,Guarde o Coração,3,guerra,6,Guia,2,Habacuque,4,Halloween,1,Haxixe,1,Hebraica,2,Hebreus,7,Hedonismo,4,Helena Tannure,1,Hematidrose,1,Herdeiros,1,Heresia,19,Hermenêutica,3,Hernandes,1,Hilquias,1,Hinduísmo,1,hipócrita,1,Hissopo,1,História,8,Historia Real,1,Holística,1,Holocausto,1,Homem,9,Homenagem,1,Homens,3,Homilética,3,Homofobia,15,homosexualismo,12,Homossexual,9,Honestas,1,Hóquei no Gelo,1,Hora,1,Horebe,1,Hubner Braz,23,Hulda,3,Humana,4,Humanas,1,Humanidade,2,Humano,12,Humanos,2,Humildade,2,Humor,11,I.E.Q,1,I.M.P.D.,1,Icabô,1,Identidade,2,Ideologia,1,idioma,1,Ídolos,3,Igreja,39,Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias,1,Igreja Bola de Neve,1,Igreja Local,5,Igreja Mundial do Poder de Deus,3,Igreja Universal Do Reino de Deus,3,Ilha de Patmos,1,Iluminação,1,ilustração bíblica,9,Imanência,1,imersos,1,Imoral,1,Imoralidade,1,ímpio,1,Importa,1,Impostor,1,Impresso Normal,1,Impressora,1,Imutabilidade,2,Incas.,1,indenização,1,Individual,1,indústria,1,Inerrancia,1,Infantil,51,Inferno,3,infiéis,1,inglês,1,Inicio,1,Início,1,inimigo,1,injustiça,1,Insano,2,Insegurança,1,Inspiração,1,Instituição,1,Instrução,3,Integral,1,inteligência artificial,1,Intercessão,1,Internação,1,Internacional,1,Interpletação,2,interpretação,1,intertestamentários,1,Intimidade,4,Introdução,1,iPad,1,iPhone,1,Ira,1,Irmã Zuleide,1,Isaias,2,Isaque,8,Islâmico,1,Islâmismo,1,Israel,11,IURD,2,Jair Bolsonaro,1,Jair Messias Bolsonaro,1,Jardim de Infância,21,Javé,1,Jeito,1,Jejuando,1,Jejum,2,Jeroboão,1,Jerusalém,6,Jesua,1,Jesuíta,1,Jesus,45,Jesus Cristo,52,Jesus de Nazaré,9,Jezabel,1,Jó,15,João,9,João Batista. Ossada,2,Joás,1,JOEL,1,John Piper,1,John Stott,1,Jonas,2,Joquebede,2,Jornada,8,Jornal da Record,1,José,9,José Wellington,1,Josh McDowell,1,Josias,2,Josue,8,Josué,9,Jotta A,1,Jotta A lança 1º CD em culto evangélico,1,Jovem,227,Jovens,179,Judá,1,Judá e Tamar,1,Judas,1,Juízes,1,Juízo,1,Juízo Final,7,Julgamento,5,Julgamento Final,2,julgar,1,Julio de Sorocaba,1,Julio Severo,1,Juniores,42,Juramento,1,Justiça,4,Justo,1,Juvenis,22,Karkom,1,Karl Marx,1,Karma,1,Katy Perry,1,Kelly Medeiros,1,Kenneth E. Hagin,1,Kopimism,1,Lançamento,3,Lanna Holder,2,Layssa Kelly,1,Lázaro,2,Lei,5,Léia e Jacó,7,Leilão,3,Leis,2,Leitor,1,Leitora,1,Leitura,9,LEITURA BÍBLICA,3,Lembrancinhas,1,LeNovo,1,Lepra,1,Ler a Bíblia em 42 dias,3,Lésbica,1,leva Mr Catra e Sarah Sheeva para falar sobre infidelidade: “Para Deus pode tudo”. Assista ao vídeo,1,Levítico,1,Liberdade,2,Libertação,1,Libertador,1,Libertinagem,1,Libertos,2,Lição,25,Lição 5,1,Lições,1,Lições Bíblicas,8,Lições Bíblicas da BETEL,399,Lições Bíblicas da CPAD,580,Lições de Vida,28,Líder,8,Líder Adolescente,28,Líder Jovem,25,Liderança,16,Líderes,3,Lídia,1,LinkedIn,1,Lino,1,Lista,2,Litoral,1,Liverpool,1,livre,5,Livre Arbítrio,7,Livres,2,Livro,37,Livro do Trono,3,Livro em Audio,7,Livro Selado,2,Livros - Comentarios,94,Livros Evangelicos,49,livros poéticos,10,Localização,1,Logos,1,Loide,3,Loira,1,Longanimidade,1,Lopes,1,Louco,1,Louvor,10,LSD,1,Lua Nova,1,Lucas,14,Lucifer,1,Lutando,1,Lutas Marciais Mistas,1,Luto,7,Luz,1,Luz do mundo,2,Lya Luft,1,MacBook Air,1,machine learning,1,Maçonaria,1,Maconha,1,Madame de Stael,1,Mãe de Moises,8,‪Magia,1,Magogue,2,Maias,1,Mal,4,Malala,1,Malaquias,3,Manancial,1,Mandamento,1,Manifestação,3,Manifestação em Cristo,2,Manual de missões,22,Mãos,2,Maquiagem,2,Marcador de Páginas,1,Marcas,2,Marcha Para Jesus,2,Marco Pereira,1,Marcos Pereira,2,Mardoqueu,1,Maria Madalena,2,Mário Quintana,2,Martinho Lutero,1,Mártir,2,Mártires Cristãos,4,Massacre,1,Masturbação,7,Materialismo,1,maternal,16,Mateus,1,Matityáhu,1,Matrimonio,7,maturidade cristã,8,Max Lucado,2,Meditação,1,Mega Sena da Virada com Fé,1,Melhor Bíblia de Estudo,11,Melhores Blogs,3,Melhores Sites,4,Meninos de Rua,1,Menor,1,Mensagem,5,MENSAGENS,2,Mensagens para SMS,12,Mensagens SMS,2,Mensal,2,Messias,3,Mestre,4,Mesulão,1,metaverso,1,Meteoro,1,Metusalém,1,Michelle Bolsonaro,1,Mídias Sociais,2,Milagres,9,Milênio,3,Milionário,1,Millôr Fernandes,1,Milton,1,Minas,1,Ministério,20,Ministério Público Federal,2,Miqueias,2,Miriã,2,Misericórdia,6,Missão,44,Missiologia,30,Missionário,28,Missões,24,Mistério,1,Mitologia,1,Mitos,1,MMA,1,Mobilização,2,Moda Bíblica,2,Moda Cristã,2,Moda Evangélica,2,Modelo,3,Modelos,1,Moisés,21,Monarquia,3,Monte,4,Monte Tabor,1,Moralismo,1,Mordomia,9,Mordomo,1,Morrer,2,morte,13,Mortos,2,Motim,6,Motivos,1,Movimento,1,Muda,1,Mulçumano,1,Mulher,5,Mulher de Potifar,1,Mulheres,7,multiplicação,1,Mundo,9,Muro,1,Muros,1,Musica,8,Naama,1,Nacional,2,Namorado,18,Namorar,34,Namoro,105,Não,1,Não Prometeu,1,Nascença,2,Nascimento,3,Natureza,6,Naum,1,Necessidade,2,Neemias,4,Negar,2,Neimar de Barros,5,nem Cristo a Derrotaria,1,Neopentecostal,2,NetFlix,1,Nigéria,1,Ninrode,1,No Fundo Do Poço,1,Noadia,1,Noé,1,Nome,2,Nome de Bebê,1,Nomes,2,Nora,2,Normalização,3,Norte,1,Noruega,1,Nota,1,Notícia gospel,67,Notícias Gospel,214,Nova,16,Novas Lições,2,Novela,2,Novo,5,Novo Testamento,6,Novos Céus e Nova Terra,6,Novos Convertidos,14,Novos Valores,2,nutricionista,1,Nuvem,1,NX Zero,1,O adeus,1,O beijo de Vancouver,1,O Bom Samaritano,1,O Bom Travesti,1,O casamento negro,1,O Exército de Cleycianne,1,O MINISTÉRIO DE EVANGELISTA,6,O MINISTÉRIO DE PASTOR,12,O Quarto da Porta Vermelha,1,O que é visível e apenas o avesso da Realidade,1,Obadias,1,Obede-Edom,1,Obediência,5,Obesidade,1,Obra,4,Obras,3,obreiro,2,Obstáculos,1,Odio,1,Ofertada,8,Ofertas,8,Oficial,1,Olhando para direção errada,1,Olhar,3,Onde Estiver,1,ônibus,1,Onipotente,1,Onipresente,6,Onisciente,1,Online,1,Onri,1,ONU,1,Opinião,1,Opinião dos Outros,2,Oposição,1,Opressão,1,Oração,24,Orando,1,Orar,4,Orfanato,1,Organização,2,Origem,6,Os Melhores Livros,29,Os Valores do Reino de Deus,2,Oséias,5,Oséias e Gomer,5,Outra Chance,3,Ovelha,8,Padrões,1,Paganismo,1,Pagãos,1,Pai,6,Paixão,3,Paixão e Cura,1,Palavra,6,Palavra de Deus,7,Palavras,1,Pandemia,5,Pânico,1,pão,2,Papa,1,Papa Francisco I,1,Papai,6,Papo,1,Paquera,2,Paquistanesa,1,Paquistão,1,Para Sempre,1,Parábolas,21,Paradoxo,2,Paródia Gospel,2,Paródia Gospel da música Kuduro com Jonathan Nemer #RiLitros,1,Participe,1,Partido Trabalhista PT,1,Páscoa,4,Pastor,21,Pastor Paul Mackenzie Nthenge,1,Pastor Presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular,1,Pastor que cheirou a Bíblia como droga diz que essa foi a menor loucura que já fez por ela: “Eu já comi a minha Bíblia”. Assista ao vídeo,1,Pastora,2,Pastores,4,Paternidade,2,Patrick Greene,1,patristicas,2,Paulo,31,Pb. Renan Pierini,1,PDF,64,Pecado,37,Pecador Confesso,14,PECC,50,Pedindo,1,Pedofilia,2,Pedofilo,1,Pedra,1,Pedras,1,Pedro,9,peixe,1,Pelos,1,Pensamento,3,Pentateuco,6,Pentecostal,11,Pentecostes,3,Perda,3,Perdão,14,Perdidos,6,Perfeito,2,Perigo,3,Perigos,1,Perlla,1,Permanecer,1,Permitir,1,Perseguição Religiosa,3,Perseguidor,2,Personalizadas,1,Personalizar Foto,1,Perspectiva,1,Pesquisa,2,Pessoa,2,pessoas,5,Peter Moosleitner,1,Philip Yancey,8,Piada,1,Piercing,2,Pinguins,1,pintar unhas,1,Pira,1,Pirataria,1,Pirralha,1,Pison,1,Planeta Terra,2,Plano de Aula,7,PLANO DE LEITURA BÍBLICA,15,Planos,6,Plantador de Igrejas,2,Play Back,1,playboy,1,Plenitude,7,Poder,4,Poema,3,Poesia,4,Polêmica,4,Poligamia,2,Politica,1,Política,1,Pop Gospel,1,Porção,1,pornô,1,Porque caímos sempre nos mesmos pecados?,8,Portões,1,Posse,1,Possível,1,Posto,1,Povos,2,Pr Gilmar Santos,1,Pr Napoleão Falcão,3,Pr. Alexandre Marinho,1,Pr. Caio Fábio,2,Pr. Carvalho Junior,1,Pr. Ciro Sanches Zibordi,3,Pr. Claudionor de Andrade,1,Pr. Jaime Rosa,1,Pr. Jeremias Albuquerque Rocha,1,Pr. Marcelo Cintra,5,Pr. Marco Feliciano,8,Pr. Mário de Oliveira,1,Pr. Silas Malafaia,12,Pr. Yossef Akiva,1,Pragas,2,Praia,1,Prática,2,Praticar,3,Pré-Adolescentes,19,Preço,1,Predestinação,4,PrefiroBeijarABíblia,1,Pregação,14,Pregadores,4,Premier,1,Premium,1,Preocupar,1,Preparado,2,Preparativos,1,Presbíteros,1,presidente,4,Presídio,1,Prevenção,2,previdência,1,Primário,28,Primeira,2,primeiro,4,Primeiro Amor,18,Primeiro Beijo,5,Primícias,2,Primogênitos,1,Princípios,1,Prioridades,2,Prisão,4,Prisioneiro da Paixão,4,privada,1,Problemas,3,Profecia,21,Professor,21,Profeta,34,Profeta Jeremias,3,Profetas,25,Profetas Menores,23,Profética,4,Profético,9,Programa de Educação Cristã Continuada,1,Programa Na Moral,1,Programa Superpop,1,Progressista,1,Projeto,2,Projeto Cura Gay,2,Promessa,9,Prometida,2,Promoção,5,Promoção Blogosfera Apaixonada,2,Propósito,4,Prosperidade,1,Prostituta,2,Proteção,1,Protesto,1,Provai,1,Provê,1,Proverbios,12,PSDB,1,Pura,1,Purifica,2,Puro,1,Pv 4.23,1,Qualidades,1,Quando Deus diz não,9,Queda,10,Quem segue a Cristo,3,Quem Sou?,1,Querer,2,Querite,1,Raça,1,Racismo,1,Rainha de Sabá,3,Rainha Ester,2,Raptare,1,Raquel,2,Realidade,5,Rebeldia,3,Rebelião,1,Receber,1,Reconciliação,2,Reconstrução,1,Recuperação,1,Rede Globo,2,Rede Insana,2,Redenção,1,Redentora,1,redes neurais,1,reflexão,21,reformado,1,regime,1,Regininha,1,Registro Módico,1,regras,1,Rei,3,Rei Xerxes,1,Reinado,15,Reino,19,Reino de Deus,14,Reino dividido,8,Reino do Messias,6,Reis,1,Rejeição,1,Relacionamento,68,Relativismo,3,Relatos,5,Relógio da Oração,4,Remida,1,Renato Aragão esclarece polêmica sobre seu próximo filme sobre o “segundo filho de Deus” que gerou polêmica nas redes sociais.,1,Renuncia,1,Renúncia,1,Reportagem,2,Resenha,75,Reservado,2,Resguardar,1,Resistir,1,Resplandecer,1,Responde,1,Responsabilidade,2,Resposta,1,resposta bíblica,1,Ressurreição,6,Restauração,3,Restauracionismo,1,Resumo,8,Retorno de Cristo,3,Retribua,1,Reuel Bernardino,1,Rev. Augustus Nicodemus,1,Revelação,5,Revelado,1,Revista,92,revolução industrial,1,Rezar e Amar,1,Richard Baxter,1,Rico,4,Rio Tigre,1,Riqueza,3,Riscos,1,Roboão,1,Rock Gospel,1,Rodolfo Abrantes,1,Roupas,3,Rubem Alves,1,Ruins,1,Russel Shedd,1,Rute,3,Sá de Barros,3,Sábado,1,Sabedoria,14,SABER+,1,Sacerdócio,5,Sacerdotal,5,Sacrifício,4,Sadhu Sundar Singh,1,Safira,2,Safra,1,Sal da Terra,1,Salmos,30,Salomão,12,Salvação,17,Salvador,10,Sambalate,1,Samuel,14,Samuel Mariano,1,Sangue,3,Sangue no Nariz,1,Sansão,2,Santa Ceia,4,Santidade,9,Santificação,11,Santo,4,sapienciais,1,sapiências,1,Sara,2,Sarah Sheva,1,Satanás,6,Saudações,2,Saudades,4,Saul,10,Saulo,2,Savífica,1,Secrets by OneRepublic,1,Segredo,1,Seguidor,1,Seguir,1,Segunda,2,Segundo,1,Segundos,1,Segurança,1,Seita,2,Seja um empreendedor Polishop e ganhe dinheiro sem sair de casa,1,Selada,1,Seleção Brasileira,1,Sem,1,Sem Garantia,1,Semeador,2,Semente,2,Sementes,2,Seminário,1,Senhor,4,Senhorio. Jesus,1,Sensibilidade,1,Sentido da Vida,6,Sentimento,2,Sentimentos,4,Separação,2,Separar,2,Ser,3,será que é pago?,2,Serenata de Amor,1,Série Chá Com Professores,4,Série Dicas de Como Liderar,23,Série Mensagem Subliminar,1,Série Versículos Mal Interpretados,5,Sermão,4,Sermão do Monte,4,Sex,2,Sexo,5,Sexual,4,Sexualidade,2,Sidney Sinai,1,SIFRÁ e PUÁ,1,Significados,4,Silas Malafaia,5,Silêncio no Céu,5,Silk,1,Silk Digital,1,Símbolos,1,Simples,1,Sinal,1,Sincero,1,Sistema,2,Sites,3,Slide PC,2,Slider,462,slides,6,Smartphone começa a ser vendido por operadoras nesta quarta-feira (6). Galaxy S3 é o principal rival do iPhone 4S. Compare os dois modelos,1,SMS Gratuito com WhatsApp para seu Smartphone,1,Soberania,1,Sofonias,3,Sofrimento,4,Sogra,3,Soldados,5,Solidão,2,Solidariedade,1,Solução,1,Sonhos,5,Sonhos de Valsa,1,Sono,1,Sono da Alma,10,Sorrir,3,Sorteio,2,Sou,1,Subjugação,1,Sublimação,1,Sublimidade,1,Submissão,2,Subsídio,90,Sucessor,1,Sueca,1,Sujeição,1,Sul,1,Sulamita,5,suprema,2,Surface Pro 2,1,Suspenção,1,Sutiã,1,Sutileza,11,Sutilezas,1,tabela,1,Tabernáculo,4,Tabita,1,Tablet,1,Talentos Cristãos,3,Tarado,1,Tarso,1,Tatuagem,3,TCC,1,Tecido,1,Tecnologia,2,Tela Cinza,1,Telegram,1,Temas,2,Temática,2,Temor,8,Temperamento,1,Tempestade,2,Templo,3,Tempo,5,Tempo de Viver Coisas Novas,3,Tempos,2,tensorflow,1,Tentação,5,Teologia,15,Teologia da Libertação,2,Termino de Namoro,7,Término do Namoro,2,Termos,1,Terra,4,Terra Prometida,7,Terremoto,1,Testamento,1,Testemunho,21,Thalles Roberto,3,Thalles Roberto comenta da repercussão de música cantada por Ivete Sangalo,1,The Best,1,The Noite,1,Theotônio Freire,1,Tiago,3,Tigres,1,Tim Keller,1,timidez,2,Timna,1,Timóteo,13,Timothy Keller,1,Tipos,1,Tiras,1,Tirinha,4,Tirinhas Gospel,13,Tiro,1,tisbita,1,Títulos,1,Tomas de Aquino,1,Top,2,Top Blogs,4,TOP Canais,1,Top Sites Fotos,3,Top5,2,Torá,1,TPM,1,Trabalho,2,Tragedias no Rio de Janeiro,1,Traição,2,Transcendência,2,Transfer,1,Transforma,2,Tratando de uma leucemia,1,treinamento,1,Trevas,1,Tribunal de Cristo,2,Tribunal de Justiça,1,Trimestre,2,Trindade,3,Trino,2,Triunfal,1,Trono Branco,2,Tudo vê,1,Túnica,1,Tutelar,1,TV,1,TV Band,2,TV Record,3,Twitter,5,UFC,1,Ultimos Dias,1,Últimos Dias,1,um trono e um segredo,1,Uma crente,1,Uma História de Ficção,79,Unção,2,Ungido,1,Unidade,9,Universo,2,Uno,1,Urias,1,Utensilios,1,Uzá,1,Vagabundo Confesso,29,Valdemiro Santiago,4,Valores,1,Vanilda Bordieri,1,Velhice,2,Velho Testamento,1,Velório,1,Vem,2,Vencendo,2,Vencer,2,Vendedor de Droga,1,Vento,2,Ver Deus,1,Veracidade,1,Verdade,2,Verdadeira,4,Verdadeira História,1,Verdadeiro,4,verdades,1,Versículos,4,Viagem,5,Vício,1,Vida,29,VIDA CRISTÃ,2,Vida depois da morte,13,Vida Pessoal,3,Vidas,1,Vídeo,24,Vigilância,2,vinda,4,Vindouro,3,Vinho,1,Violência,2,Virá,2,Virgem,3,Virgindade,3,Virtude,1,Visão,2,Vitor Hugo,1,Vitória em Cristo,1,Vivendo,1,Viver,5,Voca,1,vocacionados,1,Volta,2,Volta de Cristo,5,Votação,1,Wanda Freire da Costa,1,webdevelops,2,Yehoshua,1,Yeshua,1,YOSHÍA,1,You Tube,2,youtuber,2,Zacarias,2,Zaqueu,1,Zelo,5,
ltr
item
Pecador Confesso: Lição 08 - Transgênero – Que Transrealidade é Essa | 3° Trimestre de 2023 | EBD ADULTOS
Lição 08 - Transgênero – Que Transrealidade é Essa | 3° Trimestre de 2023 | EBD ADULTOS
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiA85VH3X_LXPe2ZIOuUaNg5gFtq7PYkZsxDglHO2MuawtSsPGV28vZyx1ZQJjQO5EmaachZOYtxyX9nYuM8hH1Mmefz6giyq9DtY9-Se9bnL4CodZ0ONYtkNkcklVbFDorxUnac8HdxFadl3zKtFs5qTZsqT-Q7R82c8ItELy28CwmTUKsWmbl6j7BzAln/w640-h360/Lic%CC%A7a%CC%83o%2008-Subsi%CC%81dio-Adulto-3%20Trimestre-PDF-Slide.webp
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiA85VH3X_LXPe2ZIOuUaNg5gFtq7PYkZsxDglHO2MuawtSsPGV28vZyx1ZQJjQO5EmaachZOYtxyX9nYuM8hH1Mmefz6giyq9DtY9-Se9bnL4CodZ0ONYtkNkcklVbFDorxUnac8HdxFadl3zKtFs5qTZsqT-Q7R82c8ItELy28CwmTUKsWmbl6j7BzAln/s72-w640-c-h360/Lic%CC%A7a%CC%83o%2008-Subsi%CC%81dio-Adulto-3%20Trimestre-PDF-Slide.webp
Pecador Confesso
https://www.pecadorconfesso.com/2023/08/licao-08-transgenero-que-transrealidade.html
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/2023/08/licao-08-transgenero-que-transrealidade.html
true
4561833377599058991
UTF-8
Loaded All Posts Mais Posts Clique Aqui Repetir Cancele a repetição Delete Por Home PAGES POSTS Mais Posts Eu Te Recomendo LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy