Lição 09 - Resistindo à Tentação no Caminho | 2° Trimestre de 2024 | EBD ADULTOS

TEXTO ÁUREO “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mt 26.41) COMENTÁRI...



COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Comentário Bíblico sobre Mateus 26:41

Texto Áureo:

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mateus 26:41)

Mateus 26:41 é um versículo profundo e significativo onde Jesus adverte seus discípulos sobre a necessidade de estarem alertas e orarem para não caírem em tentação. Vamos explorar cada palavra-chave em sua raiz grega e fazer conexões com outros textos bíblicos.


Análise das Palavras-Chave na Raiz Grega

  1. Vigiai (γρηγορεῖτε - grēgoreite)
    • Raiz: γρηγορέω (grēgoreō), que significa "estar desperto", "estar vigilante", "manter-se alerta".
    • Conexões Bíblicas:
      • 1 Pedro 5:8: “Sede sóbrios, vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.”
      • Lucas 21:36: “Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé diante do Filho do homem.”
  2. Orai (προσεύχεσθε - proseuchesthe)
    • Raiz: προσεύχομαι (proseuchomai), que significa "orar", "suplicar".
    • Conexões Bíblicas:
      • 1 Tessalonicenses 5:17: “Orai sem cessar.”
      • Filipenses 4:6: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes, em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças.”
  3. Tentação (πειρασμόν - peirasmon)
    • Raiz: πειρασμός (peirasmos), que significa "provação", "tentação", "teste".
    • Conexões Bíblicas:
      • Tiago 1:12: “Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.”
      • 1 Coríntios 10:13: “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes, com a tentação, dará também o escape, para que a possais suportar.”
  4. Espírito (πνεῦμα - pneuma)
    • Raiz: πνεῦμα (pneuma), que significa "espírito", "vento", "fôlego".
    • Conexões Bíblicas:
      • João 6:63: “O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida.”
      • Romanos 8:16: “O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.”
  5. Carne (σὰρξ - sarx)
    • Raiz: σὰρξ (sarx), que significa "carne", "natureza humana", frequentemente associada à fraqueza e propensão ao pecado.
    • Conexões Bíblicas:
      • Gálatas 5:16-17: “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis.”
      • Romanos 7:18: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; pois o querer está presente em mim, mas não consigo realizar o bem.”

Comentário Geral

Este versículo reflete a luta contínua entre a natureza espiritual e a natureza carnal do ser humano. Jesus enfatiza a necessidade de vigilância constante e oração para resistir às tentações. O termo "vigiai" implica uma postura ativa e contínua de alerta espiritual, enquanto "orai" reforça a dependência de Deus para obter força e direção.


A distinção entre "espírito" e "carne" ressalta a realidade da batalha interna que todos os crentes enfrentam. O espírito, renovado e fortalecido por Deus, está sempre disposto a seguir o caminho da justiça, mas a carne, que representa nossa natureza humana caída, é fraca e suscetível ao pecado.


Conclusão

Mateus 26:41 nos chama a uma vida de constante vigilância e oração, reconhecendo nossa fraqueza humana e a necessidade de depender do poder de Deus. Ao mantermos nossos olhos fixos em Cristo e buscarmos Sua ajuda através da oração, podemos resistir às tentações e viver de acordo com o Espírito.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

O conceito de resistir e triunfar sobre a tentação está profundamente enraizado nas Escrituras. Diversos textos bíblicos fornecem orientação e incentivo para os crentes enfrentarem e superarem as tentações:

  1. 1 Coríntios 10:13: "Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes, com a tentação, dará também o escape, para que a possais suportar."
    • Este versículo destaca a fidelidade de Deus em prover um caminho de escape em meio às tentações, indicando que triunfar sobre a tentação é possível com a ajuda divina.
  2. Tiago 1:12: "Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam."
    • Tiago exalta aqueles que perseveram sob a tentação, prometendo uma recompensa celestial, o que sublinha a importância de resistir e triunfar sobre as provações.
  3. Efésios 6:10-11: "No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo."
    • Paulo encoraja os crentes a se fortalecerem no Senhor e a se vestirem da armadura de Deus para resistirem às tentações e ataques espirituais.

Perspectiva de Livros Cristãos

Vários teólogos e pastores da Assembleia de Deus oferecem perspectivas valiosas sobre a resistência à tentação. A seguir, algumas visões notáveis:

  1. Antonio Gilberto, em "A Bíblia Através dos Séculos"
    • Antonio Gilberto destaca a necessidade de uma vida de oração e vigilância contínua como meio de vencer a tentação. Ele afirma que o crente deve estar sempre preparado espiritualmente para enfrentar as provações, ecoando o ensino de Jesus em Mateus 26:41.
  2. Elinaldo Renovato, em "Aprendendo Diariamente com Cristo"
    • Renovato enfatiza a importância de conhecer a Palavra de Deus e utilizá-la como arma contra a tentação. Ele cita o exemplo de Jesus no deserto (Mateus 4:1-11), que resistiu às tentações de Satanás utilizando as Escrituras. Este enfoque reforça a ideia de que o conhecimento bíblico é crucial para triunfar sobre a tentação.
  3. Esequias Soares, em "Teologia Sistemática Pentecostal"
    • Esequias Soares aborda a natureza da tentação e a necessidade do crente estar cheio do Espírito Santo. Ele explica que a presença e o poder do Espírito capacitam o crente a resistir às inclinações carnais e aos ataques espirituais. A vida no Espírito é, portanto, essencial para vencer as tentações.

Análise Teológica

Triunfar sobre a tentação é uma prática cristã que envolve uma combinação de vigilância espiritual, oração, conhecimento bíblico e dependência do Espírito Santo. A teologia pentecostal, particularmente a ensinada na Assembleia de Deus, enfatiza a experiência e o poder do Espírito Santo como fundamentais para a vida cristã vitoriosa.

  1. Vigilância e Oração:
    • A necessidade de vigilância constante e oração é um tema recorrente no Novo Testamento (Mateus 26:41; 1 Pedro 5:8). A oração não é apenas um meio de comunicação com Deus, mas também uma forma de buscar força e orientação divina.
  2. Conhecimento das Escrituras:
    • O exemplo de Jesus resistindo às tentações no deserto (Mateus 4:1-11) demonstra o poder da Palavra de Deus como arma espiritual. Memorizar e meditar nas Escrituras ajuda o crente a estar preparado para os momentos de provação.
  3. Dependência do Espírito Santo:
    • Gálatas 5:16-17 e Efésios 6:10-18 enfatizam a importância de viver no Espírito e vestir-se da armadura de Deus. A vida no Espírito é apresentada como um antídoto à fraqueza da carne e uma fonte de poder para resistir ao pecado.

Conclusão

A verdade prática de que é melhor triunfar sobre a tentação do que ceder a ela é suportada por uma rica tradição bíblica e teológica. A combinação de vigilância, oração, conhecimento bíblico e a plenitude do Espírito Santo forma a base para uma vida cristã vitoriosa. Os ensinamentos de pastores e teólogos da Assembleia de Deus corroboram essa perspectiva, enfatizando a preparação espiritual contínua e a dependência de Deus como elementos essenciais para superar as tentações.

Segunda – Gn 3.1-5 A tentação que se origina do Diabo e seus ardis
Terça – Tg 1.14,15 A tentação que se origina de dentro do ser humano
Quarta – 1 Co 10.13 Toda tentação faz parte da esfera humana
Quinta – Ef 6.11,17 Vencemos a tentação com a Palavra de Deus
Sexta – Rm 12.2 Não se conformando com os apelos do mundo
Sábado – 2 Tm 2.22 A melhor estratégia é fugir da tentação

📥ADQUIRA O SLIDE DA AULA => CLIQUE AQUI(se quiser bem mais slides, diferentes, tops, dessa lição, adquira o acesso vip)

📩 Receba rápido a sua revista em PDF  | ou tenha o acesso VIP 2ºTRIM 2024 ou 3ºTRIM 2024, saiba mais:  

👆ADQUIRA O ACESSO VIP | Pelo zap ou e-mail: hubnerbraz@pecadorconfesso.com


Hinos Sugeridos: 46, 289, 298 da Harpa Cristã

DINAMICA EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Dinâmica: Resistindo à Tentação no Caminho

Objetivo: Refletir sobre as estratégias bíblicas para resistir à tentação e fortalecer a caminhada cristã em um ambiente de apoio mútuo.

Material Necessário:

  • Cartões ou pedaços de papel
  • Canetas
  • Bíblia
  • Caixa ou cesta
  • Fita adesiva

Passos da Dinâmica:

  1. Introdução (5 minutos):
    • Inicie a dinâmica explicando brevemente o tema da lição: "Resistindo à Tentação no Caminho".
    • Leia Romanos 12:2: "Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."
  2. Distribuição dos Materiais (5 minutos):
    • Distribua um cartão e uma caneta para cada participante.
  3. Reflexão Individual (10 minutos):
    • Peça aos participantes que pensem em uma tentação específica que enfrentam regularmente. Eles devem escrever essa tentação no cartão, mas sem colocar seus nomes para manter a confidencialidade.
    • Após escrever, eles dobram o cartão e colocam na caixa ou cesta.
  4. Leitura Bíblica e Discussão em Grupo (10 minutos):
    • Leia Mateus 4:1-11 (tentação de Jesus no deserto).
    • Discuta brevemente como Jesus resistiu às tentações usando a Palavra de Deus.
    • Enfatize a importância da oração, do jejum e do conhecimento das Escrituras.
  5. Compartilhamento Anônimo (10 minutos):
    • Misture os cartões na caixa e peça a cada participante que pegue um cartão (diferente do que eles escreveram).
    • Cada participante lê em voz alta a tentação escrita no cartão que pegou.
    • O grupo discute estratégias bíblicas para resistir a essa tentação, usando passagens da Bíblia e experiências pessoais.
  6. Ação Prática (10 minutos):
    • Divida os participantes em grupos menores de 3-4 pessoas.
    • Cada grupo escolhe uma tentação discutida anteriormente e cria um plano de ação bíblico para resistir a essa tentação, incluindo:
      • Versículos bíblicos relevantes
      • Estratégias práticas (como oração, jejum, evitar certas situações, etc.)
      • Como apoiar uns aos outros como grupo.
  7. Encerramento (5 minutos):
    • Cada grupo compartilha brevemente seu plano de ação com o restante dos participantes.
    • Conclua a dinâmica incentivando os participantes a manterem contato e oferecerem apoio mútuo ao longo da semana.
    • Ore pelo grupo, pedindo força e sabedoria para resistir às tentações e viver de acordo com a vontade de Deus.

Reflexão Final:

Lembre aos participantes que resistir à tentação é uma parte contínua da vida cristã e que, com a ajuda de Deus e o apoio da comunidade de fé, eles podem permanecer firmes e fiéis.

Conclusão

Esta dinâmica oferece uma oportunidade para os adultos refletirem sobre suas próprias lutas com a tentação e aprenderem estratégias bíblicas para resistir. Além disso, promove um ambiente de apoio mútuo e encorajamento, fortalecendo a caminhada cristã em comunidade.

Mateus 4.1-11
1- Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.
2- E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;
3- E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.
4- Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.
5- Então o diabo o transportou à Cidade Santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo,
6- e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito:
Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra.
7-Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.
8- Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles.
9- E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.
10- Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás. 11 Então, o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos e o serviram.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Mateus 4:1-11

Versículo 1

"Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo."

Comentário:

  • Conduzido (ἀνήχθη - anēchthē): Esta palavra sugere que Jesus foi levado com um propósito definido. O verbo no grego indica uma ação direcionada e intencional.
  • Deserto (ἔρημον - erēmon): O deserto, na Bíblia, é frequentemente um lugar de teste e preparação espiritual (Ex. 3:1; 1 Reis 19:4).
  • Tentado (πειρασθῆναι - peirasthēnai): A palavra grega para "tentado" também pode significar "testado". Este evento mostra a humanidade de Jesus, sendo submetido às mesmas provações que os homens enfrentam.

Versículo 2

"E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;"

Comentário:

  • Jejuado (νηστεύσας - nēsteusas): O jejum de Jesus por quarenta dias lembra os quarenta dias de Moisés no Sinai (Êx. 34:28) e os quarenta anos de Israel no deserto.
  • Teve fome (ἐπείνασεν - epeinasen): Este detalhe sublinha a humanidade de Jesus e a realidade de sua fome após um longo período de jejum.

Versículo 3

"E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães."

Comentário:

  • Tentador (πειράζων - peirazōn): Refere-se a Satanás, aquele que provoca para testar a fé e obediência.
  • Filho de Deus (υἱὸς τοῦ θεοῦ - huios tou theou): Satanás questiona a identidade divina de Jesus, tentando levá-lo a usar seu poder divino para satisfazer suas necessidades humanas.
  • Pedras em pães: A tentação aqui é usar seu poder divino para benefício próprio, em vez de confiar na provisão de Deus.

Versículo 4

"Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus."

Comentário:

  • Está escrito (Γέγραπται - Gegraptai): Jesus responde citando Deuteronômio 8:3, mostrando que as Escrituras são a autoridade final.
  • Palavra de Deus (ῥήματι θεοῦ - rhēmati theou): Jesus afirma a primazia da dependência espiritual sobre a necessidade física.

Versículo 5

"Então o diabo o transportou à Cidade Santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo,"

Comentário:

  • Cidade Santa (ἁγίαν πόλιν - hagian polin): Refere-se a Jerusalém, o centro religioso de Israel.
  • Pináculo do templo (πτερύγιον τοῦ ἱεροῦ - pterygion tou hierou): Uma posição de grande altura, representando um lugar de destaque e visibilidade pública.

Versículo 6

"e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra."

Comentário:

  • Se tu és o Filho de Deus: Novamente, Satanás desafia a identidade de Jesus.
  • Está escrito: Satanás cita Salmo 91:11-12, tentando manipular as Escrituras para seus próprios fins.

Versículo 7

"Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus."

Comentário:

  • Não tentarás (Οὐκ ἐκπειράσεις - ouk ekpeiraseis): Jesus responde com Deuteronômio 6:16, afirmando que não devemos testar Deus, mas confiar Nele.

Versículo 8

"Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles."

Comentário:

  • Monte muito alto: Representa uma visão abrangente e tentadora dos reinos terrestres.
  • Reinos do mundo: Satanás oferece poder e glória mundanos em troca de adoração.

Versículo 9

"E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares."

Comentário:

  • Adorares (προσκυνήσῃς - proskynēsēs): Satanás deseja adoração que pertence somente a Deus, tentando Jesus com a oferta de autoridade temporal.

Versículo 10

"Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás."

Comentário:

  • Vai-te, Satanás (ὕπαγε, Σατανᾶ - Hypage, Satana): Jesus rejeita a tentação com autoridade.
  • Ao Senhor, teu Deus, adorarás (Κύριον τὸν Θεόν σου προσκυνήσεις - Kyriou ton Theon sou proskynēseis): Jesus cita Deuteronômio 6:13, reafirmando a exclusiva devoção a Deus.

Versículo 11

"Então, o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos e o serviram."

Comentário:

  • O diabo o deixou (ἀφίησιν - aphēsin): A tentação termina, e Satanás se retira.
  • Anjos o serviram (διηκόνουν αὐτῷ - diēkonoun autō): Os anjos ministram a Jesus, mostrando que Deus cuida e provê para aqueles que permanecem fiéis.

Conclusão

Mateus 4:1-11 apresenta a tentação de Jesus como um exemplo de como resistir às provações espirituais através da confiança nas Escrituras e dependência de Deus. Cada resposta de Jesus a Satanás é fundamentada na Palavra de Deus, demonstrando que a vitória sobre a tentação se dá através da fidelidade e submissão a Deus, em contraste com a gratificação imediata e independência oferecida por Satanás.

1- INTRODUÇÃO
Nesta lição, veremos que o crente é desafiado cotidianamente a abandonar a fé em Cristo. Isso pode acontecer por meio da tentação. Por isso, veremos como ocorre a tentação e como nosso Senhor lidou com essa situação. Aprenderemos também que a resistência à tentação requer o firme posicionamento contra o pecado e o compromisso com a prática da Palavra de Deus.


2- APRESENTAÇÃO DA LIÇÃO
A) Objetivos da Lição:
I) Conceituar biblicamente o que é tentação e os seus aspectos na esfera humana;
II) Mostrar como nosso Senhor Jesus lidou com a tentação;
III) Apontar a estratégia para o crente resistir à tentação.
B) Motivação: Como vimos na lição, a tentação é um processo que ocorre na esfera da natureza humana. Nesse sentido, autoexame é indispensável para o crente lidar com as suas limitações e fraquezas. Fomente a discussão sobre as áreas da natureza humana que precisam ser fortalecidas para que o crente não se torne presa fácil da tentação.
C) Sugestão de Método: O primeiro tópico da lição destaca que nosso Senhor foi tentado por Satanás em três áreas específicas. A intenção de Satanás era desviá-lo de seu propósito neste mundo. Semelhantemente, o apóstolo João aponta três áreas da natureza humana em que ocorrem os desejos para pecar: a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida (1 Jo 2.16, 17). Convide os seus alunos a conceituarem cada uma dessas áreas e a compreender a importância de lidar com cada um desses aspectos no tocante à tentação.
3- CONCLUSÃO DA LIÇÃO
A) Aplicação: Jesus nos concedeu o exemplo de fidelidade a Deus e nos mostrou que a aplicação das Escrituras Sagradas em nosso cotidiano é ferramenta indispensável para vencer as tentações. Endosse aos alunos que a perseverança nessas virtudes resultará em uma vida espiritual próspera neste mundo e, por conseguinte, a entrada na vida eterna (2 Pe 1.10-12).
4- SUBSÍDIO AO PROFESSOR
A) Revista Ensinador Cristão. Vale a pena conhecer essa revista que traz reportagens, artigos, entrevistas e subsídios de apoio à Lições Bíblicas Adultos. Na edição 97, p. 40, você encontrará um subsídio especial para esta lição.
B) Auxílios Especiais: Ao final do tópico, você encontrará auxílios que darão suporte na preparação de sua aula:
1) O texto “Tentação”, localizado depois do primeiro tópico, aponta o conceito de tentação no contexto bíblico;
2) O texto “A Tentação de Jesus”, ao final do segundo tópico, amplia a reflexão a respeito da tentação que nosso Senhor suportou no deserto, bem como a estratégia do Mestre para vencer as investidas de Satanás.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

A tentação é uma realidade inescapável na vida de todo crente. Jesus Cristo, durante seu ministério terreno, não apenas enfrentou a tentação, mas também nos deixou um modelo de como lidar com ela. Na oração do Pai Nosso, Ele nos ensinou a pedir ao Pai para não nos deixar cair em tentação (Mateus 6:13 NVT), sublinhando a necessidade de vigilância e oração. Nesta lição, exploraremos o conceito bíblico de tentação, analisaremos como Jesus a enfrentou no deserto e aprenderemos estratégias para resistir às tentações em nossa própria jornada de fé.


1. O Conceito Bíblico de Tentação

A palavra "tentação" no Novo Testamento é traduzida do termo grego "πειρασμός" (peirasmos), que pode significar tanto uma prova quanto uma provocação para o pecado. A tentação, portanto, pode ser entendida como qualquer circunstância que testa a fidelidade, integridade e obediência de uma pessoa a Deus.

Tiago 1:13-14 nos ensina que Deus não tenta a ninguém, mas cada um é tentado pela sua própria cobiça. Isso indica que a fonte da tentação muitas vezes vem de dentro, de nossas próprias inclinações e desejos pecaminosos.


2. A Tentação de Jesus no Deserto

Mateus 4:1-11 oferece um relato detalhado da tentação de Jesus, fornecendo um exemplo claro de como Ele enfrentou e triunfou sobre a tentação. Vamos analisar este episódio expositivamente:

Versículo 1 "Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo."

  • Conduzido pelo Espírito: Jesus foi levado ao deserto pelo Espírito Santo, indicando que a tentação fazia parte do plano de Deus para preparar Jesus para seu ministério.
  • Tentado pelo diabo: Este versículo estabelece o contexto: Jesus enfrentaria as provocações diretas de Satanás, o adversário de Deus.

Versículo 2 "E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;"

  • Jejuado quarenta dias: O jejum de Jesus lembra o jejum de Moisés no Sinai (Êxodo 34:28) e os quarenta anos de Israel no deserto. Este período de preparação intensificou sua dependência de Deus.

Versículos 3-4 "E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus."

  • Primeira Tentação: Satanás tenta Jesus a usar seu poder divino para satisfazer uma necessidade física imediata.
  • Resposta de Jesus: Citando Deuteronômio 8:3, Jesus reafirma a primazia da Palavra de Deus sobre as necessidades físicas.

Versículos 5-7 "Então o diabo o transportou à Cidade Santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus."

  • Segunda Tentação: Satanás desafia Jesus a provar sua divindade de forma espetacular, citando erroneamente as Escrituras (Salmo 91:11-12).
  • Resposta de Jesus: Jesus responde com Deuteronômio 6:16, destacando que não devemos testar Deus.

Versículos 8-10 "Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás."

  • Terceira Tentação: Satanás oferece a Jesus poder e glória em troca de adoração.
  • Resposta de Jesus: Jesus cita Deuteronômio 6:13, afirmando a exclusividade da adoração e serviço a Deus.

Versículo 11 "Então, o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos e o serviram."

  • Resultado: Após a resistência de Jesus, Satanás se retira, e os anjos ministram a Jesus, mostrando a fidelidade e provisão de Deus.

3. Como Devemos Resistir à Tentação

Vigiar e Orar: Jesus adverte seus discípulos em Mateus 26:41 a vigiar e orar para não entrarem em tentação. A vigilância espiritual envolve estar alerta às estratégias de Satanás e às fraquezas pessoais. A oração é a comunicação contínua com Deus, buscando sua força e orientação.

Conhecimento das Escrituras: Jesus utilizou as Escrituras para combater as tentações. O conhecimento profundo da Palavra de Deus nos dá as ferramentas para identificar e resistir às mentiras de Satanás.

Dependência do Espírito Santo: Gálatas 5:16-17 nos exorta a andar no Espírito para não satisfazer os desejos da carne. A vida cheia do Espírito capacita o crente a resistir às tentações.

Conclusão

A tentação é uma parte inevitável da caminhada cristã, mas Deus nos equipa com os recursos necessários para resistir e triunfar sobre ela. Ao seguir o exemplo de Jesus, permanecendo vigilantes e orando, conhecendo e aplicando as Escrituras, e vivendo cheios do Espírito Santo, podemos enfrentar e vencer as tentações que surgem ao longo da nossa jornada.


Palavra-Chave: Tentação

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

A palavra "tentação" no Novo Testamento é traduzida do termo grego "πειρασμός" (peirasmos). Este termo possui um campo semântico que inclui "teste", "prova" e "tentação". A raiz da palavra é "πειράζω" (peirazō), que significa "testar", "experimentar", "provar" ou "tentar". Dependendo do contexto, "peirasmos" pode referir-se a:

  1. Provações e Testes: Circunstâncias permitidas por Deus para testar a fé e a obediência dos crentes.
  2. Tentações: Provações induzidas por Satanás com o objetivo de levar ao pecado.

|| Tentação em Toda a Bíblia

Antigo Testamento

  1. Gênesis 3: A primeira tentação ocorre no Jardim do Éden, onde a serpente (Satanás) tenta Eva a desobedecer a Deus, resultando na queda da humanidade.
  2. Êxodo 17:2-7: Os israelitas tentam o Senhor em Massá e Meribá ao reclamar sobre a falta de água, demonstrando falta de fé e confiança em Deus.
  3. Deuteronômio 8:2: Deus levou os israelitas pelo deserto para testá-los, para saber o que estava em seus corações e se obedeceriam aos seus mandamentos.
  4. Jó: Todo o livro é um exemplo de provação. Jó é testado em sua fidelidade e integridade, com Satanás como o instigador das aflições.

Novo Testamento

  1. Mateus 4:1-11 / Lucas 4:1-13: Jesus é tentado no deserto por Satanás. Este episódio destaca a natureza de Jesus como verdadeiro Filho de Deus e serve como modelo de resistência à tentação.
  2. Mateus 6:13 (Pai Nosso): Jesus ensina seus discípulos a orar para não serem levados à tentação, sublinhando a necessidade de depender de Deus para proteção contra o mal.
  3. Mateus 26:41: Jesus adverte seus discípulos a vigiar e orar para não caírem em tentação, reconhecendo a fraqueza da carne e a prontidão do espírito.
  4. 1 Coríntios 10:13: Paulo assegura que nenhuma tentação é insuportável e que Deus sempre fornecerá uma saída para que o crente possa suportá-la.
  5. Tiago 1:12-15: Tiago ensina que os crentes são bem-aventurados quando perseveram sob tentação, pois receberão a coroa da vida. Ele também distingue entre tentação (que vem dos próprios desejos pecaminosos) e provações enviadas por Deus.
  6. 1 Pedro 1:6-7: Pedro fala das provações que vêm para testar a fé dos crentes, comparando-as ao ouro refinado pelo fogo.
  7. 2 Pedro 2:9: Pedro afirma que o Senhor sabe livrar os piedosos das tentações e reservar os injustos para o dia do juízo.

Conclusão

A tentação é uma realidade constante na vida de um crente, conforme retratado em ambos os Testamentos da Bíblia. Desde o Jardim do Éden até os ensinos de Jesus e os escritos apostólicos, a Bíblia trata a tentação como um teste à fé e à obediência. A resposta adequada à tentação, exemplificada por Jesus, envolve dependência de Deus, oração, conhecimento e aplicação das Escrituras e vigilância espiritual. O entendimento bíblico completo da tentação inclui tanto as provações permitidas por Deus para fortalecer nossa fé quanto as tentações induzidas por Satanás para nos levar ao pecado.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Na Bíblia, o conceito de tentação é descrito por meio de três palavras principais que transmitem a ideia de teste, prova e provocação. Vamos explorar essas palavras com base em comentários bíblicos, enciclopédias e dicionários teológicos.


Palavras para Tentação

  1. Hebraico: massáh
    • Significado: "Teste", "provação"
    • Referências: Deuteronômio 4:34; 9:22; Salmo 95:8
    • Comentário: De acordo com o Theological Wordbook of the Old Testament (TWOT), "massáh" é usada para descrever os testes que Deus permite para seu povo, revelando a condição do coração humano e a fidelidade a Deus. Em Deuteronômio 4:34, a palavra refere-se aos sinais e maravilhas que Deus fez para provar seu poder e fidelidade aos israelitas. Em Salmo 95:8, adverte contra endurecer o coração como os antepassados fizeram em Massá, quando testaram Deus no deserto.
  2. Grego: peirasmós
    • Significado: "Teste", "prova"
    • Referências: Atos 20:19; 1 Coríntios 10:13; Tiago 1:

1. Conceito Bíblico de Tentação

Na Bíblia, o conceito de tentação é descrito por meio de três palavras principais que transmitem a ideia de teste, prova e provocação. Vamos explorar essas palavras com base em comentários bíblicos, enciclopédias e dicionários teológicos.


Palavras para Tentação

  1. Hebraico: massáh
    • Significado: "Teste", "provação"
    • Referências: Deuteronômio 4:34; 9:22; Salmo 95:8
    • Comentário: De acordo com o Theological Wordbook of the Old Testament (TWOT), "massáh" é usada para descrever os testes que Deus permite para seu povo, revelando a condição do coração humano e a fidelidade a Deus. Em Deuteronômio 4:34, a palavra refere-se aos sinais e maravilhas que Deus fez para provar seu poder e fidelidade aos israelitas. Em Salmo 95:8, adverte contra endurecer o coração como os antepassados fizeram em Massá, quando testaram Deus no deserto.
  2. Grego: peirasmós
    • Significado: "Teste", "prova"
    • Referências: Atos 20:19; 1 Coríntios 10:13; Tiago 1:2, 12
    • Comentário: Segundo o Exegetical Dictionary of the New Testament (EDNT), "peirasmós" denota situações em que a fé e a fidelidade de um indivíduo são testadas. Em 1 Coríntios 10:13, Paulo assegura que Deus é fiel e não permitirá que sejamos tentados além do que podemos suportar, mas também proverá uma saída. Em Tiago 1:2, 12, o termo é usado para encorajar os crentes a considerarem motivo de alegria quando passam por diversas provações, pois estas produzem perseverança.
  3. Grego: peirázō
    • Significado: "Testar", "submeter à prova"
    • Referências: João 6:6; Gálatas 6:1; Apocalipse 2:2, 10
    • Comentário: Conforme o The New International Dictionary of New Testament Theology (NIDNTT), "peirázō" refere-se à ação de testar ou tentar alguém. Em João 6:6, Jesus testa Filipe para ver como ele responderá diante da necessidade de alimentar a multidão. Em Apocalipse 2:2, Jesus elogia a igreja em Éfeso por testar aqueles que dizem ser apóstolos, mas não são. Em Apocalipse 2:10, a igreja em Esmirna é alertada sobre uma futura provação e incentivada a ser fiel até a morte.

Compreendendo a Tentação Definição Ampliada: A tentação pode ser entendida como um experimento, teste ou prova diante de uma atração para fazer o mal, visando obter prazer ou lucro. No contexto bíblico, tentação pode ser uma situação permitida por Deus para testar a fé e a obediência dos crentes, ou uma provocação de Satanás para levar ao pecado.


Comentários Bíblicos e Perspectivas Teológicas:

  1. Comentário Bíblico Moody:
    • Sobre Tiago 1:12-15: Este comentário destaca que as tentações não vêm de Deus, mas são resultado dos próprios desejos maus. Deus pode permitir provações para fortalecer a fé, mas nunca incentiva o pecado.
  2. Comentário de Matthew Henry:
    • Sobre 1 Coríntios 10:13: Henry enfatiza a fidelidade de Deus em não permitir que os crentes sejam tentados além de sua capacidade de suportar, oferecendo sempre uma saída para que possam resistir.
  3. Bíblia de Estudo NVI:
    • Sobre Deuteronômio 8:2: Esta passagem é explicada como uma referência à maneira como Deus usou os anos no deserto para testar e moldar o caráter de Israel, ensinando-lhes a confiar completamente em sua provisão.
  4. Enciclopédia Bíblica Internacional Padrão (ISBE):
    • Sobre a Tentação de Jesus (Mateus 4:1-11): Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto para ser tentado pelo diabo, o que demonstra que enfrentar a tentação é uma experiência comum mesmo para o Filho de Deus. Sua vitória sobre a tentação serve como modelo para os crentes.

Conclusão

A compreensão bíblica da tentação engloba tanto as provações permitidas por Deus para testar e fortalecer nossa fé quanto as tentações instigadas por Satanás para nos levar ao pecado. Em ambos os casos, a resposta correta envolve confiar em Deus, obedecer à sua Palavra e buscar sua ajuda em oração. Jesus, nosso exemplo supremo, demonstrou como resistir à tentação usando a Escritura e permanecendo fiel ao propósito de Deus.


2- Duas vias da tentação. De acordo com a Palavra de Deus, a tentação pode vir primeiramente do Diabo (Gn 3) e, também, de dentro do ser humano (Tg 1.14,15). Ela tem origem no Diabo quando o seu objetivo, semelhantemente ao que aconteceu com Jesus, é de desviar-nos da rota de nossa missão e propósito de vida estabelecido por Deus. Já a que nasce de dentro do ser humano tem a ver com os vícios da alma quando, no lugar de darmos primazia ao fruto do Espírito, entregamo-nos à atração, ao engodo e ao deleite da concupiscência da carne. Ambas as vias da tentação se processam na esfera humana.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

A Bíblia nos ensina que a tentação pode vir de duas fontes principais: do Diabo e do próprio ser humano. Cada uma dessas origens tem suas características e formas de operação, mas ambas visam desviar o crente do caminho de Deus.


Tentação Proveniente do Diabo

Exemplo Bíblico: Gênesis 3

  • Narrativa: A tentação inicial do ser humano no Jardim do Éden, onde a serpente (Satanás) enganou Eva, levando-a a desobedecer a Deus.
  • Objetivo do Diabo: Desviar-nos da missão e propósito estabelecidos por Deus. Satanás tentou Jesus no deserto (Mateus 4:1-11) com o objetivo de fazê-lo abandonar Seu propósito messiânico.
  • Estratégia: O Diabo usa mentiras, distorções da verdade e apelos às necessidades e desejos humanos (João 8:44, 2 Coríntios 11:3).

Comentário Bíblico Moody:

Moody destaca que o Diabo é um adversário astuto que usa táticas sofisticadas para enganar e desviar os crentes. A tentação de Jesus ilustra a importância de estar espiritualmente preparado e ancorado na Palavra de Deus para resistir às investidas do inimigo.


Enciclopédia Bíblica Internacional Padrão (ISBE):

A ISBE observa que a tentação do Diabo visa principalmente distorcer a verdade de Deus e provocar a desobediência. A resistência a esse tipo de tentação requer uma forte fé, conhecimento das Escrituras e vigilância espiritual.


Tentação Proveniente do Próprio Ser Humano

Exemplo Bíblico: Tiago 1:14-15

  • Texto: "Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte."
  • Origem: Dentro do ser humano, a tentação surge dos desejos e impulsos pecaminosos. Isso se refere às inclinações e fraquezas inerentes à natureza humana caída.
  • Vícios da Alma: Orgulho, inveja, luxúria, gula, ira, preguiça, avareza. Quando damos primazia a esses desejos em vez de ao fruto do Espírito, somos mais suscetíveis à tentação.

Comentário de John Stott em "A Mensagem de Galatas":

Stott enfatiza que a natureza humana, sem a renovação do Espírito Santo, é propensa ao pecado. Ele sugere que a transformação pela renovação da mente e a busca do fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23) são essenciais para vencer a tentação interna.


Novo Dicionário de Teologia:

Este dicionário afirma que a luta contra a tentação interna é contínua e faz parte da santificação progressiva. O crente é chamado a mortificar os desejos da carne e a viver pelo Espírito (Romanos 8:13).


Processamento da Tentação na Esfera Humana

Ambas as Vias da Tentação:

  • Combate Espiritual: Tanto as tentações provenientes do Diabo quanto as internas exigem um combate espiritual ativo. Efésios 6:11-18 descreve a "armadura de Deus" como essencial para resistir às ciladas do Diabo e às fraquezas da carne.
  • Vigilância e Oração: Jesus adverte em Mateus 26:41 para "vigiar e orar" para não cair em tentação. Isso implica uma vida de constante comunhão com Deus e uma atitude de alerta espiritual.

Estratégias para Resistir às Duas Vias da Tentação:

  1. Armazenar a Palavra de Deus no Coração: Salmo 119:11 - "Guardei a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti."
  2. Cultivar o Fruto do Espírito: Gálatas 5:22-23 - Buscar amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.
  3. Confissão e Arrependimento: 1 João 1:9 - Confessar os pecados e buscar o perdão e a purificação contínua de Deus.
  4. Comunidade de Fé: Hebreus 10:24-25 - Incentivar uns aos outros e não deixar de congregar, proporcionando apoio mútuo na luta contra a tentação.

Conclusão

A tentação é uma realidade constante na vida cristã, proveniente tanto de forças externas quanto de impulsos internos. Compreender as origens e as estratégias da tentação nos ajuda a estar melhor preparados para resistir. Através da oração, do estudo da Palavra, da comunhão com outros crentes e da dependência do Espírito Santo, podemos vencer as tentações e viver de acordo com a vontade de Deus.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

A tentação é um fenômeno inerente à condição humana, ocorrendo dentro da esfera da experiência humana e não sendo induzida por Deus. A Bíblia distingue claramente entre a provação divina, que visa o aperfeiçoamento do caráter, e a tentação, que incita ao mal.


A Natureza da Tentação

Tiago 1:13

  • Texto: "Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta."
  • Interpretação: Deus é absolutamente santo e separado do mal. Ele não tenta ninguém, pois Seu caráter é incompatível com o pecado. A tentação ao mal vem de outras fontes, não de Deus.

Comentário de William Barclay:

Barclay enfatiza que a tentação não deve ser atribuída a Deus. Ele destaca que Deus permite provações para fortalecer nossa fé, mas a incitação ao pecado vem das próprias paixões humanas.

Comentário de João - John Calvin:

Calvino reforça que, embora Deus possa permitir provações para nosso bem, Ele não é o autor da tentação. As tentações surgem da corrupção interna do ser humano e das influências malignas externas.


Provações Divinas para Aperfeiçoamento

Tiago 1:2-4

  • Texto: "Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações, sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma."
  • Interpretação: As provações têm um propósito positivo na vida do crente, produzindo maturidade espiritual e perseverança.

1 Pedro 1:7

  • Texto: "Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, honra e glória, na revelação de Jesus Cristo."
  • Interpretação: A fé é refinada e aperfeiçoada através das provações, comparada ao ouro purificado pelo fogo.

Comentário de Matthew Henry:

Henry observa que as provações enviadas por Deus visam desenvolver virtudes cristãs, como a paciência e a firmeza na fé. Ele enfatiza que essas provações, embora difíceis, têm um propósito redentor e aperfeiçoador.


Tentação e a Responsabilidade Humana

Mateus 5:28

  • Texto: "Eu, porém, vos digo que qualquer que olhar para uma mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela."
  • Interpretação: Jesus ensina que o pecado começa no coração e na mente. A responsabilidade pela tentação e pelo pecado é pessoal.

Romanos 8:6

  • Texto: "Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz."
  • Interpretação: O apóstolo Paulo contrasta a inclinação carnal com a espiritual, mostrando que ceder às paixões carnais leva à morte espiritual, enquanto viver segundo o Espírito resulta em vida e paz.

Comentário de Romanos - John Stott:

Stott destaca que os seres humanos são responsáveis por suas escolhas. Embora o Diabo possa influenciar, a decisão final de pecar é do indivíduo. A responsabilidade moral não pode ser transferida.


Resistindo à Tentação

1 Coríntios 10:13

  • Texto: "Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis, antes, com a tentação, dará também o escape, para que a possais suportar."
  • Interpretação: Deus permite que enfrentemos apenas tentações que podemos suportar e sempre provê um meio de escape. A promessa de escape nos encoraja a buscar a força divina e a sabedoria para resistir.

Comentário Evangelho de Mateus por Charles Spurgeon:

Spurgeon salienta que Deus é fiel e nunca permitirá que Seus filhos sejam tentados além de sua capacidade de resistência. Ele encoraja os crentes a confiar na providência divina e a buscar refúgio em Deus durante as tentações.


Conclusão

A tentação é um fenômeno humano que ocorre na esfera terrena. A Bíblia deixa claro que Deus não tenta ninguém ao mal, mas permite provações para fortalecer nossa fé e caráter. A responsabilidade pela tentação e pelo pecado é pessoal, e cabe a cada indivíduo resistir, confiando na força de Deus e na orientação das Escrituras. Ao compreender a natureza da tentação e as promessas de Deus, os crentes podem estar melhor preparados para enfrentar e vencer as tentações diárias.

TENTAÇÃO
“Os termos gregos e hebraicos traduzidos como ‘tentar’ e ‘tentação’ também aparecem no mau sentido de ‘induzir ao pecado’. O Diabo é acusado de ser o instigador de tais provas (Mt 4.3; 1 Ts 3.5, 6). Até mesmo na vida dos cristãos ele exerce grande pressão para o pecado (1 Co 7.5; 1 Ts 3.5; Ap 2.10). Sucumbir a tais tentações pode demonstrar que a profissão do cristão não é sincera (Lc 8.13). A tentação para pecar frequentemente se origina de pensamentos malignos e da concupiscência (Tg 1.14); provocações às quais um forte desejo por riquezas bem pode se juntar (1 Tm 6.9). Contudo, a tentação para pecar nunca vem de Deus (Tg 1.13). O cristão deve orar por libertação de todas essas tentações (Mt 6.13; Lc 11.4). A tentação, no mau sentido, também pode tomar a forma de testar o outro na esperança de expor seus pontos fracos, e usá-los contra a própria pessoa. Os inimigos de Cristo frequentemente tentaram empregar essa tática contra Ele (cf. Mt 16.1; 19.3; 22.35; Lc 20.23)” (Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.1908).

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

O relato da tentação de Jesus é encontrado em Mateus 4:1-11, Marcos 1:12-13 e Lucas 4:1-13. Após Seu batismo, Jesus foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto, onde enfrentou uma intensa batalha espiritual contra Satanás durante 40 dias. Esse período de tentação teve como objetivo desviar Jesus de Seu propósito divino, levando-O a satisfazer Seus próprios desejos e necessidades em oposição à vontade de Deus.


Comentários Bíblicos e Perspectivas Teológicas

  1. Comentário de Matthew Henry:

Henry observa que o deserto era um lugar de solidão e austeridade, simbolizando o afastamento das distrações mundanas. Jesus, sendo levado pelo Espírito, mostra que a provação faz parte do plano de Deus. As tentações específicas que Jesus enfrentou (transformar pedras em pão, pular do pináculo do templo e adorar Satanás) visavam comprometer Sua missão messiânica. Jesus resistiu a cada tentação usando a Palavra de Deus, demonstrando a importância da Escritura na batalha contra o mal.

  1. Comentário Bíblico Moody:

O Comentário Bíblico Moody destaca que a tentação de Jesus no deserto revela Sua perfeita obediência e dependência de Deus. Mesmo depois de jejuar por 40 dias e estar fisicamente enfraquecido, Jesus não cedeu às tentações de Satanás. O comentário enfatiza que Jesus foi tentado em todos os pontos como nós, mas sem pecado (Hebreus 4:15), provando ser o perfeito Cordeiro de Deus.

  1. Bíblia de Estudo NVI:

A Bíblia de Estudo NVI ressalta que cada resposta de Jesus a Satanás veio do livro de Deuteronômio, indicando que Jesus estava profundamente enraizado na Escritura. A tentação de transformar pedras em pão (Deuteronômio 8:3), pular do templo (Deuteronômio 6:16) e adorar Satanás (Deuteronômio 6:13) foram todas combatidas com a verdade bíblica. Isso mostra que o conhecimento e a aplicação da Palavra são essenciais para resistir às tentações.

  1. Enciclopédia Bíblica Internacional Padrão (ISBE):

A ISBE afirma que a tentação de Jesus foi um evento crucial na preparação para Seu ministério. Jesus, como o novo Adão, enfrentou as tentações e triunfou onde o primeiro Adão falhou. Este triunfo inicial sobre Satanás antecipa Sua vitória final na cruz e na ressurreição. A resistência de Jesus às tentações reflete Seu total compromisso com a missão redentora e Sua perfeita submissão à vontade do Pai.

  1. Dicionário Teologico do Novo Testamento (TDNT):

O TDNT explora a palavra "πειράζω" (peirazō) usada nos Evangelhos para descrever a tentação de Jesus. Este termo pode significar tanto um teste quanto uma provocação maliciosa. No contexto da tentação de Jesus, ambos os sentidos estão presentes: Satanás procura desviar Jesus de Seu caminho através de provocações, mas este evento também serve como um teste de Sua fidelidade e obediência a Deus.


Análise dos Versículos Relacionados

  • Mateus 4:1-2: "Então, Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome."
    • Comentário: A iniciativa do Espírito Santo em levar Jesus ao deserto mostra que esta provação fazia parte do plano divino. O jejum de 40 dias e noites ecoa as experiências de Moisés e Elias, destacando o aspecto de preparação espiritual intensa.
  • Mateus 4:3-4: "O tentador aproximou-se dele e disse: 'Se você é o Filho de Deus, mande que estas pedras se transformem em pães.' Jesus respondeu: 'Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.'"
    • Comentário: Satanás ataca a necessidade física imediata de Jesus. A resposta de Jesus, citando Deuteronômio 8:3, reafirma que a verdadeira vida vem da obediência à Palavra de Deus, não apenas da satisfação das necessidades físicas.
  • Mateus 4:5-7: "Então o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: 'Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra.' Jesus lhe respondeu: 'Também está escrito: Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus.'"
    • Comentário: Satanás usa a Escritura (Salmo 91:11-12) fora de contexto para tentar Jesus. Jesus responde com Deuteronômio 6:16, ensinando que não devemos testar Deus, mas confiar em Sua proteção sem exigir provas.
  • Mateus 4:8-10: "Depois o diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. E lhe disse: 'Tudo isto lhe darei, se você se prostrar e me adorar.' Jesus lhe disse: 'Retire-se, Satanás! Pois está escrito: Adore o Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto.'"
    • Comentário: A oferta de Satanás de poder e glória imediatos visa desviar Jesus do caminho da cruz. Jesus cita Deuteronômio 6:13, reafirmando a exclusividade do culto a Deus.
  • Mateus 4:11: "Então o diabo o deixou, e anjos vieram e o serviram."
    • Comentário: A resistência de Jesus leva à retirada de Satanás, e a vinda dos anjos mostra o cuidado e a provisão de Deus após a prova.

Conclusão

A provação de Jesus no deserto é um exemplo supremo de como enfrentar a tentação. Jesus nos mostra que a resposta eficaz às tentações vem da profunda dependência de Deus, da oração, do jejum e, especialmente, do uso correto da Palavra de Deus. Ele resistiu a Satanás não com demonstrações de poder, mas com a verdade das Escrituras,

demonstrando Sua total submissão à vontade de Deus. Esta narrativa ensina os crentes a enfrentar as tentações diárias com a mesma confiança e firmeza, baseando-se na Palavra e na comunhão com Deus.

Ao entender a natureza da tentação de Jesus, os crentes são encorajados a seguir Seu exemplo de fidelidade e obediência, sabendo que Deus é fiel para fornecer força e um caminho de escape em cada provação.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Durante os quarenta dias que Jesus passou no deserto, Ele enfrentou tentações que podem ser classificadas em três áreas principais: física, divina e espiritual. Essas tentações refletem diferentes aspectos da natureza humana e da missão divina de Jesus, fornecendo um modelo de resistência e fidelidade para os crentes.


Área Física: Necessidades Humanas

Mateus 4:3

  • Texto: "E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães."
  • Interpretação: Após jejuar por quarenta dias e quarenta noites, Jesus estava com fome. Satanás tentou Jesus a usar Seu poder divino para satisfazer Sua necessidade física imediata.
  • Significado: A tentação visava explorar a vulnerabilidade física de Jesus, sugerindo que Ele priorizasse suas necessidades humanas sobre a obediência a Deus.

Comentário de William Barclay:

Barclay observa que essa tentação representa o desafio de colocar as necessidades físicas acima da vontade de Deus. Jesus respondeu citando Deuteronômio 8:3, destacando que "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus." A resposta de Jesus sublinha a primazia da dependência de Deus sobre as necessidades físicas.


Área da Natureza Divina: Ostentação de Poder

Mateus 4:5-6

  • Texto: "Então o diabo o transportou à Cidade Santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra."
  • Interpretação: Satanás tentou Jesus a demonstrar publicamente Seu poder divino, citando as Escrituras fora de contexto para justificar um ato de ostentação.
  • Significado: A tentação visava incitar Jesus a provar Sua divindade de maneira espetacular, desafiando a providência de Deus de forma imprudente.

Comentário de Romanos - John Stott:

Stott aponta que essa tentação apela ao orgulho e ao desejo de reconhecimento. Jesus respondeu com Deuteronômio 6:16, "Não tentarás o Senhor teu Deus," reafirmando a necessidade de confiança humilde em Deus e rejeição de ações que procuram glorificação pessoal.


Área Espiritual: Idolatria e Poder

Mateus 4:8-9

  • Texto: "Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares."
  • Interpretação: Satanás ofereceu a Jesus um atalho para a glória e o domínio, evitando a cruz e prometendo poder terreno em troca de adoração.
  • Significado: A tentação visava desviar Jesus de Sua missão redentora, propondo um reino sem sofrimento e sacrifício, mas com a condição de idolatria.

Comentário de Matthew Henry:

Henry enfatiza que essa tentação é a mais grave, pois oferece um caminho mais fácil, evitando a cruz, mas ao custo de trair a adoração devida a Deus. Jesus respondeu com Deuteronômio 6:13, "Ao Senhor teu Deus adorarás e só a ele servirás," reafirmando Sua lealdade exclusiva a Deus.

Reflexão Teológica

Jesus enfrentou tentações que abrangem os aspectos fundamentais da experiência humana e da Sua missão divina:

  1. Física: Necessidades e desejos corporais.
  2. Divina: Provar e ostentar Seu poder divino.
  3. Espiritual: Lealdade e adoração exclusivas a Deus.

Hebreus 4:15 nos lembra que Jesus "foi tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado," enfatizando Sua capacidade de simpatizar com nossas fraquezas e servir como nosso modelo perfeito de resistência à tentação.

Aplicação Prática:

  • Dependência de Deus: Priorizar a vontade de Deus acima das necessidades físicas.
  • Humildade e Fé: Confiar em Deus sem buscar glória pessoal ou testar Seu cuidado.
  • Fidelidade Espiritual: Manter a adoração e lealdade exclusivas a Deus, rejeitando caminhos fáceis que comprometem a integridade espiritual.

Conclusão

As tentações de Jesus no deserto ilustram os diferentes tipos de desafios que os crentes enfrentam. Sua vitória sobre essas tentações nos ensina a confiar em Deus, a resistir às seduções do poder e do orgulho, e a manter nossa fidelidade espiritual. Com Sua vida e exemplo, Jesus nos capacita a vencer a tentação e a viver conforme a vontade de Deus.


3- Como Jesus venceu a tentação?
 Nosso Senhor venceu o Diabo com a Palavra de Deus. Em todas as áreas da tentação, Ele respondeu: “Está escrito”. Na primeira tentação, Ele disse: “Está escrito: nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4.4). Na segunda tentação, Ele disse: Está escrito: “Não tentarás ao Senhor teu Deus” (Mt 4.7). Na terceira tentação, Ele disse: “Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás” (Mt 4.10). Nessa batalha espiritual contra o Diabo, nosso Senhor sempre apelou para a exposição da Palavra de Deus. Isso significa que Ele via as Escrituras como autoridade suprema de fé e de prática. Assim, ao lado da oração e do jejum, conforme já estudamos, devemos vencer o Inimigo e seus ardis tentadores com a Palavra de Deus (Ef 6.11,17). Imitemos o nosso divino Mestre!

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Jesus venceu as tentações do Diabo utilizando a Palavra de Deus como sua arma principal. Em cada instância de tentação, Jesus respondeu com a expressão "Está escrito", demonstrando Sua dependência e confiança nas Escrituras como autoridade final. Este método sublinha a importância de conhecer, compreender e aplicar a Palavra de Deus em nossa vida para resistir às tentações.


Primeira Tentação: Necessidades Físicas

Mateus 4:4

  • Texto: "Mas ele respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus."
  • Interpretação: Quando Satanás sugeriu que Jesus transformasse pedras em pão para saciar Sua fome, Jesus citou Deuteronômio 8:3, lembrando que a verdadeira vida e sustento vêm de obedecer a Deus e viver de acordo com Suas palavras.
  • Comentário: Jesus reafirma que a necessidade física não deve ser satisfeita à custa da obediência a Deus. A prioridade deve ser a vontade de Deus, mesmo diante da fome e necessidade física.

Comentário de William Barclay:

Barclay salienta que Jesus escolheu confiar na provisão de Deus em vez de usar Seus poderes divinos para atender Suas necessidades físicas. Este ato de confiança absoluta no sustento divino reflete uma profunda fé e dependência de Deus.


Segunda Tentação: Ostentação de Poder

Mateus 4:7

  • Texto: "Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus."
  • Interpretação: Quando desafiado a pular do pináculo do templo para que os anjos O salvassem, Jesus citou Deuteronômio 6:16. Ele rejeitou a tentativa de manipular Deus para provar Sua divindade.
  • Comentário: Jesus rejeita a tentação de forçar a mão de Deus para demonstrar Seu poder. A fé não é testada ou provada de forma imprudente, mas exercida em confiança humilde na providência divina.

Comentário de Romanos - John Stott:

Stott explica que Jesus nos ensina a não testar Deus ao exigir sinais de Sua proteção ou intervenção. A verdadeira fé confia sem exigir provas e se submete ao plano soberano de Deus.


Terceira Tentação: Adoração e Poder

Mateus 4:10

  • Texto: "Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele servirás."
  • Interpretação: Satanás ofereceu todos os reinos do mundo em troca de adoração. Jesus citou Deuteronômio 6:13, afirmando a adoração exclusiva a Deus.
  • Comentário: Jesus rejeita a idolatria e o caminho fácil para o poder. Ele reafirma que a adoração e o serviço são devidos exclusivamente a Deus.

Comentário de Matthew Henry:

Henry destaca que a resposta de Jesus sublinha a fidelidade inabalável a Deus, mesmo quando oferecido o poder e a glória do mundo. A verdadeira adoração implica uma rejeição total de qualquer forma de idolatria.


A Palavra de Deus como Arma Espiritual

Efésios 6:11,17

  • Texto: "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo... Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus."
  • Interpretação: A Palavra de Deus é descrita como a "espada do Espírito," a arma defensiva e ofensiva para o cristão. Usar as Escrituras eficazmente requer conhecimento e aplicação prática.
  • Comentário: A eficácia da Palavra de Deus como arma contra as tentações é demonstrada pelo uso constante de Jesus durante Suas provações no deserto. A Palavra de Deus é viva, eficaz e capaz de discernir pensamentos e intenções do coração (Hebreus 4:12).

Comentário Evangelho de Mateus por Charles Spurgeon:

Spurgeon enfatiza a necessidade de encher a mente e o coração com a Palavra de Deus para estar preparado para as tentações. Ele encoraja os crentes a memorizar e meditar nas Escrituras para que possam usar a Palavra com autoridade e poder no momento da tentação.


Conclusão

Jesus venceu a tentação utilizando a Palavra de Deus, demonstrando a supremacia das Escrituras como fonte de autoridade e direção. Este exemplo nos ensina que, junto com a oração e o jejum, a Palavra de Deus é essencial para resistir ao Diabo e suas ciladas. Devemos seguir o exemplo de nosso divino Mestre, estudando, memorizando e aplicando as Escrituras em nossas vidas diárias para vencer as tentações e permanecer firmes na fé.

A Tentação de Jesus
“Jesus, além de citar a Escritura, dirigiu-se ao Diabo diretamente. Em geral, Ele evitava diálogo com poderes demoníacos e os proibia de falar, mas aqui Ele ordenou que o Diabo saísse. A prática de Jesus está em contraste total com a prática popular de arengas longas com o Diabo no contexto da oração. O fato de Jesus sofrer essas tentações é parte de sua identificação última com a humanidade. Ele se tornou ser humano. Ele ficou adulto e entrou nas águas purificadoras de nosso batismo, embora não tivesse pecado. […] Ele sofreu tentações; suportar e não se entregar causam angústia e dor. Ele não precisava ter uma ‘natureza pecadora’ para ser tentado e suportar a dor da declaração: ‘Não” (Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento Mateus-Atos. Vol. 1. Rio de Janeiro: CPAD, 2003, pp. 31, 32).

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Embora a prática das disciplinas espirituais como a oração, o jejum e a leitura da Palavra de Deus seja essencial, elas não eliminam a presença das tentações. O Inimigo, Satanás, constantemente busca maneiras de nos desviar. Vivemos em uma cultura pós-moderna que promove o relativismo e tenta nos conformar aos costumes mundanos, um desafio que os crentes devem enfrentar com vigilância e fidelidade.


Comentários Bíblicos e Perspectivas Teológicas

  1. Comentário de Matthew Henry sobre Romanos 12:2:

Matthew Henry explica que "não vos conformeis com este mundo" significa que os crentes devem evitar moldar suas vidas e comportamentos pelos padrões do mundo. Em vez disso, devem ser transformados pela renovação da mente, permitindo que o Espírito Santo os guie e fortaleça. A resistência à tentação começa com uma mente renovada e uma vida dedicada a Deus.

  1. Comentário Bíblico Moody:

O Comentário Bíblico Moody enfatiza que, embora todos sejamos tentados, a vitória sobre a tentação é possível por meio da dependência de Deus. A transformação mencionada em Romanos 12:2 envolve uma mudança de mentalidade que se reflete em ações que agradam a Deus, em oposição aos padrões do mundo. Este processo contínuo de renovação nos capacita a discernir e resistir às tentações diárias.

  1. Enciclopédia Bíblica Internacional Padrão (ISBE):

A ISBE aborda a tentação como uma experiência universal, citando exemplos bíblicos desde Adão e Eva até Jesus. A resistência à tentação é vista como uma parte essencial da vida cristã. A enciclopédia destaca a importância de estar constantemente vigilante e de buscar força na comunhão com Deus e na aplicação das Escrituras.

  1. Dicionário Teologico do Novo Testamento (TDNT):

O NIDNTT explora o conceito de tentação no contexto do Novo Testamento, destacando que a palavra "peirasmos" não apenas se refere a testes e provações, mas também inclui a ideia de uma batalha espiritual. A resistência à tentação, conforme descrito no Novo Testamento, envolve uma luta ativa contra o mal, sustentada pela fé e pela Palavra de Deus.


Romanos 12:2 - Não vos conformeis com este mundo

Texto Bíblico: "Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2)

Análise e Comentário:

Este versículo chave destaca a necessidade de não se conformar com os padrões do mundo, que são frequentemente contrários aos valores do Reino de Deus. A transformação pela renovação da mente é essencial para discernir e resistir às tentações. A mente renovada é aquela que está continuamente alimentada pela Palavra de Deus e pelo Espírito Santo.


Comentário de John Stott em "Romanos":

Stott sublinha que a transformação pela renovação da mente é um processo contínuo que envolve a entrega diária a Deus e a conformidade à Sua vontade. Ele argumenta que esta renovação nos capacita a resistir à pressão do mundo e a viver de maneira que agrada a Deus.


Estratégias Bíblicas para Resistir à Tentação

  1. Oração e Dependência de Deus:
    • Mateus 6:13: "E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal." Jesus nos ensinou a orar pedindo a ajuda de Deus para resistir à tentação, reconhecendo nossa dependência dEle.
  2. Uso da Palavra de Deus:
    • Salmo 119:11: "Guardei a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti." A Palavra de Deus é uma ferramenta poderosa para combater a tentação.
  3. Comunhão com Outros Crentes:
    • Hebreus 10:24-25: "E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele dia." A comunhão e o encorajamento mútuo são essenciais na luta contra a tentação.
  4. Vigilância Espiritual:
    • 1 Pedro 5:8: "Sede sóbrios, vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar." A vigilância espiritual nos ajuda a estar alertas contra as ciladas do diabo.

Conclusão

Todos somos tentados, mas as Escrituras nos fornecem estratégias para resistir. Vivendo em uma cultura que promove o relativismo, devemos nos manter firmes na Palavra de Deus e nas disciplinas espirituais. A transformação pela renovação da mente, conforme Romanos 12:2, é essencial para discernir e resistir às tentações. Ao seguir o exemplo de Cristo e confiar na força de Deus, podemos vencer as tentações que enfrentamos diariamente.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

A resistência à tentação é uma luta contínua que cada crente enfrenta. A famosa frase do reformador Martinho Lutero: “Você não pode impedir que os pássaros voem sobre sua cabeça, mas pode impedir que eles se instalem com seus ninhos!” ilustra perfeitamente a inevitabilidade das tentações, mas também a nossa capacidade de resistir a elas. Embora não seja um versículo bíblico, esta frase reflete princípios encontrados na Bíblia, mostrando que, embora não possamos impedir que a tentação apareça, podemos evitar que ela nos domine.


Exemplos Bíblicos de Resistência

José e a Mulher de Potifar (Gênesis 39:12)

  • Texto: "Ela o pegou pelo manto e insistiu: 'Venha, deite-se comigo!' Mas ele deixou o manto na mão dela, saiu correndo da casa."
  • Interpretação: José fugiu fisicamente da situação de tentação. Ele não parou para negociar ou pensar, mas agiu rapidamente para escapar do pecado.
  • Significado: Este ato de fuga demonstra a sabedoria e a determinação de José em evitar a tentação, preservando sua integridade e fidelidade a Deus.

Comentário de Matthew Henry:

Henry observa que a fuga de José foi um ato de prudência e coragem. Ele resistiu ao mal, não apenas evitando o pecado, mas também a aparência do mal. Henry enfatiza que, em situações de tentação, a melhor estratégia muitas vezes é a retirada rápida e decisiva.


Jó e a Rejeição ao Mal (Jó 1:1)

  • Texto: "Havia um homem na terra de Uz cujo nome era Jó; este era homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal."
  • Interpretação: Jó é descrito como alguém que ativamente se desviava do mal. Sua vida era caracterizada por uma vigilância constante contra o pecado.
  • Significado: A atitude de Jó de evitar o mal proativamente serve como um exemplo de uma vida dedicada à santidade e à obediência a Deus.

Comentário NT de John Wesley:

Wesley destaca a importância de se desviar do mal, sugerindo que evitar situações e influências que possam levar ao pecado é essencial para uma vida piedosa. Ele argumenta que a santidade requer uma decisão contínua de se afastar de tudo que possa comprometer nossa integridade espiritual.


A Estratégia da Fuga

2 Timóteo 2:22 (NVT)

  • Texto: "Fuja de tudo que estimule as paixões da juventude. Em vez disso, busque a justiça, a fé, o amor e a paz, junto com aqueles que invocam o Senhor com um coração puro."
  • Interpretação: Paulo aconselha Timóteo a fugir das paixões da juventude, enfatizando a importância de evitar situações que possam levar ao pecado.
  • Significado: A estratégia de Paulo para resistir à tentação envolve tanto a fuga ativa de situações perigosas quanto a busca de virtudes positivas e a comunhão com outros crentes.

Comentário Evangelho de Mateus por Charles Spurgeon:

Spurgeon enfatiza que fugir das tentações não é um ato de covardia, mas de sabedoria e força. Ele argumenta que reconhecer nossas fraquezas e tomar medidas para evitar a tentação é um sinal de maturidade espiritual. Spurgeon também destaca a importância de buscar a companhia de outros crentes para encorajamento e suporte.


Aplicações Práticas

  1. Reconheça as Fontes de Tentação:
    • Identifique situações, ambientes e relacionamentos que podem levar à tentação. Esteja vigilante e evite conscientemente esses contextos.
  2. Aja Decisivamente:
    • Quando confrontado com a tentação, tome medidas imediatas para se afastar. Não negocie com o pecado; fuja como José.
  3. Busque Virtudes Positivas:
    • Em vez de focar apenas em evitar o mal, busque ativamente a justiça, a fé, o amor e a paz. Envolva-se em atividades e relacionamentos que promovam crescimento espiritual.
  4. Cultive Comunhão com Outros Crentes:
    • Acompanhe-se de pessoas que invocam o Senhor com um coração puro. A comunidade cristã oferece suporte, responsabilidade e encorajamento.
  5. Confie no Espírito Santo:
    • Dependa do poder do Espírito Santo para resistir à tentação. A oração, o estudo da Bíblia e a comunhão com Deus fortalecem a capacidade de resistir ao pecado.

Conclusão

A tentação é uma realidade inevitável na vida cristã, mas não precisamos sucumbir a ela. Seguindo o exemplo de José e a instrução de Paulo, podemos tomar medidas práticas para evitar situações de tentação e buscar a santidade. Com a ajuda do Espírito Santo e o suporte da comunidade cristã, podemos resistir às tentações e viver vidas que honram a Deus.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

No curso da vida cristã, todos estamos suscetíveis a ceder à tentação, o que pode levar à ruptura da nossa comunhão com Deus. No entanto, a Bíblia nos oferece um caminho de cura e restauração: a confissão de pecados, o arrependimento genuíno e o quebrantamento espiritual. Estes passos são essenciais para restabelecer nosso relacionamento com Deus.


A Importância da Confissão e do Arrependimento

Provérbios 28:13

  • Texto: "Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia."
  • Interpretação: Esconder os pecados impede o progresso espiritual e a bênção de Deus. A confissão e o abandono dos pecados são fundamentais para receber a misericórdia e o perdão de Deus.
  • Significado: A confissão sincera e o arrependimento são os meios pelos quais restauramos nossa comunhão com Deus. Eles nos libertam do peso do pecado e nos permitem experimentar a graça e o perdão divino.

Comentário de Matthew Henry:

Henry enfatiza que a confissão de pecados deve ser acompanhada de um verdadeiro arrependimento. Ele observa que a prosperidade espiritual e a paz interior são concedidas àqueles que, em humildade e sinceridade, confessam suas falhas a Deus e se afastam delas.


Exemplos Bíblicos de Arrependimento

O Rei Davi (Salmo 51)

  • Texto: "Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável... Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás."
  • Interpretação: Após seu pecado com Bate-Seba, Davi confessa seu pecado com profundo arrependimento, pedindo a Deus para purificá-lo e renovar seu espírito.
  • Significado: Davi demonstra que o arrependimento genuíno envolve um coração contrito e quebrantado. Ele nos ensina que a restauração é possível quando nos voltamos para Deus com sinceridade e humildade.

Comentário de Salmos versículo por versículo por Charles Spurgeon:

Spurgeon observa que o Salmo 51 é um modelo de arrependimento profundo e sincero. Ele destaca a importância de um coração quebrantado como a verdadeira oferta a Deus, mais valiosa do que qualquer sacrifício ritual.


O Filho Pródigo (Lucas 15:11-32)

  • Texto: "Levantarei e irei ter com meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti... E, levantando-se, foi para seu pai."
  • Interpretação: O filho pródigo reconhece seu pecado e decide retornar ao pai, confessando sua transgressão. O pai o recebe com compaixão e celebra seu retorno.
  • Significado: Esta parábola ilustra a misericórdia de Deus e Sua prontidão para perdoar aqueles que se arrependem sinceramente e retornam a Ele.

Comentário Bíblico de John MacArthur:

MacArthur destaca a compaixão do pai como uma representação do amor de Deus por Seus filhos arrependidos. Ele enfatiza que o arrependimento genuíno envolve uma mudança de direção e uma volta para Deus, resultando em restauração e celebração.


Passos Práticos para o Arrependimento

  1. Reconhecimento do Pecado:
    • Reconheça e admita os pecados sem tentar justificá-los ou culpar outros. A honestidade perante Deus é o primeiro passo para a cura.
  2. Confissão a Deus:
    • Confesse os pecados a Deus em oração, reconhecendo a necessidade de Sua misericórdia e perdão (1 João 1:9).
  3. Arrependimento Genuíno:
    • Arrependa-se de coração, o que implica uma mudança de mente e de comportamento. Decida abandonar o pecado e buscar uma vida de obediência a Deus.
  4. Busque a Restauração:
    • Permita que Deus restaure seu coração e sua vida. Isso pode envolver a busca de aconselhamento espiritual e a renovação do compromisso com os princípios bíblicos.
  5. Viva em Comunhão:
    • Mantenha-se em comunhão com outros crentes para apoio, encorajamento e responsabilidade (Tiago 5:16).

Conclusão

Arrepender-se é essencial para restaurar nossa comunhão com Deus quando caímos em tentação. A Bíblia nos chama a confessar nossos pecados, arrepender-nos genuinamente e buscar o perdão e a restauração que Deus oferece. Ao seguir estes passos, podemos experimentar a cura e a renovação espiritual, vivendo uma vida que honra a Deus.

COMENTÁRIO EXTRA

Comentário de Hubner Braz

Semelhante ao Senhor Jesus, que foi tentado em tudo, mas não pecou (Hebreus 2:18; 4:15), nós também podemos resistir à tentação. Ele nos deixou um exemplo perfeito de como enfrentar as provações e sair vitoriosos. Através da oração, do jejum, e do uso da Palavra de Deus, podemos evitar ser seduzidos pelas tentações que encontramos em nossa caminhada.


Ao resistir à tentação e buscar viver em santidade, desfrutamos de uma vida mais plena e íntima com Deus. A resistência à tentação não é apenas uma demonstração de força espiritual, mas também um caminho que leva à recompensa eterna. Tiago 1:12 nos assegura que aqueles que perseveram na tentação receberão a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam.


Portanto, sejamos diligentes em nossa vigilância espiritual, buscando constantemente o fortalecimento do Espírito Santo e o suporte da comunidade cristã. Com essas ferramentas, podemos seguir firmes, não sucumbindo às tentações e avançando em nossa jornada de fé.


SAIBA TUDO SOBRE A ESCOLA DOMINICAL:

📩 Receba rápido a sua revista em PDF ou adquira o acesso Vip | Saiba mais pelo Zap. 

ADQUIRA O ACESSO VIP 👆👆👆👆👆👆 Entre em contato.


Os conteúdos tem lhe abençoado? Nos abençoe também com Uma Oferta Voluntária de qualquer valor pelo PIX: E-MAIL pecadorconfesso@hotmail.com – ou, PIX:TEL (15)99798-4063 Seja Um Parceiro Desta Obra. “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. Lucas 6:38

Clique aqui para Download das:

COMMENTS

BLOGGER: 3
  1. Boa Noite meu Nobre o que eu tenho que fazer para receber essas aulas no meu email

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz nobre, está disponível em PDF os subsídios + slides + bônus no acesso Vip, temos dois, acesso vip classe (no caso escolha adultos) e acesso vip total (todas as classes)

      Excluir
  2. Caso tenha mais dúvidas entre em contato pelo WhatsApp nesse número (11)97828-5171

    ResponderExcluir

Sobre o Autor:
Ev. Hubner BrazÉ escritor, professor, blogueiro, pastor. Vivendo para o Reino de Deus. Trabalhando incansavelmente para deixar o blog sempre atualizado abençoando e evangelizando as vidas que acessam este espaço de aprendizado cristão. Criador do projeto Pecador Confesso e tem se destacado em palestras e cursos para jovens, casais, obreiros e missões urbanas | (Tecnologia WordPress).

Nos abençoe pelo PiX pecadorconfesso@hotmail.com

A Contribuição financiará os Projetos: • Mais Ferramentas para o Site. • Melhorar visual. • Manter o Site ativo e funcionando. • Ajudar nas compras de cestas básicas • Fazer parte das Missões Urbanas. • Distribuir Bíblias Grátis. • Discipular Novos Convertidos. • Adicionar Slides e Books em PDF. • Trazer mais Conteúdos para ajudar a ministrar as aulas. ••••Contribua pelo PiX•••• ||pecadorconfesso@hotmail.com || •• ou pix: •• (15) 99798-4063 (WhatsApp)

NOVOS COMENTÁRIOS$type=list-tab$com=0$c=4$src=recent-comments

Nome

#desafio42dias,6,1° Trimestre de 2020,2,10 Coisas,14,10 Sites,3,1º Trimestre,121,1º Trimestre 2018,1,2023,1,2024,19,2º Trimestr,1,2º Trimestre,154,36 Dias De Pureza Sexual,37,3º Trimestre,104,4° TRIMESTRE 2018,1,4º TRIMESTRE,195,A igreja local e missões,28,A Intervenção de Cercília,1,A Mensagem,1,A multiforme sabedoria de Deus,3,A Raça Humana,12,A volta do homem sem rosto,1,Abençoa,6,Abençoadas,6,Abominações,1,Abraão,6,Absalão. EBD,6,Abuso Sexual,5,Acabe,1,Ação de Graça,6,Acazias,1,Acepção,1,Achados,2,AD em BH,2,Adão,16,Adolescente,88,Adolescentes,31,adolescer+,8,Adoração,9,Adulto,145,Aflição,2,Ageu,3,Agonia,1,Agostinho,2,Air,1,Ajuda,2,Ajuda do Alto,3,Ajudando Vítimas das Chuvas,1,ajudar,1,Alcoólica,1,alegria,2,Ali,1,Aline Barros,1,Alisson,1,Alma,11,Alto,2,Amar,14,Amasiado,2,Amém,1,Amigo,7,Amizade,14,Amnon e Tamar,2,Amor,58,Amor de irmãos,4,Amor Perdido,8,Amor Proibido,10,Amós,1,amostra grátis,2,Ana,4,Ananias,2,Andreza Urach,1,Anfetamina,1,Angelologia,2,Angular,1,Aniquilacionismo,1,Anjo de Luz,2,Anjos,4,Anonimo,1,Anrão,1,AntiCristo,3,Antiga,1,Antigo Testamento,6,Ao Vivo,2,Apaixonado,1,Aparece,1,Aplicativo,1,Apocalipse,24,Apologia,12,Apostasia,2,Apostolo,24,Apóstolo dos pés sangrentos,1,apóstolo Paulo,42,Apóstolos,3,App,2,Apple Store,1,apreço imenso,1,Aprendendo,3,aprender,1,APRENDER+,1,Aprendizagem,1,Aprovação,1,aprovado,1,aquecimento,1,Arca da Aliança,3,Arqueologia,2,Arrebatamento,12,Arrebatar,2,Arrependimento,11,Artesão,1,Artista,1,As 95 Teses,1,As Bases do Casamento Cristão,14,As Bodas do Cordeiro,2,Asera,1,Aserá,1,Aspectos,1,Assalto,1,Assassinato,2,Assedio,1,Assembleia de Deus,5,Assista,1,Assista ao trailer oficial do projeto divulgado pela Hillsong.,1,ASSISTIR,1,Assustar,1,Astecas,1,Atacante,1,Atalaia,2,Ataque,3,Ataques,3,Ateísmo,3,Atenção,1,Atender,1,Atentado,1,Ateu,3,Atitude,1,Atitudes,1,Atitute,1,Atividade,1,Atos,16,Atributos,17,atriz,1,Audio Book,4,Auto Escola,1,autoajuda,2,Autoridade,1,Avareza do Amor,1,Avenida Brasil,1,Aviso da Anatel foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta. Mudança começa no dia 29 de julho; haverá um período de adaptação. App's para iphone.,1,Avivado,8,Avivamento,13,Avó,1,Baal,1,Babel,13,bailarina,1,Baixar,38,Balaão,9,Balada Gospel,1,Balzac,1,Banalização,1,Bangu,1,banner,1,Barack Obama,2,Barato,1,Barnabé,2,Base Bíblica,45,Batalha Espirítual,38,Batismo,17,Batismo nas Águas,4,Batista,2,Batom Vermelho,1,Baxterismo,1,BBB,1,Beber,1,Bebês,1,Beijo na Bíblia,1,Beijo Perfeito,3,Bençãos,6,Benhour Lopes,1,Berçário,5,Bernhard Johnson Jr,1,best-seller,5,Bestas,1,Betânia,1,BETEL,161,Betel Adulto,96,Betel Jovem,40,Bíblia,84,Bíblia Diz,22,Bíblias,7,Bíblica,28,biblicas,4,Bíblico,5,Bíblicos,4,Bibliologia,2,Bienal do Livro,10,Bigamia,1,Bilhete,1,Biografia,6,Bispa,1,bissexual,1,BléiaCamp,1,Blíblica,1,BLOG,7,BlogNovela,20,Boaz,2,Bob Marley,1,Boletim,2,Bolsonaro,1,Bom,6,bom-humor,6,Bombom,1,Bondade,2,Bons Sonhos,4,Borboleta,1,Brasil,2,Brasília,1,Brenda Danese,1,Brennan Manning,2,Briga,1,Brincadeira,1,Brother Bíblia,10,Budismo,1,Bullying,1,Busca,9,C. S. Lewis,1,Cadelabro,1,Café da Manhã,1,Calendário,1,Cam,1,Caminho,18,Caminhoneiro,1,Camisa,1,Camisetaria,1,Camisetas,1,Campanha,10,Canaã,1,canal,1,Canção,2,cançasso,1,Cancêr,1,Candidato,2,Cansei,1,canseira,1,Cantada,3,Cantar do Galo,1,cantares de salomão,14,Cantor,2,Cantora,1,Cantora Jayane,1,Cantores,3,capa,1,capacitação,1,Capítulo 1,1,capítulo 10,1,Capítulo 2,1,capítulo 3,1,capítulo 4,1,capítulo 5,1,capítulo 6,1,capítulo 7,1,capítulo 8,1,capítulo 9,1,Caráter,7,cardapio,1,Carência,4,Carismático,7,Carne,2,carreira,1,Carta,18,Carta de Amor,14,Cartas,5,Cartaz,5,Casa,15,Casa Branca,4,Casamento,19,Casamento Misto,6,Catarina Migliorini,1,Cativeiro,3,Cautela,1,CD,1,CDHM,1,Central Gospel,28,Centurião,1,Cerebral,1,Certificados,1,Cessacionismo,1,Cesto,1,CETADEB,1,Céu,12,Céus,9,CGADB,3,Chama,1,Chamada,1,Chamado,2,Champions League,1,Charges,8,Charles Darwin,1,Chegando,1,Cheios,1,CHIPRE,1,Chuva,1,Ciência,7,ciência de dados,1,Ciência vs Bíblia,10,Cinco,2,Cinco momentos mais felizes da minha vida - Série Confissões,1,Circuncisão,3,Ciro Sanches Zibordi,3,Ciúme,3,Civilização,1,Clara Tannure,1,classificação,1,Cláudia,1,Cleycianne Ferreira,11,Clipe Oficial HD,2,Coach,2,Código,1,Cólera,1,Colesterol,1,Colorida,1,com Pedro Bial,1,Combater,4,Comentários,5,Comer,1,Comer Rezar Amar,1,comigo,1,como instalar e usar,3,Como ser um missionário,12,Compartilhe,2,Completo,2,Comportamento,6,Compreender,1,comunhão,7,Comunidade Cidade de Refúgio,1,Concerto,1,Concubinas,1,Concurso Cultural,2,Condição,1,Conectar,6,Confecção,1,Conferência,2,Confession,1,Confirmando,2,Confissões,91,Confrito,3,Congresso,12,Conhecendo,16,Conhecer,4,CONHECER+,1,Conhecereis a verdade,1,Conhecimento,1,Conquista,7,Conquistas,6,Conselhos,14,Consequências,1,Conservador,1,Contra,1,Contra Mão do Mundo.,2,Contraria,1,Conversão,6,Copa America,1,Copimismo,1,Coração,6,Coragem,1,Coreografia,1,Cores,1,Coríntios,6,Corona Vírus,1,Corpo,7,Correios,1,Cortinas,1,Covid-19,1,Coxo,1,CPAD,501,CPAD Adolescentes,71,CPAD Jovem,126,Crack,1,Cracolândia,3,Crente,9,crescimento,4,Creta,1,Criação,24,Cristã,14,Cristão,29,Cristianismo,3,Cristo,38,Cronograma da Bíblia,4,Cronologia,1,Crucificação,8,Cruz,11,Ctrl C + Ctrl V,1,Cuidado,2,Cuide do Coração,5,Culto,17,Culto da Virada de Ano Novo,6,Culto dos Príncipes e das Princesas são destaque no Fantástico,4,Cultura,1,Cura,10,Curado,2,Curso,5,Cuxe,1,D. A. Carson,1,Dalila,1,Dança,1,Daniel,9,Daniel Berg,1,Daniela Mercury,1,Danilo Gentili,1,Dave Hunt,1,Davi,22,Davi e Bate-Seba,9,Davi e Jônatas,9,Davi e Mical,7,de apenas três anos pode ser transferida para SP,1,debate,1,Débora,2,Decisão,1,declaração,6,dedicação,1,deep learning,1,Degeneração,1,Deidade,1,Delírios,1,demissão,2,demônio,12,Demônios,14,Denominação,1,Dentro,1,Denúncias,5,Depressão,2,Deputado Federal,1,derrotando,1,Derrubar,1,Desabamento,1,Desafiando,10,Desafio,10,Desafio Insano,7,Desafio4x4,3,Desapaixonar,3,Descobertas,2,Desculpas,1,Desejo,2,Desenho Bíblico,8,Deserto,17,Desigrejados,3,Despedida,1,Despertamento,1,Destinatários,1,Desunião,1,Deus,106,Deus é Amor,25,Deus está Morto,3,Deus Negro,1,Deus quer te usar,1,deuses falsos,12,Deuteronômio,1,Devaneios,3,Devocional,93,Dez Mandamentos,1,Dez passos,6,Dia,1,Dia da Independência do Brasil,1,Dia de Missões,28,Dia do Evangelista,2,Dia dos Namorados,18,Dia dos Pais,9,Diabetes,1,Diabo,3,Diáconos,12,Diante do Trono,3,Diante do Trono; Lagoinha Solidária,1,Diário,3,Dias,2,Dicas,12,Dicionário,3,Diferente,1,Diferentes,1,Dilma,1,Dilma fala Contra o Aborto,1,Dinâmica,10,Dinheiro,8,Discernimento,2,Discipulado,32,Discipulos,32,Discípulos,34,discussão,1,Distância,1,Diva do Senhor,1,Divina,4,Divino,4,divórcio,3,Dízimos,11,Doação,4,Doação de Bebê,2,Dobrada,1,Doença,4,doença física,7,Dom,9,Domingo Espetacular,1,Dominical,29,Dons de Curas,17,Dons de Maravilhas,20,Dores,1,Doutrina,30,Doutrinas Fundamentais,41,Download,87,Download Livros e E-books,150,Doze,1,Drink de Baygon,1,Drogas,2,Drogas Alucinógenas,2,Drogas Estimulantes,1,DST,1,Duas,1,Duelo,1,e usa nos Smartphones,1,E-Book,38,EBD,755,EBF,1,Eclesiastes,15,ecológico,1,Ecumenismo,1,Éden,8,Edificados,1,Edir Macedo,2,Editar Foto,1,editora crista evangelica,1,Educação,1,Efatá,1,Efésios,3,Egito,6,Elcana,3,Ele,1,Eleição,6,Eleita,1,Eli,2,Elias,11,Eliasibe,1,Eliseu,2,Elizabeth Gilbert,1,Elizeu,4,Ellan Miranda,6,Elogios,1,emagrecer,1,Email,2,empresa,2,Empresa.,1,Encerramento,1,Enchente,1,Enciclopédia,1,Encontrar,1,Encontro,11,Encorajamento,4,Eneias,1,ENFRAQUECIMENTO DA IDENTIDADE PENTECOSTAL,1,Enquete,1,Ensaio Sensual,1,Ensina,1,Ensinar,4,Ensino,4,Ensinos,2,Entendendo,1,entender Deus,3,Entrevista,5,Envia,1,Envio,1,Epidemiologia,1,Epístolas,20,Época de Cristo,3,Esaú,3,Esboço Pregação,5,Escala de Professores da EBD,4,Escape,1,Escatologia,40,Escavação,1,Escola,34,Escola Bíblica Dominical,950,Escola Dominical,88,Escolha,5,Escravo,1,Escritor,1,Escrituras,4,Esdras,2,Espaço,2,esperança,6,esperança. razão,1,Espinhas no rosto,1,espinho na carne,2,Espírito,28,Espírito Santo,42,Espirituais,4,Espiritual,14,Espiritualidade,4,Estado de São Paulo,2,Ester,1,Estevão,2,Estrangeiro,1,Estranho,1,Estratagema de Deus,1,Estrutura,1,Estuda,2,Estudo Bíblico,230,Estudos Bíblicos,526,Estupro,1,Eterna,4,Eternidade,5,Eterno,3,Ética,2,Eu,1,Eu ainda te amo,1,Eufrates,1,Eva,15,evangelho,20,EVANGÉLICA,5,Evangelico,1,Evangélicos,2,Evangelismo,3,Evento,2,Evidências,1,evolução,1,ex-atriz pornô,2,Ex-BBB,1,executado,1,exegese bíblica,2,Exemplar,2,Exemplo de Tensorflow,1,Exemplos,1,exílio,3,Êxodo,2,Experiência de vida,26,Expositiva,2,Expressando,1,Extra,50,Exupéry,1,Ezequias,1,Ezequiel,4,F.F Bruce,1,Facada,1,Face de Deus,1,Facebook,1,fala,7,Falecimento,1,Falsos,13,Falta,1,familia,52,Família,51,Fat Family,2,Fazer,1,Fazer Ligação Gratuita com o App Viber é bem melhor que o Skyper,1,Fé,22,Feirinha,1,Felipe,1,Feminina,7,feminista,7,Férias,2,Ferramentas para Blogger/Twitter/Facebook,12,Festa Junina,3,Festividade,4,Ficar,1,Fidelidade,7,Fiel,4,Filha,6,Filho de Deus,9,Filho do Homem,6,Filho Pródigo,5,Filhos,17,Filipenses,1,Filisteu,1,Filme,3,Filmes,1,Fim,2,Fim de Relacionamento,7,Fim do Mundo,14,Fina Estampa,1,Final,1,Finanças,3,Firme,5,firmeza,2,Firmino,1,Fletar,1,Fogo,1,Fora,1,Forma,1,Formação,1,François Mauriac,1,Frase,5,Frases Sobre Amor,2,Frases Sobre Deus.,1,Free The Nipple,1,Friedrich Engels,1,Frutifica,6,Fundamentalismo,1,Fundamentos,1,Fúnebre,1,funk,1,futuro,1,G-JJHNKFDSCM,7,gadareno,1,Gálatas,1,Galaxy,1,Galileu,1,Galo,1,Game Of Crentes,7,Ganhe Um Livro,21,gastando pouco,1,Gay,8,Gênesis,20,Gênesis.,8,genro,1,Gentios,1,Geografia,1,Geográfica,1,Geração,2,Gestos,1,Getsemani,1,Gideões,16,Gideões Missionários da Última Hora,20,Gigante,3,Gilberto Carvalho,1,Gileade,1,Gilgal,1,Giom,1,GLBS,2,global,1,Globalismo,1,Globo,1,Glória,7,Gloriosa,1,GLOSSÁRIO,2,Glossolalia,1,Glutonaria,1,GMUH,13,Gogue,2,Goleiro,1,Golpe,1,Gômer,1,Gospel,6,Governo,4,Graça,5,Grande,5,Grande Tribulação,4,Grátis,3,Greta,1,Greve,1,grevista,1,grupos religiosos,1,Guardar,1,Guarde o Coração,3,guerra,6,Guia,2,Habacuque,4,Halloween,1,Haxixe,1,Hebraica,2,Hebreus,7,Hedonismo,4,Helena Tannure,1,Hematidrose,1,Herdeiros,1,Heresia,22,Hermenêutica,3,Hernandes,3,Hilquias,1,Hinduísmo,1,hipócrita,1,Hissopo,1,História,8,Historia Real,1,Holística,1,Holocausto,1,Homem,9,Homenagem,1,Homens,3,Homilética,3,Homofobia,15,homosexualismo,12,Homossexual,9,Honestas,1,Hóquei no Gelo,1,Hora,1,Horebe,1,Hubner Braz,23,Hulda,3,Humana,4,Humanas,1,Humanidade,2,Humano,12,Humanos,2,Humildade,2,Humor,11,I.E.Q,1,I.M.P.D.,1,Icabô,1,Identidade,2,Ideologia,1,idioma,1,Ídolos,3,Igreja,42,Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias,1,Igreja Bola de Neve,1,Igreja Local,5,Igreja Mundial do Poder de Deus,3,Igreja Universal Do Reino de Deus,3,Ilha de Patmos,1,Iluminação,1,ilustração bíblica,9,Imanência,1,imersos,1,Imoral,1,Imoralidade,1,ímpio,1,Importa,1,Impostor,1,Impresso Normal,1,Impressora,1,Imutabilidade,2,Incas.,1,indenização,1,Individual,1,indústria,1,Inerrancia,1,Infantil,54,Inferno,6,infiéis,1,inglês,1,Inicio,1,Início,1,inimigo,2,injustiça,1,Insano,2,Insegurança,1,Inspiração,1,Instituição,1,Instrução,3,Integral,1,inteligência artificial,1,Intercessão,1,Internação,1,Internacional,1,Interpletação,2,interpretação,1,intertestamentários,1,Intimidade,4,Introdução,1,iPad,1,iPhone,1,Ira,1,Irmã Zuleide,1,Isaias,2,Isaque,8,Islâmico,1,Islâmismo,1,Israel,11,IURD,2,Jair Bolsonaro,1,Jair Messias Bolsonaro,1,Jardim de Infância,21,Javé,1,Jeito,1,Jejuando,1,Jejum,2,Jeroboão,1,Jerusalém,6,Jesua,1,Jesuíta,1,Jesus,56,Jesus Cristo,57,Jesus de Nazaré,10,Jezabel,1,Jó,18,João,19,João Batista. Ossada,2,Joás,1,JOEL,1,John Piper,1,John Stott,1,Jonas,2,Joquebede,2,Jornada,9,Jornal da Record,1,José,9,José Wellington,1,Josh McDowell,1,Josias,2,Josue,8,Josué,9,Jotta A,1,Jotta A lança 1º CD em culto evangélico,1,Jovem,232,Jovens,194,Judá,1,Judá e Tamar,1,Judas,1,Juízes,1,Juízo,1,Juízo Final,7,Julgamento,5,Julgamento Final,2,julgar,1,Julio de Sorocaba,1,Julio Severo,1,Juniores,42,Juramento,1,Justiça,4,Justo,1,Juvenis,23,Karkom,1,Karl Marx,1,Karma,1,Katy Perry,1,Kelly Medeiros,1,Kenneth E. Hagin,1,Kopimism,1,Lançamento,3,Lanna Holder,2,Layssa Kelly,1,Lázaro,4,Lei,5,Léia e Jacó,7,Leilão,3,Leis,2,Leitor,1,Leitora,1,Leitura,9,LEITURA BÍBLICA,3,Lembrancinhas,1,LeNovo,1,Lepra,1,Ler a Bíblia em 42 dias,3,Lésbica,1,leva Mr Catra e Sarah Sheeva para falar sobre infidelidade: “Para Deus pode tudo”. Assista ao vídeo,1,Levítico,1,Liberdade,2,Libertação,1,Libertador,1,Libertinagem,1,Libertos,2,Lição,25,Lição 5,1,Lições,1,Lições Bíblicas,11,Lições Bíblicas da BETEL,418,Lições Bíblicas da CPAD,597,Lições de Vida,28,Líder,8,Líder Adolescente,29,Líder Jovem,25,Liderança,16,Líderes,3,Lídia,1,LinkedIn,1,Lino,1,Lista,2,Litoral,1,Liverpool,1,livre,5,Livre Arbítrio,7,Livres,2,Livro,39,Livro do Trono,3,Livro em Audio,7,Livro Selado,2,Livros - Comentarios,94,Livros Evangelicos,49,livros poéticos,13,Localização,1,Logos,1,Loide,3,Loira,1,Longanimidade,1,Lopes,1,Louco,1,Louvor,10,LSD,1,Lua Nova,1,Lucas,14,Lucifer,1,Lutando,1,Lutas Marciais Mistas,1,Luto,7,Luz,1,Luz do mundo,2,Lya Luft,1,MacBook Air,1,machine learning,1,Maçonaria,1,Maconha,1,Madame de Stael,1,Mãe de Moises,8,‪Magia,1,Magogue,2,Maias,1,Mal,4,Malala,1,Malaquias,3,Manancial,1,Mandamento,1,Manifestação,3,Manifestação em Cristo,2,Manual de missões,22,Mãos,2,Maquiagem,2,Marcador de Páginas,1,Marcas,3,Marcha Para Jesus,2,Marco Pereira,1,Marcos Pereira,2,Mardoqueu,1,Maria Madalena,2,Mário Quintana,2,Martinho Lutero,1,Mártir,2,Mártires Cristãos,4,Massacre,1,Masturbação,7,Materialismo,1,maternal,16,Mateus,1,Matityáhu,1,Matrimonio,7,maturidade cristã,8,Max Lucado,2,Meditação,1,Mega Sena da Virada com Fé,1,Melhor Bíblia de Estudo,11,Melhores Blogs,3,Melhores Sites,4,Meninos de Rua,1,Menor,1,Mensagem,5,MENSAGENS,2,Mensagens para SMS,12,Mensagens SMS,2,Mensal,2,Messias,3,Mestre,4,Mesulão,1,metaverso,1,Meteoro,1,Metusalém,1,Michelle Bolsonaro,1,Mídias Sociais,2,Milagres,15,Milênio,3,Milionário,1,Millôr Fernandes,1,Milton,1,Minas,1,Ministério,20,Ministério Público Federal,2,Miqueias,2,Miriã,2,Misericórdia,6,Missão,44,Missiologia,30,Missionário,28,Missões,24,Mistério,1,Mitologia,1,Mitos,1,MMA,1,Mobilização,2,Moda Bíblica,2,Moda Cristã,2,Moda Evangélica,2,Modelo,3,Modelos,1,Moisés,21,Monarquia,3,Monte,4,Monte Tabor,1,Moralismo,1,Mordomia,9,Mordomo,1,Morrer,2,morte,13,Mortos,2,Motim,6,Motivos,1,Movimento,1,Muda,1,Mulçumano,1,Mulher,6,Mulher de Potifar,1,Mulheres,7,multiplicação,1,Mundo,9,Muro,1,Muros,1,Musica,8,Naama,1,Nacional,2,Namorado,18,Namorar,34,Namoro,106,Não,1,Não Prometeu,1,Nascença,2,Nascimento,3,Natureza,6,Naum,1,Necessidade,2,Neemias,4,Negar,2,Neimar de Barros,5,nem Cristo a Derrotaria,1,Neopentecostal,2,NetFlix,1,Nigéria,1,Ninrode,1,No Fundo Do Poço,1,Noadia,1,Noé,1,Nome,2,Nome de Bebê,1,Nomes,2,Nora,2,Normalização,3,Norte,1,Noruega,1,Nota,2,Notícia gospel,73,Notícias Gospel,221,Nova,16,Novas Lições,2,Novela,2,Novo,5,Novo Testamento,6,Novos Céus e Nova Terra,10,Novos Convertidos,14,Novos Valores,2,nutricionista,1,Nuvem,1,NX Zero,1,O adeus,1,O beijo de Vancouver,1,O Bom Samaritano,2,O Bom Travesti,1,O casamento negro,1,O Exército de Cleycianne,1,O MINISTÉRIO DE EVANGELISTA,6,O MINISTÉRIO DE PASTOR,15,O Quarto da Porta Vermelha,1,O que é visível e apenas o avesso da Realidade,1,Obadias,1,Obede-Edom,1,Obediência,15,Obesidade,1,Obra,4,Obras,3,obreiro,2,Obstáculos,1,Odio,1,Ofertada,8,Ofertas,9,Oficial,1,Olhando para direção errada,1,Olhar,3,Onde Estiver,1,ônibus,1,Onipotente,1,Onipresente,6,Onisciente,1,Online,1,Onri,1,ONU,1,Opinião,1,Opinião dos Outros,2,Oposição,1,Opressão,1,Oração,29,Orando,1,Orar,4,Orfanato,1,Organização,2,Origem,6,Os Melhores Livros,29,Os Valores do Reino de Deus,2,Oséias,5,Oséias e Gomer,5,Osiel Gomes,5,Outra Chance,3,Ovelha,8,Padrões,1,Paganismo,1,Pagãos,1,Pai,6,Paixão,3,Paixão e Cura,1,Palavra,6,Palavra de Deus,7,Palavras,1,Pandemia,5,Pânico,1,pão,2,Papa,1,Papa Francisco I,1,Papai,6,Papo,1,Paquera,2,Paquistanesa,1,Paquistão,1,Para Sempre,1,Parábolas,30,Paradoxo,2,Paródia Gospel,2,Paródia Gospel da música Kuduro com Jonathan Nemer #RiLitros,1,Participe,1,Partido Trabalhista PT,1,Páscoa,4,Pastor,24,Pastor Paul Mackenzie Nthenge,1,Pastor Presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular,1,Pastor que cheirou a Bíblia como droga diz que essa foi a menor loucura que já fez por ela: “Eu já comi a minha Bíblia”. Assista ao vídeo,1,Pastora,2,Pastores,4,Paternidade,2,Patrick Greene,1,patristicas,2,Paulo,31,Pb. Renan Pierini,1,PDF,79,Pecado,42,Pecador Confesso,14,PECC,63,Pedindo,1,Pedofilia,2,Pedofilo,1,Pedra,1,Pedras,1,Pedro,9,peixe,1,Pelos,1,Pensamento,3,Pentateuco,6,Pentecostal,11,Pentecostes,3,Perda,3,Perdão,14,Perdidos,6,Perfeito,2,Perigo,9,Perigos,7,Perlla,1,Permanecer,1,Permitir,1,Perseguição Religiosa,3,Perseguidor,2,Personalizadas,1,Personalizar Foto,1,Perspectiva,1,Pesquisa,2,Pessoa,2,pessoas,5,Peter Moosleitner,1,Philip Yancey,8,Piada,1,Piercing,2,Pinguins,1,pintar unhas,1,Pira,1,Pirataria,1,Pirralha,1,Pison,1,Planeta Terra,2,Plano de Aula,7,PLANO DE LEITURA BÍBLICA,15,Planos,6,Plantador de Igrejas,2,Play Back,1,playboy,1,Plenitude,7,Poder,4,Poema,3,Poesia,4,Polêmica,4,Poligamia,2,Politica,1,Política,1,Pop Gospel,1,Porção,1,pornô,1,Porque caímos sempre nos mesmos pecados?,8,Portões,1,Posse,1,Possível,1,Posto,1,Povos,2,Pr Gilmar Santos,1,Pr Napoleão Falcão,3,Pr. Alexandre Marinho,1,Pr. Caio Fábio,2,Pr. Carvalho Junior,1,Pr. Ciro Sanches Zibordi,3,Pr. Claudionor de Andrade,1,Pr. Jaime Rosa,1,Pr. Jeremias Albuquerque Rocha,1,Pr. Marcelo Cintra,5,Pr. Marco Feliciano,8,Pr. Mário de Oliveira,1,Pr. Silas Malafaia,12,Pr. Yossef Akiva,1,Pragas,2,Praia,1,Prática,2,Praticar,3,Pré-Adolescentes,19,Preço,1,Predestinação,4,PrefiroBeijarABíblia,1,Pregação,14,Pregadores,4,Premier,1,Premium,1,Preocupar,1,Preparado,5,Preparativos,1,Presbíteros,1,presidente,4,Presídio,1,Prevenção,2,previdência,1,Primário,29,Primeira,2,primeiro,4,Primeiro Amor,18,Primeiro Beijo,5,Primícias,2,Primogênitos,1,Princípios,1,Prioridades,2,Prisão,4,Prisioneiro da Paixão,4,privada,1,Problemas,3,Profecia,21,Professor,21,Profeta,34,Profeta Jeremias,3,Profetas,25,Profetas Menores,23,Profética,4,Profético,9,Programa de Educação Cristã Continuada,1,Programa Na Moral,1,Programa Superpop,1,Progressista,1,Projeto,2,Projeto Cura Gay,2,Promessa,9,Prometida,2,Promoção,5,Promoção Blogosfera Apaixonada,2,Propósito,4,Prosperidade,1,Prostituta,2,Proteção,1,Protesto,1,Provai,1,Provê,1,Proverbios,15,PSDB,1,Pura,1,Purifica,2,Puro,1,Pv 4.23,1,Qualidades,1,Quando Deus diz não,9,Queda,10,Quem segue a Cristo,3,Quem Sou?,1,Querer,2,Querite,1,Raça,1,Racismo,1,Rainha de Sabá,3,Rainha Ester,2,Raptare,1,Raquel,2,Realidade,8,Rebeldia,3,Rebelião,1,Receber,1,Reconciliação,2,Reconstrução,1,Recuperação,1,Rede Globo,2,Rede Insana,2,Redenção,1,Redentora,1,redes neurais,1,reflexão,21,reformado,1,regime,1,Regininha,1,Registro Módico,1,regras,1,Rei,3,Rei Xerxes,1,Reinado,15,Reino,19,Reino de Deus,18,Reino dividido,8,Reino do Messias,6,Reis,1,Rejeição,1,Relacionamento,68,Relativismo,3,Relatos,5,Relógio da Oração,4,Remida,1,Renato Aragão esclarece polêmica sobre seu próximo filme sobre o “segundo filho de Deus” que gerou polêmica nas redes sociais.,1,Renuncia,1,Renúncia,1,Reportagem,2,Resenha,75,Reservado,2,Resguardar,1,Resistir,1,Resplandecer,1,Responde,1,Responsabilidade,2,Resposta,1,resposta bíblica,1,Ressurreição,6,Restauração,3,Restauracionismo,1,Resumo,8,Retorno de Cristo,3,Retribua,1,Reuel Bernardino,1,Rev. Augustus Nicodemus,3,Revelação,5,Revelado,1,Revista,108,revolução industrial,1,Rezar e Amar,1,Richard Baxter,1,Rico,4,Rio Tigre,1,Riqueza,3,Riscos,1,Roboão,1,Rock Gospel,1,Rodolfo Abrantes,1,Roupas,3,Rubem Alves,1,Ruins,1,Russel Shedd,1,Rute,5,Sá de Barros,3,Sábado,1,Sabedoria,17,SABER+,1,Sacerdócio,5,Sacerdotal,5,Sacrifício,4,Sadhu Sundar Singh,1,Safira,2,Safra,1,Sal da Terra,1,Salmos,30,Salomão,12,Salvação,29,Salvador,19,Sambalate,1,Samuel,14,Samuel Mariano,1,Sangue,3,Sangue no Nariz,1,Sansão,2,Santa Ceia,4,Santidade,13,Santificação,15,Santo,4,sapienciais,1,sapiências,1,Sara,2,Sarah Sheva,1,Satanás,7,Saudações,2,Saudades,4,Saul,10,Saulo,2,Savífica,1,Secrets by OneRepublic,1,Segredo,1,Seguidor,1,Seguir,1,Segunda,2,Segundo,1,Segundos,1,Segurança,1,Seita,2,Seja um empreendedor Polishop e ganhe dinheiro sem sair de casa,1,Selada,1,Seleção Brasileira,1,Sem,1,Sem Garantia,1,Semeador,9,Semente,2,Sementes,2,Seminário,1,Senhor,4,Senhorio. Jesus,1,Sensibilidade,1,Sentido da Vida,6,Sentimento,2,Sentimentos,4,Separação,2,Separar,2,Ser,3,será que é pago?,2,Serenata de Amor,1,Série Chá Com Professores,4,Série Dicas de Como Liderar,23,Série Mensagem Subliminar,1,Série Versículos Mal Interpretados,5,Sermão,4,Sermão do Monte,4,Sex,2,Sexo,5,Sexual,4,Sexualidade,7,Sidney Sinai,1,SIFRÁ e PUÁ,1,Significados,4,Silas Malafaia,5,Silêncio no Céu,9,Silk,1,Silk Digital,1,Símbolos,1,Simples,1,Sinal,1,Sincero,1,Sistema,2,Sites,3,Slide PC,2,Slider,462,slides,7,Smartphone começa a ser vendido por operadoras nesta quarta-feira (6). Galaxy S3 é o principal rival do iPhone 4S. Compare os dois modelos,1,SMS Gratuito com WhatsApp para seu Smartphone,1,Soberania,1,Sofonias,3,Sofrimento,4,Sogra,3,Soldados,5,Solidão,2,Solidariedade,1,Solução,1,Sonhos,5,Sonhos de Valsa,1,Sono,1,Sono da Alma,10,Sorrir,3,Sorteio,2,Sou,1,Subjugação,1,Sublimação,1,Sublimidade,1,Submissão,5,Subsídio,96,Sucessor,1,Sueca,1,Sujeição,1,Sul,1,Sulamita,5,suprema,2,Surface Pro 2,1,Suspenção,1,Sutiã,1,Sutileza,11,Sutilezas,1,tabela,1,Tabernáculo,4,Tabita,1,Tablet,1,Talentos Cristãos,3,Tarado,1,Tarso,1,Tatuagem,3,TCC,1,Tecido,1,Tecnologia,2,Tela Cinza,1,Telegram,1,Temas,2,Temática,2,Temor,8,Temperamento,1,Tempestade,2,Templo,3,Tempo,5,Tempo de Viver Coisas Novas,3,Tempos,2,tensorflow,1,Tentação,9,Teologia,16,Teologia da Libertação,2,Termino de Namoro,7,Término do Namoro,2,Termos,1,Terra,4,Terra Prometida,7,Terremoto,1,Testamento,1,Testemunho,21,Thalles Roberto,3,Thalles Roberto comenta da repercussão de música cantada por Ivete Sangalo,1,The Best,1,The Noite,1,Theotônio Freire,1,Tiago,3,Tigres,1,Tim Keller,1,timidez,2,Timna,1,Timóteo,13,Timothy Keller,1,Tipos,1,Tiras,1,Tirinha,4,Tirinhas Gospel,13,Tiro,1,tisbita,1,Títulos,1,Tomas de Aquino,1,Top,2,Top Blogs,4,TOP Canais,1,Top Sites Fotos,3,Top5,2,Torá,1,TPM,1,Trabalho,4,Tragedias no Rio de Janeiro,1,Traição,2,Transcendência,2,Transfer,1,Transforma,2,Tratando de uma leucemia,1,treinamento,1,Trevas,1,Tribunal de Cristo,2,Tribunal de Justiça,1,Trimestre,2,Trindade,3,Trino,2,Triunfal,1,Trono Branco,2,Tudo vê,1,Túnica,1,Tutelar,1,TV,1,TV Band,2,TV Record,3,Twitter,5,UFC,1,Ultimos Dias,1,Últimos Dias,1,um trono e um segredo,1,Uma crente,1,Uma História de Ficção,79,Unção,2,Ungido,1,Unidade,9,Universo,2,Uno,1,Urias,1,Utensilios,1,Uzá,1,Vagabundo Confesso,29,Valdemiro Santiago,4,Valores,1,Vanilda Bordieri,1,Velhice,3,Velho Testamento,1,Velório,1,Vem,2,Vencendo,2,Vencer,2,Vendedor de Droga,1,Vento,5,Ver Deus,1,Veracidade,10,Verdade,7,Verdadeira,8,Verdadeira História,1,Verdadeiro,4,verdades,1,Versículos,4,Viagem,5,Vício,1,Vida,29,VIDA CRISTÃ,2,Vida depois da morte,13,Vida Pessoal,3,Vidas,1,Vídeo,24,Vigilância,2,vinda,4,Vindouro,3,Vinho,1,Violência,2,Virá,2,Virgem,3,Virgindade,3,Virtude,1,Visão,2,Vitor Hugo,1,Vitória em Cristo,1,Vivendo,1,Viver,5,Voca,1,vocacionados,1,Volta,2,Volta de Cristo,5,Votação,1,Wanda Freire da Costa,1,webdevelops,2,Yehoshua,1,Yeshua,1,YOSHÍA,1,You Tube,2,youtuber,2,Zacarias,2,Zaqueu,1,Zelo,5,
ltr
item
Pecador Confesso: Lição 09 - Resistindo à Tentação no Caminho | 2° Trimestre de 2024 | EBD ADULTOS
Lição 09 - Resistindo à Tentação no Caminho | 2° Trimestre de 2024 | EBD ADULTOS
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhbf2IlyWcky2cBk7JCjB2A9Czq43qRy_5hQlp0R0TovtNUWRCf7LaIJ8gW1eTh3mk5s5hPk40tr-KyiR85R8ibhXsPhpGnDm0Hk_5uK0OcNFjSlJq2hqOhsAjBmBiL5SbK3q5fU7ImKRkbETHGViBtTvLbfphCq9cCHEGD0iDhunLt4Ocu3qKWGow_zQ85/w640-h360/2-trim-2024-CPAD-Adultos-Licao-09.webp
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhbf2IlyWcky2cBk7JCjB2A9Czq43qRy_5hQlp0R0TovtNUWRCf7LaIJ8gW1eTh3mk5s5hPk40tr-KyiR85R8ibhXsPhpGnDm0Hk_5uK0OcNFjSlJq2hqOhsAjBmBiL5SbK3q5fU7ImKRkbETHGViBtTvLbfphCq9cCHEGD0iDhunLt4Ocu3qKWGow_zQ85/s72-w640-c-h360/2-trim-2024-CPAD-Adultos-Licao-09.webp
Pecador Confesso
https://www.pecadorconfesso.com/2024/05/licao-09-resistindo-tentacao-no-caminho.html
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/2024/05/licao-09-resistindo-tentacao-no-caminho.html
true
4561833377599058991
UTF-8
Loaded All Posts Mais Posts Clique Aqui Repetir Cancele a repetição Delete Por Home PAGES POSTS Mais Posts Eu Te Recomendo LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy