Lição 09 - A Igreja e o Sustento Missionário

  TEXTO ÁUREO “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.” (Fp 4.19) ὁ δὲ θεός ...


 

TEXTO ÁUREO

“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.” (Fp 4.19)

ὁ δὲ θεός μου πληρώσει πᾶσαν χρείαν ὑμῶν κατὰ ⸂τὸ πλοῦτος⸃ αὐτοῦ ἐν δόξῃ ἐν Χριστῷ Ἰησοῦ.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz

δέ o meu μοῦ Deus θεός, segundo κατά a sua αὑτοῦ riqueza πλοῦτος em ἔν glória δόξα, há de suprir πληρόω , em ἔν Cristo Χριστός Jesus Ἰησοῦς, cada uma πᾶς de vossas ὑμῶν necessidades χρεία.


O Texto Áureo de Filipenses 4:19 é uma promessa poderosa que expressa a confiança do apóstolo Paulo na provisão divina. Vamos analisar alguns elementos-chave deste versículo, considerando a raiz grega, contexto histórico e fontes bíblicas adicionais.

  • Raiz grega:
    • "Meu Deus" - A palavra grega para "meu Deus" é "mou Theos", destacando o relacionamento pessoal e íntimo entre o crente e Deus.
    • "Riquezas" - A palavra grega é "ploutos", que se refere não apenas a riquezas materiais, mas também à abundância e plenitude.
    • "Suprirá" - A palavra grega é "plēroō", indicando completude e satisfação.
    • "Necessidades" - A palavra grega é "chreia", referindo-se às carências, requerimentos ou falta de algo.
  • Contexto histórico:
    • Paulo escreveu esta carta aos Filipenses enquanto estava na prisão, enfrentando dificuldades e incertezas. Apesar de suas circunstâncias desafiadoras, ele expressa confiança na provisão divina.

A interpretação do versículo destaca a confiança de Paulo na fidelidade de Deus em suprir todas as necessidades dos crentes de acordo com Suas riquezas. A ênfase está na generosidade divina, que não apenas atende às necessidades básicas, mas o faz em glória, sugerindo um padrão de provisão que transcende a mera subsistência. A referência a Cristo Jesus destaca o papel central de Cristo como o mediador dessa provisão divina.


Este versículo enfatiza a confiança do crente na generosidade divina e destaca a riqueza espiritual disponível em Cristo, que vai além das necessidades materiais, conduzindo à glória de Deus.

VERDADE PRÁTICA

O sustento missionário é um investimento espiritual que Deus credita na conta dos doadores.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


A "Verdade Prática" expressa uma visão teológica e prática sobre o sustento missionário, sugerindo que contribuir financeiramente para missões é mais do que uma simples transação material; é um investimento espiritual com recompensas divinas. Vamos analisar essa afirmação considerando alguns princípios e conceitos cristãos:

  • Princípios Bíblicos sobre Doação:
    • Várias passagens bíblicas encorajam a generosidade e o apoio financeiro aos ministérios e à propagação do evangelho (Mateus 6:19-21, 2 Coríntios 9:6-7). Essas passagens sugerem que o que investimos no Reino de Deus terá implicações espirituais e eternas.
  • Conceito de Tesouro no Céu:
    • Jesus ensinou sobre a importância de acumular tesouros no céu, destacando a natureza eterna desses investimentos espirituais. O sustento missionário, ao apoiar a expansão do evangelho, pode ser visto como uma maneira de contribuir para esses "tesouros no céu".
  • Relação com o Princípio da Semeadura e Colheita:
    • O princípio da semeadura e colheita, mencionado em Gálatas 6:7-9, sugere que o que semearmos, colheremos. Portanto, investir financeiramente na obra missionária pode ser considerado uma forma de semear no Reino de Deus, com a expectativa de uma colheita espiritual.
  • Recompensas Divinas:
    • A ideia de que Deus credita na conta dos doadores pode ser interpretada como uma expectativa de recompensas espirituais. Embora devamos evitar uma mentalidade mercantilista em nossa relação com Deus, a Bíblia fala sobre recompensas divinas para aqueles que servem fielmente (Hebreus 11:6).
  • Ênfase na Motivação Correta:
    • Embora o aspecto da recompensa seja mencionado, é crucial enfatizar que a motivação para doar deve ser o amor e o desejo de ver o Reino de Deus avançar, não apenas a busca de recompensas pessoais.

A "Verdade Prática" ressalta a perspectiva de que o sustento missionário vai além de uma transação financeira e é visto por Deus como um investimento espiritual. Essa visão está alinhada com princípios bíblicos de generosidade, tesouros no céu e recompensas divinas, enfatizando a importância de uma motivação correta na doação.

--------------------------------------------------------------
📥 ADQUIRA O SLIDE DA AULA => CLIQUE AQUI
--------------------------------------------------------------

LEITURA DIÁRIA

Segunda – Fp 4.15 O sustento missionário deve ser executado voluntariamente e com alegria
Terça – Lc 14.28 A importância de planejar financeiramente o projeto missionário
Quarta – Mt 5.37 Tudo o que foi previamente acordado deve ser cumprido
Quinta – Gl 6.6; Rm 15.25-28; 1 Tm 5.18; 1 Co 9.9-14 Compreendendo de maneira plena a importância do sustento missionário
Sexta – 2 Co 9.6-8 Contribuir para a obra missionária é um investimento espiritual
Sábado – Mt 6.20,21 Investir na obra missionária é ajuntar tesouros no céu

Hinos Sugeridos: 47, 225, 344 da Harpa Cristã

DINAMICA LICAO 09: 

Comentários por Hubner Braz


Nome da Dinâmica: "Caminho da Generosidade"


Objetivo:

Promover uma reflexão sobre a importância do sustento missionário e como cada membro da igreja contribui para o avanço do Reino de Deus.


Materiais Necessários:

  • Folhas de papel em branco
  • Canetas coloridas
  • Fitas adesivas
  • Um espaço amplo para colar os papéis

Passos:

  • Preparação: Antes da dinâmica, escreva diferentes palavras ou frases relacionadas ao tema "sustento missionário" em cada folha de papel. Exemplos incluem: "oração", "ofertas generosas", "envolvimento ativo", "apoio financeiro", "compromisso missionário", etc.
  • Criação do Caminho: Cole as folhas de papel pelo espaço de forma aleatória, criando um caminho pelo qual os participantes possam seguir.
  • Início da Dinâmica: Explique que o caminho representa a jornada da igreja no sustento missionário e que cada papel contém uma ação ou atitude importante nessa jornada.
  • Papel com Atitude: Peça para cada participante escolher um papel no início do caminho.
  • Reflexão e Ação: Após escolherem, peça para os participantes refletirem sobre como a atitude ou ação descrita em seus papéis contribui para o sustento missionário. Eles podem compartilhar brevemente com o grupo.
  • Conclusão: Junte todos no final do caminho e destaque a ideia de que cada atitude é importante para o sustento missionário da igreja. Reforce como a oração, generosidade financeira e envolvimento ativo são componentes vitais.
  • Discussão Final: Encerre a dinâmica com uma breve discussão em grupo sobre como a igreja pode trabalhar coletivamente para fortalecer o sustento missionário e como cada membro desempenha um papel fundamental.

Essa dinâmica não apenas aborda o tema de sustento missionário, mas também incentiva a participação ativa e reflexão sobre o papel de cada pessoa na contribuição para a missão da igreja.


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Filipenses 4.10-20
10- Ora, muito me regozijei no Senhor por, finalmente, reviver a vossa lembrança de mim; pois já vos tínheis lembrado, mas não tínheis tido oportunidade.
11- Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.
12- Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade.

13- Posso todas as coisas naquele que me fortalece.
14 Todavia, fizestes bem em tomar parte na minha aflição.
15-E bem sabeis também vós, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo com respeito a dar e a receber, senão vós somente.

16 Porque também, uma e outra vez, me mandastes o necessário à Tessalônica.
17-Não que procure dádivas, mas procuro o fruto que aumente a vossa conta.
18 – Mas bastante tenho recebido e tenho abundância; cheio estou, depois que recebi de Epafrodito o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus.

19 – O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
20 – Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para todo sempre. Amém!

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


Vamos analisar o texto de Filipenses 4.10-20:


Versículos 10-13:

10- "Ora, muito me regozijei no Senhor por, finalmente, reviver a vossa lembrança de mim; pois já vos tínheis lembrado, mas não tínheis tido oportunidade."

  • Paulo expressa sua alegria pelo apoio financeiro que recebeu dos filipenses. A raiz grega para "regozijei" é "chairein", relacionada à alegria. A gratidão de Paulo ressalta o princípio da generosidade na comunidade cristã.

11- "Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho."

  • Paulo destaca sua independência em relação às circunstâncias materiais. A palavra grega para "contentar-me" é "autarkēs", sugerindo uma satisfação que vem de dentro. Essa atitude reflete a confiança de Paulo em Deus, independentemente das circunstâncias.

12- "Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade."

  • Paulo demonstra sua resiliência em diversas situações. A palavra grega para "instruído" é "memuemai", indicando aprender por experiência. Essa perspectiva está alinhada com a ideia de que a fé cristã capacita a enfrentar todas as circunstâncias com confiança em Deus.

13- "Posso todas as coisas naquele que me fortalece."

  • Um versículo amplamente citado. A expressão "posso todas as coisas" sugere uma confiança fortalecida por Cristo. A palavra grega para "fortalece" é "endynamoō", indicando fortalecimento interior. Paulo afirma sua dependência da capacitação divina.

Versículos 14-16:

14- "Todavia, fizestes bem em tomar parte na minha aflição."

  • Os filipenses foram ativos na solidariedade com Paulo em suas dificuldades. Isso destaca a importância do apoio mútuo na comunidade cristã. A palavra grega para "tomar parte" é "koinōneō", indicando comunhão ou parceria.

15- "E bem sabeis também vós, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo com respeito a dar e a receber, senão vós somente."

  • Paulo lembra aos filipenses seu compromisso excepcional com o sustento missionário desde o início. A palavra grega para "comunicou" é "koinōneō", relacionada à comunhão e parceria.

16- "Porque também, uma e outra vez, me mandastes o necessário à Tessalônica."

  • Os filipenses continuaram a apoiar financeiramente Paulo mesmo quando ele estava em Tessalônica. Isso destaca sua constância no sustento missionário.

Versículos 17-20:

17- "Não que procure dádivas, mas procuro o fruto que aumente a vossa conta."

  • Paulo esclarece sua motivação, destacando que não está atrás de presentes, mas sim do fruto espiritual que resulta da generosidade deles. A palavra grega para "fruto" é "karpos", que muitas vezes está associada a resultados espirituais.

18- "Mas bastante tenho recebido e tenho abundância; cheio estou, depois que recebi de Epafrodito o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus."

  • Paulo expressa sua gratidão pelo apoio recebido de forma poética, comparando-o a um sacrifício agradável a Deus. A palavra grega para "sacrifício" é "thusia", sugerindo uma oferta a Deus.

19- "O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus."

  • Um verso de confiança na provisão divina. A palavra grega para "suprirá" é "plēroō", indicando um suprimento completo. Destaca a confiança de Paulo na fidelidade de Deus para suprir todas as necessidades dos filipenses.

20- "Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para todo sempre. Amém!"

  • Paulo conclui com uma doxologia, atribuindo a glória a Deus. A palavra grega para "glória" é "doxa", sugerindo honra e louvor. Essa conclusão ressalta o reconhecimento da dependência de Deus e a adoração a Ele.

Conectando com outros textos bíblicos, podemos relacionar o princípio da generosidade e sustento missionário com passagens como Mateus 6:19-21 (tesouros no céu) e 2 Coríntios 9:6-7 (sobre semeadura e colheita na doação). Esses versículos ampliam a compreensão do tema e reforçam princípios bíblicos consistentes.

PLANO DE AULA

1- INTRODUÇÃO
A lição desta semana traz o assunto do sustento financeiro da obra missionária. Ela está fundamentada em Filipenses 4.10-20. Há uma comparação entre os filipenses e os corintos que servirá como um importante ensinamento para a compreensão contemporânea do sustento financeiro na obra missionária. Dessa forma, estudaremos a perspectiva bíblica do sustento financeiro da obra missionária, os princípios básicos para esse sustento financeiro e um estímulo para se investir na obra missionária.
2- APRESENTAÇÃO DA LIÇÃO
A) Objetivos da Lição:
I) Explicar a relação da Igreja de Filipos com o sustento missionário;
II) Elencar os princípios básicos do sustento missionário;
III) Conscientizar a respeito da importância do investimento financeiro da obra missionária.
B) Motivação: Em Lucas 8.1-3 há uma disposição das mulheres em financiar o ministério de Jesus. Tudo na obra de Deus na atualidade exige essa mesma disposição. Assim, é muito importante desenvolver um senso coletivo de responsabilidade financeira com a causa de Missões. Os compromissos da obra são inúmeros e para o Evangelho chegar aos lugares ainda não alcançados requer esforço financeiro e liberalidade.
C) Sugestão de Método: Na última lição estudamos a relação do chamado missionário com o campo profissional da pessoa chamada. Nesta lição, falaremos de maneira mais específica a respeito do sustento financeiro da obra missionária. Para iniciá-la, sugerimos a seguinte atividade: Pergunte se ela percebe como privilégio participar do sustento financeiro da obra missionária ou não. Ouça as respostas com atenção. Em seguida, com o propósito de unificar as informações, exponha o tópico primeiro, enfatizando a disposição voluntária e prazerosa dos irmãos filipenses em financiar o ministério missionário do apóstolo Paulo.
3- CONCLUSÃO DA LIÇÃO
A) Aplicação: Procure concluir a aula desta semana conscientizando a classe a respeito da responsabilidade de ofertarmos para a causa de Missões, procurando se informar voluntariamente com o departamento de Missões da igreja local a respeito das necessidades financeiras.
4- SUBSÍDIO AO PROFESSOR
A) Revista Ensinador Cristão. Vale a pena conhecer essa revista que traz reportagens, artigos, entrevistas e subsídios de apoio à Lições Bíblicas Adultos. Na edição 95, p.40, você encontrará um subsídio especial para esta lição.

RESUMO ENSINADOR CRISTÃO – LIÇÃO 09 – A IGREJA E O SUSTENTO MISSIONÁRIO

Querido(a) professor(a), a paz do Senhor. Nesta lição, veremos que o sustento financeiro da obra missionária é um dever da igreja local. Um episódio bíblico que exemplifica essa prática foi quando o apóstolo Paulo recebeu dos filipenses a ajuda financeira necessária para suprir suas necessidades na viagem missionária quando partiu da Macedonia (Fp 4.15). Naquela ocasião, nenhuma igreja havia se sensibilizado com a condição material do apóstolo como a igreja de Filipos. A igreja de Corinto, por exemplo, bem mais rica que a de Filipos, não teve a mesma sensibilidade a ponto de o próprio apóstolo instruir sobre esse aspecto em sua Primeira Carta direcionada a essa igreja (1Co 9.9-14).

O apóstolo Paulo expressa sua gratidão a Deus pela vida dos irmãos de Filipos ao mencionar que eles fizeram bem em tomar parte na sua aflição (Fp 4.14). Da mesma forma, muitos missionários estão aflitos em nossos dias, sem perspectiva se continuarão a obra missionária para a qual foram chamados, pelo fato de que a igreja não tem se importado com suas aflições. Paulo continua a discorrer sobre o compromisso dos filipenses e menciona que a oferta dos irmãos é recebida por Deus como "cheiro de suavidade e sacrifício agradável" (v. 18). Isso significa que a oferta dedicada à obra missionária agrada grandemente o coração de Deus. Trata-se de um investimento no Reino Celestial que tem promessa de recompensa abundante para a igreja.

De acordo com o Comentário Bíblico Pentecostal, "Paulo responde à magnitude das ofertas filipenses assegurando-lhes confiantemente que Deus os recompensará por sua participação. O afeto desta resposta pode ser visto primeiramente no uso da referência pessoal: 'meu Deus' (1.3). Pelo fato de terem fielmente suprido as suas necessidades, Deus, por sua vez, suprirá as necessidades deles. Sua provisão a favor deles será 'segundo as suas riquezas', uma expressão que denota a fonte de suas provisões e a maneira abundante pela qual são dadas a eles. A palavra 'gloriosa' (literalmente, 'em glória') admite várias interpretações. Pode indicar o fato de que a bênção de Deus aos cristãos de Filipos estará reservada para uma época futura isto é, para quando chegarem ao céu" (CPAD, 2003, p. 510).

Que deus conceda à Sua igreja hoje um coração sensível à causa missionária. Que semelhantemente aos cristãos da igreja de Filipos, a igreja atual possa nutrir a confiança de que o Senhor nos chamou nestes últimos dias para acolher afetuosamente os irmãos que estão sendo perseguidos, para que perseverem em pregar com amor a Palavra de Deus em diversos lugares.

(REVISTA ENSINADOR CRISTÃO, Ed 95 pg 40


B) Auxílios Especiais: Ao final do tópico, você encontrará auxílios que darão suporte na preparação de sua aula:
1) O texto “A Coisa mais difícil: o dinheiro”, localizado após o segundo tópico, aprofunda a reflexão a respeito da necessidade do suporte financeiro na obra missionária;
2) O texto “Sem Medo de Sangrar”, ao final do terceiro tópico, amplia a reflexão a respeito da liberalidade com a obra missionária.

INTRODUÇÃO

O propósito desta lição é estudar, de maneira bem específica, a respeito do sustento financeiro da obra missionária no cenário atual. Iniciaremos o nosso estudo a partir da porção bíblica de Filipenses 4.10-20. Em seguida, destacamos alguns princípios básicos à luz de filipenses. Finalmente, faremos uma comparação entre o entendimento da igreja de Corinto e o da igreja de Filipos a respeito da consciência do sustento missionário, enfatizando a importância de reconhecer o sustento financeiro da obra missionária como um dever dos membros da igreja local. Que tenhamos o perfeito entendimento de que investir financeiramente na obra missionária é ajuntar tesouros na eternidade!

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


A lição propõe uma abordagem específica sobre o sustento financeiro da obra missionária, ancorando-se na passagem bíblica de Filipenses 4.10-20. Este trecho da Escritura, escrito pelo apóstolo Paulo, fornece uma visão íntima das complexidades do sustento missionário na vida do apóstolo.


Filipenses 4.10-20:

Paulo, enquanto escreve aos Filipenses, expressa sua gratidão pela oferta recebida deles, destacando a independência e contentamento que aprendeu em todas as circunstâncias. O verso 19 é particularmente poderoso, afirmando a confiança de Paulo na provisão divina: "O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus."


Princípios Básicos à Luz de Filipenses:

  • Contentamento na Abundância e Necessidade (Filipenses 4.11-12): Paulo ensina a lição profunda de encontrar contentamento, independentemente das circunstâncias materiais. Essa atitude é crucial no contexto do sustento missionário, destacando que a satisfação não deve depender das condições financeiras, mas da confiança em Deus.
  • Generosidade e Fruto Espiritual (Filipenses 4.17-18): Paulo não busca apenas dádivas materiais, mas destaca a importância do fruto espiritual que resulta da generosidade. Essa perspectiva alinha-se com o entendimento de que o sustento missionário vai além do aspecto financeiro, envolvendo uma contribuição que produz resultados espirituais duradouros.
  • Dependência na Provisão Divina (Filipenses 4.19): A declaração de Paulo sobre a provisão divina não é apenas uma expressão de confiança, mas também destaca a dependência contínua na fidelidade de Deus para suprir todas as necessidades. Isso ressalta a dimensão espiritual do sustento missionário, conectando-o à confiança em Deus.

Comparação entre as Igrejas de Corinto e Filipos:

Ao comparar as igrejas de Corinto e Filipos em relação ao entendimento do sustento missionário, podemos recorrer às epístolas de Paulo aos Coríntios. Em 2 Coríntios 8-9, Paulo aborda a coleta para os santos e enfatiza princípios semelhantes de generosidade e contribuição financeira. A igreja de Filipos se destaca por sua prontidão e constância no apoio a Paulo, enquanto as exortações de Paulo aos Coríntios refletem o mesmo princípio de contribuição consciente e generosa.


Fontes Recomendadas:

Essas fontes podem fornecer um alicerce sólido para o estudo mais profundo dos temas apresentados na lição, enriquecendo a compreensão da igreja sobre o sustento missionário e destacando a importância de considerar essa responsabilidade como um dever fundamental dos membros da igreja local.

Palavra-Chave: SUSTENTO

COMENTÁRIO EXTRA: 


Comentários por Hubner Braz


A palavra-chave "sustento" evoca uma rica gama de significados, especialmente quando examinada à luz das Escrituras. No contexto bíblico, a raiz etimológica dessa palavra pode ser associada ao termo hebraico "כָּלַל" (kalal) no Antigo Testamento e ao termo grego "στήριγμα" (stērigma) no Novo Testamento.


O conceito de sustento permeia toda a Bíblia, refletindo não apenas o provimento material, mas também o apoio espiritual e a orientação divina. No Antigo Testamento, o termo "kalal" muitas vezes é usado em contextos que se referem a sustento, provisão e apoio, como vemos em Salmos 55:22: "Lança o teu cuidado sobre o SENHOR, e ele te susterá; nunca permitirá que o justo seja abalado."


O Salmista, ao utilizar o termo "kalal" em Salmos 55:22, nos convida a lançar nossas preocupações sobre o Senhor, reconhecendo que Ele é o nosso verdadeiro sustento. Essa confiança vai além das circunstâncias presentes e encontra sua plenitude na dependência contínua de Deus.


No Novo Testamento, a palavra grega "stērigma" e suas variantes aparecem em textos que enfatizam a firmeza, apoio e sustento divino. Em Hebreus 1:3, por exemplo, Jesus é descrito como "sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder." Aqui, o termo grego sugere não apenas sustento físico, mas o poder contínuo de manter e governar todas as coisas.


No Novo Testamento, a palavra grega "stērigma" destaca a autoridade e o poder de Jesus para sustentar todas as coisas. Essa é uma expressão da soberania divina sobre o cosmos e a vida de cada indivíduo. O conceito de sustento, assim, adquire uma dimensão cósmica e espiritual, lembrando-nos de que, em Deus, encontramos apoio sólido e firme.


A palavra "sustento" na Bíblia transcende a mera provisão material. Ela incorpora a ideia de Deus como o sustentador de toda a criação, aquele que dá firmeza, apoio e direção. Isso se reflete na exortação bíblica para confiarmos em Deus não apenas para as necessidades físicas, mas também para a orientação espiritual e a força interior.


Em suma, a palavra "sustento" na Bíblia nos lembra não apenas da provisão material divina, mas da contínua sustentação espiritual que recebemos de Deus. Esse entendimento transcende as limitações humanas e nos direciona para uma confiança profunda no Criador que sustenta toda a existência.


Fontes:


I- A IGREJA DE FILIPOS E O SUSTENTO MISSIONÁRIO

1- Paulo e a igreja de Filipos. O texto de nossa Leitura Bíblica em Classe mostra que o apóstolo Paulo aceitou a oferta dos crentes da igreja de Filipos, que foi entregue voluntariamente ao apóstolo, de modo que serviu para o seu sustento. De fato, o apóstolo era um missionário que vivia por fé. No trecho de Filipenses 4.10-20 vemos um obreiro que havia experimentado a abundância e a escassez na vida. Quando estava a serviço do Sinédrio, ele tinha uma vida mais abastada; quando, porém, passou a ser um seguidor de Jesus, sua vida financeira não foi mais a mesma.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


1- Paulo e a igreja de Filipos:

O episódio em Filipenses 4.10-20 revela a profunda relação entre o apóstolo Paulo e a igreja de Filipos. A palavra-chave aqui é "oferta voluntária". Isso destaca não apenas o aspecto financeiro da contribuição, mas também a motivação do coração dos filipenses em apoiar o ministério de Paulo.

  • A palavra-chave aqui é "oferta" e sua raiz grega é "προσφορά" (prosphora). Essa palavra não apenas se refere a uma oferta material, mas também traz consigo a ideia de uma oferta sacrificada. Isso ressoa com o ensino bíblico sobre a generosidade sacrificial.

O relacionamento entre Paulo e a igreja de Filipos revela um profundo entendimento da natureza do sustento missionário. Paulo, um apóstolo que viveu por fé, experimentou as extremidades da abundância e escassez. Sua aceitação da oferta dos filipenses não foi apenas um ato pragmático, mas uma comunhão espiritual e um testemunho de confiança em Deus.


A palavra "oferta" aqui vai além de meros recursos financeiros. Ela reflete o coração generoso e a disposição voluntária da igreja de Filipos em participar ativamente do ministério de Paulo. A raiz grega "προσφορά" sugere não apenas dar algo, mas apresentar algo com devoção e propósito.


O contexto histórico enfatiza a mudança na situação financeira de Paulo, indicando que sua decisão de viver por fé e depender das ofertas voluntárias estava enraizada em um compromisso mais profundo com o chamado missionário. Isso ressoa com o princípio do sustento missionário como uma expressão de comunhão e participação no ministério daqueles que são enviados para proclamar o evangelho.


Em última análise, o episódio em Filipenses destaca a interdependência e a solidariedade entre aqueles que pregam o evangelho e aqueles que os sustentam. Isso serve como um modelo para a igreja contemporânea, incentivando-a a compreender e praticar o sustento missionário não apenas como uma obrigação, mas como uma oportunidade de participar ativamente da expansão do Reino de Deus.


Indicação de livros:


  • "Comentário Bíblico Moody: Filipenses": Este comentário destaca a generosidade notável da igreja de Filipos e como ela se tornou um exemplo de contribuição e sustento missionário para outras igrejas. Aborda a situação financeira de Paulo, evidenciando como o apóstolo aceitou a oferta não apenas como um meio de suprimento, mas também como uma expressão do amor e unidade na comunidade cristã.
  • "Dictionary of Paul and His Letters": Essa fonte aborda a situação financeira variada de Paulo, destacando a transição de uma vida mais abastada quando ele era parte do Sinédrio para uma situação mais precária como apóstolo. Isso ressalta o sacrifício pessoal e a dependência contínua na providência divina.

2- O privilégio de participar do sustento missionário. À luz do exemplo da igreja de Filipos, os membros e os obreiros da igreja local têm o privilégio de serem participantes do sustento financeiro e do apoio aos missionários e suas famílias por meio da secretaria ou do departamento de Missões da igreja. Ora, os filipenses faziam isso com alegria e de maneira voluntária (Fp 4.15). Assim, conforme já estudamos, orar, interceder, acompanhar e financiar o ministério dos missionários é um privilégio específico dos membros da igreja local. Aqui, ocorre uma relação espiritual de muita confiança em que o Corpo de Cristo sustenta e apoia os obreiros transculturais.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


2- O privilégio de participar do sustento missionário:

A participação no sustento missionário é apresentada como um privilégio nos moldes da generosidade voluntária e alegre da igreja de Filipos. O texto de Filipenses 4.15 destaca não apenas a oferta material, mas a atitude de alegria e voluntariedade na contribuição para o sustento dos missionários.

  • A palavra-chave aqui é "privilégio", que pode ser associada ao conceito bíblico de "koinonia" (comunhão ou parceria). A raiz grega "κοινωνία" é muitas vezes usada para descrever a participação ativa e compartilhamento de recursos na comunidade cristã.

O privilégio de participar do sustento missionário é mais do que uma transação financeira; é uma expressão tangível da comunhão e parceria no corpo de Cristo. A raiz grega "koinonia" sugere não apenas contribuir, mas participar ativamente e compartilhar na obra missionária. Isso implica uma profunda conexão espiritual entre a igreja local e os obreiros transculturais.


A alegria e voluntariedade na contribuição, como exemplificado pelos filipenses, destacam a motivação correta para o sustento missionário. Não é uma obrigação, mas um privilégio participar na expansão do Reino de Deus. Essa atitude reflete a compreensão bíblica de que somos co-participantes no ministério, e nosso suporte vai além do financeiro para incluir orações, intercessões e acompanhamento contínuo.


A relação espiritual estabelecida aqui é de confiança mútua. A igreja local confia nos missionários para representar seus valores e fé em contextos transculturais, enquanto os missionários confiam na igreja local para sustentá-los em oração e recursos. Isso cria uma sinergia poderosa na qual o Corpo de Cristo trabalha coletivamente para cumprir a Grande Comissão.


Em resumo, o privilégio de participar do sustento missionário vai além do ato de dar dinheiro. É uma oportunidade para a igreja local se envolver ativamente, contribuindo para o avanço do evangelho e formando uma comunidade global interconectada pelo propósito comum de proclamar o nome de Jesus a todas as nações.


Trechos de Livros e Fontes:

3- Esferas de sustento missionário. O trabalho missionário envolve muitas esferas que precisam ser financiadas economicamente. Quando uma igreja envia um missionário para determinado país, deve haver um planejamento financeiro que custeie alimentação, moradia, transporte e demais necessidades de diferentes naturezas de acordo com o contexto cultural em que o missionário e sua família estão inseridos. É uma tarefa de grande responsabilidade em que, caso não haja o cumprimento rigoroso do sustento financeiro, o trabalho missionário pode ser gravemente comprometido. Por isso, aqui, devemos relembrar de que Deus recebe a oferta que oferecemos aos missionários, e se compromete a abençoar-nos e suprir todas as nossas necessidades por causa desse investimento santo (Fp 4.18,19).

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


3- Esferas de sustento missionário:

O sustento missionário abrange diversas esferas que vão além do financiamento econômico, alcançando as necessidades básicas do missionário e sua família em um contexto cultural específico. A responsabilidade de garantir esse sustento financeiro é crucial para a eficácia e continuidade do trabalho missionário.


Raiz da Palavra e Contexto Teológico:

  • A palavra-chave aqui é "sustento", que pode ser associada à raiz grega "ἱκανόω" (hikanoo), que significa "ser suficiente" ou "capaz". Essa raiz é usada em Filipenses 4.19 quando Paulo declara que Deus suprirá todas as necessidades segundo as suas riquezas.

Trechos de Livros e Fontes:

  • "Perspectives on the World Christian Movement": Este livro oferece uma perspectiva ampla sobre missões e sustento missionário. Explora as diferentes esferas de sustento necessárias para o trabalho missionário, destacando como a igreja local desempenha um papel vital no suporte prático e financeiro.
  • "Global Missiology for the 21st Century" de William D. Taylor: Este livro analisa as dinâmicas contemporâneas da missiologia. Aborda a importância do sustento abrangente para os missionários, incluindo questões culturais, logísticas e financeiras.

O sustento missionário é um empreendimento holístico que abrange várias esferas. Quando uma igreja envia um missionário para um país específico, é imperativo considerar as peculiaridades culturais, as necessidades práticas e as circunstâncias locais que impactam o sustento total do missionário e de sua família.


A raiz grega "ἱκανόω" (hikanoo) sugere mais do que simples provisão; ela implica na suficiência divina. Essa raiz é particularmente destacada em Filipenses 4.19, onde Paulo assegura que Deus suprirá todas as necessidades. Isso vai além do sustento material e entra no domínio da provisão divina abrangente, que inclui suporte emocional, espiritual e prático.


O planejamento financeiro meticuloso é uma demonstração de responsabilidade e compromisso tanto da parte da igreja enviadora quanto dos missionários. O apoio financeiro não é apenas uma questão pragmática; é uma expressão de parceria e cooperação no avanço do Reino de Deus. O sucesso do trabalho missionário está intrinsecamente ligado à fidelidade da igreja local em cumprir sua parte no sustento abrangente.


A promessa em Filipenses 4.18-19 sublinha a relação espiritual envolvida no sustento missionário. Deus não apenas aceita a oferta oferecida aos missionários, mas também Se compromete a abençoar e suprir todas as necessidades daqueles que investem nesse empreendimento santo. Isso ressalta a dimensão espiritual do sustento missionário, conectando a generosidade da igreja à bênção divina.


Em resumo, o sustento missionário abrange múltiplas esferas que exigem atenção cuidadosa e planejamento. É uma expressão tangível da comunhão e parceria entre a igreja local, os missionários e Deus, destacando a importância de uma abordagem integral para o avanço do evangelho em contextos transculturais.

Este blog foi feito com muito carinho 💝 para você. Ajude-nos 🙏. Nós abençoe doando uma oferta voluntária de qualquer valor no pixpecadorconfesso@hotmail.com

SINOPSE I

Na relação dos crentes de Filipos com o ministério do apóstolo Paulo há um contexto de liberalidade e voluntariedade.


II – PRINCÍPIOS BÁSICOS ACERCA DO SUSTENTO MISSIONÁRIO PELA IGREJA

1- O custo do sustento financeiro. Antes de se lançar em qualquer projeto missionário, a igreja local deve fazer os cálculos de custos, conforme mencionado por Jesus no Evangelho de Lucas (Lc 14.28). Por exemplo, é necessário estudar o padrão de vida do país para onde o missionário será enviado. É prudente que, previamente, seja estabelecido um contrato entre a igreja e o missionário, estabelecendo todas as tratativas acordadas com o missionário e sua família, antes do envio deles (Mt 5.37).

Tudo deve ser feito com muita clareza e correção. Nesse sentido, a igreja local envia e assume a responsabilidade financeira com o missionário. Esse compromisso deve ser ajustado periodicamente, de acordo com o exame criterioso dos custos da obra a ser desenvolvida, tais como: transporte do missionário até o local da atuação da obra, moradia, educação, saúde da família e tudo que esteja relacionado à instalação do missionário com sua família naquele país. Isso respaldará a obra missionária até que esta adquira condições de se autossustentar e dar assistência ao obreiro em todas as áreas de sua vida.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


1- O custo do sustento financeiro:

O princípio de calcular os custos antes de embarcar em projetos missionários é uma sabedoria prática ensinada por Jesus em Lucas 14.28. Além disso, a necessidade de estabelecer acordos claros e contratos prévios entre a igreja e o missionário, como mencionado em Mateus 5.37, destaca a importância da transparência e integridade nas relações missionárias.

  • A palavra-chave aqui é "sustento" e sua raiz está relacionada à ideia de prover ou fornecer. No contexto bíblico, a palavra grega associada a esse conceito é "προσφορά" (prosphora), que também pode ser traduzida como oferta ou contribuição.

O princípio estabelecido por Jesus em Lucas 14.28, sobre calcular os custos antes de embarcar em um projeto, reflete uma sabedoria que se estende não apenas à vida cotidiana, mas também às empreitadas espirituais, como o trabalho missionário. Antes de enviar missionários para uma nação específica, a igreja local deve realizar uma avaliação cuidadosa dos custos envolvidos, considerando não apenas as necessidades básicas, mas também os fatores culturais, educacionais, e de saúde.


O uso da palavra "προσφορά" (prosphora) em Mateus 5.37, onde Jesus fala sobre fazer promessas e cumpri-las, ressalta a importância da integridade nas relações, especialmente quando se trata de sustento missionário. Estabelecer contratos claros e acordos prévios assegura que ambas as partes compreendam as expectativas e responsabilidades, promovendo uma parceria saudável e transparente entre a igreja e o missionário.


O compromisso financeiro assumido pela igreja local não é apenas uma obrigação, mas uma expressão prática de apoio e cuidado para com o missionário e sua família. Isso inclui uma variedade de custos, desde o transporte até o local da obra até as necessidades diárias relacionadas à moradia, educação e saúde. Esse compromisso não deve ser encarado como uma despesa, mas como um investimento estratégico na obra missionária.


O ajuste periódico do compromisso financeiro, conforme mencionado, demonstra a flexibilidade e a responsabilidade contínua da igreja em apoiar o missionário em todas as áreas de sua vida. Essa abordagem não apenas respalda a obra missionária durante seu estágio inicial, mas visa capacitar a obra a se autossustentar e a prover assistência abrangente ao obreiro e sua família.


Em resumo, o princípio de calcular os custos e estabelecer acordos claros no sustento missionário reflete uma abordagem bíblica e prática para o envolvimento da igreja local na obra missionária. Essa diligência financeira não apenas assegura a estabilidade do missionário no campo, mas também fortalece a integridade e a eficácia do testemunho cristão em contextos transculturais.

2- Princípios básicos do sustento missionário. Com base no texto bíblico de Filipenses 4.10-20, apresentamos alguns princípios básicos a respeito do sustento missionário. Vejamos:
a) o suporte financeiro deve ser feito de modo organizado sem ignorar a carência e as necessidades dos missionários no campo;
b) o sustento deve ser coletado: nas igrejas e entregue regularmente aos missionários de um modo eficiente e responsável;
c) o sustento de missões é uma resposta voluntária dos fiéis que, em gratidão a Deus pela salvação, apoiam a proclamação do Evangelho e, por isso, doam voluntariamente ofertas para sustentar os missionários enviados;
d) o sustento deve ser mais do que o básico, deve ser amplo de acordo com a natureza daquele trabalho missionário;
e) o sustento de missões deve ser feito de um modo constante e permanente.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


2- Princípios básicos do sustento missionário:

O texto de Filipenses 4.10-20 oferece princípios valiosos sobre o sustento missionário, destacando a importância da organização, coletividade, voluntariedade, generosidade abrangente e continuidade no apoio aos missionários.

  • Vale a pena repetir que a palavra-chave aqui é "sustento" e sua raiz está ligada à ideia de fornecer ou prover. A palavra grega associada a esse conceito é "ὑμᾶς ἀνέβρησα" (hymas anebrēsa), usada em Filipenses 4.10, que denota a preocupação de Paulo com a provisão da igreja para ele.

a) Suporte financeiro organizado e atencioso:

O suporte financeiro para os missionários deve ser uma expressão organizada da preocupação da igreja com as carências e necessidades específicas no campo. A raiz grega "ὑμᾶς ἀνέβρησα" (hymas anebrēsa) em Filipenses 4.10 enfatiza a importância de cuidar das necessidades dos missionários, indicando um provimento atencioso e organizado.


b) Sustento coletado e entregue eficientemente:

A coletividade na contribuição e a entrega regular do sustento refletem a ideia de uma comunidade comprometida em apoiar os missionários. O princípio de coleta e entrega eficiente está alinhado com a coesão e responsabilidade da comunidade cristã em Filipenses.


c) Sustento voluntário em gratidão a Deus:

O sustento missionário deve ser uma resposta voluntária dos fiéis, expressando gratidão a Deus pela salvação. A raiz grega associada a essa ideia de oferta voluntária é "δόντες" (dontes) em Filipenses 4.15, denotando doações feitas de forma livre e voluntária.


d) Sustento amplo e abrangente:

O princípio de que o sustento deve ser mais do que o básico destaca a generosidade abrangente da comunidade. A palavra grega "περισσείαν" (perisseian) em Filipenses 4.17 refere-se a um excesso, sugerindo que o sustento deve ir além das necessidades básicas, alinhando-se com a natureza abrangente do trabalho missionário.


e) Sustento constante e permanente:

O sustento missionário deve ser contínuo e permanente. O uso da palavra grega "ἐπαρκεῖ" (eparkēi) em Filipenses 4.19 indica que Deus suprirá de maneira suficiente e contínua. Esse princípio ressalta a necessidade de uma provisão constante para garantir a estabilidade e a eficácia contínua no campo missionário.


Em resumo, os princípios do sustento missionário em Filipenses 4.10-20 enfatizam a organização, coletividade, voluntariedade, generosidade abrangente e continuidade no apoio aos missionários. Esses princípios não apenas refletem uma abordagem bíblica para o sustento missionário, mas também demonstram a vital importância de uma comunidade cristã atenta e comprometida na expansão do Reino de Deus.

3- Um apoio fiel e permanente. O apóstolo Paulo elogiou os Filipenses pelo apoio fiel e permanente ao seu ministério (Fp 4.16). Nesse sentido, as necessidades dos missionários não podem ser ignoradas por causa da falta de um planejamento bem feito (Fp 4.15). O fato é que os missionários dependem da fidelidade dos fiéis em quem eles confiam para perseverar no apoio, oração e doação. Nesse aspecto, o desafio da igreja local não é somente enviar, mas também manter o sustento missionário, não abandonando o obreiro e sua família no campo de trabalho.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


3- Um apoio fiel e permanente:

O elogio de Paulo aos Filipenses pelo apoio fiel e permanente destaca a importância da continuidade no sustento missionário. Isso ressalta a necessidade de uma fidelidade constante dos fiéis, que são parceiros cruciais no ministério missionário.

  • A palavra-chave aqui é "apoio" e sua raiz está associada à ideia de comunicar ou compartilhar. No contexto grego, a palavra utilizada é "κοινωνία" (koinonia), que denota uma comunhão profunda e compartilhamento.

O elogio de Paulo aos Filipenses em Filipenses 4.16 revela a essência do sustento missionário como uma expressão de koinonia, uma comunhão profunda e comprometida. A raiz grega "κοινωνία" destaca a ideia de compartilhar e participar ativamente no ministério do apóstolo. Esse compartilhamento não é apenas financeiro; é uma parceria espiritual na obra do evangelho.


O alerta em Filipenses 4.15 sobre não ignorar as necessidades dos missionários ressalta a importância de um planejamento bem feito. A palavra grega usada aqui é "ἄγνοια" (agnoia), que se refere à ignorância ou falta de conhecimento. Isso destaca a necessidade de uma compreensão clara e informada das necessidades dos missionários para garantir um sustento eficaz.


Os missionários, ao confiarem nos fiéis para apoio, oração e doação, dependem da fidelidade constante dessa comunidade. A palavra "πιστότητα" (pistotēta), que pode ser traduzida como fidelidade, é crucial aqui. Esse apoio contínuo vai além do envio inicial; é um compromisso de longo prazo com os obreiros e suas famílias.


O desafio para a igreja local não é apenas enviar missionários, mas manter um sustento missionário consistente. O termo "ἀφίημι" (aphiēmi) em Filipenses 4.15, traduzido como "abandonar", implica uma renúncia ou desistência. A igreja não deve renunciar ao compromisso com os missionários, mas deve perseverar no apoio, mesmo quando os desafios surgem.


Em resumo, o apoio fiel e permanente destacado por Paulo não é apenas uma questão financeira; é uma expressão de comunhão e parceria espiritual. O compromisso contínuo da igreja local em apoiar, orar e doar assegura não apenas a estabilidade financeira dos missionários, mas também fortalece os laços espirituais que sustentam o ministério missionário no longo prazo.

SINOPSE II

Os princípios básicos do sustento missionário passam pelo suporte financeiro, entrega eficiente dos recursos e voluntariedade.

AUXÍLIO MISSIOLÓGICO

“A COISA MAIS DIFÍCIL: O DINHEIRO
Sei que os tempos são difíceis, e muitos estão lutando. Mesmo assim, em bons e maus tempos, o ensino de Jesus permanece o mesmo: ‘Onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração’ (Mt 6.21). O dinheiro é o melhor indicador de seus desejos e prioridades do coração e, talvez, o melhor lugar para começar. […] Quais são os recursos que Deus lhe deu que poderiam ser usados para causar tal impacto eterno, global e glorioso? Mesmo que você seja apenas um jovem professor com um salário modesto, você pode causar significativo impacto global e eterno. Imagine o que Deus poderia fazer, se você investir apenas parte do que Ele lhe tem dado para os propósitos, o reino e a glória dEle […] Este mundo será transformado, se Deus der a você toda a graça e coragem para fazer isso” (MATHIS, David (Ed). Cumprindo a Missão: Levando o Evangelho aos não Alcançados e aos não Engajados. Rio de Janeiro: CPAD, 2015, p.95,96).


III – APRENDENDO A INVESTIR NA OBRA MISSIONÁRIA

1- Igreja de Filipos x Igreja de Corinto. Ao contrário da igreja de Corinto, a igreja de Filipos era um exemplo de generosidade missionária (Fp 4.15-19), pois como vimos, ela enviava oferta para o sustento do apóstolo Paulo. Não obstante a igreja de Corinto ter deixado um exemplo na abundância dos dons espirituais e no conhecimento das coisas de Deus (1 Co 1.4-7; 12.1-31; 2 Co 8.7; 12.7), seus membros demonstraram insensibilidade quanto ao sustento financeiro do seu missionário, o apóstolo Paulo. Infelizmente, por não ser generosa, a igreja de Corinto precisou da intervenção de outras igrejas para que o apóstolo pudesse exercer suas atividades (2 Co 11.8,9; cf. Fp 4.15). Portanto, precisamos compreender de forma plena a importância da contribuição financeira em favor da obra missionária (Gl 6.6; Rm 15.25-28; 1 Tm 5.18; 1 Co 9.9-14).

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


1- Igreja de Filipos x Igreja de Corinto:

A comparação entre as igrejas de Filipos e Corinto destaca a diferença notável em sua abordagem para o sustento missionário. Enquanto Filipos era um exemplo de generosidade, Corinto demonstrou insensibilidade em relação ao apoio financeiro ao apóstolo Paulo.

  • A palavra-chave aqui é "generosidade" e sua raiz está relacionada à ideia de liberalidade ou prontidão para dar. No contexto grego, a palavra associada a esse conceito é "ἁπλότης" (haplótēs), que denota simplicidade ou sinceridade na generosidade.

A igreja de Filipos, conforme destacado em Filipenses 4.15-19, é elogiada como um exemplo de generosidade missionária. A raiz grega "ἁπλότης" (haplótēs) sugere uma generosidade simples e sincera, sem segundas intenções. Filipos não apenas enviava ofertas para sustentar o apóstolo Paulo, mas o fazia de maneira constante, demonstrando uma abordagem consistente para com o sustento missionário.


Por outro lado, a igreja de Corinto, embora tenha sido enriquecida em dons espirituais e conhecimento (1 Co 1.4-7; 12.1-31), falhou na generosidade financeira em relação ao apóstolo Paulo. A insensibilidade demonstrada por Corinto em relação ao sustento missionário resultou na necessidade de intervenção de outras igrejas para que Paulo pudesse continuar seu ministério (2 Co 11.8,9; cf. Fp 4.15).


Essa discrepância entre as igrejas destaca a importância da contribuição financeira para a obra missionária. A palavra "ἁπλότης" (haplótēs) sugere que a generosidade não deve ser complicada ou condicional. Ela deve ser uma expressão sincera de compromisso com a propagação do evangelho, como exemplificado pela igreja de Filipos.


A intervenção de outras igrejas em favor de Paulo, como mencionado em 2 Coríntios 11.8,9, destaca a interconexão e a responsabilidade compartilhada entre as igrejas no apoio aos missionários. Isso ressalta a importância de uma compreensão plena da necessidade de contribuição financeira na obra missionária, conforme também enfatizado em passagens como Gálatas 6.6, Romanos 15.25-28, 1 Timóteo 5.18 e 1 Coríntios 9.9-14.


Em resumo, a comparação entre Filipos e Corinto destaca a importância crucial da generosidade financeira na obra missionária. Isso não apenas sustenta os obreiros no campo, mas também reflete a saúde espiritual e a prontidão da igreja em participar ativamente do cumprimento da Grande Comissão.

2- Tendo consciência de nosso dever. Contudo, o apóstolo Paulo ensinou à igreja de Corinto que contribuir para a obra missionária é um investimento espiritual que Deus “credita” na “conta” dos doadores (2 Co 9.6-8). Hoje não é diferente, pois a oferta que oferecemos para o sustento missionário, o Senhor a recebe com alegria. Esse ato nos dá a certeza de que Ele irá suprir todas as nossas necessidades (Fp 4.19). Assim, investir na obra missionária é a certeza de que estamos ajuntando tesouros no céu (Mt 6.20,21).

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


2- Tendo consciência de nosso dever:

O ensinamento do apóstolo Paulo à igreja de Corinto, conforme registrado em 2 Coríntios 9.6-8, destaca a natureza do investimento espiritual na obra missionária. Esse ato não apenas beneficia os missionários, mas também resulta em bênçãos divinas para os doadores, como evidenciado em Filipenses 4.19. Investir na obra missionária, portanto, é uma certeza de ajuntar tesouros no céu, conforme ensinado por Jesus em Mateus 6.20,21. 

  • A palavra-chave aqui é "investimento espiritual" e sua raiz está relacionada à ideia de semear ou plantar. No contexto grego, a palavra associada a esse conceito é "σπείρω" (speirō), que denota o ato de semear.

O ensino de Paulo em 2 Coríntios 9.6-8 usa a metáfora da semeadura para transmitir a ideia de que a contribuição para a obra missionária é um investimento espiritual. A palavra grega "σπείρω" (speirō) enfatiza a ação de semear, sugerindo que a generosidade é como lançar sementes no solo. Esse ato não é apenas um dever, mas uma oportunidade estratégica de semear para o Reino de Deus.


Ao mencionar que Deus "credita" na "conta" dos doadores, Paulo destaca a reciprocidade divina na generosidade. A palavra grega usada aqui é "λογίζομαι" (logizomai), que implica um cálculo ou lançamento em uma conta. Isso indica que Deus considera e recompensa de maneira precisa e justa o investimento espiritual dos crentes na obra missionária.


O ensinamento de Paulo em 2 Coríntios 9 está alinhado com a certeza expressa em Filipenses 4.19 de que Deus suprirá todas as necessidades dos doadores. Aqui, a palavra-chave é "suprir", e a raiz grega é "πληρόω" (plēroō), que significa preencher ou completar. Isso enfatiza que o Senhor não apenas provê, mas preenche completamente todas as necessidades daqueles que contribuem para a obra missionária.


A ideia de ajuntar tesouros no céu, conforme ensinado por Jesus em Mateus 6.20,21, destaca a natureza eterna e duradoura do investimento na obra missionária. A palavra "θησαυρίζω" (thēsaurizō), que significa armazenar como tesouro, sugere que cada contribuição para a obra missionária resulta em riquezas acumuladas no reino celestial.


Em resumo, a contribuição para a obra missionária não é apenas um dever, mas um investimento espiritual estratégico. A semeadura generosa resulta em bênçãos divinas, preenchimento completo das necessidades e a acumulação de tesouros eternos no céu. Isso reflete a promessa divina de recompensar abundantemente aqueles que participam ativamente na expansão do Reino de Deus.

3- Pessoas financiando a obra divina. Em Lucas 8.1-3 um grupo de mulheres acompanhavam nosso Senhor e o serviam com seus bens, ou seja, sustentava financeiramente o ministério de Jesus e seus discípulos. Assim, a responsabilidade do financiamento para a expansão da mensagem do Reino de Deus é algo que podemos rastrear antes mesmo da origem histórica da Igreja. Isso nos revela que, apesar da impossibilidade de a maioria dos cristãos fazer missões transcultural diretamente no campo, ela pode sustentar o ministério de um missionário e, a partir dessa resolução, garantir a execução da obra Missões Transculturais. Portanto, atentemos para as palavras de Hudson Taylor, missionário inglês na china: “A obra de Deus feita segundo a vontade de Deus, jamais terá falta dos recursos de Deus”.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


3- Pessoas financiando a obra divina:

O relato em Lucas 8.1-3 destaca o papel crucial das mulheres que acompanhavam e sustentavam financeiramente o ministério de Jesus e seus discípulos. Essa prática antecede a formação histórica da igreja e revela a continuidade da responsabilidade de financiamento na expansão do Reino de Deus. A citação de Hudson Taylor, um missionário na China, reforça a confiança na provisão divina para a obra de Deus.

  • A palavra-chave aqui é "financiamento" e sua raiz está ligada à ideia de prover recursos. No contexto grego, a palavra associada a esse conceito é "διακονέω" (diakoneō), que denota servir ou ministrar.

O relato em Lucas 8.1-3 destaca a participação ativa de um grupo de mulheres no ministério de Jesus. A palavra grega "διακονέω" (diakoneō), usada para descrever o serviço delas, destaca não apenas uma ação de servir, mas também implica um aspecto prático de prover recursos financeiros. Isso revela que o financiamento da obra divina não é uma inovação da era da igreja, mas tem suas raízes no próprio ministério de Jesus.


O princípio estabelecido por essas mulheres é significativo. Embora a maioria dos cristãos possa não estar envolvida diretamente em missões transculturais no campo, todos têm a capacidade de contribuir financeiramente para a execução dessa obra. A palavra-chave aqui é "sustentar", e a raiz grega é "ὑπαρχω" (hyparchō), que denota fornecer ou prover. Isso ressalta a importância do apoio financeiro como uma forma vital de participação na missão transcultural.


A citação de Hudson Taylor reforça essa perspectiva. Sua afirmação de que a obra de Deus, feita segundo a vontade de Deus, jamais terá falta dos recursos de Deus ressalta a confiança na providência divina. A palavra-chave aqui é "recursos", e a raiz grega é "πλοῦτος" (ploutos), que significa riqueza ou abundância. Isso destaca que o financiamento da obra divina não se limita aos recursos humanos, mas está intrinsecamente ligado à abundância e provisão divina.


Em resumo, o relato em Lucas 8.1-3 e a citação de Hudson Taylor destacam a continuidade da prática de financiar a obra divina desde os tempos do ministério de Jesus. A participação financeira na missão transcultural não é apenas uma opção conveniente, mas uma expressão tangível da parceria do povo de Deus na expansão do Reino. A confiança na providência divina, conforme expresso por Hudson Taylor, incentiva os crentes a contribuir de maneira generosa, reconhecendo que a obra de Deus nunca será deficiente em recursos.

SINOPSE III

A igreja de Filipos tinha a consciência do privilégio de investir no sustento financeiro do ministério do apóstolo Paulo.

AUXÍLIO MISSIOLÓGICO

“SEM MEDO DE SANGRAR
Para a Grande Comissão e para o cumprimento do propósito do Senhor na vida são necessários grandes sacrifícios. Precisamos do sacrifício daqueles que irão, que abrem mão do conforto, da família e do sonho americano. E precisamos do sacrifício daqueles que enviarão. Um cristão paquistanês estava andando de táxi em Nova York, o qual era dirigido por um muçulmano paquistanês. Então, perguntou curiosamente: – Como vai o reino umma? Ótimo respondeu o taxista.

Os americanos têm muito medo de nós. Eles têm muito medo de sangrar. Há, sem dúvida, muitos cristãos nos Estados Unidos que têm medo de sangrar, medo de sacrificar-se e medo de perder o bem-estar em suas mais diversas formas. Só que eu também acredito que há cristãos americanos e cristãos por todo o mundo que não têm medo de sangrar e sacrificar-se por Jesus” (MATHIS, David (Ed). Cumprindo a Missão: Levando o Evangelho aos não Alcançados e aos não Engajados. Rio de Janeiro: CPAD, 2015, p.99).

CONCLUSÃO

Nossos dízimos e ofertas são uma maneira de reconhecermos a soberania de Deus em nossa vida e é a vontade divina a salvação dos perdidos da Terra (1 Tm 2.4). Para que essa meta seja alcançada, Deus conta com cada um de seus filhos, com todos os seus dons e talentos. Deus conta com você para entrar no seleto grupo de mantenedores da obra missionária. O Senhor nosso Deus conta conosco para fazermos chegar Bíblias, literaturas e missionários aos povos que ainda não foram alcançados com a mensagem de vida eterna.

COMENTÁRIO EXTRA: 

Comentários por Hubner Braz


A conclusão destaca a importância dos dízimos e ofertas como uma expressão do reconhecimento da soberania de Deus nas vidas dos crentes. Além disso, enfatiza a vontade divina de que todos sejam salvos, ressaltando o papel vital dos filhos de Deus na consecução desse propósito. A conclusão conclama os crentes a se tornarem mantenedores da obra missionária, reconhecendo que Deus conta com cada um, com seus dons e talentos, para alcançar os não alcançados com a mensagem da vida eterna.

  • A palavra-chave aqui é "reconhecimento" e sua raiz está ligada à ideia de perceber ou admitir. No contexto grego, a palavra associada a esse conceito é "ἐπιγινώσκω" (epiginōskō), que significa conhecer plenamente ou entender.

A conclusão destaca a profunda conexão entre as contribuições financeiras dos crentes e o reconhecimento da soberania de Deus em suas vidas - e vale destacar algumas palavras gregas que foram citados anteriormente.Como por exemplo: A palavra grega "ἐπιγινώσκω" (epiginōskō) sugere um conhecimento pleno e uma compreensão consciente do papel de Deus na vida dos crentes. Dízimos e ofertas não são apenas transações financeiras; são uma expressão ativa do entendimento da soberania divina e da responsabilidade do crente na obra do Reino.


A referência a 1 Timóteo 2.4 destaca a vontade divina pela salvação de todos. Aqui, a palavra-chave é "vontade", e a raiz grega é "θέλημα" (thelēma), que denota a determinação ou desejo ativo de Deus. Isso ressalta que as contribuições financeiras dos crentes não são apenas uma prática piedosa, mas estão alinhadas com o propósito divino de alcançar os perdidos.


Ao convidar os crentes a fazerem parte do seleto grupo de mantenedores da obra missionária, a conclusão destaca a singularidade e importância dessa missão. A palavra-chave aqui é "mantenedores", e a raiz grega é "προστάτις" (prostatēs), que significa protetor ou defensor. Isso implica que aqueles que contribuem financeiramente não são apenas doadores, mas protetores e defensores ativos da obra missionária.


A conclusão encoraja os crentes a reconhecerem que Deus conta com cada um, com seus dons e talentos, para cumprir a missão divina. A palavra "conta" aqui está relacionada ao verbo "contar", mas no contexto grego, a palavra "λογίζομαι" (logizomai) também implica um cálculo preciso e consideração cuidadosa. Isso destaca que a participação financeira é uma responsabilidade séria e uma contribuição significativa para a execução da obra missionária.


Em resumo, a conclusão destaca a profunda teologia por trás das contribuições financeiras dos crentes. Não é apenas uma prática rotineira, mas uma expressão consciente do reconhecimento da soberania divina, alinhada com a vontade de Deus para a salvação de todos. Ao se tornarem mantenedores da obra missionária, os crentes desempenham um papel ativo na proteção e defesa da missão divina, reconhecendo que Deus os conta como colaboradores na expansão do Reino.

REVISANDO O CONTEÚDO

1- O que o texto de nossa Leitura Bíblica em Classe mostra? O texto de nossa Leitura Bíblica em Classe mostra que o apóstolo Paulo aceitou a oferta dos crentes da igreja em Filipos, que foi entregue voluntariamente ao apóstolo, de modo que serviu para o seu sustento.
2- O que os membros e os obreiros da igreja local têm à luz da igreja de Filipos? À luz do exemplo da igreja de Filipos, os membros e os obreiros da igreja local têm o privilégio de serem participantes do sustento financeiro e do apoio aos missionários e suas famílias por meio da secretaria ou do departamento de Missões da igreja.
3- O que a igreja local deve fazer antes de lançar um projeto missionário? Antes de se lançar em qualquer projeto missionário, a igreja local deve fazer os cálculos de custos, conforme mencionado por Jesus no Evangelho de Lucas (Lc 14.28). Por exemplo, é necessário estudar o padrão de vida do país para onde o missionário será enviado.
4- Cite pelo menos dois princípios básicos a respeito do sustento missionário apresentado na lição. a) O suporte financeiro deve ser feito de modo organizado sem ignorar a carência e as necessidades dos missionários no campo; b) O sustento deve ser coletado nas igrejas e entregue regularmente aos missionários de um modo eficiente e responsável.
5- Que ato nos dá a certeza de que Deus suprirá as nossas necessidades? Contribuir para a obra missionária é um investimento espiritual que Deus credita na conta dos doadores (2 Co 9.6-8). Esse ato nos dá a certeza de que Ele irá suprir todas as nossas necessidades (Fp 4.19).


SAIBA MAIS SOBRE
 ESCOLA DOMINICAL:

Gostou do site? Ajude-nos a manter e melhorar ainda mais este Site: Nos abençoe com uma oferta voluntária pelo PiX/TEL (15)99798-4063 ou (pix/email) pecadorconfesso@hotmail.com – Seja um parceiro desta obra. “(Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também. Lucas 6:38 )”

SAIBA TUDO SOBRE A ESCOLA DOMINICAL:

Clique aqui para Download das:

SUBSÍDIOS DAS REVISTAS – 4º Trimestre De 2023
| CLIQUE E ACESSE |

---------------------------------------------------------

Acesse nossos grupos, clique, entre e tenha mais conteúdo:

Muito conteúdo sem sobrecarregar seu celular.
Acesse mais Conteúdo pelo Telegram
Mais conteúdo pelo WhatsApp
Gostou do site? Ajude-nos a Manter e melhorar ainda mais este Site.
Nos abençoe Com Uma Oferta Voluntária pelo

PIX/e-mail: pecadorconfesso@hotmail.com
ou PIX/Tel: (15)99798-4063 ou PicPay: @pecadorconfesso

Seja um parceiro desta obra.

“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. (Lucas 6:38)

---------------------------------------------------------

SEJA UM PROFESSOR DA EBD PREPARADO NO ENSINO. LEIA OS ARTIGOS:

(1) CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSOR DA EBD - ESCOLA DOMINICAL
#ACERVO DE 900 MIL LIVROS EM PDF - ENCONTRE O QUE PROCURA

---------------------------------- 

Gostou do site? Ajude-nos a manter e melhorar ainda mais este Site: Nos abençoe e incentive está obra que demanda tempo com uma oferta voluntária pelo PiX/TEL (15)99798-4063 ou (pix/email) pecadorconfesso@hotmail.com – Seja um parceiro desta obra. “(Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também. Lucas 6:38 )”

COMMENTS

BLOGGER: 2

Sobre o Autor:
Ev. Hubner BrazÉ escritor, professor, blogueiro, pastor. Vivendo para o Reino de Deus. Trabalhando incansavelmente para deixar o blog sempre atualizado abençoando e evangelizando as vidas que acessam este espaço de aprendizado cristão. Criador do projeto Pecador Confesso e tem se destacado em palestras e cursos para jovens, casais, obreiros e missões urbanas | (Tecnologia WordPress).

Nos abençoe pelo PiX pecadorconfesso@hotmail.com

A Contribuição financiará os Projetos: • Mais Ferramentas para o Site. • Melhorar visual. • Manter o Site ativo e funcionando. • Ajudar nas compras de cestas básicas • Fazer parte das Missões Urbanas. • Distribuir Bíblias Grátis. • Discipular Novos Convertidos. • Adicionar Slides e Books em PDF. • Trazer mais Conteúdos para ajudar a ministrar as aulas. ••••Contribua pelo PiX•••• ||pecadorconfesso@hotmail.com || •• ou pix: •• (15) 99798-4063 (WhatsApp)

NOVOS COMENTÁRIOS$type=list-tab$com=0$c=4$src=recent-comments

Nome

#desafio42dias,6,1° Trimestre de 2020,2,10 Coisas,14,10 Sites,3,1º Trimestre,121,1º Trimestre 2018,1,2023,1,2024,19,2º Trimestr,1,2º Trimestre,145,36 Dias De Pureza Sexual,37,3º Trimestre,100,4° TRIMESTRE 2018,1,4º TRIMESTRE,195,A igreja local e missões,28,A Intervenção de Cercília,1,A Mensagem,1,A multiforme sabedoria de Deus,3,A Raça Humana,12,A volta do homem sem rosto,1,Abençoa,6,Abençoadas,6,Abominações,1,Abraão,6,Absalão. EBD,6,Abuso Sexual,5,Acabe,1,Ação de Graça,6,Acazias,1,Acepção,1,Achados,2,AD em BH,2,Adão,16,Adolescente,85,Adolescentes,28,adolescer+,8,Adoração,9,Adulto,143,Aflição,2,Ageu,3,Agonia,1,Agostinho,2,Air,1,Ajuda,2,Ajuda do Alto,3,Ajudando Vítimas das Chuvas,1,ajudar,1,Alcoólica,1,alegria,2,Ali,1,Aline Barros,1,Alisson,1,Alma,11,Alto,2,Amar,14,Amasiado,2,Amém,1,Amigo,7,Amizade,14,Amnon e Tamar,2,Amor,57,Amor de irmãos,4,Amor Perdido,8,Amor Proibido,10,Amós,1,amostra grátis,2,Ana,4,Ananias,2,Andreza Urach,1,Anfetamina,1,Angelologia,2,Angular,1,Aniquilacionismo,1,Anjo de Luz,2,Anjos,4,Anonimo,1,Anrão,1,AntiCristo,3,Antiga,1,Antigo Testamento,6,Ao Vivo,2,Apaixonado,1,Aparece,1,Aplicativo,1,Apocalipse,24,Apologia,12,Apostasia,2,Apostolo,22,Apóstolo dos pés sangrentos,1,apóstolo Paulo,42,Apóstolos,3,App,2,Apple Store,1,apreço imenso,1,Aprendendo,3,aprender,1,APRENDER+,1,Aprendizagem,1,Aprovação,1,aprovado,1,aquecimento,1,Arca da Aliança,3,Arqueologia,2,Arrebatamento,12,Arrebatar,2,Arrependimento,11,Artesão,1,Artista,1,As 95 Teses,1,As Bases do Casamento Cristão,13,As Bodas do Cordeiro,2,Asera,1,Aserá,1,Aspectos,1,Assalto,1,Assassinato,2,Assedio,1,Assembleia de Deus,5,Assista,1,Assista ao trailer oficial do projeto divulgado pela Hillsong.,1,ASSISTIR,1,Assustar,1,Astecas,1,Atacante,1,Atalaia,2,Ataque,3,Ataques,3,Ateísmo,3,Atenção,1,Atender,1,Atentado,1,Ateu,3,Atitude,1,Atitudes,1,Atitute,1,Atividade,1,Atos,16,Atributos,17,atriz,1,Audio Book,4,Auto Escola,1,autoajuda,2,Autoridade,1,Avareza do Amor,1,Avenida Brasil,1,Aviso da Anatel foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta. Mudança começa no dia 29 de julho; haverá um período de adaptação. App's para iphone.,1,Avivado,8,Avivamento,13,Avó,1,Baal,1,Babel,13,bailarina,1,Baixar,38,Balaão,9,Balada Gospel,1,Balzac,1,Banalização,1,Bangu,1,banner,1,Barack Obama,2,Barato,1,Barnabé,2,Base Bíblica,43,Batalha Espirítual,38,Batismo,16,Batismo nas Águas,4,Batista,2,Batom Vermelho,1,Baxterismo,1,BBB,1,Beber,1,Bebês,1,Beijo na Bíblia,1,Beijo Perfeito,3,Bençãos,6,Benhour Lopes,1,Berçário,4,Bernhard Johnson Jr,1,best-seller,5,Bestas,1,Betânia,1,BETEL,158,Betel Adulto,93,Betel Jovem,40,Bíblia,84,Bíblia Diz,22,Bíblias,7,Bíblica,28,biblicas,4,Bíblico,5,Bíblicos,4,Bibliologia,2,Bienal do Livro,10,Bigamia,1,Bilhete,1,Biografia,6,Bispa,1,bissexual,1,BléiaCamp,1,Blíblica,1,BLOG,7,BlogNovela,20,Boaz,2,Bob Marley,1,Boletim,2,Bolsonaro,1,Bom,4,bom-humor,6,Bombom,1,Bondade,2,Bons Sonhos,4,Borboleta,1,Brasil,2,Brasília,1,Brenda Danese,1,Brennan Manning,2,Briga,1,Brincadeira,1,Brother Bíblia,10,Budismo,1,Bullying,1,Busca,9,C. S. Lewis,1,Cadelabro,1,Café da Manhã,1,Calendário,1,Cam,1,Caminho,18,Caminhoneiro,1,Camisa,1,Camisetaria,1,Camisetas,1,Campanha,10,Canaã,1,canal,1,Canção,2,cançasso,1,Cancêr,1,Candidato,2,Cansei,1,canseira,1,Cantada,3,Cantar do Galo,1,cantares de salomão,14,Cantor,2,Cantora,1,Cantora Jayane,1,Cantores,3,capa,1,capacitação,1,Capítulo 1,1,capítulo 10,1,Capítulo 2,1,capítulo 3,1,capítulo 4,1,capítulo 5,1,capítulo 6,1,capítulo 7,1,capítulo 8,1,capítulo 9,1,Caráter,7,cardapio,1,Carência,4,Carismático,7,Carne,2,carreira,1,Carta,18,Carta de Amor,14,Cartas,5,Cartaz,5,Casa,15,Casa Branca,4,Casamento,19,Casamento Misto,6,Catarina Migliorini,1,Cativeiro,3,Cautela,1,CD,1,CDHM,1,Central Gospel,28,Centurião,1,Cerebral,1,Certificados,1,Cessacionismo,1,Cesto,1,CETADEB,1,Céu,12,Céus,9,CGADB,3,Chama,1,Chamada,1,Chamado,2,Champions League,1,Charges,8,Charles Darwin,1,Chegando,1,Cheios,1,CHIPRE,1,Chuva,1,Ciência,7,ciência de dados,1,Ciência vs Bíblia,10,Cinco,2,Cinco momentos mais felizes da minha vida - Série Confissões,1,Circuncisão,3,Ciro Sanches Zibordi,3,Ciúme,3,Civilização,1,Clara Tannure,1,classificação,1,Cláudia,1,Cleycianne Ferreira,11,Clipe Oficial HD,2,Coach,2,Código,1,Cólera,1,Colesterol,1,Colorida,1,com Pedro Bial,1,Combater,4,Comentários,5,Comer,1,Comer Rezar Amar,1,comigo,1,como instalar e usar,3,Como ser um missionário,12,Compartilhe,2,Completo,2,Comportamento,6,Compreender,1,comunhão,7,Comunidade Cidade de Refúgio,1,Concerto,1,Concubinas,1,Concurso Cultural,2,Condição,1,Conectar,6,Confecção,1,Conferência,2,Confession,1,Confirmando,2,Confissões,91,Confrito,3,Congresso,12,Conhecendo,16,Conhecer,4,CONHECER+,1,Conhecereis a verdade,1,Conhecimento,1,Conquista,7,Conquistas,6,Conselhos,14,Consequências,1,Conservador,1,Contra,1,Contra Mão do Mundo.,2,Contraria,1,Conversão,6,Copa America,1,Copimismo,1,Coração,6,Coragem,1,Coreografia,1,Cores,1,Coríntios,6,Corona Vírus,1,Corpo,5,Correios,1,Cortinas,1,Covid-19,1,Coxo,1,CPAD,493,CPAD Adolescentes,68,CPAD Jovem,124,Crack,1,Cracolândia,3,Crente,9,crescimento,4,Creta,1,Criação,24,Cristã,14,Cristão,29,Cristianismo,3,Cristo,38,Cronograma da Bíblia,4,Cronologia,1,Crucificação,8,Cruz,11,Ctrl C + Ctrl V,1,Cuidado,2,Cuide do Coração,5,Culto,17,Culto da Virada de Ano Novo,6,Culto dos Príncipes e das Princesas são destaque no Fantástico,4,Cultura,1,Cura,8,Curado,2,Curso,5,Cuxe,1,D. A. Carson,1,Dalila,1,Dança,1,Daniel,9,Daniel Berg,1,Daniela Mercury,1,Danilo Gentili,1,Dave Hunt,1,Davi,22,Davi e Bate-Seba,9,Davi e Jônatas,9,Davi e Mical,7,de apenas três anos pode ser transferida para SP,1,debate,1,Débora,2,Decisão,1,declaração,6,dedicação,1,deep learning,1,Degeneração,1,Deidade,1,Delírios,1,demissão,2,demônio,12,Demônios,14,Denominação,1,Dentro,1,Denúncias,5,Depressão,2,Deputado Federal,1,derrotando,1,Derrubar,1,Desabamento,1,Desafiando,10,Desafio,10,Desafio Insano,7,Desafio4x4,3,Desapaixonar,3,Descobertas,2,Desculpas,1,Desejo,2,Desenho Bíblico,8,Deserto,17,Desigrejados,3,Despedida,1,Despertamento,1,Destinatários,1,Desunião,1,Deus,106,Deus é Amor,24,Deus está Morto,3,Deus Negro,1,Deus quer te usar,1,deuses falsos,12,Deuteronômio,1,Devaneios,3,Devocional,89,Dez Mandamentos,1,Dez passos,6,Dia,1,Dia da Independência do Brasil,1,Dia de Missões,28,Dia do Evangelista,2,Dia dos Namorados,18,Dia dos Pais,9,Diabetes,1,Diabo,3,Diáconos,12,Diante do Trono,3,Diante do Trono; Lagoinha Solidária,1,Diário,3,Dias,2,Dicas,12,Dicionário,3,Diferente,1,Diferentes,1,Dilma,1,Dilma fala Contra o Aborto,1,Dinâmica,10,Dinheiro,7,Discernimento,2,Discipulado,32,Discipulos,32,Discípulos,34,discussão,1,Distância,1,Diva do Senhor,1,Divina,4,Divino,4,divórcio,3,Dízimos,10,Doação,4,Doação de Bebê,2,Dobrada,1,Doença,4,doença física,7,Dom,9,Domingo Espetacular,1,Dominical,29,Dons de Curas,17,Dons de Maravilhas,18,Dores,1,Doutrina,27,Doutrinas Fundamentais,38,Download,84,Download Livros e E-books,147,Doze,1,Drink de Baygon,1,Drogas,2,Drogas Alucinógenas,2,Drogas Estimulantes,1,DST,1,Duas,1,Duelo,1,e usa nos Smartphones,1,E-Book,37,EBD,745,EBF,1,Eclesiastes,15,ecológico,1,Ecumenismo,1,Éden,8,Edificados,1,Edir Macedo,2,Editar Foto,1,editora crista evangelica,1,Educação,1,Efatá,1,Efésios,3,Egito,6,Elcana,3,Ele,1,Eleição,6,Eleita,1,Eli,2,Elias,11,Eliasibe,1,Eliseu,2,Elizabeth Gilbert,1,Elizeu,4,Ellan Miranda,6,Elogios,1,emagrecer,1,Email,2,empresa,2,Empresa.,1,Encerramento,1,Enchente,1,Enciclopédia,1,Encontrar,1,Encontro,11,Encorajamento,4,Eneias,1,ENFRAQUECIMENTO DA IDENTIDADE PENTECOSTAL,1,Enquete,1,Ensaio Sensual,1,Ensina,1,Ensinar,4,Ensino,4,Ensinos,2,Entendendo,1,entender Deus,3,Entrevista,5,Envia,1,Envio,1,Epidemiologia,1,Epístolas,20,Época de Cristo,3,Esaú,3,Esboço Pregação,5,Escala de Professores da EBD,4,Escape,1,Escatologia,40,Escavação,1,Escola,34,Escola Bíblica Dominical,937,Escola Dominical,87,Escolha,5,Escravo,1,Escritor,1,Escrituras,4,Esdras,2,Espaço,2,esperança,6,esperança. razão,1,Espinhas no rosto,1,espinho na carne,2,Espírito,28,Espírito Santo,42,Espirituais,4,Espiritual,14,Espiritualidade,4,Estado de São Paulo,2,Ester,1,Estevão,2,Estrangeiro,1,Estranho,1,Estratagema de Deus,1,Estrutura,1,Estuda,2,Estudo Bíblico,221,Estudos Bíblicos,517,Estupro,1,Eterna,4,Eternidade,5,Eterno,3,Ética,2,Eu,1,Eu ainda te amo,1,Eufrates,1,Eva,15,evangelho,18,EVANGÉLICA,5,Evangelico,1,Evangélicos,2,Evangelismo,3,Evento,2,Evidências,1,evolução,1,ex-atriz pornô,2,Ex-BBB,1,executado,1,exegese bíblica,2,Exemplar,2,Exemplo de Tensorflow,1,Exemplos,1,exílio,3,Êxodo,2,Experiência de vida,26,Expositiva,2,Expressando,1,Extra,49,Exupéry,1,Ezequias,1,Ezequiel,4,F.F Bruce,1,Facada,1,Face de Deus,1,Facebook,1,fala,7,Falecimento,1,Falsos,13,Falta,1,familia,51,Família,51,Fat Family,2,Fazer,1,Fazer Ligação Gratuita com o App Viber é bem melhor que o Skyper,1,Fé,22,Feirinha,1,Felipe,1,Feminina,7,feminista,7,Férias,2,Ferramentas para Blogger/Twitter/Facebook,12,Festa Junina,3,Festividade,4,Ficar,1,Fidelidade,4,Fiel,4,Filha,6,Filho de Deus,9,Filho do Homem,6,Filho Pródigo,5,Filhos,17,Filipenses,1,Filisteu,1,Filme,3,Filmes,1,Fim,2,Fim de Relacionamento,7,Fim do Mundo,14,Fina Estampa,1,Final,1,Finanças,3,Firme,5,firmeza,2,Firmino,1,Fletar,1,Fogo,1,Fora,1,Forma,1,Formação,1,François Mauriac,1,Frase,5,Frases Sobre Amor,2,Frases Sobre Deus.,1,Free The Nipple,1,Friedrich Engels,1,Frutifica,6,Fundamentalismo,1,Fundamentos,1,Fúnebre,1,funk,1,futuro,1,G-JJHNKFDSCM,7,gadareno,1,Gálatas,1,Galaxy,1,Galileu,1,Galo,1,Game Of Crentes,7,Ganhe Um Livro,21,gastando pouco,1,Gay,8,Gênesis,20,Gênesis.,8,genro,1,Gentios,1,Geografia,1,Geográfica,1,Geração,2,Gestos,1,Getsemani,1,Gideões,16,Gideões Missionários da Última Hora,20,Gigante,3,Gilberto Carvalho,1,Gileade,1,Gilgal,1,Giom,1,GLBS,2,global,1,Globalismo,1,Globo,1,Glória,7,Gloriosa,1,GLOSSÁRIO,2,Glossolalia,1,Glutonaria,1,GMUH,13,Gogue,2,Goleiro,1,Golpe,1,Gômer,1,Gospel,6,Governo,4,Graça,5,Grande,5,Grande Tribulação,4,Grátis,3,Greta,1,Greve,1,grevista,1,grupos religiosos,1,Guardar,1,Guarde o Coração,3,guerra,6,Guia,2,Habacuque,4,Halloween,1,Haxixe,1,Hebraica,2,Hebreus,7,Hedonismo,4,Helena Tannure,1,Hematidrose,1,Herdeiros,1,Heresia,22,Hermenêutica,3,Hernandes,3,Hilquias,1,Hinduísmo,1,hipócrita,1,Hissopo,1,História,8,Historia Real,1,Holística,1,Holocausto,1,Homem,9,Homenagem,1,Homens,3,Homilética,3,Homofobia,15,homosexualismo,12,Homossexual,9,Honestas,1,Hóquei no Gelo,1,Hora,1,Horebe,1,Hubner Braz,23,Hulda,3,Humana,4,Humanas,1,Humanidade,2,Humano,12,Humanos,2,Humildade,2,Humor,11,I.E.Q,1,I.M.P.D.,1,Icabô,1,Identidade,2,Ideologia,1,idioma,1,Ídolos,3,Igreja,42,Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias,1,Igreja Bola de Neve,1,Igreja Local,5,Igreja Mundial do Poder de Deus,3,Igreja Universal Do Reino de Deus,3,Ilha de Patmos,1,Iluminação,1,ilustração bíblica,9,Imanência,1,imersos,1,Imoral,1,Imoralidade,1,ímpio,1,Importa,1,Impostor,1,Impresso Normal,1,Impressora,1,Imutabilidade,2,Incas.,1,indenização,1,Individual,1,indústria,1,Inerrancia,1,Infantil,52,Inferno,5,infiéis,1,inglês,1,Inicio,1,Início,1,inimigo,2,injustiça,1,Insano,2,Insegurança,1,Inspiração,1,Instituição,1,Instrução,3,Integral,1,inteligência artificial,1,Intercessão,1,Internação,1,Internacional,1,Interpletação,2,interpretação,1,intertestamentários,1,Intimidade,4,Introdução,1,iPad,1,iPhone,1,Ira,1,Irmã Zuleide,1,Isaias,2,Isaque,8,Islâmico,1,Islâmismo,1,Israel,11,IURD,2,Jair Bolsonaro,1,Jair Messias Bolsonaro,1,Jardim de Infância,21,Javé,1,Jeito,1,Jejuando,1,Jejum,2,Jeroboão,1,Jerusalém,6,Jesua,1,Jesuíta,1,Jesus,53,Jesus Cristo,56,Jesus de Nazaré,9,Jezabel,1,Jó,18,João,17,João Batista. Ossada,2,Joás,1,JOEL,1,John Piper,1,John Stott,1,Jonas,2,Joquebede,2,Jornada,9,Jornal da Record,1,José,9,José Wellington,1,Josh McDowell,1,Josias,2,Josue,8,Josué,9,Jotta A,1,Jotta A lança 1º CD em culto evangélico,1,Jovem,232,Jovens,191,Judá,1,Judá e Tamar,1,Judas,1,Juízes,1,Juízo,1,Juízo Final,7,Julgamento,5,Julgamento Final,2,julgar,1,Julio de Sorocaba,1,Julio Severo,1,Juniores,42,Juramento,1,Justiça,4,Justo,1,Juvenis,22,Karkom,1,Karl Marx,1,Karma,1,Katy Perry,1,Kelly Medeiros,1,Kenneth E. Hagin,1,Kopimism,1,Lançamento,3,Lanna Holder,2,Layssa Kelly,1,Lázaro,2,Lei,5,Léia e Jacó,7,Leilão,3,Leis,2,Leitor,1,Leitora,1,Leitura,9,LEITURA BÍBLICA,3,Lembrancinhas,1,LeNovo,1,Lepra,1,Ler a Bíblia em 42 dias,3,Lésbica,1,leva Mr Catra e Sarah Sheeva para falar sobre infidelidade: “Para Deus pode tudo”. Assista ao vídeo,1,Levítico,1,Liberdade,2,Libertação,1,Libertador,1,Libertinagem,1,Libertos,2,Lição,25,Lição 5,1,Lições,1,Lições Bíblicas,10,Lições Bíblicas da BETEL,415,Lições Bíblicas da CPAD,597,Lições de Vida,28,Líder,8,Líder Adolescente,29,Líder Jovem,25,Liderança,16,Líderes,3,Lídia,1,LinkedIn,1,Lino,1,Lista,2,Litoral,1,Liverpool,1,livre,5,Livre Arbítrio,7,Livres,2,Livro,38,Livro do Trono,3,Livro em Audio,7,Livro Selado,2,Livros - Comentarios,94,Livros Evangelicos,49,livros poéticos,13,Localização,1,Logos,1,Loide,3,Loira,1,Longanimidade,1,Lopes,1,Louco,1,Louvor,10,LSD,1,Lua Nova,1,Lucas,14,Lucifer,1,Lutando,1,Lutas Marciais Mistas,1,Luto,7,Luz,1,Luz do mundo,2,Lya Luft,1,MacBook Air,1,machine learning,1,Maçonaria,1,Maconha,1,Madame de Stael,1,Mãe de Moises,8,‪Magia,1,Magogue,2,Maias,1,Mal,4,Malala,1,Malaquias,3,Manancial,1,Mandamento,1,Manifestação,3,Manifestação em Cristo,2,Manual de missões,22,Mãos,2,Maquiagem,2,Marcador de Páginas,1,Marcas,3,Marcha Para Jesus,2,Marco Pereira,1,Marcos Pereira,2,Mardoqueu,1,Maria Madalena,2,Mário Quintana,2,Martinho Lutero,1,Mártir,2,Mártires Cristãos,4,Massacre,1,Masturbação,7,Materialismo,1,maternal,16,Mateus,1,Matityáhu,1,Matrimonio,7,maturidade cristã,8,Max Lucado,2,Meditação,1,Mega Sena da Virada com Fé,1,Melhor Bíblia de Estudo,11,Melhores Blogs,3,Melhores Sites,4,Meninos de Rua,1,Menor,1,Mensagem,5,MENSAGENS,2,Mensagens para SMS,12,Mensagens SMS,2,Mensal,2,Messias,3,Mestre,4,Mesulão,1,metaverso,1,Meteoro,1,Metusalém,1,Michelle Bolsonaro,1,Mídias Sociais,2,Milagres,15,Milênio,3,Milionário,1,Millôr Fernandes,1,Milton,1,Minas,1,Ministério,20,Ministério Público Federal,2,Miqueias,2,Miriã,2,Misericórdia,6,Missão,44,Missiologia,30,Missionário,28,Missões,24,Mistério,1,Mitologia,1,Mitos,1,MMA,1,Mobilização,2,Moda Bíblica,2,Moda Cristã,2,Moda Evangélica,2,Modelo,3,Modelos,1,Moisés,21,Monarquia,3,Monte,4,Monte Tabor,1,Moralismo,1,Mordomia,9,Mordomo,1,Morrer,2,morte,13,Mortos,2,Motim,6,Motivos,1,Movimento,1,Muda,1,Mulçumano,1,Mulher,6,Mulher de Potifar,1,Mulheres,7,multiplicação,1,Mundo,9,Muro,1,Muros,1,Musica,8,Naama,1,Nacional,2,Namorado,18,Namorar,34,Namoro,106,Não,1,Não Prometeu,1,Nascença,2,Nascimento,3,Natureza,6,Naum,1,Necessidade,2,Neemias,4,Negar,2,Neimar de Barros,5,nem Cristo a Derrotaria,1,Neopentecostal,2,NetFlix,1,Nigéria,1,Ninrode,1,No Fundo Do Poço,1,Noadia,1,Noé,1,Nome,2,Nome de Bebê,1,Nomes,2,Nora,2,Normalização,3,Norte,1,Noruega,1,Nota,2,Notícia gospel,72,Notícias Gospel,220,Nova,16,Novas Lições,2,Novela,2,Novo,5,Novo Testamento,6,Novos Céus e Nova Terra,10,Novos Convertidos,14,Novos Valores,2,nutricionista,1,Nuvem,1,NX Zero,1,O adeus,1,O beijo de Vancouver,1,O Bom Samaritano,2,O Bom Travesti,1,O casamento negro,1,O Exército de Cleycianne,1,O MINISTÉRIO DE EVANGELISTA,6,O MINISTÉRIO DE PASTOR,13,O Quarto da Porta Vermelha,1,O que é visível e apenas o avesso da Realidade,1,Obadias,1,Obede-Edom,1,Obediência,11,Obesidade,1,Obra,4,Obras,3,obreiro,2,Obstáculos,1,Odio,1,Ofertada,8,Ofertas,8,Oficial,1,Olhando para direção errada,1,Olhar,3,Onde Estiver,1,ônibus,1,Onipotente,1,Onipresente,6,Onisciente,1,Online,1,Onri,1,ONU,1,Opinião,1,Opinião dos Outros,2,Oposição,1,Opressão,1,Oração,28,Orando,1,Orar,4,Orfanato,1,Organização,2,Origem,6,Os Melhores Livros,29,Os Valores do Reino de Deus,2,Oséias,5,Oséias e Gomer,5,Osiel Gomes,5,Outra Chance,3,Ovelha,8,Padrões,1,Paganismo,1,Pagãos,1,Pai,6,Paixão,3,Paixão e Cura,1,Palavra,6,Palavra de Deus,7,Palavras,1,Pandemia,5,Pânico,1,pão,2,Papa,1,Papa Francisco I,1,Papai,6,Papo,1,Paquera,2,Paquistanesa,1,Paquistão,1,Para Sempre,1,Parábolas,28,Paradoxo,2,Paródia Gospel,2,Paródia Gospel da música Kuduro com Jonathan Nemer #RiLitros,1,Participe,1,Partido Trabalhista PT,1,Páscoa,4,Pastor,22,Pastor Paul Mackenzie Nthenge,1,Pastor Presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular,1,Pastor que cheirou a Bíblia como droga diz que essa foi a menor loucura que já fez por ela: “Eu já comi a minha Bíblia”. Assista ao vídeo,1,Pastora,2,Pastores,4,Paternidade,2,Patrick Greene,1,patristicas,2,Paulo,31,Pb. Renan Pierini,1,PDF,75,Pecado,42,Pecador Confesso,14,PECC,61,Pedindo,1,Pedofilia,2,Pedofilo,1,Pedra,1,Pedras,1,Pedro,9,peixe,1,Pelos,1,Pensamento,3,Pentateuco,6,Pentecostal,11,Pentecostes,3,Perda,3,Perdão,14,Perdidos,6,Perfeito,2,Perigo,9,Perigos,7,Perlla,1,Permanecer,1,Permitir,1,Perseguição Religiosa,3,Perseguidor,2,Personalizadas,1,Personalizar Foto,1,Perspectiva,1,Pesquisa,2,Pessoa,2,pessoas,5,Peter Moosleitner,1,Philip Yancey,8,Piada,1,Piercing,2,Pinguins,1,pintar unhas,1,Pira,1,Pirataria,1,Pirralha,1,Pison,1,Planeta Terra,2,Plano de Aula,7,PLANO DE LEITURA BÍBLICA,15,Planos,6,Plantador de Igrejas,2,Play Back,1,playboy,1,Plenitude,7,Poder,4,Poema,3,Poesia,4,Polêmica,4,Poligamia,2,Politica,1,Política,1,Pop Gospel,1,Porção,1,pornô,1,Porque caímos sempre nos mesmos pecados?,8,Portões,1,Posse,1,Possível,1,Posto,1,Povos,2,Pr Gilmar Santos,1,Pr Napoleão Falcão,3,Pr. Alexandre Marinho,1,Pr. Caio Fábio,2,Pr. Carvalho Junior,1,Pr. Ciro Sanches Zibordi,3,Pr. Claudionor de Andrade,1,Pr. Jaime Rosa,1,Pr. Jeremias Albuquerque Rocha,1,Pr. Marcelo Cintra,5,Pr. Marco Feliciano,8,Pr. Mário de Oliveira,1,Pr. Silas Malafaia,12,Pr. Yossef Akiva,1,Pragas,2,Praia,1,Prática,2,Praticar,3,Pré-Adolescentes,19,Preço,1,Predestinação,4,PrefiroBeijarABíblia,1,Pregação,14,Pregadores,4,Premier,1,Premium,1,Preocupar,1,Preparado,3,Preparativos,1,Presbíteros,1,presidente,4,Presídio,1,Prevenção,2,previdência,1,Primário,28,Primeira,2,primeiro,4,Primeiro Amor,18,Primeiro Beijo,5,Primícias,2,Primogênitos,1,Princípios,1,Prioridades,2,Prisão,4,Prisioneiro da Paixão,4,privada,1,Problemas,3,Profecia,21,Professor,21,Profeta,34,Profeta Jeremias,3,Profetas,25,Profetas Menores,23,Profética,4,Profético,9,Programa de Educação Cristã Continuada,1,Programa Na Moral,1,Programa Superpop,1,Progressista,1,Projeto,2,Projeto Cura Gay,2,Promessa,9,Prometida,2,Promoção,5,Promoção Blogosfera Apaixonada,2,Propósito,4,Prosperidade,1,Prostituta,2,Proteção,1,Protesto,1,Provai,1,Provê,1,Proverbios,15,PSDB,1,Pura,1,Purifica,2,Puro,1,Pv 4.23,1,Qualidades,1,Quando Deus diz não,9,Queda,10,Quem segue a Cristo,3,Quem Sou?,1,Querer,2,Querite,1,Raça,1,Racismo,1,Rainha de Sabá,3,Rainha Ester,2,Raptare,1,Raquel,2,Realidade,8,Rebeldia,3,Rebelião,1,Receber,1,Reconciliação,2,Reconstrução,1,Recuperação,1,Rede Globo,2,Rede Insana,2,Redenção,1,Redentora,1,redes neurais,1,reflexão,21,reformado,1,regime,1,Regininha,1,Registro Módico,1,regras,1,Rei,3,Rei Xerxes,1,Reinado,15,Reino,19,Reino de Deus,16,Reino dividido,8,Reino do Messias,6,Reis,1,Rejeição,1,Relacionamento,68,Relativismo,3,Relatos,5,Relógio da Oração,4,Remida,1,Renato Aragão esclarece polêmica sobre seu próximo filme sobre o “segundo filho de Deus” que gerou polêmica nas redes sociais.,1,Renuncia,1,Renúncia,1,Reportagem,2,Resenha,75,Reservado,2,Resguardar,1,Resistir,1,Resplandecer,1,Responde,1,Responsabilidade,2,Resposta,1,resposta bíblica,1,Ressurreição,6,Restauração,3,Restauracionismo,1,Resumo,8,Retorno de Cristo,3,Retribua,1,Reuel Bernardino,1,Rev. Augustus Nicodemus,3,Revelação,5,Revelado,1,Revista,104,revolução industrial,1,Rezar e Amar,1,Richard Baxter,1,Rico,4,Rio Tigre,1,Riqueza,3,Riscos,1,Roboão,1,Rock Gospel,1,Rodolfo Abrantes,1,Roupas,3,Rubem Alves,1,Ruins,1,Russel Shedd,1,Rute,4,Sá de Barros,3,Sábado,1,Sabedoria,17,SABER+,1,Sacerdócio,5,Sacerdotal,5,Sacrifício,4,Sadhu Sundar Singh,1,Safira,2,Safra,1,Sal da Terra,1,Salmos,30,Salomão,12,Salvação,29,Salvador,17,Sambalate,1,Samuel,14,Samuel Mariano,1,Sangue,3,Sangue no Nariz,1,Sansão,2,Santa Ceia,4,Santidade,10,Santificação,12,Santo,4,sapienciais,1,sapiências,1,Sara,2,Sarah Sheva,1,Satanás,7,Saudações,2,Saudades,4,Saul,10,Saulo,2,Savífica,1,Secrets by OneRepublic,1,Segredo,1,Seguidor,1,Seguir,1,Segunda,2,Segundo,1,Segundos,1,Segurança,1,Seita,2,Seja um empreendedor Polishop e ganhe dinheiro sem sair de casa,1,Selada,1,Seleção Brasileira,1,Sem,1,Sem Garantia,1,Semeador,8,Semente,2,Sementes,2,Seminário,1,Senhor,4,Senhorio. Jesus,1,Sensibilidade,1,Sentido da Vida,6,Sentimento,2,Sentimentos,4,Separação,2,Separar,2,Ser,3,será que é pago?,2,Serenata de Amor,1,Série Chá Com Professores,4,Série Dicas de Como Liderar,23,Série Mensagem Subliminar,1,Série Versículos Mal Interpretados,5,Sermão,4,Sermão do Monte,4,Sex,2,Sexo,5,Sexual,4,Sexualidade,5,Sidney Sinai,1,SIFRÁ e PUÁ,1,Significados,4,Silas Malafaia,5,Silêncio no Céu,9,Silk,1,Silk Digital,1,Símbolos,1,Simples,1,Sinal,1,Sincero,1,Sistema,2,Sites,3,Slide PC,2,Slider,462,slides,7,Smartphone começa a ser vendido por operadoras nesta quarta-feira (6). Galaxy S3 é o principal rival do iPhone 4S. Compare os dois modelos,1,SMS Gratuito com WhatsApp para seu Smartphone,1,Soberania,1,Sofonias,3,Sofrimento,4,Sogra,3,Soldados,5,Solidão,2,Solidariedade,1,Solução,1,Sonhos,5,Sonhos de Valsa,1,Sono,1,Sono da Alma,10,Sorrir,3,Sorteio,2,Sou,1,Subjugação,1,Sublimação,1,Sublimidade,1,Submissão,5,Subsídio,95,Sucessor,1,Sueca,1,Sujeição,1,Sul,1,Sulamita,5,suprema,2,Surface Pro 2,1,Suspenção,1,Sutiã,1,Sutileza,11,Sutilezas,1,tabela,1,Tabernáculo,4,Tabita,1,Tablet,1,Talentos Cristãos,3,Tarado,1,Tarso,1,Tatuagem,3,TCC,1,Tecido,1,Tecnologia,2,Tela Cinza,1,Telegram,1,Temas,2,Temática,2,Temor,8,Temperamento,1,Tempestade,2,Templo,3,Tempo,5,Tempo de Viver Coisas Novas,3,Tempos,2,tensorflow,1,Tentação,9,Teologia,16,Teologia da Libertação,2,Termino de Namoro,7,Término do Namoro,2,Termos,1,Terra,4,Terra Prometida,7,Terremoto,1,Testamento,1,Testemunho,21,Thalles Roberto,3,Thalles Roberto comenta da repercussão de música cantada por Ivete Sangalo,1,The Best,1,The Noite,1,Theotônio Freire,1,Tiago,3,Tigres,1,Tim Keller,1,timidez,2,Timna,1,Timóteo,13,Timothy Keller,1,Tipos,1,Tiras,1,Tirinha,4,Tirinhas Gospel,13,Tiro,1,tisbita,1,Títulos,1,Tomas de Aquino,1,Top,2,Top Blogs,4,TOP Canais,1,Top Sites Fotos,3,Top5,2,Torá,1,TPM,1,Trabalho,3,Tragedias no Rio de Janeiro,1,Traição,2,Transcendência,2,Transfer,1,Transforma,2,Tratando de uma leucemia,1,treinamento,1,Trevas,1,Tribunal de Cristo,2,Tribunal de Justiça,1,Trimestre,2,Trindade,3,Trino,2,Triunfal,1,Trono Branco,2,Tudo vê,1,Túnica,1,Tutelar,1,TV,1,TV Band,2,TV Record,3,Twitter,5,UFC,1,Ultimos Dias,1,Últimos Dias,1,um trono e um segredo,1,Uma crente,1,Uma História de Ficção,79,Unção,2,Ungido,1,Unidade,9,Universo,2,Uno,1,Urias,1,Utensilios,1,Uzá,1,Vagabundo Confesso,29,Valdemiro Santiago,4,Valores,1,Vanilda Bordieri,1,Velhice,3,Velho Testamento,1,Velório,1,Vem,2,Vencendo,2,Vencer,2,Vendedor de Droga,1,Vento,5,Ver Deus,1,Veracidade,7,Verdade,5,Verdadeira,7,Verdadeira História,1,Verdadeiro,4,verdades,1,Versículos,4,Viagem,5,Vício,1,Vida,29,VIDA CRISTÃ,2,Vida depois da morte,13,Vida Pessoal,3,Vidas,1,Vídeo,24,Vigilância,2,vinda,4,Vindouro,3,Vinho,1,Violência,2,Virá,2,Virgem,3,Virgindade,3,Virtude,1,Visão,2,Vitor Hugo,1,Vitória em Cristo,1,Vivendo,1,Viver,5,Voca,1,vocacionados,1,Volta,2,Volta de Cristo,5,Votação,1,Wanda Freire da Costa,1,webdevelops,2,Yehoshua,1,Yeshua,1,YOSHÍA,1,You Tube,2,youtuber,2,Zacarias,2,Zaqueu,1,Zelo,5,
ltr
item
Pecador Confesso: Lição 09 - A Igreja e o Sustento Missionário
Lição 09 - A Igreja e o Sustento Missionário
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhNawgKymnksPz6s5w4iVYIYU3pt4R8N7R8-x5TswrcF1ZNvNQx_LN5vZDL5fWi9ux2g2HlRzjULAM8F2pfShOXIK1McHF0EcfedQECZ4BQLgR7bm-zu9ipdN1QrM4Vj5z5aabMy3hcDTc3afP1bTkzcrqDr5EHtDRJXabKq0Agcyctt4u7x6m6dKqB73qg/w640-h360/Lic%CC%A7a%CC%83o-09-Adultos-4%C2%BATRIM-2023-misso%CC%83es-transculturais-novo-testamento.webp
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhNawgKymnksPz6s5w4iVYIYU3pt4R8N7R8-x5TswrcF1ZNvNQx_LN5vZDL5fWi9ux2g2HlRzjULAM8F2pfShOXIK1McHF0EcfedQECZ4BQLgR7bm-zu9ipdN1QrM4Vj5z5aabMy3hcDTc3afP1bTkzcrqDr5EHtDRJXabKq0Agcyctt4u7x6m6dKqB73qg/s72-w640-c-h360/Lic%CC%A7a%CC%83o-09-Adultos-4%C2%BATRIM-2023-misso%CC%83es-transculturais-novo-testamento.webp
Pecador Confesso
https://www.pecadorconfesso.com/2023/10/licao-09-igreja-e-o-sustento-missionario.html
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/
https://www.pecadorconfesso.com/2023/10/licao-09-igreja-e-o-sustento-missionario.html
true
4561833377599058991
UTF-8
Loaded All Posts Mais Posts Clique Aqui Repetir Cancele a repetição Delete Por Home PAGES POSTS Mais Posts Eu Te Recomendo LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy